Skip to content

Capítulo 01 – Filho 06

by admin on julho 30th, 2011

PATRIARCAS - ANTÔNIO JOSÉ GIRÃO e MARIA JOSÉ PESSOA DA SILVA

FILHO 6 – EDUARDO HENRIQUE GIRÃO, mais conhecido por “MAJOR EDUARDO”,  este 6º filho de Antonio José Girão (Senhor) nasceu a 19.02.1819 e faleceu a 12.02.1901, na Fazenda Paraíso, de sua propriedade, a qual ficava localizada na primeira faixa do sítio Patos, próximo ao centro da então Vila do Espírito Santo, hoje a agradável cidade de Morada Nova. Segundo consta, ”era bem o tipo do homem respeitável do sertão, sempre ouvido e acatado” e, por isso, gozava de grande reputação na sua terra, tendo atuado nos negócios públicos e religiosos do seu município, de onde fez parte, inclusive, da Câmara Municipal, eleita em 1876.

Além de exercer as funções de Vereador, foi também, àquela época, escolhido como procurador e administrador dos bens patrimoniais da paróquia local.

Depositário de mentalidade moderna, para o seu tempo, e progressista, o Major Eduardo dotou a sua fazendo Paraíso, fundada em 1848, de um engenho e de outros mecanismos, para a produção de rapaduras, farinha, etc. (v. Geraldo Nobre, in “História de Morada Nova – Período de Formação” – gráfica Editora Cearense, 1976, p. 157).

Dois foram os casamentos contraídos pelo Major Eduardo: o primeiro, com a sua prima Mariana Carneiro Monteiro (Dona), falecida a 05.02.1860, filha do português Joaquim José Carneiro Monteiro e Isabel Maria Pessoa; e o segundo, com outra prima,

Benvenuta Pessoa da Cunha, mais conhecida por “Dona Bem”, nascida a 11.04.1833 e falecida a 17.02.1920, filha do português Luis José da Cunha Correia e Ana Joana Pessoa da Silva. (c/c Raimundo Girão – op. Cit.)

Desses dois enlaces matrimoniais, Eduardo Henrique Girão batizou e educou 14 filhos, enumerados a seguir (excluídos os dois que faleceram em tenra idade):

Engenho a tração animal

a) Do primeiro casamento, com Mariana Carneiro Monteiro (Dona), os filhos:

NETO 38LUÍZA CÂNDIDA CARNEIRO (Lulu)

NETO 39 – FRANCISCO DE ASSIS GIRÃO

NETO 40 – PORFÍRIO HENRIQUE GIRÃO

NETO 41 – CAPITULINA HENRIQUE GIRÃO (Sinhá)

NETO 42 – ALEXANDRE EVÊNCIO GIRÃO

NETO 43 – MÁXIMO HENRIQUE GIRÃO, f. menor.

NETO 44 – MARTINHO HENRIQUE GIRÃO, idem.

b) Do segundo leito, com Benvenuta Pessoa da Cunha (Dona Bem), os filhos:

NETO 45 – DOMITÍLIA PESSOA GIRÃO

NETO 46 – JOSÉ PAULO GIRÃO

NETO 47 – PETRONILA DOS SANTOS GIRÃO (Petra)

NETO 48 – ANA PESSOA HENRIQUE GIRÃO (Naninha)

NETO 49 – MARIA PESSOA GIRÃO (Mariazinha)

NETO 50 – FRANCISCO EDUARDO GIRÃO (Chiquinho)

NETO 51 – LUÍS EDUARDO GIRÃO (Lulu)

NETO 52 – LÚCIA PESSOA GIRÃO

NETO 53 – ANTÔNIO EDUARDO GIRÃO (Tonho)

NETO 54 – FLORENTINA PESSOA GIRÃO (Flor)

NETO 54 – EDUARDO HENRIQUE GIRÃO 

N 38 – LUÍZA CÂNDIDA CARNEIRO (Lulu), geralmente conhecida por “LULU’, primogênita do primeiro leito do Major Eduardo, nasceu a 18 de fevereiro de 1843 e faleceu a 3 de dezembro de 1893, aos cinqüenta anos de idade.

O retrato que, atualmente, se tem dela mostra que ela era, de fato, uma mulher muito bonita, porém de uma pessoa séria e de personalidade forte e que inspirava confiança. A sua condição de primogênita, estimada pelos pais, fê-la uma personagem importante na família. Consciente de suas responsabilidades, ela costumava a ser escutada pelos demais membros da família.

Casou-se com Leandro Carneiro de Sousa, pertencente a família dos Carneiro de Sousa, também de grande projeção no século XIX, em Morada Nova, como bem salientou o historiador Geraldo S. Nobre (op. cit. p. 91). O sogro de Luíza Cândida de nome Inácio Carneiro, por exemplo, integrou a 8ª Companhia das Ordenanças respectivas, por nomeação de 2 de junho de 1821 e tinha como um de seus ancestrais Bento Carneiro de Sousa, o que levou o historiador Geraldo Nobre, a admitir ser esta família oriunda dos primeiros povoadores de Morada Nova.

Outro membro importante dos Carneiros de Sousa, cunhado de Luíza Cândida era o Alferes José Carneiro de Sousa, o qual, juntamente com o major Eduardo, fazia parte da primeira Câmara de Vereadores de Morada Nova, cuja presidência recaiu, merecidamente, diga-se de passagem, sobre o Professor Manuel Antônio Ferreira Nobre,”… por sua atuação decisiva em todos os entendimentos para a criação do Município, pela cultura notória e, também, pela conduta irrepreensível” ( v. Geraldo S. Nobre, in História de Morada Nova – Período de Formação, p. 190).

Tanto o professor Manuel Nobre como o Alferes José Carneiro foram casados com mulheres da família Girão: o primeiro, com Felícia Pessoa Girão (1ª esposa) e o segundo, com Cristina Augusto Carneiro Girão, advindo de ambos numerosa descendência.

DESCENDÊNCIA DE LUÍSA CÂNDIDA (Lulu)

Luisa Candida Carneiro Girão (Lulu)

José Carneiro de Sousa (Irmão de Leandro Carneiro de Sousa e cunhado de Lulu)

Domitília Pessoa Girão (Primogênita do segundo casamento do Major Eduardo)

Do casal LEANDRO CARNEIRO DE SOUSA – LUÍSA CÂNDIDA nasceram, além dos dois primeiros inuptos (Carlos Augusto, n. a 17.01.1865, e o outro de cujo nome não se tem notícia), mais quatro (4) filhos:

● Bn 172 – LUÍS CARNEIRO GIRÃO (Luisinho), nasceu a 04.12.1869 e faleceu a 09.09.1942, casado com a prima Luzia Damasceno Girão (Lôza), n. 31.01.1871, filha de João Damasceno Girão e Maria José da Cunha Pessoa. (Ver F 7 e N 66 – Capítulo VII).  O casal teve sete (7) filhos:

O historiador Raimundo Girão, seu sobrinho, que teve a privilégio de conhecê-lo pessoalmente, chama à atenção para a personalidade do seu tio, sob a alegativa de que ele merecia um estudo à parte.

De acordo com o testemunho do sobrinho historiador, Luisinho era possuidor de “uma inteligência clara, extrovertido, que teve a desventura de cegar ainda moço, mas encarou a cegueira com altaneria. Sempre muito alegre, de loquacidade cativante e espírito aberto à conquista de amizades”. Costumava ler muito (livros, jornais, almanaques), porém – acrescenta o tio historiador – com os olhos pacientes das filhas e da mulher, a tia Luzia Damasceno Girão (a sua Lôza), “a mansidão feito gente”. Se alguma delas errava na leitura, ele a corrigia. Na opinião do historiador Girão, ninguém foi mais alegre.

Ao pressentir a aproximação de alguém – assinala seu tio – ia logo gritando: “Quem é, donde vem, para onde vai? Apeie-se e conte a história direito!”. A chama da curiosidade mantinha-se acesa no seu sempre ativado espírito. Como a curiosidade é o caminho que leva ao saber, Luisinho adquirira muitos conhecimentos e, em conseqüência, conversava sobre qualquer assunto.

Tia Lôsa

DESCENDENTES DE LUÍS CARNEIRO GIRÃO (Luizinho):

Tn 470 – JOSÉ TEODORICO GIRÃO, n. a 01.07.1892 e f. a 26.07.1905.

Havendo este primogênito falecido em tenra idade, consequentemente sem descendência, iniciaremos este subgrupo com o segundo filho-trineto.

Luís Girão Carneiro (Girão) e Victa Carneiro Girão (Jovem)

  Tn 471 – LUÍS GIRÃO CARNEIRO (Girão ou Girão da Jovem), nasceu a 16.08.1893 e faleceu a 09.06.1961, cc. Victar Carneiro (Jovem), n. a 14.06.1897 e f. a 20.06.1997, aos 100 anos, era filha de Joaquim José Girão Filho e de Quitéria Amélia Carneiro (Ver Tn 255 – Capítulo IV). Girão, agricultor e pecuarista, era bem o exemplo do proprietário-vaqueiro da fazenda, no Município de Morada Nova. A sua propriedade ficava no lugar denominado “O Canto da Onça”, com terras de um lado e outro do rio Banabuiú. Ali, o Girão da Jovem, como era conhecido, com a colaboração proverbial de sua esposa Vitar Carneiro, uma das poucas provas de que o Deus dos Cristãos fez o homem a sua própria semelhança, o casal Girão-Jovem, repito, educou os seus cinco filhos, criou o seu gado, plantou seus roçados de algodão, milho e feijão e fez o seu queijo, indispensáveis à subsistência da família, estruturada, aliás, sob a égide do amor entre os pais, que, a despeito do “temperamento algo diferente”, souberam transmitir aos filhos os valores que esmaltam o caráter, como “o cumprimento da lei, retidão de comportamento, honestidade, confiança no trabalho e respeito estrito aos valores morais…”, como bem salientou o filho caçula, Dr. Eduilton Carneiro Girão, hoje, médico de renome em Fortaleza.

Figura típica do “Herói do Sertão”, Girão jamais abandonou sua fazenda, enquanto vivo, nem mesmo nas épocas de ausência de chuva, quando a falta d’água e o sol causticante castigam o sertanejo e seus animais, especialmente o gado bovino. Como todo bom pecuarista, este querido membro da família Girão tratava as suas vacas como se fossem verdadeiros seres humanos: chegava até a conversar com elas e, quando porventura uma adoecia ou precisava parir, levantava-se alta hora da noite para cuidar da rês enferma ou necessitada de cuidados. O amor ao seu gado vacum era tanto que nem sequer permitia que ele participasse das vaquejadas, a fim de evitar-lhe os maus tratos.

Nós, que tivemos o privilégio de passar as nossas férias na fazenda do tio Girão – inesquecíveis e saudosas férias – no lugar conhecido como “Canto da Onça”, testemunhamos o quanto era gratificante a hospitalidade de que ali se desfrutava. Girão faleceu, mas deixou aqui, na Terra, a sua JOVEM, que era filha de Joaquim José Girão Filho e Quitéria Amélia Carneiro, para continuar, enquanto viveu, fazendo o bem a quem dela necessitasse, durante mais de cem anos, pois ela nasceu a 14.06.1897 e faleceu a 20.06.1997. O casal teve 6 filhos:

Da esquerda para a direita: Dr. José Eduilton, Nilda, Luiz Filho Maria e Anésia. No centro: Victa Carneiro Girão (JOVEM)

Qn 1020 – RAIMUNDA CARNEIRO GIRÃO, n. 05.11.1922, f. 10.07.1937, solteira.

Qn 1021 – MARIA GIRÃO CARNEIRO DE ANDRADE, 19.12.1923, cc. Fausto Pessoa de Andrade, n. 19.12.1921 e f. 05.09.2006, comerciante e agropecuaristaem Morada Nova. Pais de: (Ver Tn 71 – Capítulo II)

ө Pn 1329 – Salete Andrade de Girão e Silva, n. 07.03.1950, Professora, cc. Raimundo Helder de Girão e Silva, n.21.09.1946, Engenheiro Civil, funcionário da RFFESA e ex-Coordenador do Projeto de Implantação do METROFOR, pais de:

  Hxn 585 – Aída Andrade de Girão e Silva Pinheiro, n. 20.09.1972, formada em Arquitetura pela UFC, cc. André Sales Pinheiro, n. 06.09.1971, comerciante, pais de:

Hpn 54 – Bernardo Girão Pinheiro, n. 13.10.2006.

Hxn 586 – Rommel Andrade de Girão e Silva, n. 20.08.1974, Arquiteto formado pela UFC, cc. Elizângela Martins de Almeida Girão, n. 16.02.1976, Arquiteta, formada pela UFSC, pais de:

Hpn 55 – Rebecca Almeida Girão, n. 27.02.2004.

Hxn 587 – Weber Andrade de Girão e Silva, n. 30.08.1975, Biólogo, formado pela UFC, cc. Karina Vieiralves Linhares, n. 13.08.1971, Bióloga, Mestre e Doutora em Biologia pela UFPE.

Hxn 588 – Elise Andrade de Girão e Silva, n. 10.08.1981, universitária.

ө Pn 1330 – Selva Carneiro de Andrade, n. 14.08.1951, Professora da Rede de Ensino do Estado e do Município de Morada Nova, com Especialização de Educação Física, solteira.

ө Pn 1331 – Stênio Carneiro de Andrade, n. 22.05.1952, comerciante, cc. Maria Aldenice Bento de Andrade, n. 30.04.1957, Pedagoga pela FAFIDAM e professora, pais de:

Hxn 589 – Wagner Bento de Andrade, n. 23.07.1978, estudante universitário, Curso de Geografia pela UFC, solteiro.

Hxn 590 – Gabrielle Bento de Andrade, n. 24.02.1986, estudante.

Prof. Sivaldo Carneiro Girão de Andrade

ө Pn 1332 – Sivaldo Carneiro Girão de Andrade, n. 29.08.1954, Professor e Comunicador, com Licenciatura Plena em História pela Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos – UECE; pós-graduado em Planejamento Educacional pela Universidade Salgado de Oliveira – Rio de Janeiro; funcionário público estadual e municipal; Coordenador do Museu do Vaqueiro e Membro da Associação dos Vaqueiros e Criadores de Morada Nova. Tem prestado relevantes serviços ao Município de Morada Nova, especialmente no que se refere à tradição do “Homem do Chapéu de Couro”- o Vaqueiro – o verdadeiro herói do sertão. Solteiro.

ө Pn 1333 – Sinaldo Carneiro de Andrade, n. 28.06.1958, agropecuarista, cc. Maria das Graças Nobre de Andrade, n. 01.08.1958, professora, pais de:

Hxn 591 – Bruna Nobre de Andrade, n. 24.01.1985, universitária do Curso de História pela FAFIDAM, mãe de:

Hpn 56 – Saul de Andrade Guimarães, n. 16.05.2006.

Hxn 592 – Vícta Nobre de Andrade, universitária do Curso de Geografia da UECE.

Hxn 593 – Paula Nobre de Andrade, n. 10.10.1989, bacharelada em Física pela UECE.

  Qn 1022 – ANÉSIA GIRÃO BARRETO, n. 11.05.1925 e f. 07.03.1993, de prendas domésticas, cc. Francisco Vieira Barreto (Francy), n. 21.02.1923 e comerciante e agricultor, pais de:

ө Pn 1334 – Analdira Girão Barreto, 03.09.1946, professora formada pela Escola de 2º Grau, Maria Emília Rabelo,em Morada Nova – CE e recepcionista em consultório médico em Fortaleza, solteira.

ө Pn 1335 – José Audísio Girão Barreto, n. 18.01.1949, professor com licenciatura plena em História pela Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos – UECE – Limoeiro do Norte; Professor estadual; funcionário público federal do DNOCS e Diretor da Rádio Liberalem Morada Nova – CE, cc. Maria do Socorro Brilhante Barreto, n. 27.10.1952, professora pela Escola do 2º Grau Maria Emília Rabelo,em Morada Nova – CE e funcionária pública municipal, pais de:

Hxn 594 – Gerd Muller Brilhante Girão Barreto, n.05.05.1973, formado em Pedagogia pela UVA e professor municipal, cc, Sara Chaves de Brito, n. 19.10.1975, Secretária Administrativa.

Hxn 595 – Germany Mary Brilhante Girão Barreto, n. 15.03.1978, formada em Pedagogia pela UVA, cc. José Marcos Nobre, n. 30.11.1979, comerciante, pais de:

Hpn 57 – Marcos Germano Girão Nobre, n. 24.02.l998, estudante.

ө Pn 1336 – Francisca Aurinete Girão Barreto da Silva, n. 01.10.1950, bibliotecária pela UFC, Professora Adjunto da UFRGN, cc. Luiz Gonzaga da Silva, n. 25.06.1948, Professor com licenciatura plena em História pela UFRGN e Professor da rede de ensino estadual em Natal – RN, pais de:

Hxn 596 – Guilherme Girão Barreto da Silva, n. 18.12.1978, Engenheiro Civil pela UFRN, cc. Janaina Cristina Cabral da Silva Girão, n. 13.11.1978, universitária.

Hxn 597 – Gustavo Girão Barreto da Silva, n. 01.03.1982, universitário do Curso de Ciência da Computação pela UFRN.

ө Pn 1337 – Aurister Girão Barreto Rodrigues, n. 30.10.1951. Professora com licenciatura plena em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos – UECE, em Limoeiro do Norte e professora da rede de ensino do Estadual, cc. Antonio Edvalson Andrade Rodrigues, n. 05.02.1950, funcionário público federal do DNOCS, pais de:

Hxn 598 – Ravena Girão Barreto Rodrigues, n. 09.11.1980, Economiária, cursando a Faculdade de Direito da UFC.

ө Pn 1338 – Airilene Girão Barreto Barros, n. 21.05.1953, estudante e comerciante, cc. Antonio Afonso Barros, n. 15.02.1950, comerciante, pais de:

Hxn 599 – Sílvia Lorena Girão Barreto Barros Nogueira Nobre, n. 10.03.1973, formadaem Ciências Sociais pela UECE e funcionária pública municipal de Morada Nova, cc. Wendel Nogueira Nobre, n. 23.06.1974, cursando a Faculdade de Educação Física pela UVA e funcionário público municipal de Morada Nova, pais de:

Hpn 58 – Giulia Girão Nogueira, n. 13.02.2003.

Hxn 600 – Sabrina Girão Barreto Barros, n. 26.08.1981, funcionária do Tribunal Regional Eleitoral, formada em Administração de Empresas, solteira.

ө Pn 1339 – Aurileide Girão Barreto Cavalcante, n. 28.03.1955, professora de Educação Física pela UNIFOR. Professora de ensino nas áreas municipal e estadual, cc. Manoel Honorato Cavalcante Neto, n. 26.11.1951, 2º Tabelião Cartório Honorato do 1º Ofício de Morada Nova, pais de:

Hxn 601 – Bruno Girão Barreto Cavalcante, n. 30.06.1982, formado em Farmácia pela UFC e funcionário público municipal de Morada Nova, solteiro.

Hxn 602 – Isaac Girão Barreto Cavalcante, n. 20.11.1983, formadoem Ciências Atuariais na UFC, solteiro.

ө Pn 1340 – Aliete Girão Barreto, n. 04.11.1956, professora com licenciatura plena em Geografia pela Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos – UECE, em Limoeiro do Norte – CE e professora da rede estadual de ensino, solteira.

ө Pn 1341 – Aliene Girão Barreto Bezerra, n. 07.04.1959, formada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Mãos – UECE – Limoeiro do Norte e Pós-graduada em Psicopedagogia e funcionária pública municipal, cc. Francisco Clêrton Bezerra, n. 01.02.1958, funcionário público municipal e comerciante, pais de:

Hxn 603 – Aline Girão Barreto Bezerra, n. 30.11.1984, estudante.

Hxn 604 – Artur Girão Barreto Bezerra, n. 04.07.1995, estudante, filho especial.

ө Pn 1342 – José Aldir Girão Barreto, n. 03.12.1964, secundarista e motorista autônomo, cc. Maria Dilaci Nobre Girão Barreto, n. 26.02.1964, professora com Licenciatura Plena em Letras pela FAFIDAM Escola e funcionária pública estadual, pais de:

Hxn 605 – Plínio Nobre Girão Barreto, n. 18.03.1986, universitário em Ciências da Computação, solteiro.

Qn 1023 – CÁRMEN, f. menor.

Qn 1024 – HELENA, f. menor, em 09.08.1927.

Qn 1025 – IVANISE, f. menor, em 12.12.1928.

Qn 1026 – LUÍS GIRÃO CARNEIRO FILHO, n. 12.05.1933, funcionário público estadual e ex-gerente de controle das Casas Pernambucanas, cc. Cecília Cavalcante Carneiro, n.05.08.1935, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1343 – Anete Cavalcante Girão, n. 10.08.1955, Bacharela em Direito, funcionária do Fórum Judiciário de Fortaleza, mãe de:

Hxn 606 – Allen Cavalcante Girão, n. 12.11.1982, universitário, cc. Andriele Araújo, estudante, pais de:

Hpn 59 – Ana Cecília Araújo Girão, n. 19.09.2004.

ө Pn 1344 – Aliete Cavalcante Girão, n. 01.09.1956, cc. José Eurino Crisóstomo Filho, pais de:

Hxn 607 – Allan Girão Crisóstomo, n. 14.11.1983.

Hxn 608 – Allana Girão Crisóstomo.

Hxn 609 – Francisco Avanir Cavalcante Girão.

ө Pn 1345 – Luís Girão Carneiro Neto, n. 20.07.1959, funcionário do Fórum Judiciário, cc. Fabrízia Cavalcante Cardoso, pais de:

Hxn 610 – Gabriela Cardoso Girão, n. 03.07.1983.

Hxn 611 – Gizela Cardoso Girão, n. 27.03.1989.

Hxn 612 – Luís Gustavo Cardoso Girão.

ө Pn 1346 – Arlete Cavalcante Girão, n. 29.09.1961, formada em Enfermagem pela UNIFOR, mãe de:

Hxn 613 – Táizel de Cavalcante Girão, n. 08.05.1988, estudante.

Hxn 614 – André Cavalcante Girão Moura Filho, n. 26.07.1991, estudante.

Hxn 615 – Adson Cavalcante Girão, n. 15.11.1992, estudante.

ө Pn 1347 – José Auristélio Cavalcante Girão, n. 01.03.1963, cc. Heloisa Helena de Castro Araújo Girão, n. 09.04.1958, pais de:

Hxn 616 – Bruna Araújo Girão, n. 01.10.1980.

Hxn 617 – Ana Lívia Araújo Girão, n. 08.04.1991.

Hxn 618 – Beatriz Araújo Girão, n. 26.06.2000.

ө Pn 1348 – Alinete Cavalcante Girão, n. 09.03.1964, mãe de:

Hxn 619 – João Victor Cavalcante Girão.

ө Pn 1349 – Alizete Cavalcante Girão, n. 27.05.1965, Corretora de Seguros, solteira.

ө Pn 1350 – Adinete Maria Cavalcante Girão, n. 09.11.1967, cc. Antonio Vicente Cardoso e S. Mota, pais de:

Hxn 620 – Morgana Cardoso Girão Mota, n. 01.12.1987.

Hxn 621 – Erick Cardoso Girão Mota, n. 31.05.1993.

Hxn 622 – Derick Cardoso Girão Mota, n. 09.07.1996.

ө Pn 1351 – Ana Lúcia Cavalcante Girão, Cabeleireira, n. 22.01.1969, cc.  Alexandro Kelter de Paiva, Representante Comercial, pais de:

Hxn 623 – Yan Ruben de Paiva, n. 17.03.1998, estudante.

Hxn 624 – Abdias Kele de Paiva Neto, n. 11.09.1993, estudante.

ө Pn 1352 – Paulo Rodney Cavalcante Girão, n. 12.07.1972, cc. Alana Herbene.

ө Pn 1353 – Daniel Cavalcante Girão, n. 27.06.1975, Auxiliar Administrativo, cc. Raquel Rodrigues Cavalcante Girão, n. 02.10.1978, prendas domésticas, sem filhos.

Qn 1027 – Nilda Girão Carneiro, n. 01.11.1936, modista e professora, pessoa de índole tranqüila e modesta, de personalidade sóbria, mas muito bondosa, prestativa e voluntariosa, principalmente amiga estimadíssima da família, solteira.

Qn 1028 – José Eduílton Girão, n. 18.10.1943, formado em Medicina pela UFC – Turma de 1969, com especializaçãoem Clínica Geral. Médico extremamente humanitário, de extraordinária competência e invulgar inteligência. Goza de larga reputação e conceito na sociedade pela sua vasta bagagem de saber. Detendo amplo domínio de seu ofício, exerce a Medicina com ardor e, como bom Médico, acolhe o enfermo com forte sentimento de amor ao próximo, revelando o verdadeiro caráter humanitário que sublima suas ações. É casado com Valtina de Oliveira Santana Girão, n. 20.12.1948, Assistente Social, com a qual teve as filhas:

ө Pn 1354 – Evelyne Santana Girão, n. 27.10.1973, formada pela Faculdade de Medicina da UFC e Médica Residente de Clínica Médica pelo Hospital Universitário Walter Cantídio da mesma Faculdade; Especialistaem Clínica Médica pela Sociedade Brasileira de Clínica Médica e Associação Médica Brasileira; Estagiária do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) São Paulo/SP; Especialista e Mestra em Infectologia pela Universidade de São Paulo (USP), São Paulo/SP; Médica Residente em Infectologia no Hospital das Clínicas da mesma universidade; Integrante do Corpo Clínico dos Hospitais: São José de Doenças Infecciosas da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, do Hospital Universitário Walter Cantídio da UFC e do Hospital Regional da UNIMED/Fortaleza, exercendo ainda atividades médicas em seu consultório clínico em Fortaleza; Atua também, como convidada, em atividades docentes em vários níveis, participando de trabalhos de pesquisas com registro bibliográfico na sua especialidade. É casada com Leonardo Robson Pinheiro Sobreira Bezerra, natural de Juazeiro do Norte, filho de Raimundo e Leda Bezerra. Médico pela Faculdade de Medicina da UFC; Residente em Ginecologia e Obstetrícia pela Maternidade Escola Assis Chateaubriand da mesma Universidade; Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia (SOCEGO); Especialista, Mestre e Doutor em Uro-Ginecologia pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de São Paulo/SP (UNIFESP); Integrante do Corpo Clínico do Hospital Geral César Cals e Maternidade Escola Assis Chateaubriand; Exerce atividades instrumentais e cirúrgicas da sua especialidade em vários hospitais de Fortaleza e atende em consultório privado na Capital cearense; Desenvolve atividade didática, como Professor Convidado,em Sociedades Científicas, Hospitais e Universidades do Ceará, outros Estados e Eventos Científicos locais, nacionais e internacionais; Tem ativa produção científica nas  áreas de pesquisa e crescente bibliografia, mantendo vivo interesse por artes, em especial pela música popular brasileira. De seu casamento, nasceu:

Hxn 625 – Lia Girão Bezerra, n. 27.07.2005, em Fortaleza/CE.

ө Pn 1355 – Milena Santana Girão, n. 20.01.1975, formada pela Faculdade de Medicina da UFC; Estagiáriaem Clínica Médica no Hospital Geral César Cals da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará; Médica Residenteem Clínica Médica pelo Hospital do Servidor Público Estadual do Estado de São Paulo/SP; Médica Residente em Gastrenterologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Pauloem Ribeiro Preto/SP; Desempenhou atividades profissionais em Saúde da Família e exerce também atividades hospitalaresem Clínica Médica em Ribeirão Preto e desempenha atividades de pesquisa, tendo participado como autora e co-autora de vários eventos científicos e publicações médicas nacionais. Solteira.

SINOPSE BIOGRÁFICA DE JOSÉ EDUILTON GIRÃO

Morada Nova, berço dos Girões. Na paisagem serena dessa terra abençoada pelo Divino Espírito Santo, mais uma criança vinha ao mundo. Nascia José Eduilton Girão. Seus pais, Victa Carneiro Girão, por todos chamada de Jovem, e seu marido Luiz Carneiro Girão, homem dedicado ao pastoreio e a agropecuária, sentiram cedo que o novo filho, o sexto da prole, não revelava a inclinação paterna para as tarefas peculiares à vida sertaneja, lidar com criações ou cuidar do amanho do chão. Precocemente, o garoto mostrava-se interessado em cadernos e lápis, queria entregar-se aos estudos. Na época devida, matricularam-no no Grupo Escolar Egydia Cavalcante Chagas, onde adquiriu os conhecimentos básicos, alfabetizando-se e concluindo o curso primário. Não obstante viver a infância no meio genuinamente rural, vendo o gado a pastar, ou a sentir a alegria da chuva molhando os roçados do feijão e do milho, o garoto, todavia, não demonstrava nenhuma aptidão para aquele tipo de vida. Não se interessava pelo campo. Queria ler, estudar mais. Esperava ansioso a chegada semanal da revista “O Cruzeiro”, para ler as notícias e inteirar-se do que acontecia no país. Entre os deveres de casa, era comum observar sua obstinação pela área médica. Em alguns momentos era visto a garatujar, sobre papel em branco, e respondia a quem o perguntasse: “estou passando uma receita”…. Nessa fantasia infantil, desenhava-se o destino do futuro doutor. Era preciso, pois, dar continuidade aos estudos. E o caminho da capital foi a opção.

Em Fortaleza, com o primário conclusoem Morada Nova, submeteu-se ao difícil exame de admissão no secular Liceu do Ceará, ali terminando os cursos ginasial e científico em 1963. Logo no ano seguinte, inscreveu-se para o vestibular de Medicina, sem dúvida uma barreira árdua a ser transposta. Venceu-a. Em 1964, o jovem moradanovense tornou-se o acadêmico de medicina José Eduilton Girão. Cinco anos adiante, 1969, estava diplomado o Dr. Eduilton.

A carreira com a qual sonhara abria-se a sua frente, desafiando a sua inteligência, a sua pertinácia e, acima de tudo, o seu amor a tão nobilitante missão profissional. Concorreu e conquistou uma vaga pra fazer Residência Médica no respeitável Hospital dos Servidores Público do Rio de Janeiro, para onde se transferiu no começo da década de70. Aexperiência adquirida naquele estágio seria a base de sua competência na profissão. Mas ele costuma citar alguns nomes daqueles a quem devota profundo sentimento de gratidão e respeito, creditando-lhes grande influência na sua vocação e no seu comportamento, quer pessoal, quer profissional. Jamais esqueceu os amigos Francisco de Assis Serra, Carlos Alberto Studart e Paulo Marcelo Martins Rodrigues, mentores, guias, seus ídolos. Como ídolo o é, também, o seu querido primo Luizinho, Luiz de Souza Girão, esteio decisivo nos primórdios de sua luta em Fortaleza, solidário e generoso, a quem homenageia com uma foto em seu consultório, onde pode ser encontrada outra foto, a do Dr. Paulo Marcelo.

Em 1972, uniria sua vida à de Valtina, jovem piauiense, então acadêmica de Serviço Social. Deste feliz casamento, nasceram duas filhas: Evelyne e Milena, as quais, para maior alegria dele, decidiram seguir-lhe a mesma carreira. São duas excelentes médicas, que têm no Pai a fonte de inspiração eterna e o mestre sempre disponível para sua orientação.

Figura humana invulgar, a todos cativando pela afabilidade, é um esposo e um pai exemplar. No lar ou no consultório, em toda e qualquer atividade de que participa, Eduilton coloca acentuada dose de amor e devoção. É grande em tudo o que realiza.

Excessivamente modesto, sem alardear títulos e vitórias, Eduilton é, entretanto, um dos médicos cearenses de currículo mais rico.

Atualizando-se continuamente, devotando-se de corpo e alma à carreira que abraçou, sua ânsia de aprimoramento levou-o já aos mais importantes centros da Medicina dos Estados Unidos e da Europa.

O doutor Eduilton exerceu e continua exercendo várias atividades na sua carreira médica, foi pioneiroem nosso Estadodo controle da Infecção Hospitalar, para o que mereceu o apoio integral do saudoso Dr. Carlos Alberto Studart. Embora seja um clínico geral, sempre se dedicou com afinco ao estudo da infectologia, sentindo a extraordinária importância desse ramo da ciência médica para o completo êxito das terapias que demandam internação hospitalar.

Dada a sua aptidão natural, pela doçura no trato e paciência ilimitada com pessoas idosas, resolveu aprofundar-se no estudo da Geriatria, tornando-se um dos grandes geriatras do Ceará na atualidade.

Num reconhecimento ao seu trabalho em favor da Medicina no Ceará e no País, José Eduilton Girão recebeu numerosos títulos honoríficos, como o da Ordem Cearense do Mérito em Gastroenterologia; Médico do Ano de l985do Hospital de Messejana; homenagem do Centro de Estudos Dr. Abelardo Rocha, do Hospital São Mateus; homenagem da família Carneiro Girão; título de amigo da Especialidade e Semeador de Amizade e Companheirismo; Médico Padrão de l997; homenagem da Prefeitura de Barreiras; Comenda do Centro Médico Cearense; homenagem da Sociedade Brasileira de Clínica Médica – CE, dentre diversas outras.

Este é o perfil de Eduilton Girão, lembrado quando da solenidade comemorativa aos seus 60 anos de vida, 35 dos quais devotado à Medicina do Ceará, destacando-se a simplicidade em atender a todos, indistintamente, pobres ou ricos, com extremo carinho e humanismo, oferecendo cura aos seus pacientes, fé, estímulo e força para a recuperação da saúde e gozo pleno da vida.

1. ASCENDÊNCIA

Avós: a) Maternos: Joaquim José Girão Filho e Quitéria Amélia Carneiro.

b) Paternos: Luís Carneiro Girão (Luisinho) e Luzia Damasceno Girão (Lôza)

Nascimento: 18.10.1943 – Morada Nova – CE.

Escolaridade – Primeiras letras com a Professora:

Curso Primário: Escola Municipal de Morada Nova – CE.

 2. FORMAÇÃO PROFISSIONAL

• Título de graduação: MÉDICO – formado pela Faculdade de Medicina da UFC –     Turma de 1969.

Formação Pós – graduada principal:

- Residênciaem Clinica Médica, no Hospital dos Servidores do estado (IPASE, atual SUS/RJ), de 02.01.1970 a 20.12.1971.

 • Estágios de menor duração:

New England Medical Center – Tuffty University – Boston – Massachusetts – USA.

Clinical Gerontology, de Oxford, Inglaterra.

- Em Controle de Infecção Hospitalar: Hospital de Ipanema, – Rio de Janeiro; Hospital Universidade Antônio Pedro da Universidade Federal Fluminense – Niterói – RJ; Hospital São Paulo da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP – SP).

- Em Atualização no tratamento das cefaléias: Hospital Universitário da Universidade Federal de Pernambuco.

-Em Clínica Geriátrica: Departamento de Medicina Clínica da Universidade de Oxford – Inglaterra.

3. APROVAÇÃOEM CONCURSO PÚBLICO

- Como Interno Bolsista (5º e 6º anos de Curso Médico): Instituto Dr. José Frota – Fortaleza – CE

- Médico Clínico do Instituto Nacional da Previdência Social do Ministério da Saúde Fortaleza – CE.

- Médico Perito do Serviço de Perícias Médicas do INSS então INPS – Fortaleza – CE.

- Docente do Departamento de Medicina clínica da Faculdade de Medicina da UFC.

4. CARGOS E ATIVIDADES QUE EXERCE OU EXERCEU

• Médico Clínico do Hospital de Messejana (SESA/CE), de 03/1975 a 02/2003.

• Presidente da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do mesmo Hospital.

• Membro da Comissão de Farmácia e Terapêutica, do mesmo Hospital, de 08/78 a 02/2003.

• Médico Clínico do Hospital Geral César Cals/SESA/CED, desde 02/2003.

• Membro do Comitê Estadual para Uso Racional de Antimicrobianos da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (SESA/CE).

• Membro da Câmara Técnica de Clínica Médica do Conselho Regional de Medicina do Ceará (CREMEC).

• Consultorem Doenças Infecciosase Terapêutica Anti-Microbiana do mesmo Hospital.

• Médico Perito do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) – Fortaleza – CE.

• Médico da Comissão Estadual de Controle de Infecção Hospitalar da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará – Fortaleza – CE.

• Membro do Comitê de Clínica Médica para reformulação da Assistência à Saúde da mesma Secretaria.

• Clínico Internista, com atuação ao nível privado, em consultórios de hospitais em Fortaleza – CE.

• Membro do Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará.

•Colaborador da Escola de Saúde Pública do Estado do Ceará – Paulo Marcelo Martins Rodrigues, na coordenação de formação de profissionais para o Programa de Saúde da Família (PSF).

• Médico Internistaem Clínica Medicada Casa de Saúde e Maternidade São Raimundo – Fortaleza – CED.

• Diretor da Divisão Médica do Hospital de Messejana – SUS – Ceará.

• Diretor Geral do Hospital de Messejana – SUS – Ceará.

• Presidente da Comissão de Ética do referido Hospital.

• Presidente da Comissão Estadual de Controle de Infecção Hospitalar da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará.

5. SOCIEDADES CIENTÍFICAS A QUE PERTENCE OU PERTENCEU

• Membro da Associação Médica Brasileira, desde 1971.

• Membro do Centro Médico Cearense, filiado à referida Associação.

• Diretor Científico do Centro Médico, desde agosto de 1997.

• Membro da Associação Brasileira dos Profissionais em Epidemiologia e Controle de Infecção Hospitalar, desde 1989.

• Membro da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, desde 1991.

• Presidente da Regional da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, de1993 a1998.

• Membro do Conselho Editorial do “Jornal do Clínico!” da referida Sociedade, de1994 a1998.

• Member do “AmericanCollegeofPhysicians”, desde 1995.

• Membro da Academia Cearense de Medicina – Fortaleza – CE, desde 1995.

• Fellow do “AmericanCollegeof Physicians” a partir de 01.07.2001.

• Membro da Sociedade Médica São Lucas/Fortaleza-CE,

José Lino e Adília

Tn 472 – ADÍLIA CARNEIRO GIRÃO, n. 09.11.1894, de prendas domésticas, cc. José Lino Henrique Girão, n. 03.12.1892 e f. 10.03.1978, fazendeiro e agropecuarista, filho de Hermógenes Henrique Girão e Benvinda Dorotéia Girão. Pais de: (Ver Bn 22 – Capítulo II)

Qn 1029 – ALDENORA CARNEIRO GIRÃO, cc. José Edmilson de Oliveira, pais de: (Ver Tn 284 – Capítulo IV)

ө Pn 1356 – Francisca Mariza de Oliveira Silva, n. 22.05.1941, Professora, cc. Antônio Gonçalves da Silva, pernambucano, n. 12.06.1936, Oficial da Aeronáutica, pais de:

Hxn 626 – Antônio Gonçalves da Silva Júnior (Pachequinho), n. 25.01.1963.

Hxn 627 – João Carlos de Oliveira Silva, n. 12.05.1960 e f. 23.06.1978.

utica,l da Aeronros, pais de:

de:

Hxn 628 – André Luís de Oliveira Silva, n. 20.01.1966.

Hxn 629 – Luís Augusto de Oliveira Silva (Gusto), n. 02.08.1969.

Hxn 630 – Luís Carlos de Oliveira Silva (Neném), n. 16.02.1979.

Hxn 631 – Ítala Márcia de Oliveira Silva, (Bacita), n. 18.10.1971, mãe de:

Hpn 60 – Aíla Márcia Oliveira Silva.

Hxn 632 – Luís Antonio de Oliveira Silva (Tonho), n. 24.05.1975.

ө Pn 1357 – Arquimedes de Oliveira Sobrinho, Oficial da Marinha, cc. Zozimar França Oliveira, n. 02.05.1945, pais de:

Hxn 633 – Zildinai França Oliveira, n. 27.05.1965, graduadaem Ciências Médicas pela Universidade de Brasília – DF.

Neta de Aldenora e bisneta de José Lino Girão, Zildinai França Girão de Oliveira, nascida a 27 de maio de 1965, no Rio Grande do Norte, sempre foi motivo de orgulho para seus genitores Arquimedes de Oliveira Sobrinho (filho de Aldenora e Zozimar França de Oliveira), especialmente pelo fato auspicioso de ter sido ela uma aluna verdadeiramente estudiosa, obtendo os primeiros lugares em todos os cursos a que freqüentou. Aos 17 anos, esta bisneta de José Lino ingressou na Faculdade de Medicina de Petrópolis e, em 1988, graduou-seem Ciências Médicaspela Universidade de Brasília. Neste mesmo ano obteve o primeiro lugar no concurso de residência médica promovido pela UnB, continuando a tirar o primeiro lugar em todos os concursos a que se submeteu.

Bem preparada para a difícil profissão escolhida, Zildinai Girão é especializada em anestesiologia, com residência médica cursada no Hospital Docente de Brasília.

Por ser recordista em primeiros lugares e a abnegação e humanismo com que se dedica ao seu nobre mister, esta notável médica é motivo de orgulho para seus genitores e glória para a família Girão.

Hxn 634 – Zozilde de Oliveira, cc. Paulo, pais de:

Hpn 61 – Natália Oliveira

Hpn 62 – Bruna

Hxn 635 – José Edmilson de Oliveira Neto.

ө Pn 1358 – Rita de Cássia de Oliveira Silva, n. 04.11.1943, Professora, cc. José Ermétrio Silva, pais de:

Hxn 636 – Cátia Luzia Oliveira Silva.

ө Pn 1359 – Francisca Marília de Oliveira Gomes, n. 12.10.1944, Professora, cc. Francisco Rolim de Alencar Castelo Branco, pais de:

Hxn 637 – Amarílio Oliveira Alencar, cc. Rita de Cássia T. Martins, pais de:

Hpn 63 – Tiago Martins Alencar.

Hpn 64 – Mateus Martins Alencar.

ө Pn 1360 – José Wagner de Oliveira (Branco), n. 15.12.1945.

ө Pn 1361 – Luis Caubi de Oliveira (Preto), n. 13.12.1946.

ө Pn 1362 – Francisca Marilucia de Oliveira Gomes, n. 08.10.1950, cc. Raimundo Nonato Gomes, n. 15.11.1943, pais de:

Hxn 638 – Ana Paula de Oliveira Gomes, n. 13.09.1972.

Hxn 639 – Andréa Oliveira Gomes, n. 03.03.1974.

Hxn 640 – Carla Renata Oliveira Gomes, n. 06.01.1975.

ө Pn 1363 – José Edmilson Oliveira Filho, n. 14.04.1951 (Faísca), Professor com Licenciatura Plena em Química e bacharelado em Química pela UFC, cc. Ana Célia Brito Chaves Oliveira, n. 07.05.1959, Professora, com Licenciatura Plena em História pela UECE, pais de:

Hxn 641 – Cemilson Lino Chaves Oliveira, n. 09.05.1983, estudante.

Hxn 642 – Celiane Chaves Oliveira, n. 09.12.1984, universitária em Direito pela UFC, funcionária do SERPRO, solteira.

Hxn 643 – Gabriel Chaves Oliveira, n. 27.05.1988, estudante.

ө Pn 1364 – Francisco Regino de Oliveira (Chico Regino), n. 21.08.1953, gêmeo de Francisca Regina, cc Regina de Oliveira.

ө Pn 1365 – Francisca Regina de Oliveira (Mana), n. 21.08.1953 (gêmea do anterior), cc. Antonio Hernandes Sampaio, pais de:

Hxn 644 – Antonio Hernandes Sampaio Júnior.

Hxn 645 – Gisele Oliveira Sampaio.

Hxn 646 – Rafael Oliveira Sampaio.

Hxn 647 – Roberto Oliveira Sampaio.

ө Pn 1366 – Alan Kardec de Oliveira (Bolão), n. 14.09.1956.

ө Pn 1367 – Leon Gabriel de Oliveira, n. 02.05.1962.

Qn 1030 – ALDIRA CARNEIRO GIRÃO, n. 28.06.1921, cc. José Barreto Girão (Zezito), n.12.12.1915, pais de:

ө Pn 1368 – José Barreto Girão Filho, n. 24.07.1941, cc. Teresinha de Jesus Girão, n. 10.03.1941, pais de: (Ver Qn 1055 deste Capítulo)

Hxn 648 – Francisco Roberto Girão, n. 04.05.1965, cc. Francisca das Chagas Barreto Girão, n. 29.09.1975, pais de:

Hpn 65 – Roberto Bruno Barreto Girão, n. 30.09.1996.

Hxn 649 – Francisco Ricardo Girão, n. 29.04.1966, cc. Ana Cláudia Xavier Girão, n. 19.06.1973, pais de:

Hpn 66 – Marcos José Xavier Girão, n. 26.03.1996.

Hpn 67 – Márcia Luiza Xavier Girão, n. 15.07.1999.

Hxn 650 – José Renato Girão, n. 08.10.1968, cc. Francisca Jaciane de Oliveira, n. 28.01.1983, pais de:

Hpn 68 – Adriana Cláudia Girão, n. 18.11.1982, casada, mãe de:

Ocn 2 – Síndya Camille Girão, n. 01.03.2000.

ө Pn 1369 – Francisco César Girão Barreto, n. 26.10.1943, cc. Maria Eliene Bezerra Catunda, n. 30.01.1944, pais de:

Hxn 651 – Francisca Meirilene Bezerra Girão, n. 12.04.1963, cc. Raimundo Leudo Carneiro, n. 03.08.1956, pais de:

Hpn 69 – Francisca Meiriane Girão Carneiro, n. 26.09.1979, mãe de:

Ocn 3 – Mariana Girão Carneiro, n. 07.07.1997.

Hpn 70 – Gláucia Geane Girão Carneiro, n. 01.10.1980, cc. Teodósio Jarkean de Oliveira, n. 01.08.1977, pais de:

Ocn 4 – Caio Weslley Girão de Oliveira, n. 09.07.2003.

Hpn 71 – José Emerson Girão Carneiro, n. 16.01.1982, pais de:

Ocn 5 – Vitor Emanuel Sousa Girão, n. 05.02.2002.

Hpn 72 – Francisco Wagner Girão Carneiro, n. 10.03.1983, cc. Francisca Gerliane da Silva Ferreira, n. 28.01.1988.

Hpn 73 – Francisco Jackson Girão Carneiro, n. 21.10.1984.

Hpn 74 – Francisca Nayanne Girão Carneiro, n. 05.08.1988.

Hxn 652 – Maria Betânia Bezerra Girão, n. 25.03.1964, cc. Raimundo Leuton Carneiro, n. 12.03.1960, pais de:

Hpn 75 – Francisco Gledson Girão Carneiro, n. 22.12.1979, cc. Maria Luiza Leandro Girão, n. 19.01.1983, pais de:

Ocn 6 – João Vitor Leandro Girão, n. 10.12.2003.

Hpn 76 – Luiz César Girão Carneiro, n. 12.03.1982.

Hpn 77 – Paulo José Girão Carneiro, n. 27.03.1985,

Hpn 78 – Kilvia Soraya Girão Carneiro, n. 24.04.1983, cc. Ronaldo de Almeida Tavares, n. 06.06.1982, pais de:

Ocn 7 – Maria Eduarda Girão Tavares, n. 27.06.2005.

Hpn 79 – José Gedson Girão Carneiro, n. 12.09.1986.

Hpn 80 – José Welém Girão Carneiro, n. 21.03.1985.

Hxn 653 – Maria Luzia Girão Raulino, n. 13.12.1965, cc. José Helder Raulino, n. 01.07.1961, pais de:

Hpn 81 – Roberta Raulino Girão, n. 26.09.1984, cc. José Milton Freitas de Lima, n. 02.07.1979, pais de:

Ocn 8 – Camile Vitória Girão de Lima, n. 07.03.2004.

Hpn 82 – Renata Cristine Girão Raulino, n. 06.11.1986, cc. Sidney Sampaio de Sousa, n. 09.01.1971, pais de:

Ocn 9 – Bianca Ashlei Girão, n. 15.06.2003.

Hpn 83 – José Róbson Girão Raulino, n. 28.09.1989.

Hpn 84 – Romário Girão Raulino, n. 25.10.1990.

Hpn 85 – Leonardo Girão Raulino, n. 09.04.2000.

Hxn 654 – Maria do Socorro Bezerra Girão, n. 16.11.1967, cc. Faustino de Oliveira Granja, n. 15.02.1964, pais de:

Hpn 86 – Paulo Henrique Girão Granja, n. 18.12.1989.

Hpn 87 – Pedro Henrique Girão Granja, n. 24.11.1992.

Hxn 655 – Ana Cristina Girão Moura, n.04.01.1969, cc. Alberto Vésper Moura Chagas, n. 19.08.1959, pais de:

Hpn 88 – Luana Girão Moura, n. 30.01.1991.

Hxn 656 – Raimunda Célia Bezerra Girão, n. 01.02.1970, cc. Valdeglece Rodrigues Bandeira, n. 31.12.1964, pais de:

Hpn 89 – Herlon Klinsmam Girão Bezerra Rodrigues, n. 31.07.1990.

Hpn 90 – Raveli Bezerra Rodrigues, n. 25.08.1994.

Hxn 657 – Rita Herbene Bezerra Girão, n. 23.05.1972, cc. José Naílson da Silva Coelho, n. 29.11.1968, pais de:

Hpn 91 – Géssica Madeliny Girão Coelho, n. 30.11.1991.

Hpn 92 – Lorena Girão Coelho, n. 10.09.1995.

Hxn 658 – Francisco César Girão Júnior, n. 06.04.1975, cc. Josefa Meiriane Girão Andrade, n. 12.04.1969, pais de:

Hpn 93 – Sávio Girão Andrade, n. 14.03.2001.

Hxn 659 – Francisco Sérgio Bezerra Girão, n. 12.09.1981, cc. Maciane Cristina Cavalcante, n. 19.04.1984.

Hxn 660 – Antonio José Bezerra Girão, n. 22.10.1984, cc. Ana Paula Oliveira Queiroz, n. 07.07.1985.

ө Pn 1370 – José Américo Barreto Girão, n. 02.05.1946.cc. Maria do Socorro Silva Girão, n. 29.06.1947, pais de:

Hxn 661 – José Américo Girão Júnior, n. 19.10.1970, cc. Adriana da Silva Vieira, pais de:

Hpn 94 – Artur Bruno Oliveira Girão, n. 30.10.1997.

Hpn 95 – Paula Fernanda Oliveira Girão, n. 28.06.2000.

Hpn 96 – Glícia Maria Oliveira Girão, n. 21.09.2001.

Hpn 97 – Bárbara Letícia Vieira Girão, n. 11.01.2003.

Hxn 662 – Sandra Helena Girão, n. 18.02.1974, cc. Francisco Carlos Nogueira, n. 10.11.1966, pais de:

Hpn 98 – Carla Samara Girão Nogueira, n. 03.02.1995.

Hpn 99 – Pedro Nogueira Net, n. 26.06.1997.

Hxn 663 – Isabele Karine da Silva Girão, n. 19.01.1983, solteira.

ө Pn 1371 – Maria Aldair Girão Cavalcante, n. 08.06.1947, cc. Francisco Adaílton Cavalcante, n. 26.03.1940, pais de:

Hxn 664 – Adriana Girão Cavalcante, n. 11.09.1982.

Hxn 665 – Altaísa Maria Girão Cavalcante, n. 29.07.1985.

ө Pn 1372 – Maria Nazaré Girão Saraiva, n. 25.02.1950, cc. Paulo Saraiva de Oliveira, n. 16.04.1946, pais de:

Hxn 666 – Nadja Veridiani Girão Saraiva, n. 18.05.1974.

Hxn 667 – Paulo Robério Girão Saraiva, n. 21.11.1981, cc. Natália Maria Negrão Saraiva, n. 26.10.1984, pais de:

Hpn 100 – Paulo Victor Negrão Saraiva n. 28.03.2002.

Hxn 668 – Paulo Rogério Girão Saraiva, n. 21.11.1981, f. menor.

Hxn 669 – Robson William Girão Saraiva, n. 02.02.1983.

ө Pn 1373 – Francisco Iran Barreto Girão, n. 01.04.1952, cc. Margarida Maria da Silva, n. 20.11.1950, pais de:

Hxn 670 – Francisca Margareth Girão de Oliveira, n. 23.01.1972, cc. Raimundo Adriano de Oliveira, n. 28.09.1968, pais de:

Hpn 101 – Francisco Anderson Girão de Oliveira, n. 30.10.1982.

Hpn 102 – Francisco Alisson Girão de Oliveira, n. 11.11.1992.

Hxn 671 – Francisco Wilton da Silva Girão, n. 05.06.1975, cc. Maria das Graças Leandro, pais de:

Hpn 103 – Gustavo Iran Leandro Girão, n. 18.07.2001.

Hxn 672 – José Eduilton da Silva Girão, n. 24.09.1979.

Hxn 673 – Francisca Margarene da Silva Girão, n. 12.10.1980, cc. José Nacélio Mesquita Girão, n. 30.05.1981, pais de:

Hpn 104 – Francisca Larissa Girão, n. 23.05.2000.

Hpn 105 – João Vitor Girão, n. 09.08.2005.

Hxn 674 – Francisca Mardênia da Silva Girão, n. 07.10.1981, cc. José Alexsandro da Silva, n. 22.12.1981, pais de:

Hpn 106 – Francisca Bruna Girão da Silva, n. 20.04.2001.

Hxn 675 – Francisco Iran Barreto Girão Júnior.

ө Pn 1374 – Antônio Barreto Girão Neto, n. 31.10.1955, casado, a primeira vez, com Maria Flávia Martins Oliveira, pais de:

Hxn 676 – Flaviane de Oliveira Girão, n. 17.04.1978, cc. José Ricardo Girão, pais de:

Hpn 107 – Rhaysa Scarllete Oliveira Girão.

ө Pn 1374.1 – Do segundo casamento, com Teonília Américo Oliveira Girão, n. 11.02.1952, vieram os filhos:

Hxn 677 – Tatiany Américo Girão, n. 25.12.1985.

Hxn 678 – Ítalo Américo Girão, n. 16.08.1990.

Hxn 679 – William Américo Girão, n. 13.05.1999.

ө Pn 1375 – Teresinha Barreto Girão Santos, n. 08.08.1957, cc. Francisco Amaro dos Santos, n. 17.02.1948, pais de:

Hxn 680 – Anny Karoliny Girão Santos, n. 10.10.1989.

Hxn 681 – Wanny Késsia Girão Santos, n. 24.08.1994.

ө Pn 1376 – Gletson Marcos Barreto Girão, n. 26.11.1960, cc. Anunciada Azevedo Barreto, n. 25.03.1962, pais de:

Hxn 682 – Igor Aires Girão, n. 21.05.1985.

Hxn 683 – Felipe Azevedo Barreto, n. 07.12.1989.

Hxn 684 – Gletison Marcos Barreto Girão Júnior, n. 03.03.1995.

Qn 1031 – ADELZIRA CARNEIRO GIRÃO DE SOUSA, cc. José Eduardo de Sousa, sem filhos.

Qn 1032 – ALUÍSIO HENRIQUE CARNEIRO GIRÃO, cc. Rita Irene Bandeira Girão, pais de:

ө Pn 1377 – Ângela Maria Bandeira Girão.

ө Pn 1378 – Aluísio Carneiro Girão Júnior, cc. Eleni Silva Girão, pais de:

Hxn 685 – Carlos Helano Silva Girão.

Hxn 686 – Jorge Ítalo Silva Girão.

Hxn 687 – Aluísio Carneiro Girão Neto.

ө Pn 1379 – Alísio Bandeira Girão, cc. Ivonilde Belmino Girão, Professora, pais de:

Hxn 688 – Alísio Iuri Belmino Girão.

ө Pn 1380 – Alba Bandeira Girão, cc. Iran Dantas Medeiros, pais de:

Hxn 689 – Kleber Dantas Girão.

Hxn 690 – Rita Maria Bandeira Girão.

Hxn 691 – Iasmim Girão.

ө Pn 1381 – Adília Maria Bandeira Girão, universitária.

Qn 1033 – MARIA ADÍLIA GIRÃO, PROFESSORA, funcionária aposentada da Cia. Telegráfica a Cabo-Submarino (extinta WESTERN), solteira.

Francisca Girão e suas irmãs Aldenora, Adelzira e Maria Adília

Qn 1034 – FRANCISCA CARNEIRO DE GIRÃO LIMA, n. 08.06.1930, professora, funcionária pública e poetisa, cc. José Honorato de Lima, n. 17.03.1923, funcionário público estadual.

O imenso clã dos Girões é formado por muitos importantes grupos familiares. Dentre eles há aquele que se destaca por ter abrigado no seu seio o legendário vaqueiro Hermógenes Henrique Girão, de gloriosa memória, decantado no aboio do “Pega do Boi Moleque” e, por contar com a poetisa Francisca Carneiro Girão, nascida a 8 de junho de 1930,em Morada Nova. Francisca, juntamente com as suas irmãs Aldenora, Adelzira e Maria Adília são componentes deste grupo privilegiado, sendo filhas, com Aluisio, do casal José Lino Henrique Girão e Adília Carneiro Girão.

Poetisa de grande sensibilidade, Francisca Girão utiliza sua veia artística para exaltar as coisas e a gente de sua querida cidade onde nasceu. É a autora dos hinos de Morada Nova e do Vaqueiro, além de outras poesias, dentre as quais, a que se denomina “Salina Minha Lagoa”. O casal teve os filhos:

ө Pn 1382 – José Flaubert de Honorato Girão, n. 03.11.1952, Médico Veterinário, cc. Lúcia de Fátima Nogueira Girão, n. 28.07.1957, Assistente Social, pais de:

Hxn 692 – Luzardo Nogueira Girão, n. 29.06.1985, formado em Fisioterapia pela UNIFOR.

Hxn 693 – Lucas Nogueira Girão, n. 01.12.1990.

Hxn 694 – Luciano Nogueira Girão, n. 27.01.1992.

ө Pn 1383 – José Flávio de Girão Lima (Dedé), n. 14.11.1953, f. menor.

ө Pn 1384 – José Fábio de Girão Lima, n. 28.12.1956, Agente Federal, cc. Rosa Marilene Louzeiro Girão, n. 26.03.1960, pais de:

Hxn 695 – José Honorato de Lima Neto, n. 13.07.1985, universitário.

Hxn 696 – Fábio Juan Louzeiro Girão Lima, n. 03.10.1987, universitário.

Hxn 967 – José Fábio de Girão Lima Junior, n. 02.03.1992.

ө Pn 1385 – Flaubênia Maria Girão de Queiroz, n. 05.08.1958, Assistente Social, cc. Elione Dantas de Queiroz, funcionário público, pais de:

Hxn 968 – Marcela Girão Lima de Queiroz, n. 24.01.1985, universitária.

Hxn 699 – Marina Girão Lima de Queiroz, n. 13.10.1989.

Hxn 700 – Leontino Egídio de Queiroz Neto, n. 13.06.1991.

ө Pn 1386 – Flávio José de Girão Lima (Neném), n. 13.01.1963, Geógrafo e funcionário público estadual, cc. Márcia Rabelo de Castro Andrade, Advogada, pais de:

Hxn 701 – Thais de Castro Girão, n. 08.09.1994.

ө Pn 1387 – Fabíola Maria de Girão Lima, n. 28.01.1966. Médica Veterinária, solteira.

Qn 1035 – JOSÉ ALBERTO GIRÃO, cc. Terezinha Rocha Girão, pais de:

ө Pn 1388 – José Marcos Girão, cc. Maria do Socorro Lima, pais de:

Hxn 702 – José Alberto Girão Neto.

ө Pn 1389 – Albetiza Girão de Lima, cc. Francisco Aníbal de Lima, pais de:

Hxn 703 – Franklin Girão de Lima , cc. Djanira Rodrigues Santos, pais de:

ө Pn 1389.1 – Angelina Rodrigues Santos Girão de Lima.

Hxn 704 – Fabrícia Girão de Lima, cc. Adriano Teixeira de Santana, pais de:

ө Pn 1389.2 – Eloisa Girão Santana (ex-marido: Denis Vicente Ricardo), pais de:

 Hxn 704 – Maria Eduarda de Lima Ricardo.

ө Pn 1390 – Carlos Alberto Rocha Girão, cc. Francisca Elineide de Araújo, pais de:

Hxn 705 – Carlineide de Araújo Girão.

ө Pn 1391 – Angelberto Rocha Girão, cc. Ana Lúcia Soares de Lima, pais de:

Hxn 706 – Hércules de Lima Girão.

ө Pn 1392 – Adalberto Rocha Girão.

ө Pn 1393 – Alberlândia Rocha Girão.

ө Pn 1394 – Alverlândia Rocha Girão, cc. Francisco Otaviano da Rocha, pais de:

Hxn 707 – Adriano Rocha Girão.

Hxn 708 – Alexandre Rocha Girão.

ө Pn 1395 – Alverlene Rocha Girão, cc. Antonio da Penha, pais de:

Hxn 709 – Loriane Girão de Lima

Hxn 710 – Lorena Girão de Lima.

ө Pn 1396 – Josberto Rocha Girão.

ө Pn 1397 – Alberlene Rocha Girão, mãe de:

Hxn 711 – Adília Tereza Girão.

ө Pn 1398 – Aldelene Rocha Girão.

ө Pn 1399 – Aurislene Rocha Girão.

Qn 1036 – JOSÉ ALBERTO CARNEIRO GIRÃO, cc. Maria Helena de Oliveira, pais de:

ө Pn 1400 – Carlos Alberto.

Tn 473 – LEANDRO CARNEIRO GIRÃO (Boró), cc. Raimunda Carneiro Nobre. Pais de: (Ver Tn 259 – Capítulo IV)

Qn 1037 – FRANCISCO CARNEIRO GIRÃO, n. 22.02.1926.

Qn 1038 – MARIA CARNEIRO NOBRE GIRÃO, n. 28.06.1929.

Qn 1039 – RAIMUNDA ALAIR CARNEIRO NOBRE, n. 05.10.1932.

Qn 1040 – JOSÉ CARNEIRO NOBRE GIRÃO, n. 02.04.1934.

Qn 1041 – LUÍS CARNEIRO DE SOUZA (Luís do Boró), n.07.03.1936, agricultor, cc. Maria do Socorro Ferreira de Souza, n. 15.06.1953, pais de:

ө Pn 1401 – Alrilene Ferreira de Souza, n. 29.02.1972, cc. Marcus Aurélio Souza Mota, n. 05.07.1972, pais de:

Hxn 712 – Ingrid de Souza Vieira, n. 30.06.1993.

Hxn 713 – Anderson Aurélio de Souza Vieira, n. 14.01.1994.

Hxn 714 – Ângela Maria de Souza Vieira, n. 25.02.1997.

ө Pn 1402 – Francisco Aldízio Ferreira de Souza, n. 11.08.1973, cc. Francisca Anunciada de Souza Lima, pais de:

Hxn 715 – Francisco Alex Lima de Souza, n. 23.03.1996

Hxn 716 – Francisco Alisson Lima de Souza.

ө Pn 1403 – Aldira Ferreira de Souza, n. 03.07.1974, cc. José Raimundo Alves de Lima, n. 13.02.1976, pais de:

Hxn 717 – Brena Kelly Alves de Souza, n. 30.04.1995.

Hxn 718 – José Bruno Alves de Souza, n. 23.09.1998.

ө Pn 1404 – Aldenio Ferreira de Souza, n. 09.06.1976, cc. Zuleide Lima Alves, n. 06.06.1966. , pais de:

Hxn 719 – Maria Eduarda de Sousa.

ө Pn 1405 – Maria Alzirene Ferreira de Sousa, n. 30.10.1978, cc. José Roberto da Silva Freitas, n. 30.04.1977, pais de:

Hxn 720 – Maria Roberlânia Ferreira Freitas, n. 13.11.1996.

Hxn 721 – Rosângela Ferreira Freitas, n. 04.11.1998

Hxn 722 – Ângela Mirla Ferreira Freitas, n. 20.09.2005

ө Pn 1406 – Francisca Alriene Ferreira de Souza, n. 21.11.1979, cc. Leuzimar da Silva Vidal, pais de:

Hxn 723 – Lucas Souza Vikdal, n. 27.12.1995.

Hxn 724 – Tiago Souza Vidal, na. 28.01.1996

Hxn 725 – Raquel Souza Vidal, n. 28.08.1997.

Hxn 726 – Lara Souza Vidal, n. 03.04.1998.

ө Pn 1407 – Francisca Aldilene Ferreira de Souza, n. 06.05.1981, cc. Francisco José Brandão Costa, n. 03.05.1986, pais de:

Hxn 727 – Carlos Antonio de Souza Costa, n. 20.10.1997.

Hxn 728 – Larissa Kelvia de Souza Costa, n. 19.07.2005.

ө Pn 1408 – José Maria Ferreira de Souza, n. 17.11.1983, solteiro.

ө Pn 1409 – Maria José Ferreira de Souza, n. 06.08.1985.

ө Pn 1410 – Adriana Ferreira de Souza, cc. José Anibio Lima, pais de:

Hxn 729 – Estefany Adina de Souza Lima, n. 29.05.2003.

Tn 474 – MARIA CARNEIRO GIRÃO, n. 13.01.1901, f. 08.04.1977, prendas domésticas, cc. Cândido Pereira de Almeida, n. 03.10.1900, f. 09.08.1976, agropecuarista, fazendeiro e comerciante, pais de:

Qn 1042 – MARIA NAIR GIRÃO, n. 18.01.1931, f. 18.02.2003, cc. José Emídio de Sales, n. 23.02.1922, f. 01.08.1983. Oficial Militar da Aeronáutica, componente da Banda de Música da Base Aérea de Fortaleza, pais de:

ө Pn 1411 – João Bosco de Sales, n. 13.07.1949, funcionário da Aeronáutica em Brasília – DF, cc, Joana Darc Linhares de Sales, n. 22.10.1957, em Natal – RN, formada em Pedagogia, pais de:

Hxn 730 – Paloma Michele de Sales, n. 27.09.1977, formada em Farmácia pela UNB Brasília, com Mestrado em Farmácia, solteira.

Hxn 731 – Patric Del Bosco de Sales, n. 16.09.1980, Oficial da Marinha, solteiro.

Hxn 732 – Patrese Henrique de Sales, n. 22.11.1982, estudante.

ө Pn 1412 – Joana Dar’c Sales, n. 23.08.1951, f. 15.04.1976.

ө Pn 1413 – Júlio César de Sales, n. 08.04.1956, Coronel de Infantaria do Exército, com o curso de Comando e Estado-Maior do Exército, bacharel em Direito e Administração de Empresa, cc. Anunciada Bastos de Sales, bacharela em Direito e Administração de Empresas, Técnica Judiciária II, lotada no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, n. 28.11.1958, pais de:

Hxn 733 – Juliana Bastos de Sales, n. 21.12.1981, Oficiala Combatente do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, cursando Administração de Empresas.

SINOPSE BIOGRÁFICA DE JÚLIO CÉSAR DE SALES

Ascendência:     Avós maternos – Maria Carneiro Girão – Cândido Pereira.

Avós paternos – Emídio José de Sales – Santina Maria da Conceição.

Pais: José Emídio de Sales

Maria Nair Pereira de Sales.

Descendência:   Filha – Juliana Bastos de Sales.

Nascimento – 08.04.1956, em Fortaleza – Ce.

Casamento – 31.03.1981, com Anunciada Bastos de Sales.

Escolaridade – Primeiros estudos no Colégio Cearense Sagrado Coração (1964/1967), de orientação Marista; curso ginasial no Colégio Militar de Fortaleza (1968/1971); curso secundário na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas-SP; concluiu o Curso de Formação de Oficiais de Infantaria na Academia Militar de Agulhas Negras, Resende-RJ (1978).

Cursos Militares: – Realizou o Curso Básico de Pára-quedista (1978), Curso de Operações na Selva (1983), Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais e Pós-Graduação-Strito Sensu, Mestradoem Operações Militares(1987), Curso de Mestre-de-Saltos na Brigada de Infantaria Pára-quedista (1988), Curso de Comando e Estado-Maior e Pós-Graduação – Strito Sensu, Doutoradoem Ciências Militares(1995); Curso de Política e Estratégica Aeroespaciais na Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (2004).

Cursos Civis: Graduado Bacharel em Administração (1988) e Direito (2001). Cursou o MBA (Máster Business Administrator), pela Fundação Getúlio Vargas (2004).

Principais Atividades Militares: Foi instrutor da Seção de Instrução Especial da Academia Militar das Agulhas Negras, Instrutor da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, Comandante do 20º Batalhão Logístico Pára-quedista (1999-2001) e Comandante do Centro de Avaliação de Adestramento do Exército (2005-2006).

ө Pn 1414 – Joanília Neide de Sales Cia, n. 06.08.1963, formadaem Ciências Contábeis pela UNIFOR e Mestre e Doutora em Administração pela FGV São Paulo; Professora de Contabilidade e Finanças da FGV e IBMECem São Paulo, cc. Josilmar Cordenonssi Cia, n. 21.10.1969,em São Paulo, formado em Economia pela USP-SP e Mestre em Administração pela FGV São Paulo, onde cursa doutoradoem Administração. Casaram em 1993, ainda sem filhos.

Qn 1043 – CÉSAR, f. menor.

Qn 1044 – MARIA NEIDE GIRÃO, n. 22.03.1934, formada em Farmácia pela UFC, turma de 1957, cc. Orlando da Silva Figueiredo, 01.09.1934, f. 03.07.2001, bacharelado em Direito pela UNIFOR e em Filosofia pela Faculdade Católica de Filosofia, pais de:

ө Pn 1415 – Cândido Egídio Pereira Figueiredo, n. 11.12.1972, formadoem Engenharia Elétrica pela UNIFOR, com atividades no ramo da Construção Civil, cc. Susana Magalhães Uchoa Figueiredo, n. 10.07.1974, formada em Economia e em Direito pela UNIFOR, pais de:

Hxn 734 – Maria Gabriela Uchoa Figueiredo, n. 06.06.2005.

Qn 1045 – CÉSAR CARNEIRO GIRÃO, n. 01.01.1936, formado em Filosofia pela Faculdade Católica de Filosofia, cc. Francisca Pereira, de prendas domésticas, sem filhos.

Qn 1046 – MARIA NÚBIA, n. 04.07.1937, f. menor.

Qn 1047 – MARIA NEUDA, n.1944, f. menor.

Tn 475 – LUÍSA CARNEIRO GIRÃO (Lulu) n. 05.03.1902 e f. 22.04.1998, de prendas domésticas, casada, em 22.11.1922, com José Correia Machado (Zuca da Petra), n. 18.06.1899 e f. 15.03.1980. Pais de: (Ver Bn 219 deste Capítulo)

Qn 1048 – ADAMIR GIRÃO E SILVA, n. 20.02.1924, de prendas domésticas, cc. Altemon e Silva, f. 24.10.1973, funcionário público federal – aposentado pela REFSA, pais de:

ө Pn 1416 – Raimundo Hélder de Girão e Silva, n. 21.09.1946, formadoem Engenharia Civil pela UFC, exerceu funções de Direção da REFFESA e do Projeto METROFOR, como Engenheiro Supervisor de Obras, cc. Salete Andrade de Girão e Silva, n. 08.03.1949, Professora, pais de:

Hxn 735 – Aída Andrade de Girão e Silva Pinheiro, n. 20.09.1972, formada em Arquitetura pela UFC, cc. André Sales Pinheiro, n. 06.09.1971, comerciante, pais de:

Hpn 108 – Bernardo de Girão Pinheiro, n. 13.10.2006.

Hxn 736 – Rommel Andrade de Girão e Silva, n. 20.08.1974, Arquiteto formado pela UFC, cc. Elizângela Martins de Almeida Girão, n. 16.02.1976, Arquiteta, formada pela UFSC – Turma de 20031, pais de:

Hpn 109 – Rebecca Almeida Girão, n. 27.02.2004.

Hxn 737 – Weber Andrade de Girão e Silva, n. 30.08.1975, Biólogo, formado pela UFC, cc. Karina Vieiralves Linhares, n. 13.08.1971, Bióloga, Mestre e Doutora em Biologia pela UFPE.

Hxn 738 – Elise Andrade de Girão e Silva, n. 10.08.1981, universitária.

ө Pn 1417 – Maria das Graças Silva de Girão Araújo, n. 02.02.1949, Engenheira Agrônoma e Professora, cc Sebastião Almeida Araújo, pais de:

Hxn 739 – Juliana Silva de Araújo, n. 03.01.1979.

Hxn 740 – Heloisa Silva de Araújo, n. 12.11.1981.

Qn 1049 – JOSÉ ALMIR GIRÃO (Zé do Zuca), n. 07.06.1925, agropecuarista, cc. Maria Pessoa Andrade Girão, n. 25.09.1926, de prendas domésticas, filha de Joaquim Bezerra de Andrade (Quincas Gomes) e Maria Girão, pais de: (Ver Tn 75   Capítulo II)

ө Pn 1418 – José Almir Girão Filho (Dedé), n. 19.07.1949, cc, Maria Evilásia Sena, n. 20.09.1948, pais de:

Hxn 741 – Paulo Henrique Andrade Girão, n. 23.03.1972, agropecuarista, cc. Cimeire Almeida Machado Girão, comerciante, pais de:

Hpn 110 – Anny Cibelle Machado Girão, n. 08.05.1993.

Hpn 111 – Luiz Henrique Machado Girão, n. 14.07.1995.

Hxn 742 – Marcos Paulo Andrade Girão, n. 04.04.1973 e f. 14.08.1989.

Hxn 743 – Ana Paula Andrade Girão, n. 04.10.1976, cc. Carlos Girão da Silva, n. 03.11.1971, comerciante, pais de:

Hpn 112 – Larissa Maiana Andrade Girão, n. 24.11.1994.

Hpn 113 – Lorrana Naiana Andrade Girão, n. 23.05.2000.

Hpn 114 – Lorena Naiara Andrade Girão, n. 06.07.2001.

Hxn 744 – Francisca Laura Andrade Girão, n. 07.06.1979, secundarista, mãe de:

Hpn 115 – Samilly Girão Lima, n. 10.05.2000.

ө Pn 1419 – Fátima Andrade Girão Oliveira, n. 18.05.1953, Pedagoga, cc. Antonio de Pádua de Oliveira, n. 11.05.1948, formado em Medicina, pais de:

Hxn 745 – Harrison Girão de Oliveira, n. 01.12.1979, cursa Enfermagem na UNIFOR.

Hxn 746 – Rildson Girão de Oliveira, n. 25.09.1981, cursa Educação Física na Universidade Marista.

Hxn 747 – Ravel Girão de Oliveira, n. 06.04.1984, secundarista, comerciante.

Hxn 748 – Mariana Girão de Oliveira, n. 25.06.1983, universitária de Enfermagem pela UNIFOR.

Qn 1050 – MARIA AÍLA GIRÃO, n. 07.05.1927, cc. Francisco Girão Sobrinho (Chicada), n. 21.01.1915. (Ver Bn 236 deste Capítulo). Pais de:

ө Pn 1420 – Maria do Carmo Girão, n. 21.02.1946, Pedagoga, formadaem Administração Escolar, cc. José Alceu Girão, n. 07.03.1942, comerciante, pais de:

Hxn 749 – Sílvia Mara Girão, n. 02.07.1975, Pedagoga e Técnicaem Saúde Pública.

Hxn 750 – Remo Regis Girão, n. 15.04.1981, Engenheiro Civil.

ө Pn 1421 – José Eldemir Girão, n. 21.07.1947, Veterinário, cc. Maria Gorete Meneses Carvalho Girão, n. 01.03.1981, divorciado, pais de:

Hxn 751 – Goriethe Dália Meneses Girão, n. 01.03.1982, Médica.

Hxn 752 – Giglyane Meneses Girão, n. 26.01.1983, universitária.

Hxn 753 – José Edmir Girão Filho, n. 22.10.1985, universitário.

ө Pn 1422 – Maria Eliete Girão, n. 17.05.1949, cc. Raimundo Hélio Rodrigues, n. 13.09.1949, divorciada, pais de:

Hxn 754 – Francisco Glauberto Girão Rodrigues, n. 12.07.1970.

Hxn 755 – Maria das Graças Girão Rodrigues, funcionária pública, n. 23.01.1972, mãe de:

Hpn 116 – Marcelo Rodrigues.

Hxn 756 – Francisco Germano Girão Rodrigues, n. 29.12.1976.

Hxn 757 – Germana Girão Rodrigues, n. 16.07.1984.

Hxn 758 – Francisco Glauberto Girão Rodrigues, n. 12.07.1987.

Hxn 759 – José Roberto Girão Rodrigues, n. 17.07.1985.

ө Pn 1423 – Francisco Edenir Girão (Chico do Chicada), agropecuarista, n. 22.10.1951, cc. Antonia Maria de Lemos Girão, n. 01.12.1953, Professora do ensino básico, pais de:

Hxn 760 – Maria Rosangela Lemos Girão, n. 09.04.1975, Literata, curso Direito.

Hxn 761 – Francisco Gleyson Lemos Girão, n. 16.05.1978, Engenheiro Agrônomo.

Hxn 762 – Magalline Maia Lemos Girão, n. 27.05.1981, Bióloga.

Hxn 763 – Magna Kelly Lemos Girão, n. 15.11.1982.

ө Pn 1424 – Maria de Fátima Girão, n. 22.08.1954, Pedagoga, cc. Francisco Luiz Nogueira da Silva, n. 10.01.1966, pais de:

Hxn 764 – Luiziana Andréa Girão Nogueira, n. 06.03.1986.

Hxn 765 – Wanderson Girão Nogueira, n. 15.02.1987.

ө Pn 1425 – Antônio Conrado Neto, f. menor.

ө Pn 1426 – Aíla Maria Girão, n. 18.10.1962, Pedagoga.

ө Pn 1427 – Socorro Maria Girão, n. 15.11.1965, professora, cc. Francisco Flavio Ferreira.

ө Pn 1428 – Paulo Sérgio Girão, n. 23.11.1968, agropecuarista, cc. Marileide de Lima Girão, n. 22.04.1972, pais de:

Hxn 766 – Paulo Sérgio Girão Filho, n. 13.09.1991, estudante.

Hxn 767 – Augusto Sérgio de Lima Girão, n. 18.09.1993, estudante.

Qn 1051 – ALDAIR CARNEIRO GIRÃO, n. 16.12.1928, de prendas domésticas, cc. Valter Carneiro Girão (Ver Qn 1072 deste capítulo).

Qn 1052 – ARLENE MACHADO ALENCAR, n. 14.07.1931, cc. Pedro Paulo de Alencar, n. 29.06.1934 e f. 04.02.2006, Motorista autônomo e comerciante, pais de:

ө Pn 1429 – Francisco José Machado Alencar, n. 05.05.1958, cc. Francisca Farias Alencar, n. 16.08.1956, pais de:

Hxn 768 – Caroline Farias Machado, n. 14.03.1983.

Hxn 769 – Camile Farias Machado, n. 13.09.1985.

ө Pn 1430 – Francisco de Assis Machado Alencar, n. 25.05.1959.

ө Pn 1431 – Liduína Maria Machado Girão, n. 15.05.1961, Pedagoga, cc. José Rúbio Girão, seu primo, n. 16.02.1929 e f. 10.03.1997, funcionário público federal, aposentado do então DNER, sem filhos.

Qn 1053 – FRANCISCO AIRTON GIRÃO, n. 01.04.1934, funcionário público, cc. Maria Zaíra Oliveira Girão, Professora de Educação Artística, pais de:

ө Pn 1432 – Nadja de Oliveira Girão Evangelista, n. 21.08.1968, Universitária, cc. Francisco de Assis Nântua, pais de:

Hxn 770 – Ícaro Girão Evangelista.

Qn 1054 – ARGEMIRO CARNEIRO GIRÃO, n. 04.12.1938, cc. Francisca Lindalva Saraiva, formada em Pedagogia e Administração Escolar, pais de:

ө Pn 1433 – Walber Magno Saraiva Girão, n. 15.02.1970.

ө Pn 1434 – Virgínia Cláudia Carneiro Girão, n. 27.04.1971.

ө Pn 1435 – Max Weber Saraiva Girão, n. 17.06.1977.

Qn 1055 – TERESINHA DE JESUS GIRÃO, n. 10.03.1941, de prendas domésticas, cc. José Barreto Girão Filho, n. 24.07.1941. (Ver Pn 1368 deste Capítulo)

Casa do Açude Novo onde Lulu e seu esposo Leandro Carneiro de Sousa residiram, criando os seus filhos

Tn 476 – FRANCISCA CARNEIRO GIRÃO, n. 12.02.1907, cc. Climério Augusto Carneiro, n. 23.07.1897, pais de: (Ver Tn 241 – Capítulo IV)

Qn 1056 – MARIA CLEIDE CARNEIRO GIRÃO, n. 24.05.1929, cc. Jader Ferreira da Cruz, pais de:

ө Pn 1436 – Clélder Carneiro Girão Cruz, n. 24.08.1951, comerciante, cc. Narda Maria Barroso Girão, n. 30.06.1956, funcionária pública municipal, pais de:

Hxn 771 – Clélder Carneiro Girão Cruz Júnior, n. 05.07.1976, representante comercial, solteiro.

Hxn 772 – Danielle Barroso Girão, n. 24.10.1979, prendas do lar, cc. Sérgio Rabelo, Técnico Mecânico, pais de:

Hpn 117 – Lívia, n. 06.10.2002.

Hxn 773 – Rômulo Barroso Girão, n. 19.10.1974, representante comercial e acadêmicoem Ciências Contábeis pela FAC, cc. Cláudia Rejane Ribeiro Girão, n. 03.03.1971, formada em Pedagogia pela UECE e acadêmica de Direito pela FAC, pais de:

Hpn 118 – Raisla Ribeiro Girão, n. 05.02.1995, estudante.

Hpn 119 – João Pedro Ribeiro Girão, n. 02.10.2002, estudante.

ө Pn 1437 – Cleija Carneiro Girão Cruz, n. 23.02.1952.

ө Pn 1438 – Bernardete Carneiro Girão Cruz, n. 17.06.1953.

Qn 1057 – CARMELITA CARNEIRO GIRÃO, n. 02.02.1930. (Ver Qn 1114 deste Capítulo), cc. Ezequiel Silva de Menezes, n.28.03.1897 e f. 17.07.1976, jornalista, escritor, Secretário do Tribunal de Contas do Ceará, Secretário dos Serviços Urbanos da PMF, pais de:

ө Pn 1439 – Adoniram Girão de Menezes, n. 21.10.1955, comerciante, cc. Cristina de Sousa Weyne Girão de Menezes, n. 22.02.1959 (divorciados), pais de:

Hxn 774 – Adoniram Girão de Menezes Filho, n. 16.03.l979.

Hxn 775 – Yuri Weyne Girão de Menezes, n. 19.02.1981.

Hxn 776 – Shamir Weyne Girão de Menezes, n. 26.11.1985.

ө Pn 1439.1 – Da união estável de Adoniran com Maria Magna Dantas de Araújo, n. 15.09.1959, nasceu:

Hxn 777 – Ezequiel Dantas de Araújo Girão de Menezes, n. 24.02.1989.

ө Pn 1440 – Ezelita Girão de Menezes, n. 22.06.1958, bacharelada em Direito pela UNIFOR, mãe de:

Hxn 778 – Maria di Maria Ezequiela Girão de Menezes, n. 25.09.1985.

ө Pn 1441 – Alberoni Girão de Menezes, Universitário, n. 06.05.1963 e f. 11.12.1984, vítima de desastre em motocicleta.

Qn 1058 – LUÍS AUGUSTO CARNEIRO GIRÃO, n. 05.04.1932 e f. 08.09.1991, cc. Zilah Pereira Carneiro, n. 23.09.1935, filha de Clodoaldo Pereira Lima e Maria Pereira Lima. Pais de:

ө Pn 1442 – Maria Assunção Pereira Carneiro Lima, n. 08.08.1959, bacharela em Direito, cc. Marçal Ferreira Lima, n. 31.10.1957, pais de:

Hxn 779 – Marçal Ferreira Lima Júnior, n. 03.12.1987.

Qn 1059 – JOSÉ AMÉRICO CARNEIRO GIRÃO, n. 04.07.1933, próspero comerciante estabelecido em Pacajus – CE, aposentado, e em 30.01.1960, cc. Maria Azenete de Castro Girão, n. 21.07.1937, Professora com exercício do Magistério, Pedagoga e poetisa, filha de João de Castro e Silva e Maria Alves de Castro, pais de: (Ver Qn 1116 deste capítulo.)

ө Pn 1443 – Raul Castro Girão (Raulzinho), n. 18.04.1961, Engenheiro Civil graduado pela UFC. Em 22.06.1991, cc. Núbia Soares Girão, n. 24.02.1964, Pedagoga, pais de:

Hxn 780 – Natália Soares Girão, n. 22.12.1991, estudante.

Hxn 781 – Raul Soares Girão, n. 15.05.1996, estudante.

ө Pn 1444 – José Américo Carneiro Girão Filho (Américo Filho), n. 02.02.1965, Arquiteto e Urbanista formado pela UECE, com escritório em Fortaleza, cc. Deocicleide Falcão Girão, Contabilista, formada pela UNIFOR, sem filhos.


Netinho ao lado da esposa Eldamir e da filha Francisca Laura

Qn 1060 – TELÉSFORO CARNEIRO NETO (Netinho), n. 09.09.1934, Funcionário Público Federal, aposentado, dedicado ao ramo de transporte de cargas e próspero empresário, proprietário de frota de veículos, cc. Maria Eldamir Barreto Carneiro, n. 09.01.1938, Contadora e Professora diplomada e Funcionária Pública Federal aposentada, filha de Francisco Melo Barreto e Laura Ramos Barreto (Laurinha), pais de:

ө Pn 1445 – Francisca Laura Barreto Carneiro, n. 13.09.1963, Pedagoga e Orientadora Educacional, formada pela UECE e funcionária pública, solteira.

Maria Azenete, José Américo, Eldamir, Telésforo Neto, Consuêlo, Rita de Cássia, João de Deus e o Filho

Qn 1061 – FRANCISCO DE SALES CARNEIRO GIRÃO (Chico Sales), n. 14.02.1936, funcionário da Prefeitura de Morda Nova, divorciado de. Raimunda Irene Girão, sem filhos.

Rita de Cássia Carneiro Girão

Qn 1062 – RITA DE CÁSSIA CARNEIRO GIRÃO NEPOMUCENO (Ritinha), n. 24.08.1940, com Segundo Colegial, autodidata de invulgar inteligência e invejável poder de memorização, cc. Francisco Danúsio de Araújo Nepomuceno, n. 31.05.1935, Perito Contábil, aposentado, pais de:

ө Pn 1446 – John Fitzgerald Kennedy Girão Nepomuceno, n. 16.07.1966, f. menor.

ө Pn 1447 – Rômulo Carneiro Girão Nepomuceno, n. 22.10.1970, universitário, solteiro.

Qn 1063 – JOÃO DE DEUS CARNEIRO GIRÃO, n. 08.03.1940, cc. Sebastiana Santa Carneiro Girão, n. 20.01.1940, filha de João Girão e Francisca Nair Girão, pais de: (Ver Qn 422 – Capítulo II)

ө Pn 1448 – Carlos Augusto Carneiro Girão, n. 17.01.1965, estudante secundarista.

ө Pn 1449 – Cláudia Carneiro Girão, n. 16.07.1966, professora diplomada, cc. Sérgio Saraiva de Sousa Filho, pais de:

Hxn 782 – Sergio Neto Girão Saraiva, n. 19.03.1998.

Hxn 783 – Igor Girão Saraiva, n. 07.01.2001.

ө Pn 1450 – Claudiana Carneiro Girão, n. 28.10.1968, professora diplomada, cc. Antonio Carlos da Silva, pais de:

Hxn 784 – Natália Maria Girão da Silva, n. 07.01.1998.

ө Pn 1451 – Climério Augusto Carneiro Neto (Neto), n. 05.05.1969, estudante.

ө Pn 1452 – João de Deus Carneiro Girão Júnior, n. 31.05.1972, estudante.

● Bn 173 – CARLOS AUGUSTO CARNEIRO, n. 17.01.1865, falecido ainda criança.Francisca e Carneirinho

● Bn 174 – INÁCIO CARNEIRO DE SOUSA (Carneirinho), n. 03.08.1875 e f. 01.11.1923, agricultor e agro-pecuaristaem Morada Nova, cc FRANCISCA XAVIER CARNEIRO GIRÃO, n. 03.12.1896 e f. 01.11.1928, de prendas do lar, avôs, dentre outros, do magistrado José Carneiro Girão, da escritora Valdelide Carneiro Girão, do empresário Aroldo Rocha Girão e do Magistrado Guilherme Girão. O casal teve 6 filhos: (Ver Bn 178 deste Capítulo)

Tn 477 – Francisco, menor, falecido.

Alzira e José Machado

Tn 478 – ALZIRA CARNEIRO DE SOUSA GIRÃO, prendas do lar, n. 22.05.1896 e f.15.09.1958, cc. José Teotônio Machado Filho (Zé Machado), marchante, n. 15.05.1892 e f. 10.04.1982, pais: (Ver Bn 188 deste Capítulo)

Qn 1064 – JOSÉ VALDECI GIRÃO MACHADO, agricultor, n. 10.11.1920 e f. 13.02.1945, solteiro.

Qn 1065 – MARIA VALDIVIA MACHADO NOGUEIRA, n. 18.01.1923, cc. Geraldo Teófilo Girão Nogueira, comerciante, n. 26.09.1921, pais de: (Ver Tn 742 – Capítulo VI)

ө Pn 1453 – Rocilda Girão Queiroz, n. 23.03.1946, Professora, funcionária pública da Secretaria de Educação, cc. Francisco Adriano Queiroz, n. 28.02.1945, Juiz de Direito aposentado, Professor da UECE, Major reformado da Polícia Militar do Ceará, pais de:

Hxn 785 – Márcio Adriano Girão Queiroz, n. 02.08.1970, bacharel em Direito.

Hxn 786 – Marcos André Girão Queiroz, n. 26.04.1973, comerciante, cc. Karine Melo Pouchain Ribeiro Queiroz, n. 02.10.1972, formada em Pedagogia, pais de:

Hpn 120 – Ana Luíza Melo Pouchain Ribeiro Queiroz, n. 25.09.2002.

Hxn 787 – Isabel Girão Queiroz, n. 01.07.1975, musicista.

Hxn 788 – Fernando Antônio Girão Nogueira n. 30.06.1971, bacharel em Direito, cc. Carmem Luíza Gomes de Castro Girão, n. 02.06.1960, de prendas do lar, natural do Estado do Pará, pais de:

Hpn 121 – Camilla Gomes de Castro Girão, n. 21.05.1988, estudante.

Hpn 122 – Fernando Antônio Girão Nogueira Filho, n. 06.02.1990, estudante.

Qn 1066 – TERESINHA (falecida quando criança)

Qn 1067 – MARIA ZÉLIA (idem)

Qn 1068 – JOSÉ VALDENI MACHADO, funcionário da Cia. Bosch na cidade de Curitiba, Estado do Paraná, n. 05.02.1928, f. 06.07.2003, cc. Madalena Batista Machado, prendas do lar n. 20.07.1922 e f. 29.07.1997, pais de:

ө Pn 1454 – Leoni Machado Pereira, Enfermeira e de prendas do lar, n. 07.12.1947, cc. Joaquim Alves Pereira Filho, n. 22.06.1939, Corretor de Imóveis em Curitiba-PR, pais de:

Hxn 789 – Mariana Machado Pereira, n. 17.03.1992, estudante secundarista, residente em Curitiba-PR.

Qn 1069 – TEREZINHA GIRÃO MACHADO, prendas do lar, n. 21.06.1932, cc. Snelius Fiúza Machado, jornalista, n. 15.09.1933, pais de:

ө Pn 1455 – Maria Thereza Machado Fiúza, n. 15.11.1973, professora, formada em Letras pela UECE; leciona nos Colégios: Dragão do Mar (Estadual), Torres de Melo (Municipal) e Colégio Pio X, solteira.

ө Pn 1456 – Marília Gabriela Fiúza Saboya, n. 27.05.1975, professora, formada em Letras pela UECE, com pós-graduaçãoem Administração Escolar pela UVA, com licenciatura em Inglês pela Casa de Cultura e em Literatura e Português pela UFC; leciona no Colégio Rosa Gatorno (Irmãs Santana) de Fortaleza, divorciada de Alex Saboya de Andrade Lima Barros, pais de:

Hxn 790 – Melissa Fiúza Saboya, n. 14.02.2001, estudante.

Qn 1070 – JOSÉ VALCI GIRÃO MACHADO, comerciante, n. 27.03.1936, f. 06.03.2003, cc. Francisca Maria da Salete Oliveira Machado, n. 18.03.1938, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1457 – Solange Maria Oliveira Machado, n. 05.01.1962, pedagoga, pós – graduada com o curso de especialização em Alfabetização de Criança, pela UECE, Professora, funcionaria pública municipal, cc. Airton Diniz Barreto, formadoem Engenharia Mecânica e Corretor de Imóveis, n. 15.06.1965, pais de:

Hxn 791 – Nara Yanna Machado Barreto, estudante, pré-universitária, n.20.10.1988.

Hxn 792 – Bárbara Lee Machado Barreto, estudante, n.23.10.1989.

Hxn 793– Arthur Filipo Machado Barreto, estudante, n.06.12.1993.

ө Pn 1458 – Valcilete Alzira Oliveira Machado, n.13.09.1963, Pedagoga, pós – graduada com o curso de especialização em Alfabetização de Criança pela UECE, Professora, mãe de:

Hxn 794 – Ana Letícia Machado Medeiros, n. 27.04.2004.

ө Pn 1459 – José Valci Girão Machado Junior, artesão, n. 19.04.65, cc. Gláucia Virginia Bastos Machado, n. 28.06.66, secretaria, pais de:

Hxn 795 – Victória Réggia Bastos Machado, n. 30.04.1992, estudante.

Hxn 796 – Victor Hugo Bastos Machado, n. 05.01.2001, estudante.

ө Pn 1460 – Vládia Socorro Oliveira Machado, 29.09.1968, pedagoga, professora, casada, em segundas núpcias, com Fábio de Deus Pereira Silva, n. 09.07 l971, Técnico em Radiologia, pais de:

Hxn 797 – Pedro Henrique Machado de Deus, estudante, n.09.07.1999.

Hxn 798 – Ana Júlia Machado de Deus, estudante, n.26.01.2001.

ө Pn 1461 – Silene Márcia Oliveira Machado, comerciante n. 06.02.1970, cc. Geraldo Leite Lima, comerciante, n. 19.04.1963, pais de:

Hxn 799 – Thommas Ranyelle Machado Lima, estudante, n. 07.07.1990.

Hxn 800 – Othávio Ronniê Machado Lima, estudante, n.09.04.1992.

Hxn 801 – Rauh Guilherme Machado Lima, estudante, n.21.06.1994.

ө Pn 1462 – José Vladimir Oliveira Machado, n. 04.07.76, Técnico em radiologia, universitário cursando Turismo, solteiro.

Benigno e Dona Mocha

Tn 479 – BENIGNO CARNEIRO DE SOUSA, n. 24.08.1899 e f. 11.05.1985, próspero fazendeiro e conceituado agropecuaristaem Morada Nova-CE, cc. Raimunda Carneiro Girão (Dona Môça), n. 06.03.1903 e f. 02.01.2004, educadora de notável discernimento e inteligência, considerada a heroína da família Girão. Esposa amorosa, mãe exemplar e muito elogiada pelos acentuados dotes culinários e ardorosa defensora em manter a harmonia familiar. (Ver Bn 239 deste Capítulo)

DONA MOÇA – Mãe Coragem

Raimunda Carneiro Girão, chamada desde criança, Dona Moça, segunda filha de treze rebentos de Antônio Eduardo Girão, com Felícia Amélia Carneiro, nasceu a 16 de março de 1903,em Morada Nova.

Moça bonita, inteligente e afeita às prendas domésticas, destacava-se pela personalidade marcante.

Com um pouco mais de dezoito anos perdeu sua genitora, quando assumiu a responsabilidade de mãe dos irmãos menores.

O acontecimento não a impediu, no entanto, de dois anos depois, realizar seu sonho maior – casar-se com o primo Benigno Carneiro de Sousa, seu primeiro e único amor.

Apesar de primo e rapaz correto, o namoro não era visto com simpatia pelo patriarca Tonho Major que fez cerrada oposição ao romance.

Acreditamos que a justificativa estivesse na precária situação financeira do pretendente, ocupado nas lidas pastorais e na agricultura, além do mais, arrimo de família.

Antônio Eduardo Girão, apesar de não ser rico, era proprietário da Fazenda Floresta e gozava de projeção social e política: por duas vezes, foi solicitado a dirigir como prefeito, os negócios político-administrativos do seu município já o tendo feito antes, como membro da Câmara de Vereadores.

Bem próximo à Floresta, ficava a fazenda Bom-Destino, propriedade da família Benigno.

Ambas as terras pertenceram à sesmaria de Antônio José Girão, o português que fundou no Ceará a Família Girão.

Os laços de parentesco e a convivência consolidaram cada vez mais o romance.

O casamento realizou-se por procuração, em Fortaleza, com José Eduardo Girão, seu irmão, àquela época acadêmico de Direito.

Todos esses fatos e muitos outros são lembrados por Dona Moça com uma lucidez impressionante, apesar dos seus 93 anos. Relata inclusive a viagem de trem via Quixadá, já que aquele tempo não existia transporte direto de Morada Nova para Fortaleza.

O percurso era feito a cavalo até Quixadá, onde se tomava o trem para a capital. Ela também não esquece de narrar o encontro com o amado.

Amado sim, pois 61 anos que passaram juntos, foram partilhados de muita compreensão e respeito. O amor pelo “Velhote”, como o chamava, nunca arrefeceu.

Construir um lar e criar oito filhos, não foi tarefa fácil para aquele casal, que tinha como atividade um pequeno criatório em terreno árido para mantê-los. As secas, o terror maior do pastoreio, aconteciam com freqüência na década de 30, forçando retiradas de rebanhos para alguns lugares distantes.

Dona Moça enfrentou todas as etapas de sua vida, mas a empreitada maior foi aquela referente à educação dos filhos.Em Morada Novanão era possível, pela carência de escolas. Comprou então um pequeno sítio em Pacajus, acreditando que, sendo próximo à capital tornar-se-ia mais fácil a instrução da prole. No entanto, vieram outras dificuldades, que forçaram sua mudança para Fortaleza, cidade onde a maioria dos filhos já se encontrava em casa de parentes.

Foram difíceis os primeiros tempos. Nenhum filho tinha trabalho remunerado, precisando assim, estudar em colégio público (Escola Normal ou Liceu). Para conseguir vagas nestas escolas, enfrentou secretários de Educação e diretores de colégios.

Deus abençoou essa sertaneja forte e destemida. Formou quase todos os filhos. Atualmente, não obstante a idade avançada continua com a mesma franqueza que lhe é peculiar. Esquece a modéstia e fala de seus sucessos que ainda são muitos.

Dona Moça se sente feliz e agradecida a Deus pelo caminho dos filhos, netos e bisnetos, todos despontando para uma vida plena de realizações pessoais e profissionais. Para completar as alegrias de sua vida, experimentou a realização de um sonho: o nascimento do primeiro tetraneto. Não foi em vão que seus olhos brilharam de felicidade quando a chamavam de Mãe Coragem. Do casal nasceram os filhos:

Qn 1071 – VALDELICE CARNEIRO GIRÃO, n. 21.02.1926,em Morada Nova, professora Universitária, Escritora e Técnica de Museus da UFC, solteira.

SINÓPSE BIOGRAFICA:

ESCOLARIDADE:

- Licenciada em Geografia – Faculdade de Filosofia do Ceará – 1971

- Licenciada em História – Universidade Estadual do Ceará – 1976

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO:

- Especialização em História de Pernambuco – 1976/1977.

- Mestrado em História do Brasil – Universidade Federal de Pernambuco –1978 a1979 – Tese: As Oficinas ou Charqueadas no Ceará.

CURSOS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA:

- Curso de Introdução à Documentação – Universidade Federal do Ceará – 1959

- Curso de Preparação Antropológica – Instituto de Antropologia – Universidade Federal do Ceará – 1959

- Curso de Antropologia Física – Instituto de Antropologia – Universidade Federal do Ceará – 1960

- Curso de Antropologia Cultural – Instituto de Antropologia – Universidade Federal do Ceará – 1960

- urso de Inglês – Áudio-visual – Faculdade de Filosofia do Ceará – 1972

- Curso de Preparação de Professores para o Ensino Supletivo – CETEB – DSU – MEC – 1975

- Curso de Teste e Medidas Educacionais – DSU – MEC.

PESQUISAS:

- Cerâmica Indígena do Ceará e Material Lítico – 1960

- Renda de Bilros no Ceará – 1966

- Colaborou no “Plano de Pesquisa Cultural do Ceará”, do Instituto de Antropologia da UFC – 1971.

-”As Oficinas ou Charqueadas no Ceará –1977 a1981”.

-Assessoria e Supervisão da Pesquisa Bibliográfica e Documentação Histórica – Subprojeto: Migrações e Hanseníase no Brasil – Levantamento do Ceará. – Departamento de Medicina Social – Faculdade de Ribeirão Preto – USP

- Levantamento Documental do Cartório Costa Lima – Aracati –1986 a1988

- O Governo Caio Prado e a Migração Cearense –1987 a19988

- A História do Município de Pacaus – 1988

TRABALHOS PUBLICADOS:

- Renda no Ceará, Nomenclatura e Classificação – 1963.

- Renda de Bilros e seus Artífices – 1966

- A Coleção Artur Ramos – 1971

- Cerâmica Indígena do Ceará – 1972

- O Meu Ceará – 1977

- Os Movimentos Pré-políticos da Década de 1840/1850em Pernambuco. Mata-Mata, Fecha-Fecha – 1981.

- Dependência da Capitania do Ceará ao Governo de Pernambuco – 1956/1999 – 1l982

- Arthur Ramos e sua Coleção – 1983

- As Oficinas ou Charqueadas no Ceará – 1984

- Renda de Bilros – 1984

- O Governo Caio Prado e a Migração Cearense em 1888 – 1987

- Caio Prado, Presidente do Ceará – 1888/1889 – 1988.

- Dois discursos no Instituto do Ceará (Posse da Saudade) – 1988

- Catálogo Guia do Pesquisador – 1988

- O Processo de Ocupação do Espaço no Ceará – 1989

- As Charqueadas no Ceará – 1989

- Pacajús de Aldeia a Cidade – 1990

- A Emigração Cearense no Governo Caio Prado – 1988/1990

- Os Índios Paiacu, primeiros habitantes d Pacajús – 1991

- O Ceará no Senado Federal – 1992

- As Oficinas ou charqueadas no Ceará – 1995

- Euzébio Néri Alves de Sousa – 1997

- Hugo Vitor Guimarães e Silva – 1998

- Florival Seraine – O Homem – 1999

- Raimundo Girão – O Homem – 1900/2000 – 2000

-Bibliografia Cearense – Séc. XIX e XX – 2001.

CONGRESSOS, SEMINÁRIOS, SIMPÓSIOS e CONFERÊNCIAS, abordando temas de estudo de natureza histórica, de pesquisa e assuntos culturais diversos, acima referidos, foram inúmeros e que contaram com sua efetiva e proveitosa participação.

- CARGOS E FUNÇÕES PÚBLICOS: Conservadora do Museu Histórico e Antropológico do Ceará –1953 a1960; Conservadora do Museu do Instituto de Antropologia da UFC –1960 a1968; Pesquisadora do Museu Histórico e Antropológico do Ceará – 1961; Conservadora do Museu Arthur Ramos, do Departamento de Ciências Sociais e Filosofia – UFC –1969 a1973; Professora da Faculdade de Filosofia do Ceará – Introdução a Geografia – 1972; Orientadora Pedagógica do Centro de Estudos Supletivos do Ceará – 1974; Professora do Curso de História do Departamento de Ciências Sociais e Filosofia da UFC (lecionou História do Ceará I, História Antiga e Métodos e Técnicas de Investigação Histórica); Coordenadora do Curso de História da UFC; Supervisora do Museu Arthur Ramos – Casa José de Alencar – UFC; Sócia, na categoria “Amiga do Instituto”, do Instituto Histórico, Geográfico e Antropológico; Sócia da Associação Nacional de Professores Universitários de História, da qual foi Secretária; Sócia da Sociedade Cearense de Geografia e História; Sócia da Academia de Ciências Sociais do Ceará; Sócia Efetiva do Instituto do Ceará; Membro da Comissão Cearense de Folclore.

Dona Moça (ao centro) e os filhos: Valnice, Carneirinho, Valdelice, Valmir, Valdísia, Eva, Valter e Maria José

Qn 1072 – VALTER CARNEIRO GIRÃO, 19.04.1927 e f. 10.02.2002, proprietário rural, Agro-pecuarista e próspero fazendeiro e dono de várias propriedadesem Morada Nova-CE, n., cc Aldair Machado Girão, n. 16.12.1928, de prendas do lar, f. 15.07.2004, pais de: (Ver Qn 1051 deste Capítulo)

ө Pn 1463 – Maria Valdênia Girão de Lima, n. 10.03.1952, pedagoga, cc Francisco Edmilson Barros de Lima (Titico), n. 21.02.1949, proprietário rural e ex-Vereador, pais de:

Hxn 802 – Luiz Sérgio Girão de Lima, n. 26.04.1969, Engenheiro Agrônomo, cc Maria do Socorro Rodrigues de Castro, n. 11.08.1968, licenciada em Letras, com especialização em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio, pais de:

Hpn 123 – Hector Castro Girão, n. 18.04.2002.

Hxn 803 – Vládia Girão de Lima, n. 31.05.1970, Pedagoga, cc Gean Carlos da Silva, n. 19.02.1967, Engenheiro Mecânico, pais de:

Hpn 124 – Larissa Girão Silva, n. 20.05.1996.

Hxn 804 – Mário Sérgio Girão de Lima, n. 31.10.1981, estudante, f. 28.10.2001, cc.  Resna Lima dos Santos, n. 24.03.1979, estudante, pais de:

Hpn 125 – Mário Henrique Girão de Lima, n. 26.11.1999.

ө Pn 1464 – Maria do Socorro Carneiro Girão, n. 20.06.1958, com licenciatura em Geografia pela FAFIDAM/UFC, cc Francisco Ricardo Rubens Viana, n. 15.10.1965, proprietário rural e Comerciante, pais de:

Hxn 805 – Vivianne Carneiro Girão Viana, n. 02.06.1985, acadêmica de Licenciatura em Química pela FAFIDAM/UFC.

Hxn 806 – Anne Louise Carneiro Girão Viana, n. 03.10.1988, estudante pré-universitária.

Qn 1073 – Valter Girão, próspero fazendeiro e agropecuaristaem Morada Nova, era homem de muita coragem e incontida bravura. Foi vaqueiro laureado e destemido, também de pouco falar e de aspecto sempre sisudo. De índole cativante e envolvente também muito sedutor. Valter Carneiro gerou outros filhos, fruto de seus romances extraconjugais, a saber:

a) com F. L. S., n. 20.03.1940, formada em Pedagogia, com pós-graduação em Administração, Orientação e Supervisão Escolar; bacharelada em Nutrição pela UECE, com quem teve os filhos:

ө Pn 1465 – Válber Magno Saraiva Girão, n. 15.02.1970, curso médio de ensino completo, cc. Maria Zenúbia Pinheiro Girão, n. 13.04.1972, de prendas do lar, pais de:

Hxn 807 – Lívia Maria Pinheiro Girão, n. 15.10.2001.

Hxn 808 – Maria Eduarda Pinheiro Girão, n. 06.05.2004.

ө Pn 1466 – Virginia Cláudia Carneiro Girão, n. 27.04.1971, formada em Veterinária, com Mestrado e Doutoradoem Fisiologia Animal pela UFC, cc Humberto Carmona de Andrade, nascidoem Ribeirão Preto – SP; Professor de Física, formado em Matemática e Física pela Universidade de São Carlos – SP, com Doutorado nos Estados Unidos.

ө Pn 1467 – Max Weber Saraiva Girão, n. 17.06.1976, bacharel em Direito pela Universidade de Mackenzie – São Paulo – SP (Turma de 2003); Advogado; Foi Sargento do Exército com a Arma de Saúde; Desempenhou funções de Enfermeiro do Hospital do Exércitoem São Paulo. Faleceu em 26.06.2004,em São Paulo – SP, solteiro.

b) com E. A. S., n. 23.09.1952, prendas domésticas, teve a filha:

ө Pn 1468 – Valberlene Alves Girão, n. 27.11.1979, universitária, cursando Ciências Contábeis na UFC, solteira.

c) com F. B. L., n. 03.10.1954, formada em Letras, pela Universidade Estadual de Quixadá, teve o filho:

ө Pn 1469 – José Wagner de Lima Girão, n. 03.06.1984, Estudante.

d) com M. E. R. N., n. 20.10.1966, de prendas domésticas, nasceu o filho:

ө Pn 1470 – Valker Rodrigues Girão, n. 07.04.1987, estudante.

Dona Môça e Valdísia com filhos, nora, genro e netos

Qn 1074 – VALDÍSIA CARNEIRO GIRÃO, n. 30.04.1929, Pedagoga, aposentada da Secretaria de Educação do Ceará, cc José Esmênio Barbosa Lima, n. 24.07.1928, Contabilista, funcionário aposentado da Cia. de D.O.C.A.S. do Ceará, falecido, pais de:

ө Pn 1471 – Marcus Vinícius Carneiro Barbosa Lima, n. 18.12.1955, Engenheiro Mecânico, formado pela UFC; funcionário concursado da Petrobrás, onde exerce atualmente o cargo de Engenheiro Sênior, cc Arlete Maria Almeida Barbosa Lima, Odontóloga, pais de:

Hxn 809 – Thiago Vinícius Almeida Barbosa Lima, n. 11.03.1985, universitário do Curso de Engenharia Civil da UFRN.

Hxn 810 – Carolina Almeida Barbosa Lima, n. 30.05.1988, universitária.

ө Pn 1472 – Lígia Maria Carneiro Brígido, n. 01.10.1958, Odontóloga, formada pela UFC; Odontologista do Instituto Médico Legal do Ceará e funcionária da CAMED, divorciada de Elpidio Brígido Filho, pais de:

Hxn 811 – Tatiana Carneiro Brígido, n. 04.04.1984, universitária do Curso de Publicidade e Propaganda da UNIFOR.

Hxn 812 – Felipe Carneiro Brígido, n. 03.09.1987, estudante.

ө Pn 1472.1 – Lígia Maria contraiu segundas núpcias com Sérgio Silveira Melo, Economista e Administrador de Empresa.

ө Pn 1473 – Liane Carneiro de Siqueira, n. 20.02.1960, Analista de Sistemas formada pela UFC e Mestreem Informática Aplicada pela UNIFOR, atualmente Servidora da PMF e Professora de Ensino Superior da FIC; divorciada de Ricardo José Carvalho Coelho, pais de:

Hxn 813 – Thais Carneiro Coelho, n. 20.10.1988, estudante.

Hxn 814 – Raquel Carneiro Coelho, n. 08.06.1990, estudante.

ө Pn 1473.1 – Liane contraiu segundas núpcias com Fernando Soares de Siqueira, bacharel em Informática com Mestrado em Informática Aplicada.

ө Pn 1474 – Lenes Carneiro Porto, n. 08.09.1966, Analista de Sistemas formada pela UFC, funcionária concursada do TER-CE, onde exerce atualmente o cargo de Analista Judiciária, cc. José Augusto Fiúza Porto, Engenheiro Civil, pais de:

Hxn 815 – Vítor Augusto Carneiro Porto, n. 25.01.1999, estudante.

José Carneiro Girão e Rocil Bezerra Girão

Qn 1075 – JOSÉ CARNEIRO GIRÃO (Carneirinho), n. 06.07.1931, Magistrado, aposentado. Como Juiz, exerceu a titularidade da Vara Única de Menores de Fortaleza por vários anos; ex-Professor da Escola de Polícia do Ceará; ex-Assessor Jurídico da Prefeitura Municipal de Fortaleza e ex-funcionário da UFC, cc, Maria Rocil Bezerra Girão, n. 16.05.1947, Pintora, com especializaçãoem Artes Plásticas, pais de:

ө Pn 1475 – Márcio Bezerra Girão, n.08.12.1978, bachareladoem Ciências Jurídicas e Sociais (Direito) pela UNIFOR, advogado.

ө Pn 1476 – Monique Bezerra Girão, n. 06.01.1982, formada em Turismo pela FIC de Fortaleza-Ce.

SINÓPSE BIOGRÁFICA

JOSÉ CARNEIRO GIRÃO (Carneirinho), filho de Benigno Carneiro de Sousa e Raimunda Carneiro Girão (Dona Môça), nasceu no dia 6 de julho de 1931. Fez os primeiros estudos na cidade sede do Município de Morada Nova e o Curso Ginasial no Colégio Lourenço Filho e no Liceu do Ceará. Em 25 de dezembro de 1962 diplomou-se Bacharel pela Faculdade de Direito do Ceará e, a seguir, foi nomeado Professor da Academia de Polícia, Cargo que deixou para exercer o de Juiz Substituto do Termo de Pedra Branca (1966). Ingressava na Carreira da Magistratura, onde iria dar o seu cuidadoso empenho de executar sempre com inteligência e lisura as funções públicas que lhe são confiadas. Como Juiz, serviu nas Comarcas de Acaraú, Aracoiaba, Iguatu, Sobral e Quixadá e eventualmente, nas de Baturité, Monbaça, Redenção, Santana do Acaraú, Coreaú e Cariré. Juiz de Direito da Comarca de Fortaleza, a ele coube o Juizado de Menores, mister que exige, além da competência intelectual, o máximo de dedicação em favor das soluções dos complicados, difíceis e delicados problemas que envolvem o menor, quase sempre vítima de injustiças, incompreensões e até o abandono dos pais e assim como o desprezo por parte do poder público, o grande responsável pela eficiência do amparo a quem dele tanto precisa. O Dr. José Carneiro Girão tem os Cursos de Direito, de Filosofia Pura, de Antropologia Física e Cultura, de Superior Investigação Policial (USAID-BRASIL) e de Especialização do Direito do Menor. No Jornal “O Povo”, de Fortaleza, por vários anos, manteve a publicação de artigos sob o título “Resenha Judiciária”. Pode-se dizer, portanto, ser José Carneiro um Magistrado de invejável cultura e de elevado saber jurídico, um homem de ilibada conduta e detentor de inabalável caráter. Jamais esqueceu suas origens, filho que é de sertanejo. Retornou às atividades agro-pastoril em sua terra onde tem aplicado sua vasta experiência acumulada ao longo dos anos. O acendrado espírito de dedicação e zelo em seus empreendimentos tornou possível o desenvolvimento e a melhoria das condições de vida em sua terra e de sua gente. O estilo e postura firmes de sua conduta tornaram-se exemplo pra família, fato que o credencia e o faz dono de um emblemático perfil próprio dos homens de bem, digno e honrado, qualidades muito raras nestes tempos.

Qn 1076 – MARIA JOSÉ CARNEIRO GIRÃO (gêmea com o anterior), n. 06.07.1931em Morada Nova, Licenciada em História pela UFC; funcionária aposentada da Secretaria de Planejamento; Técnica em Estatística e Professora aposentada da Escola de 1º Grau Clóvis Bevilaqua, solteira.

Qn 1077 – EVA MARIA CARNEIRO GIRÃO, n. 02.09.1933, Engenheira-agrônoma e Técnica da SUDENE, aposentada, solteira.

SINÓPSE BIOGRÁFICA DE EVA MARIA

Nasceuem Morada Novano dia 02 de setembro de 1933, na Fazenda Bom destino, do Sítio Patos. Nas Escolas Reunidas da sua cidade natal fez o primário, e o secundário no Colégio Farias Brito, Escola Normal e Liceu do Cearázenda Bom destino, do Sazenda Bom Destino, do S. Diplomou-se pela Escola de Agronomia da UFC em dezembro de 1961. Especializou-seem Foto Interpretaçãoe Planejamento no Centro Americano de Estudos de Recursos Naturais do Rio de Janeiro. Pós-Graduação pela CIAF, Bogotá – Colômbia. Trabalhou no Boletim de Recursos Naturais da SUDENE, da qual é Técnica e onde ocupo9u a Chefia da Divisão de Botânica Econômica. Chefiou, ali, o Setor de Foto Interpretação da Divisão de Botânica do Departamento de Recursos Naturais. Detem a Medalha obtida pelos 10 anos de serviços por merecimento da SUDENE. Publicou: “Planejamento Através da Foto interpretação da Mata Costeira do Estado de Alagoas – 1968; “Contribuição ao Mapeamento e Avaliação das Áreas das Matas Nativas Densas do Sertão Central de Pernambuco – 1971; Mapeamento da Mata Costeira do Sudoeste da Bahia”; Mapeamento e Avaliação das Áreas da Mata Nativa Densa da Bacia do “Piranhas”.

Qn 1078 – RAIMUNDO VALMIR CARNEIRO GIRÃO, n. 09.02.1935., solteiro.

Qn 1079 – VALNICE CARNEIRO GIRÃO, n. 08.11.1938,em Morada Nova-CE, Professora com Licenciaturas em História e em Pedagogia pela UECE; Curso de Especialização em Supervisão de Ensino, pela UESP – São Paulo-SP; Curso de Especializaçãoem Pesquisa Social pelo Instituto Joaquim Nabuco – Recife-PE; Curso de Especialização sobre Crianças Especiais; Cursoem Planejamento Educacional e Coordenadora de Mobilização do Ensino Primário do Estado – MOBRAL-CE, solteira.

Benício Carneiro Girão

Tn 480 – BENÍCIO CARNEIRO GIRÃO, n. 27.02.1903, e f. 03.06.1964, conceituado Comerciante em Sobral no ramo de tecidos, tendo gerenciado as Casas Pernambucanas e o Armazém Aurora, e casou-se, em primeiras núpcias, com Hermosa de Mendonça Lopes, n. 25.06.1909 e f. 12.05.1931, filha de Antônio Manuel Lopes e Mocinha de Mendonça. Após a viuvez, Benício casou-se com Raimunda Frota Parente (Raimundinha), n. 09.10.1910 e f. 18.10.1986, sobrinha de Dom José Tupinabá da Frota, bispo de Sobral – CE..

“Os Girões de Sobral surgiram por intermédio do patriarca Benício Carneiro Girão, que ainda jovem, veio de sua Morada Nova querida, residir aqui em Fortaleza, na casa do tio Souza Girão. Apesar da pouca idade, Benício demonstrou interesse de exercer atividades comerciais, tanto é que em pouco tempo foi convidado para gerenciar a filial das Casas Pernambucanas, na cidade de Sobral.

Lá chegando, procurou uma jovem da terra para casar-se, sendo sua primeira esposa a senhora Hermosa Lopes Girão, tendo com ela os seguintes filhos: Heraldo Lopes Girão e Hermosa Lopes Girão de Araújo.

Benício ou Sr. Girão, como era conhecido, ao tornar-se viúvo contraiu segundas núpcias com a senhora Raimunda Frota Parente (Raimundinha), filha de José Inácio Parente (Juca Parente) e Adalgisa Frota Parente.  Esta irmã do Bispo (Cônego) de Sobral Dom José Tupinambá da Frota.

Do segundo casamento, Benício teve os seguintes filhos: Maria Hilma Girão Borges, Maria Hilce Girão Capote, José Hilton Parente Girão, Maria Hilcenir Girão de Andrade, Maria Hildenir Girão de Araújo, Maria Hilnar Parente Girão Marques e Maria Hilcélia Girão Marques.

Este, o registro da descendência de Benício Carneiro Girão que, radicado na cidade de Sobral, como visto, sempre gozou da estima e admiração da sociedade e dos munícipes, pela postura exemplar que exerceu: correção no trabalho, dignidade e honradez, cujos princípios e virtudes são modelos que hoje estão sendo seguidos pelos filhos que continuam aplicar os conhecimentos adquiridos daquele que em vida foi exemplo de cidadão de bem, voltado exclusivamente para o trabalho e à família”.

Descendem do primeiro casamento os filhos:

Qn 1080 – HERALDO LOPES GIRÃO, n. 02.10.1929, e f. 03.01.2002, ex-Vereador em Sobral, funcionário da COELCE e, posteriormente, Fazendeiro, cc Maria Célia Pontes Dias Girão, n. 08.03.1938 e f. 23.01.2004, licenciada em História e Pedagogia, pais de:

ө Pn 1477 – Hermosa Alice Dias Girão Rocha, n. 25.03.1969, advogada e comerciante, cc. Milton Rocha Júnior, engenheiro e comerciante, n. 13.08.1968, pais de:

Hxn 816 – Matheus Dias Girão Rocha, n. 15.12.2996, estudante.

Hxn 817 – Victor Dias Girão Rocha, n. 05.03.2002, estudante.

Hxn 818 – Deliza Dias Girão, n. 02.10.1964, nutricionista, desquitada, mãe de:

Hpn 126 – Guilherme Girão Lima, n. 02.02.1992, estudante.

Qn 1081 – HERMOSA GIRÃO ARAÚJO, n. 23.04.1931, cc Genésio Martins de Araújo, n. 06.06.1922, engenheiro civil, ex-Diretor Geral do DNOCS, por onde se aposentou após décadas no cargo de direção, pais de:

ө Pn 1478 – Hermosa Ruth Girão de Araújo, n. 28.08.1958, Economista e funcionária da Receita Federal do Ceará, cc. Antônio Ellery Arcoverde Diniz, n. 29.06.1954, Médico, pais de:

Hxn 819 – Ana Carmem Arcoverde Diniza, n. 12.03.1984, universitária.

Hxn 820 – Joanice Maria Arcoverde Diniz, n. 12.04.1986, universitária.

Hxn 821 – Clara Arcoverde Diniza, n. 28.05.1994, estudante.

Benício Girão e Raimunda Frota Parente

Tn 480.1 – BENÍCIO contraiu segundas núpcias com Raimunda Frota Parente Girão, n. 09.10.1910 e f. 18.10.1986, sobrinha de Dom José Tupinambá da Frota, bispo de Sobral – CE. Desse segundo casamento de Benício, nasceram sete filhos:

Qn 1082 – MARIA HILMA GIRÃO BORGES, n. 02.10.34 e f. 16.03.1982, formada em História, exercendo o cargo de professora do Estado, cc Jader Fernandes da Silveira Borges, n. 06.07.1932 e f. 03.04.2004, formadoem Ciências Contábeis e comerciante.

Hilma, infelizmente, nos privou de seu convívio muito cedo. Porém, sua passagem entre nós só deixou alegrias. Pessoa amiga, mulher inteligente e mãe exemplar. O casal teve uma única filha:

ө Pn 1479 – Maria Magda Girão Borges Coelho, n. 09.01.1966, formada e pós-graduada em Letras, com Especialização em Metodologia do Ensino Fundamental, cc Lairton José Cavalcante Coelho, n. 25.02.1966 e f. 20.12.2002, funcionário público municipal, pais de:

Hxn 822 – Maiara Borges Coelho, n. 19.11.1989, estudante.

Hxn 823 – Iana Borges Coelho, n. 18.12.1997, estudante.

Qn 1083 – MARIA HILCE GIRÃO CAPOTE, n. 29.11.1936, formada em História e Estudos Sociais, com especialização em Metodologia do Ensino Superior, professora da Universidade Vale do Acaraú (UVA) e vice-diretora do Museu Diocesano Dom José Tupinambá da Frota, em Sobral – CE. É possuidora de um cabedal de conhecimentos inigualável em sua área, sendo o seu trabalho reconhecido por diversas vezes pelos que fazem àquela instituição de ensino superior. Casada com. José Helder Frota Gomes Capote, n. 30.12.1934, bancário aposentado do Banco do Brasil, sem filhos.

Qn 1084  JOSÉ HILTON PARENTE GIRÃO, n. 11.04.1942 e f. 03.11.1994, formado em História, professor da Rede Estadual de Ensino, cc. Glória Giovana Sabóia Mont’Alverne Girão, n. 18.12.1944, Mestra em História pela UFPE, Pró-Reitora de Cultura da UVA, diretora do Museu Diocesano Dom José Tupinambá da Frota e escritora. Giovana é detentora de uma inteligência invejável, tendo contribuído com o seu trabalho e talento de maneira ímpar para o desenvolvimento cultural da Zona Norte do Estado.

Hilton nos deixou em 1995, mas sua presença continua viva em todos aqueles que tiveram a felicidade de conviver com o mesmo. Dotado de grandes virtudes, jamais esquecido por seus irmãos, parentes e amigos. São seus filhos:

ө Pn 1480 – Eugênio Mont’Alverne Girão, n. 12.02.1971, Engenheiro Civil, cc Beatriz Sabóia Mont’Alverne Girão, n. 14.08.1977, Arquiteta, pais de:

Hxn 824 – Manuela Sabóia Mont’Alverne Girão, n. 10.09.2004.

ө Pn 1481 – Marcílio Mont’Alverne Girão, n. 13.05.1974, Engenheiro Mecânico.

ө Pn 1482 – José Hilton Mont’Alverne Girão, n. 23.10.1978, Advogado.

Qn 1084.1 – De uma união extraconjugal, José Hilton Girão teve a filha:

ө Pn 1482.1 – Solange Aragão Girão.        

Qn 1085 – MARIA HILCENIR GIRÃO DE ANDRADE, n. 04.09.1944, formada em História e Professora da Rede Estadual de Ensino, cc Francisco Juvêncio de Andrade Neto, n. 23.12.1943, comerciante, aposentado, pais de:

ө Pn 1483 – Christiane Girão de Andrade Cavalcante, n. 28.04.1972, formada em Ciências da Computação, cc Edmundo Monte Cavalcante, n. 27.05.1968, Advogado, pais de:

Hxn 825 – Amanda de Andrade Cavalcante, n. 16.12.1998, estudante.

Hxn 826 – Milena de Andrade Cavalcante, n. 01.07.2003.

ө Pn 1484 – Elaine Girão de Andrade, n. 08.10.1976, Arquiteta.

Qn 1086 – MARIA HILDENIR GIRÃO DE ARAÚJO (Denzinha), n. 31.01.1946, formada em História, pós-graduada em Planejamento de Ensino e Professora Universitária, cc José Rodrigues de Araújo, n. 15.08.1944, bancário aposentado do Banco do Brasil e escritor, pais de:

ө Pn 1485 – Sidney Girão de Araújo, n. 06.10.1972, Engenheiro Mecânico e licenciatura em Física, cc Geovanna Baima de Castro, Odontóloga, n. 05.08.1974, pais de:

Hxn 827 – Gabriel Castro Girão, n. 24.08.2001, estudante.

Hxn 828 – Melissa Castro Girão, n. 22.09.2004.

ө Pn 1486 – Yuri Girão de Araújo, Engenheiro Civil, n. 16.11.1976, cc Isabel Medeiros de Farias, n. 29.12.1975, Economista.

ө Pn 1487 – José Igor Girão de Araújo, n. 11.12.1981, acadêmico de Engenharia Civil.

Qn 1087 – MARIA HILNAR PARENTE Girão Marques, n. 11.01.1948, formadaem Serviço Social, funcionária da Prefeitura Municipal de Fortaleza, exerceu o cargo de Diretora da Ação Social da Prefeitura de Fortaleza, cc. Raimundo Ferrer Marques, n. 04.07.1945, Pedagogo e bancário, aposentado do BEC, pais de:

ө Pn 1488 – Bérgson Girão Marques, n. 30.09.1976, bacharelado em Direito pela UNIFOR, Turma de 2001, Advogado, solteiro.

ө Pn 1489 – Hilma Girão Marques, n. 05.03.1986, acadêmica de Medicina, em Universidade de Manaus-AM, solteira.

Qn 1088 – MARIA HILCÉLIA GIRÃO MARQUES, n. 04.08.1949, graduada em Medicina pela UFC. Médica e funcionária do Ministério da Saúde e da Prefeitura Municipal de Fortaleza, dotada de grande espírito humanitário, aplicando-se em especial aos cuidados dos mais idosos. Casada com José Bernadete Marques, n. 19.05.1938, (irmão de Raimundo Ferrer Marques). É funcionário aposentado do Banco do Brasil e Advogado. O casal teve os filhos:

ө Pn 1490 – Cybele Girão Guedes, n. 26.09.1977, Bacharela em Direito e Advogada do SEBRAE, cc Rubens Rodrigues Guedes, n. 11.10.1976, Procurador da CODEVASP, pais de:

Hxn 829 – João Felipe Girão Guedes, n. 14.11.2001, estudante.

ө Pn 1491 – Fabíola Girão Marques Araújo, n. 11.08.1980, graduada em Odontologia pela UNIFOR, cc. José Eduardo Carvalho Araújo, n. 26.12.1976, Promotor de Justiça, pais de:

Hxn 830 – Eduardo Marques Araújo, n. 00.00.2007.

ө Pn 1492 – Bruno Girão Marques, n. 06.09.1981, acadêmico de Direito.

Marizita e Childerico

Tn 481 – MARIA CARNEIRO SOUSA GIRÃO (Marizita), n. 06.06.1906 e f. 20.10.1991, costureira e prendas domésticas, cc. Childerico Girão de Oliveira (Chelzinho), agricultor e funcionário público municipal, n. 10.03.1900 e f. 14.09.1974, pais de: (Ver Bn 105 – Capítulo IV e Bn 176 e Tn 494 deste Capítulo)

Qn 1089 – JOSÉ RÚBIO GIRÃO, funcionário público federal (DNER), n.16.02.1929 e f. 10.03.1997, casado, em segundas núpcias, com sua prima Maria Liduina Machado Girão, n. 25.05.1959, pedagoga, sem filhos. Descendem do primeiro casamento as filhas:

ө Pn 1493 – Mara Rúbia Lopes Girão, n. 18.09.1960.

ө Pn 1494 – Marisete Lopes Girão, n. 01.01.1962.

Qn 1090 – MARIA CLEYDE GIRÃO DE ARAÚJO, normalista, executiva do lar, n. 03.09.1930, cc. Benedito Lafayete de Araújo, Contabilista, acadêmico em Administração, Eletricitário, aposentado da COELCE, n. 26.01.l935, pais de:

ө Pn 1495 – João Vianey Girão de Araújo, graduado em Matemática pela UFC; pós-graduado em Administração–Gerência Geral, pela UECE; Economiário Federal – CEF-CE, n. 12.08.1959, cc. Maria Denise Gurgel de Araújo, n. 13.06.1959, graduada em Pedagogia; pós-graduada em Psicopedagogia pela UVA – CE e acadêmica de Psicologia na UNIFOR, pais de:

Hxn 831 – João Rodrigo Gurgel de Araújo, n. 24.11.1983, graduado em Direito pela UNIFOR – Turma de 2006. Advogado brilhante, atualmente militando com desenvoltura no Fórum Judiciário da Capital. É uma das inteligências jovens da advocacia cearense, solteiro.

Hxn 832 – Rafael Gurgel de Araújo, n. 10.11.1984, bacharelado em Administração de Empresas pela UNIFOR; Investidor Imobiliário aplicado ao ramo da Construção Civil, solteiro.

ө Pn 1496 – Cleyde Girão de Araújo, n. 16.07.1960, graduada em Psicologia pela UFC, exercendo o ofício de Missionária – Focolarina, servindo em Nápolis (Benevento) – Itália, onde reside.

ө Pn 1497 – Cláudia Girão de Araújo, n. 15.12.1962, graduada em Geografia pela UFC, divorciada de Carlos Augusto de Queiroz Emerenciano, n. 08.08.1963, pais de:

Hxn 833 – Caio Girão Emerenciano, n. 08.04.1991, estudante do ensino médio.

Qn 1091 – TERESINHA GIRÃO DE OLIVEIRA, Professora Diplomada, n. 28.12.1931 e f. 10.06.1982, inupta. Pessoa doce e humilde e de grandes dotes pessoais e inúmeros predicados. Generosamente prestativa, viveu e dedicou-se a vida inteira ao servir, ajudando ao próximo, praticando a caridade em favor dos mais humildes. Doou-se de corpo e alma servindo às necessidades da família e dos amigos, tudo isto sintetiza a grandeza e traduz sua verdadeira e sublime vocação – uma Santa no Céu rogando pela família.

Filhos, genro, noras, netos e bisnetos do Childerico e Marizita

Qn 1092 – LUÍS HÉLIO GIRÃO, funcionário público federal, aposentado – desempenhou funções de Chefias de Departamentos do INCRA-CE – n. 23.03.1933, cc. Maria Helena Costa Girão, n. 10.08.1938, funcionária pública estadual, aposentada , pais de:

ө Pn 1498 – Carlos Henrique da Costa Girão, n. 26.08.1970, graduado em Administração de Empresas e Executivo Financeiro; pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM, cc. Pais de:

Hxn 834 – Matheus Henrique, n. 19.06.2006.

ө Pn 1499 – Rosane Girão Cordeiro, bacharela em Administração de Empresas, n. 26.06.1972, cc. Luís Alberto Lopes Cordeiro, n.11.11.1971, Arquiteto, divorciados, sem filhos.

ө Pn 1499.1 – Em segundas núpcias de Rosane, com …

Qn 1093 – ROBERTO GIRÃO DE OLIVEIRA, comerciante e ex-Prefeito Municipal de Paramoti – Ce, n 30.09.1934, cc. Francisca Zena Cleide da Silva Gomes, Professora, n. 03.07.1937, f. 05.12.2000, pais de:

ө Pn 1500 – Roberta Gomes Girão, comerciante e universitária, n. 11.11.1965, divorciado de Sandro Régis Queiroz Oliveira, comerciante, pais de:

Hxn 835 – Lorena Girão de Oliveira, n. 19.04.1986, estudante secundarista.

ө Pn 1500.1 – Em segunda união de Roberta com Celso…

ө Pn 1501 – Cristiane Gomes Girão, Pedagoga, n. 06.09.1969, formada em….,  solteira.

ө Pn 1502 – Carmen Cenyr Gomes Girão, universitária, n. 11.02.1970, cc. Raimundo Paulino Cavalcante Filho, n. 23.06.1972, bacharelado em Direito pela UFC, exerceu por alguns anos a função de Oficial de Justiça de Fortaleza – CE. Em agosto de 2006, ingressou, por concurso, na Magistratura Federal do Estado do Amazonas, sendo nomeado Juiz Federal Substituto da Comarca de ………………..,  pais de:

Hxn 836 – Victória Girão Cavalcante, n. 19.01.2002.

ө Pn 1503 – Regina Márcia Girão Costa, universitária, n. 29.05.1973, cc. Paulo Marcelo Ribeiro Costa, n. 04.01.1964, advogado, exercendo funções de Assessor Parlamentar em Brasília – DF, pais de:

Hxn 837 – Victor Girão Costa, n. 12.11.1996, estudante.

Qn 1094 – GUILHERME GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 27.01.1936, bacharel em Direito, ex-Procurador Autárquico do DNER. Ingressou na Magistratura em 1978, como Juiz de Direito aposentando-se de 1996. É atualmente Advogado atuante no Fórum Judiciário a Capital, cc. Maria Estrêla Soares Girão, n. 26.11.1942, Secretária Executiva da UFC, aposentada, filha de Airton Barroso Soares e Maria do Carmo Araújo (Mimosa) e neta do jornalista e escritor José Oswaldo Araújo). São filhos do casal:

Guilherme e Estrêla, ladeados pelas filhas Cristina e Ana Paula e os genros: Arinos e José Pio.

ө Pn 1504 – Ana Paula Girão Porto, n. 01.01.1964, bacharela em Direito pela UFC, com Pós-graduaçãoem Administração Judiciária pela UVA e Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará (ESMEC); funcionária pública estadual, habilitada por concurso para o Tribunal de Justiça do Estado como Analista Judiciária, cc. José Pio Porto Belém, n. 27.11.1960, bacharel em Direito pela UFC e Juiz de Direito titular da 4ª Vara da Comarca de Caucaia – CE, tendo exercido por vários anos o cargo de Procurador do Município de Fortaleza, pais de:

Hxn 838 – Guilherme Girão Porto, n. 05.12.1994, estudante.

Hxn 839 – Clarissa Girão Porto, n. 24.03.1998, estudante.

ө Pn 1505 – Ana Cristina Girão Braga, n. 09.01.1966, Arquiteta, formada pela UFC, em 1987, com escritório em Fortaleza e funcionária concursada da UFC, cc. Francisco Arinos Matos Braga, n. 18.06.1964, Engenheiro Eletricista, formado pela UNIFOR, tendo exercido por vários anos funções de Técnico em Eletrônica da Empresa de TV Verdes Mares – Rádios e Jornais do Grupo Empresarial Edson Queirozem Fortaleza. Em 1996, através de concurso, ingressou no Holding TELEMAR – NORDESTE, como Coordenador Executivo do Sistema de Telefonia dos Estados do Nordeste. São seus filhos:

Hxn 840 – Gustavo Girão Braga, n. 11.09.1989, estudante pré-universitário.

Hxn 841 – Felipe Girão Braga, n. 14.12.1998, estudante.

DADOS BIOGRÁFICOS:

Guilherme Girão nasceuem Morada Nova, no sítio denominado “Açude Novo”, em data de 27 de janeiro de 1936. Ainda criança, apenas com dois anos, foi trazido juntamente com sua família, pelo seu tio-avô Sousa Girão, para Fortaleza, na tentativa de livrar os sobrinhos de impiedosa epidemia (a malária), que à época assolava a região jaguaribana.

Iniciou suas primeiras letras na Escola Municipal Dom Manuel, no bairro das Damas, nos idos de 1948, ingressando, em 1950, no Ginásio Municipal de Fortaleza (turma fundadora), concluindo ali o curso ginasial, três anos depois. Mas foi no Colégio Estadual do Ceará, ou simplesmente “LICEU DO CEARÁ”, berço educacional de tantos expoentes do saber e da cultura alencarinas, que este magistrado moradanovense, filho de Childerico Girão de Oliveira e Maria Carneiro Girão (Marizita), uma das adoráveis decanas da família, concluiu o curso científico. Em 1966, já casado e com duas filhas: Ana Paula e Ana Cristina, fez vestibular para a Universidade (UFC), ingressando na Faculdade de Direito, onde concluiu o bachareladoem Ciências Jurídicase Sociais, no ano de 1972.

Ingressou na Magistratura, como Juiz Substituto, em 1980. Beberibe foi a sua primeira Comarca, ali permanecendo durante oito anos, período em que respondeu pelos trabalhos das Comarcas de Cascavel, Russas, Aracati e Redenção.  No ano de 1988, foi promovido para a Comarca do Crato-CE (1ª Vara do Crime), tendo servido, eventualmente, como Juiz Zonal, às Comarcas de Juazeiro do Norte, Missão velha, Milagres, Brejo Santo, Mauriti, Barbalha, Farias Brito, Araripe, Barro, Caririassu e Jardim.

Impregnado pelos ideais de todos aqueles que lutam para libertar a Humanidade de todo quanto a deprime e a degrada, que Guilherme Girão viu transcorrer parte de sua juventude, cadeira cativa que era do NEC – NÚCLEO DE ESTUDOS CIENTÍFICOS, mas conhecido por “QUARTINHO DE ESTUDOS”, localizado na Rua Ana Nery, em cujo pórtico constava a inscrição: “ATUALIZE SUA MENTALIDADE”, extraída do livro “A Formação da Mentalidade”, de James Harvey Robinson, primorosa tradução de Monteiro Lobato,que tanto influenciou a todos nós, freqüentadores daquele ambiente cultural. Ali, compareciam aqueles que, como Guilherme queriam estudar, despertar para uma consciência crítica e científica, pesquisando em livros e instrumentos como o telescópico e microscópio. Desse canteiro fértil de mocidade e de ideais, como bem salientou Guilherme Girão, vingaram sementes cheias de vigor intelectual, hoje ilustres figuras no cenário cultural, destacando-se, entre eles os Magistrados Celso Luís de Sousa Girão, “um vocacionado da Justiça”, e Wilton Machado Carneiro, um juiz verdadeiramente bem sucedido, os conceituados médicos José Eduilton Girão e Edísio Machado Carneiro, ambos beneméritos e humanistas; os cientistas Vieira Leite  e Aroldo Cavalcante, esse de saudosa memória; o destacado engenheiro de Volta Redonda, Sílvio Oderp girão, os renomados engenheiros agrônomos Sidney Girão e Salvador, o professor e veterinário Raimundinho Girão, da Universidade de Campinas, Luís de Sousa Girão, que carinhosamente o chamam e “Cientista”, pelo seu extraordinário valor intelectual e humanístico, e muitos outros.

O certo é que, naquele convívio fraterno e salutar, cresceu em cada um o interesse pelos livros, alargando as fronteiras do conhecimento dos que ali freqüentavam com o objetivo de obter uma maior e melhor visão do mundo e da sociedade, tendo como ponto de partida o estudo e o saber em seus mais variados aspectos.

Funções Públicas – Sua primeira experiência no Serviço Público teve início nos idos de 1951, quando, com apenas 15 anos de idade, foi encaminhado pelo seu primo Celso Luis de Sousa Girão, para trabalhar voluntariamente no 1° Cartório do Crime e Júri e Execuções Criminais (Cartório Sousa Girão) como “Office Boy” da Escrivania, ao tempo em que seu outro primo Geraldo de Sousa Girão era o Escrivão Titular. Nessa ambiência com advogados, escrivães, juristas e a convivência com o cotidiano do Cartório – autuações, termos, despachos, fornecimento de certidões e informações, enfim, todas as movimentações dos autos (processos) de ações em trâmites, fizeram despertar em Guilherme o interesse pela temática da área. Deixou as tarefas de “estafeta-continuo” e, como se tornara um excelente datilógrafo passou a auxiliar nas atividades burocráticas do Ofício. Experimentou, então, a alegria de trabalhar com os juízes Eurico Monteiro, Paulo Pedro de Moura Montenegro e Jayme Praxedes, este muito exigente, mas que costumava dizer que gostava de trabalhar com o “Pequeno Girão”, naturalmente se referindo à rapidez com que transcrevia os depoimentos das partes, já que ele era excelente datilógrafo e escrevia com aprumo e correção. Concorrendo a concurso para Escrevente Compromissado de Cartórios do Fórum (1953), logrou aprovação em primeiro lugar, abdicando da vaga por ter optado pelo serviço público federal, no qual igressou no mesmo ano.

No Serviço Público Federal (junho/1953), foi admitido como Aux. de Escrevente, passando a servir na Sede do então DNER. Por concurso público exerceu, durante cinco anos, as funções de Inspetor de Tráfego da Polícia Rodoviária Federal, da mesma Autarquia, de onde foi promovido para a categoria de Oficial Administrativo, onde pôde assumir importantes funções de Direção e Assessoramento, culminando sua trajetória de servidor federal ao assumir o cargo de Procurador Judicial Autárquico (DNER), após se preparar com afinco por dois vigorosos anos de estudos, cargo que conquistou por concurso público de âmbito nacional, no qual concorreram centenas de candidatos e que o exerceu durante três anos (1974/1977).

O êxito obtido dos dias e noites indormidas de estudos durante um biênio lhe valeu não apenas o sucesso em aprovação no concurso de Procurador, mas lhe logrou ainda a conquista de uma das vagas, também por concurso público, para a carreira da Magistratura. Ingressou como Juiz Substituto, em 1978, sendo Beberibe sua primeira Comarca, ali permanecendo durante oito anos. Em data de 1986, foi promovido, por merecimento, para a Comarca de Redenção, sendo dali removido  (1989),   como titular da 1ª Vara do Crime da Comarca de Crato, na qual permaneceu por três anos. Exerceu também a função de Juiz Zonal do Cariri cujo munos  se subordinavam as Comarcas, além da que era titular, as de Juazeiro do Norte, Missão Velha, Milagres, Brejo Santo, Mauriti, Barbalha, Farias Brito, Caririassu, Araripe, Barro e Jardim. No exercício de sua judicatura, respondeu, ainda, por várias outras Comarcas de vulto, dentre elas, nos primeiros meses de exercício, as de Aracati e Cascavel (ambas de 3ª Entrância), jurisdições de grande demanda de processos, fato que, para Guilherme, seria uma verdadeira “prova de fogo” o desafio, mormente por ser ainda, ao tempo, um juiz no início de carreira (Primeira Entrância), mas, graças à orientação sempre acolhedora, sapiente e fraternal do Dr. Celso Girão, seu primo – um juiz mais experiente a respeito de problemas tidos como complexos e nos deslindes de litígios mais difíceis e complicados – desincumbiu-se a contento dessa “espinhosa missão”. Assim, permaneceu à frente da jurisdição dessa última Comarca durante quase um ano, deixando ali seu exercício bem realizado e o dever cumprido. Respondeu ainda, no curso de sua vida judicante, pelas comarcas de Jaguaribe, Russas, Jaguaruana e Pereiro, por ocasião de recessos forenses, havendo presidido vários pleitos eleitorais memoráveis nas comarcas por onde passou.

Cursos de Extensão: Pós-Graduado em Direito Público (1987) pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará; Graduado em Antropologia Física e Antropologia Cultural, ambos os cursos ministrados pelo Instituto de Antropologia da Universidade Federal do Ceará (1959/1961).

Cursos Diversos: Taquigrafia; Estenodactilografia; Comunicação em telegrafia, estes concluídos e certificados pelo Instituto Taquigráfico Cearense (ITACE) da Mestra e Profª. Nair de Moraes Rôla (1957/1958).

Prestou serviços, como Assessor, durante um lustro à Fundação do Serviço Social de Fortaleza – FSSF (1968/1970), convidado que fora pelo seu Presidente, à época o Dr. Roberto Jorge Braun Vieira, na gestão municipal do Prefeito general Murilo Borges. Ali implantou e organizou os sistemas operacionais e funcionais dos Departamentos de: Administração; Pessoal; Comercial (dos Armazéns e da Farmácia) e o Setor de Protocolo (cadastro, controle e movimentação de processos).

Em 1975, participou, como Agente Coordenador em Fortaleza do PROGRAMA NACIONAL DE REFORMA ADMINISTRATIVA – DESBUROCRATIZAÇÃO, SIMPLIFICAÇAO e DESCENTRALIZAÇÃO do Serviço Público Federal, sob orientação do antigo DASP, e presidido pelo então Ministro Hélio Beltrão. Como agente multiplicador, proferiu aulas práticas e palestras para funcionários de diversas repartições públicas federais, estaduais e municipais, valendo-se das orientações previstas na sistemática de programas e roteiros pré-definidos e elaborados pelo DASP. Este programa visava à mudança radical dos velhos hábitos funcionais e à transformação do anacronismo do sistema e o fim das velhas práticas burocráticas, impondo um conceito de administração moderno, sem vícios, leve, prático, ágil e funcional.

Congressos, Seminários, Simpósios e Conferências: Sobre assuntos abordando a temática do Direito “lato-sensu” e matérias jurídicas de natureza diversas, incluindo: Advocacia, Ministério Público e em especial a Magistratura, foram inúmeros os conclaves, encontros e reuniões que contaram com sua efetiva e proveitosa participação.

◘ Qn 1095 – MARIA HERBENE GIRÃO PEIXOTO, professora e funcionária pública municipal, n. 05.03.1940 e f. 03.09.2010. Cc. Wdilson Silva Peixoto, Militar  reformado da Aeronáutica na patente de Subtenente; bacharelado em Direito pela UFC e Advogado, n. 21.10.1939 e f. 09.03.2008, pais de:

 

 

 

Herbeson Girão Peixoto e Família

ө Pn 1506 – Herbeson Girão Peixoto, n. 21.09.1968, Bacharel em Ciências Náuticas pela Escola de Formação de Oficiais da Marinha (1989); Pós Graduado em Administração Financeira pela UECE (1995); Bacharel em Direito pela Faculdade Maurício de Nassau (2011); 1º Oficial da Reserva da Marinha do Brasil e Empresário – Diretor-Presidente da PACTUAL ASSESSORIA E PARTICIPAÇÕES LTDA. Cc. Ana Elizabeth Ribeiro Hirschle, nascida em Recife – PE, formada em Administração de Empresas – MBA – Em Gestão de Competência; MBA – Em Gestão de Pessoas; Empresária – Sócia Adm. da HIRSCHLE & HIRSCHLE FOMENTO EMPRESARIAL. Pais de:

 Hxn 841.1 – Rodrigo Hirschle Girão, n. 12.08.2009, estudante.

ө Pn – 1506.1 – Wdilson Silva Peixoto Junior, n. 23.11.1969, Graduado em Administração de Empresa pela Faculdade Christus-Ce, e Consultor Imobiliário/Administrador, cc. Geórgia Eluza Cavalcante Borba, n. 29.04.1979, Gestora de Eventos, Graduada em Gestão de Eventos pela Universidade Nacional de Brasília – UNB, pais de:

Hxn. 841.1 – Lívia Peixoto Borba, n. 01.04.2010, Estudante (Colégio Antares-Fortaleza-CE.).

 

 

ө Pn – Wdilson Silva Peixoto Jr., n. 23.11.1969, funcionário público, cc..

Qn 1096 – MARIA LÊDA GIRÃO, n. 22.08.1942, funcionária pública estadual, tendo exercido o magistério como professora do Ensino Básico, aposentada, solteira.

Qn 1097 – FRANCISCO ABELARDO GIRÃO, n. 30.04.1945, funcionário público federal, com funções de Topógrafo em execício no INCRA-CE, cc. Vera Lúcia Costa Girão (Lucy), n. 28.02.1947, professora do ensino Médio, lecionando na Rede de Ensino do Estado, pais de:

ө Pn 1507 – Adriana Lúcia Costa Girão, n.__/__/__formada em Turismo pela Universidade Federal do Ceará e funcionária pública estadual na função de Assessora da Secretaria de Turismo do Estado.

ө Pn 1508 – Juliana Costa Girão, n. 03.10.1986, universitária, acadêmica de Direito da UNIFOR.

Qn 1098 – RITA DE CÁSSIA GIRÃO, n. 05.04.1944, f. menor.

Qn 1099 – JOÃO BOSCO GIRÃO, n. 29.04.1947, f. menor.

Qn 1100 – MARIA RITA GIRÃO, n.12.01.1949, f. menor.  

Benjamim e Edméa

Tn 482 - BENJAMIN CARNEIRO DE SOUSA GIRÃO, n. 18.05.1907 e f. 06.02.1985, conceituado comerciante e renomado empreendedor, com largo prestígio e credibilidade não só em Fortaleza como em toda a esfera da indústria e do comércio do país, cc. Edméa Rocha Girão, n. 24.06.1917, comerciante e gerente e lojas.

Síntese de um Pioneiro:

Senhor Girão, como era carinhosamente conhecido, foi um Empreendedor obstinado. Instalou-se no Montese, então bairro promissor da periferia, há mais de quatro décadas. Ele é o que se poder chamar, hoje, de pioneiro dos pioneiros, uma vez que pôs o primeiro estabelecimento comercial, uma mercearia com vendas de produtos variados, distante do centro comercial da Capital. Sempre vendeu de tudo. Observou, na época, que vinha muita gente do interior, chegada nos famosos caminhões “paus-de-arara”, a fim de fazer compras e negócios na capital. Passou, então, a vender tecidos, expandindo seus negócios no que hoje representa a grande rede, reconhecidamente como famosas e tradicionais, popularmente denominadas “Casas Girão”. Atualmente o grupo conta com dez lojas, nele incluídas as recém modernas, bem instaladas e amplas lojas nos bairros do Montese e Messejana, as quais não deixam a desejar, em nada, os melhores magazines das capitais brasileiras.

Seu filho Aroldo Girão, gestor e gerente geral do grupo, lembra que seu pai – Benjamin Girão, hoje nome de rua, por propositura da edilidade em reconhecimento de seus méritos e pioneirismo, era um homem de expressivo espírito humanitário, alegre, extrovertido e muito cativante. Sempre bastante ligado ao povão, envolvido que era com seus problemas e sempre tentando ameniza-los ou orienta-los numa boa solução.

Foi graças ao desempenho e obstinação de Benjamin Girão, juntamente com outras lideranças que o bairro cresceu e se expandiu, nele se instalando progressivamente agências bancárias (pelas quais Benjamin fora homenageado com a titularidade da Conta número de cada uma das instituições financeiras), além da criação no bairro Montese de Posto de Saúde e variado e extenso comércio de todos os gêneros. Benjamim exercia uma liderança nata do bairro, ao ponto de ser consultado quando das instalações das “Casas Pernambucanas” no Montese e de outros empreendimentos, tamanha a confiança e credibilidade que nele depositavam.

Benjamin residia no Joaquim Távora, onde também operava uma loja, mas vivia mesmo era no Montese. “Ele não era um comerciante, mas um exímio negociador”, disse Aroldo, que narra dois interessantes fatos: Certa vez uma mulher de arma em punho, passou em frente à loja sem falar com o “seu Benjamim”. Ele percebeu que havia algo errado e foi lá. Convenceu a mulher a não aumentar seus problemas. Ela desistiu de matar o médico que aleijara seu filho… D’outra feita, o próprio Aroldo, ao se deparar com um bêbado, que não o conhecia, perguntou-lhe: “Você conhece o Sr. Girão?”. Ele respondeu: “Conheço. É um pastor de almas. Gente muito boa”… Do casal Benjamin e Edméa nasceram dois filhos:

Cely e Aroldo

Qn 1101– AROLDO ROCHA GIRÃO, n. 02.04.1936, próspero e prestigiado comercianteem Fortaleza. Seguindo o exemplo e a tenacidade de seu pai, capitaneia atualmente vasta rede de Lojas no ramo de confecções em Fortaleza – as tradicionais “CASAS GIRÃO”, Aroldo, pelo seu tirocínio e visão nas lides de comércio soube, com habilidade e competência, dar aos seus filhos o mesmo exemplo herdado de seus pais. e soube com o seu u ee Fortaleza,  Casado com Maria Zely Sousa Girão, n. 24.08.1938, comerciante, Líder Empresarial e Presidente do Clube de Lojistas de Fortaleza, também incorpora largo conceito, prestígio e admiração nas lides do Comércio local. Seu marido, um verdadeiro vocacionado.

(UMA HISTTÓRIA DE SUCESSO, DE AMOR À FAMÍLIA E AO TRABALHO).

A história do comércio de Fortaleza se confunde com a trajetória do empresário lojista Aroldo Rocha Girão, diretor-presidente e fundador da BENJAMIN GIRÃO E FILHOS. Ainda aos oito anos, em 1944, o filho de Edméia Rocha Girão e Benjamim Carneiro Girão começou a demonstrar desenvoltura na arte de negocias. A partir de então, Aroldo vem comprovando sua aptidão nata para os negócios ao comandar uma rede de 10 lojas – todas em Fortaleza – com expansão em 2006 de mais um novo estabelecimento em Messejana.

Os sucessivos desafios, próprios do segmento no qual atua, não teriam sido vencidos se não fosse a união da família e sua participação direta nos negócios. “A família é tudo para mim”, afirmou o homenageado de 2006 com a COMENDA EDSON QUEIROZ – promoção do SINDILOJAS DE FORTALEZA às figuras que se tornaram destaque no comércio fortalezense, solenidade que contou com numerosa presença de parentes, amigos e ilustdres autoridades. Os quatro filhos – Ricardo, Fernando, Aroldo e Jorge -, os 10 netos e o casamento de 47 anos com a esposa Cely Girão, são o seu esteio e a razão maior de sua vida. “Essa união não tem preço”, justificou.

Sobre a homenagem prestada pelo Sindilojas, Aroldo Girão se diz “envaidecido com a lembrança e o reconhecimento” embora credite o sucesso alcançado pela empresa – CASAS GIRÃO – como resultado do amor pela família e o empenho de seus 150 funcionários, “que também é minha família”, ressaltou. Com uma postura sempre atuante e otimista, o empresário só tem cultivado amigos ao longo da vida, seja no convívio diário (com funcionários e fornecedores), como em sua participação em clubes de serviço, a exemplo do Lions e Encontros de Casais com Cristo (ECC).

A história das Casas Girão começa em 1942, quando o patriarca Benjamim Girão, passa a negociar com tecidos, tendo sempre ao lado seu filho Aroldo que o acompanhava em todos os seus negócios. Nos anos 50, Aroldo serve ao Exército e, ao sair, passa a trabalhar com representações farmacêuticas.  Mas a atividade lojista estava no sangue. Em junho de 1956 volta a trabalhar na “Mercearia Girão”, ao lado do pai. Em 1959 abre a primeira “porta larga”, data em que o pequeno negócio passa a se chamar CASAS GIRÃO, como permanece até os dias atuais.

Desde então o comércio da família tem vivido muitas fases de expansão. À medida que os negócios crescem também aumenta a participação da família: além de trabalhar com os filhos, Aroldo hoje já conta com a presença de mais uma geração, o neto Vitor Girão, de 21 anos. São seus filhos:

ө Pn 1509 – Ricardo Luís de Sousa Girão, n. 26.11.1961, Contabilista e próspero comerciante, dotado de raro tirocínio e larga visão para as lides do comércio, cc Cláudia Dias Girão, n. 11.05.1960, comerciante, pais de:

Hxn 842 – Vitor Dias Sousa Girão, n. 05.12.1984, universitário.

Hxn 843 – Bruna Dias Sousa Girão, n. 05.12.1985, universitária.

Hxn 844 – Lia Dias Sousa Girão, n. 31.10.1990, pré-universitária.

ө Pn 1510 – Haroldo Rocha Girão Júnior, n. 096.11.1962, estudante, f. 02.11.1983.

ө Pn 1511 – Fernando André de Sousa Girão, n. 29.07.1964, formadoem Engenharia Mecânica pela UFC, funcionário e Engenheiro Técnico do SEBRAE, casado com Dery Araripe Girão, n. 10.09.1967, Professora de Educação Física, pais de:

Hxn 845 – André Araripe Girão, n. 02.02.1990, estudante.

Hxn 846 – Igor Araripe Girão, n. 24.09.1991, estudante.

Hxn 847 – César Araripe Girão, n. 04.04.1995, estudante.

ө Pn 1512 – Jorge Henrique de Sousa Girão, n. 22.09.1965, comerciante, com formação do 2º grau de ensino, figura muito estimada por todos dado ao seu espírito alegre, simpático e muito cativante, cc. Teresa Cristina Ximenes Sousa Girão, líder no comércio de confecções, n. 16.10.1967, pais de:

Hxn 848 – Thiago Ximenes Sousa Girão, n. 02.08.1991, estudante.

Hxn 849 – George Ximenes Sousa Girão, n. 16.11.1992, estudante.

Qn 1102 – MARLENE GIRÃO CARIELLO, habilitadaem Artes Plásticas com especialidade em Pintura, n. 08.05.1937, cc Bruno Cariello, n. 09.05.1938, Coronel Aviador da Aeronáutica, reformado, pais de:

ө Pn 1513 – Breno Girão Cariello, Tenente Coronel Aviador da Aeronáutica, n. 24.12.1964, solteiro.

Mixico e Juracy

Tn 483 – FRANCISCO CARNEIRO GIRÃO (Mixico), n. 14.08.1914, próspero comerciante em Pacajus – CE, onde faleceu em. 02.08.1968, cc. Juracy Eduardo Lima Girão, n. 24.09.1912 e f. 12.07.2001. O casal teve uma única filha, falecida aos três meses de vida:

Qn 1103 – MARIA AUXILIADORA EDUARDO CARNEIRO GIRÃO, falecida, prematura.

Casa do “Açude Novo” onde nasceu o autor

Sousa Girão e Celina Cavalcanti

● Bn 175 – LUÍS CARNEIRO DE SOUSA GIRÃO (Sousa), n. 03.07.1877 e f. 15.06.1945, em Fortaleza, onde exerceu por longos anos o cargo de Escrivão do Crime e Júri. Advogado, muito versadoem Direito Processual Criminal. Casou-se a primeira vez com CELINA CAVALCANTI GIRÃO, sua prima-irmã, filha de Tibúrcio de Moura Cavalcanti e Domitília Pessoa Girão, e a segunda com Maria Machado Girão (Mariinha). (Ver Tn 515  e Bn 201 deste Capítulo)

Família Sousa: da direita (ao alto): Geraldo, Celina, Raimundo (com a filha Celne), Marizot, Célio, Belar, Raul, Celso, Celina Serra, Celita, Celda, (2ª mulher de Sousa), Celmo, Luisinho, SOUSA, Aílcar, Babá, Ailce e Amílcar.

LUÍS CARNEIRO DE SOUSA GIRÃO (Sousa) – BONDADE PERSONIFICADA

Luís Carneiro de Sousa Girão, mas conhecido por Sousa Girão, nasceuem Morada Novaa 3 de julho de 1877. Era filho de Leandro Carneiro Girão (Lulu), sendo pelo lado materno bisneto do fundador da família Girão no Ceará, o brasiluso Antônio José Girão.

Aquele que chegou a ser respeitado pela sua sapiência jurídica, a ponto de Gomes de Matos, um dos maiores advogados da Terra alencarina, afirmar categoricamente: “MEU CÓDIGO É O SOUSA”. Perdeu o pai aos três anos de idade, casando, em primeiras núpcias, com a sua prima legítima Celina Cavalcanti, de cujo matrimônio nasceu, entre outros filhos, Raimundo girão, considerado não só o maior historiador do Ceará, como também um dos vinte maiores cearenses de todos os tempos.

Residindo, inicialmente, o casal Sousa-Celina no “Retiro Novo”, o Açude Novo,em Morada Nova, Sousa Girão, de pecuarista e criador, aliou-se ao seu tio Porfírio Girão no comércio e na política. Ora, Porfírio era um verdadeiro líder político e suas “altas virtudes de austeridade, honestidade e sua bondade pessoal”, logo fizeram de Sousa Girão um grande amigo e incondicional admirador de seu tio, a tal ponto de Sousa afirmar, alto e em bom tom: que “mulher da família Girão não pariria outro Porfírio”.

E o jovem Sousa, corajoso e ativo com seu tio na liderança local, tendo como parceiros de mesmas idéias Manuel de Castro Gomes de Andrade, Conrado Balbino da Silva Girão, José Ambrósio da Silva, Luís Eduardo girão e outros, pertenciam à facção dos maloqueiros, que fazia oposição política ao governo do poderoso oligarca Nogueira Acioli, cujos seguidores eram chamados de cafinfins.

“Em 11 de abril de 1904, quandoem todo Estadose realizavam eleições para a sucessão daquele governante, verificou-se forte luta armada na sala das votações da vila, dela saindo morto o cangaceiro Manuel Bento, acintosamente para ali trazido a fim de atemorizar os eleitores da maloca, saindo alguns dos disputantes com ferimentos sérios; e por milagre escapando de um tiro o Sousa, um dos elementos mais frontais e ardorosos naquela conjuntura”.

E, para a tristeza daquele jovem, que dera exemplo de destemor e desprendimento, teve ele que deixar a sua querida Morada Nova, reiniciando sua vida no mundo da política só mais tarde em Fortaleza, com a vinda de Carneiro de Mendonça, para governar o nosso Estado, implantando a “Pátria Nova”, do qual Sousa foi colaborador.

Sem desfazer-se de seus interesses por sua terra natal, cuja política de oposição na realidade era um dos que decidiam e orientavam, Sousa Girão adquiriu um Sítio na Serra do Maranguape, no começo de 1905 e para lá se transferiu com mulher e filhos.

Flexionando os braços de gigantes, Sousa Girão logo refez o Sítio Guarani, situado no cimo da serra, à custa de muito esforço e, com os produtos dele mantinha a família.

Nomeado Escrivão do Crime, Júri e Execuções Criminais de Fortaleza, por título de 27 de outubro de 1913 e assinado pelo Presidente Coronel Dr. Marcos Franco Rabelo, Sousa Girão transferiu-se para esta Capital. Trazendo sua inerente disposição de ter os braços sempre em movimento e com o seu cérebro privilegiado, dentro de pouco tempo, Sousa recuperou o Cartório que encontrou “em estado de desalinho e com os serviços todos em atraso”. Além de se tornar um oficial plenamente capaz, consultado que era, inclusive por advogados, sobre problemas concernentes à processualística criminal, Sousa amava o debate das questões ocorrentes no Cartório com Juízes e Promotores. Tinha o prazer da consulta das velhas leis estaduais e dos livros esgotados de doutrina, numa época em que cada Estado tinha suas próprias leis processuais (o Código respectivo ainda não era sistematizado). Gostava de esclarecer, como frisou Albano Amora, aos novéis bacharéis, sem malícia e com um jeito antes de diplomata do que de mestre-escola, e, às vezes, ensaiava longos artigos sobre a praxe forense. Advogado provisionado que era pelo Tribunal de Justiça, sempre que podia rabulava também.

“Meu código é o Sousa”, dizia Gomes de Matos, um dos grandes advogados que militavam no Fórum de Fortaleza.

Quando de aposição do retrato de Sousa Girão numa das salas do Fórum, Albano Amora, em frases lapidares, descreveu o escrivão homenageado como homem sumamente extraordinário, inteligente, de notável saber jurídico, hábil, trabalhador simples, amável e incapaz de trair a dignidade humana por amor ao dinheiro. De fato, Sousa Girão convivia com os humildes sem ser para com eles insolente; podia estar perfeitamente no meio dos ricos e poderosos, sem a sujeição abjeta daqueles que sobem por favores e, acima de tudo exercia as suas relevantes atividades sem nunca lamear a sua consciência ou sujar as suas mãos.

Sousa não se limitava a mandar, ia fazer. A sua residência parecia um consulad9o de aflitos e asilo de doentes, vindo de Morada Noa, sua terra natal, pela qual se desdobrava, Maranguape e de muitas partes. Era hábito seu curar feridas de enfermos, parentes e pessoas estranhas. “Anonimamente praticava a verdadeira caridade, numa missão celestial de fazer e dar sem intenção de recompensa, nem de agradecimento, numa suprema expressão de Amai-vos uns aos outros. É São Francisco de Assis, é São Vicente de Paula, é Santo Agostinho… Nunca negou”.

E, assim, foi Sousa Girão que, sem jamais ter freqüentado uma escola de Direito, chegou a ser respeitado pela sua sapiência jurídica. Segundo o jornalista Blanchard Girão, Sousa, como seu filho Raimundo Girão, era uma estrutura de dignidade e inteligência gigantesca. Merecidamente, atingiu este protótipo da família fundada por Antônio José Girão, no campo do saber jurídico e no reino da bondade, as culminâncias próprias das águias, sem nunca renunciar a simplicidade dos vales da vida sertaneja, cujas origens nunca se afastou.

E Sousa Girão fechou os olhos para sempre, mas, antes de soltar o seu último suspiro, Sousa, segurando as mãos de sua segunda esposa – Mariinha, e sob o olhar angustiado dos seus filhos, pediu: “Enterro mais simples do mundo, muita união”. Transcorria aquele triste 15 de julho de 1945.

Pelo que se sabe, através de Raimundo Girão, os filhos, cumprindo-lhe a determinação derradeira, são realmente uma irmandade integralmente unida com a solda do seu exemplo e da sua saudade”.

A seguir, a descendência de cada um dos casais:

Raimundo Girão e Marizot

Tn 484 – RAIMUNDO GIRÃO, n. 03.10.1900, na fazenda Palestina, à margem do rio Banabuiú, Morada Nova. Bacharel (08.12.1924) e Doutor em Direito (05.12.1937), pela Faculdade de Direito do Ceará. Advogado. Ministro do Tribunal de Contas do Ceará. Professor. Exerceu as funções de Prefeito Municipal de Fortaleza e de Secretário de Urbanismo da Prefeitura da capital cearense. Secretário de Estado nas Pastas da Educação e da Cultura. Casou-se a primeira vez com Maria Monteiro de Lima, filha de Manuel Gonçalves de Lima e Luzia do Carmo Monteiro (Carminha), de Jaguaribe, e falecida em 19.11.1925, sem filhos. A segunda, em 27.11.1926, com Maria Gaspar Brasil (Marizot), n. 18.03.1910 e f. 20.05.2004 em Fortaleza, filha de Prudente do Nascimento Brasil e Inês Gaspar de Oliveira, e nascida em Parangaba, Fortaleza – CE. (Veja biografia completa, vida e obra no Site: www.raimundogirao.com.br).

RAIMUNDO GIRÃO

(resumo biobibliográfico)

RAIMUNDO GIRÃO. Filho de Luís Carneiro de Sousa Girão e Celina Cavalcanti, nasceu na fazenda Palestina, do Município de Morada Nova, perto três quilômetros da cidade sede municipal, no dia 3 de outubro de 1900, uma quarta-feira. Aos cinco anos de idade, com os pais, mudo-se para Maranguape, cidade em que permaneceu até 1913 e teve a oportunidade de fazer os primeiros estudos freqüentando a escola pública dirigida pela professora Ana de Oliveira Cabral (D. Naninha) e o Colégio particular do prof. Henrique Chaves. Em novembro de 1913, transferiu-se para Fortaleza, passando a freqüentar o Colégio Colombo, do prof. Manuel Leiria de Andrade, e em seguida matriculou-se no Liceu do Ceará, no qual tirou os necessários preparatórios (1919). No ano seguinte, matriculou-se na Faculdade de Direito do Ceará, cujo curso terminou colando grau de Bacharel no dia 8 de dezembro de 1924. Nessa mesma faculdade, doutorou-se em 1936, sendo aluno laureado. Advogado nos auditórios do estado, quando em 1932 é chamado para exercer as funções do cargo de Secretário Geral da Prefeitura de Fortaleza (Secretaria Única), para a 14 de dezembro desse ano receber a nomeação de Prefeito Municipal interino. Efetivou-se no cargo no de 19 de abril de 1933 e o exerceu até 5 de setembro de 1934, dedicando todos os seus empenhos e experiências aos interesses administrativos da Capital cearense. No ano seguinte, por ato governamental de 21 de setembro, foi nomeado, sem que o pleiteasse, Ministro do Tribunal de Contas do Ceará, criado pelo Dec. nº 124, do dia 20, anterior, do Governador Francisco Menezes Pimentel. Nesse governo, foi distinguido com várias e importantes Comissões, inclusive a Comissão cearense que representou o Ceará nas Conferências de Assuntos Econômicos e Fazendários, a primeira reunida no Rio de Janeiro (1940) e a segunda em Salvador (Bahia – 1941). Outra Comissão de alta significação de que fez parte foi à encarregada de elaborar o Projeto de Estatuto dos Funcionários do Estado (1942). Nomeado em 2 de março de 1946 Livre Docente da Faculdade de Ciências Econômicas do Ceará, na Cadeira de Estudos Comparados das Doutrinas Econômicas. Em1949, como representante do estado do Ceará e do Instituto do Ceará (para o qual entrara como Sócio Efetivo em 1941 e do qual foi Presidente de Honra e recebeu, post mortem, o título de Sócio benemérito). Participou do I Congresso Histórico do estado da Bahia, comemorativo do 4º Centenário de fundação da cidade de Salvador, realizado nos dias18 a30 de março. Quando Prefeito Municipal (1933 – 34) teve a oportunidade de concorrer para a instalação do primeiro Club de Rotary do Ceará, a que por duas vezes presidiu. De caráter rotário, tomou parte, além de outras, da Comissão Distrital de Manaus (1951), demorando-se algum tempo na Amazônia para sentir melhor as belezas da Hiléia. Duas vezes mais esteve naquela maravilhosa região. Em 1952, é nomeado presidente do Conselho Penitenciário do Ceará, ao qual já servira como Conselheiro desde 1935. Foi Mordomo da Santa Casa de Fortaleza. Com o prof. Mozart Soriano Aderaldo participou do congresso comemorativo do Tricentenário da Restauração Pernambucana, realizado no Recife em julho de 1954. Um dos fundadores e primeiro Diretor da Escola de Administração do Ceará. Nomeado em 9 de janeiro de 1960 Secretário Municipal de Urbanismo, de cuja Pasta foi o primeiro titular, pois foi ela criada por sugestão sua. Nomeado, por Ato de 3 de outubro desse ano, recebeu a nomeação, como primeiro titular da Secretaria de Cultura do Ceará (1966 – 1971). Pasta criada com o desdobramento (a primeira no Brasil) da anterior Secretaria de Educação e Cultura, em conseqüência de trabalho seu constante e cuidadoso, adotado pelo Governo do Estado. Presidiu a Academia Cearense de Letras, no biênio1957 a1958, na qual ocupou a Cadeira nº 21 de que é Patrono José de Alencar. Viu-se distinguido com várias Medalhas de Honra, tais como a Medalha da Abolição, a mais valiosa comenda outorgada pelo Estado do Ceará; a Medalha José de Alencar, instituída para “galardoar aqueles que souberam ou puderam concorrer de modo destacado para o engrandecimento da Cultura do Ceará”; Medalha do Mérito Cultural, da Universidade Federal do Ceará; Medalha do Mérito Administrativo, outorgada pela Prefeitura Municipal; Medalha Companheiro Paul Harris, conferida pelo Rotary Internacional; Medalha (ouro), recebida no dia 21 de setembro de 1967, por ocasião da solenidade em que o Rotary Club de Fortaleza homenageou os seus dois sócios fundadores sobreviventes, uma segunda medalha de ouro foi-lhe conferida, pelo mesmo motivo, em 1987; Medalha de Bronze do Governo Francês, como recompensa aos serviços prestados à Cultura Francesa, especialmente como presidente do Comitê des Fêtes du Bi-Milenaire de Paris (1955); Medalha Barão de Studart (ouro) e Medalha Comemorativa do I Centenário de Fundação (ouro), ambas conferidas pelo Instituto do Ceará; Sereia de Ouro, troféu que o Grupo Verdes Mares de Comunicação, após rigorosa escolha, confere a quem (4 por ano) a seu ver pôde ser objeto de sua preferência; Troféu Coruja da APESC (Associação dos Professores do Ensino Superior do Ceará); Diploma de Amigo da Cultura, instituído pela Secretaria de Cultura do Estado, afora muitos outros Diplomas Honrosos e eleições para sócio honorário e correspondente de vinte e oito instituições culturais brasileiras, destacando-se, dentre outros sodalícios, os prestigiosos Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, sediado no Rio de Janeiro, e o Instituto Genealógico Brasileiro,em São Paulo.Em1987, aconvite do então Ministro da Cultura Celso Furtado, presidiu a Comissão Nacional Preparatória das Comemorações do Centenário da Abolição. A sua bibliografia é alentada: “O Fenômeno Freudiano e a Criminologia” (tese de doutoramento, 1937); “A Receita Pública – Aspecto Brasileiro”, 1937; “Esboço de uma Genealogia”, 1937; “Diretrizes Novas do Conhecimento Financeiro”, 1937; “Fiscalização dos Gastos Públicos”, 1937; “O Ceará” (em colaboração com o Reitor Antonio Martins Filho), 1ª ed. 1939; 2ª ed. 1945; 3ª ed. 1966; “O Comendador Machado e sua Descendência”, 1942; “Coronel Tibúrcio Cavalcanti” (biografia), 1941; Cidade de Fortaleza – Filmagem Histórica” 1945; “História Econômica do Ceará”, 1947; “Bandeirismo Baiano e Povoamento do Ceará”, 1949; “Três Gerações” (ensaios), 1950; “A Princesa Vestida do Baile” (ensaio), 1950; “Pequena História do Ceará”, 1953; 2ª ed. 1962; 3ª ed. 1971; 4ª ed. 1984; “Retrato de Fortaleza” (em colaboração com Ubatuba de Miranda), 1954; “A Abolição no Ceará”, 1956, 2ª ed. 1969, 3ª ed. 1984; “Educandários de Fortaleza”, 1956; “Antologia Cearense”, 1957; “Geografia Estética de Fortaleza”, 1959, 2ª ed. 1979, 3ª ed. 1997; “História da Faculdade de Direito do Ceará”, 1960; “Matias Beck – Fundador de Fortaleza”, 1961; “História Econômica Geral e do Brasil”, 1964; “Ecologia de um Poema” (ensaio) 1966; “Vocabulário Popular Cearense”, 1967; “Montes, Machado e Girões”, 1967; “Palestina, uma Agulha e as Saudades” (memórias), 1984; 2ª ed. 1985; “A Academia de1894”, 1975; “Famílias de Fortaleza” (apontamentos genealógicos), 1975; “Botânica Cearense na Obra de Alencar e Caminhos de Iracema” (ensaio), 1976; “Porto do Mucuripe – Solução Ótima Para um Problema Difícil”, 1976; “O Senador Pompeu”, 1877 –1977”(biografia); “Bichos Cearenses na Obra de Alencar” (ensaio) 1977; “A Cidade de Pajeú”, 1982; “Eduardo Henrique Girão (1882 – 1982)” (biografia), 1982; “Uma Dignidade Militar 1882 – 1982)” (biografia), 1982; “Os Municípios Cearenses e os seus Distritos”, 1983; “Fortaleza e a Crônica Histórica”, 1983, 2ª ed. 1997; 3ª ed. 2000; “Páginas Exumadas” (miscelânea), 1982; “Descrição da Cidade de Fortaleza”, de Antônio Bezerra de Menezes, (Introdução e Notas de Raimundo Girão), 1992, publicação póstuma; “Evolução Histórica Cearense”, 1986; “A Marcha do Povoamento do ale do Jaguaribe (1600 – 1700)”, 1986; “O Ceará Pré-Histórico” (conferência), 1986; “Dicionário da Literatura Cearense” (em colaboração com Maria da Conceição Sousa), 1987; “Pequena Galeria Moradanovense” (biografias), 1988 – dentre outros trabalhos menores. Organizou doze obras de variados assuntos e escreveu vinte e três prefácios para livros de terceiros. Sua colaboração em periódicos – jornais e revistas – chega a quase cinco centenas de produções, entre artigos, crônicas e entrevistas. Em enquête promovida pela TV Cidade, de Fortaleza, no ano de 1987, foi consagrado como um dos vinte maiores cearense de todos os tempos. Faleceu em 24 de julho de 1988, nesta Capital. Em 1991, o Prefeito Juraci Magalhães, pelo Dec. Nº 8597, de 29 de agosto, prestou-lhe expressiva e justa homenagem, mudando a denominação da Avenida Aquidabã para Avenida Historiador Raimundo Girão. Casou-se a primeira vez com Maria Monteiro de Lima, filha de Manuel Gonçalves de ima e Luzia do Carmo Monteiro, tendo falecido em 19.11.1925, sem filhos. A segunda, em 27.11.1926, com Maria Gaspar Brasil (Marizot), filha de Prudente do Nascimento Brasil e Inês Gaspar de Oliveira, nascida em Fortaleza, a 18.03.1910. Do casal nasceram dez filhos, que se multiplicaram em trinta e um netos e vinte e nove bisnetos.

- Do casal nasceram dez filhos, que se multiplicaram em trinta e um netos e quarenta bisnetos, a saber:

Raimundo e Marizot cercados de filhos, noras, genros, netos e bisnetos

- Sobre as qualidades e virtudes pessoais de sua avó Marizot, seu primeiro neto, Eurípedes Chaves Júnior, escreveu a seguinte página poética:

As Mãos da Matriarca

Eurípedes Chaves Júnior

À minha avó Marizot, in memoriam.

As generosas e fraternas mãos da Matriarca

enxugaram lágrimas de tristeza e dor

            ampararam necessitados e desvalidos

            confortaram enfermos e aflitos d’alma

            aplacaram rancores e apaziguaram discórdias

            semearam dádivas, préstimos, atenções e afetos

            colheram geral reconhecimento, compadrios e sólidas amizades.

 

As pressurosas e incansáveis mãos da Matriarca

            afagaram o corpo do esposo amantíssimo

            acalentaram três gerações de descendentes

            poliram antigos objetos de valor afetivo

            cultivaram antúrios, crótons e samambaias

            fiaram, cerziram, coseram, bordaram

            urdiram artísticas tramas em crochê.

 

As devotas e solidárias mãos da Matriarca

            debulharam terços e rosários

            percorreram, mariana e comovidas,

            missais, novenas e hagiografias

            rogaram, genuflexas e contritas,

            misericórdia para os males do mundo

            e pelo bem dos seus e de todos.

 

As sábias e augustas mãos da Matriarca

            folhearam romances, poemas, coleções de palavras cruzadas

            e velhos álbuns marchetados, repletos de fotografias

            guardaram diversa e amarelecida correspondência

            disseram versos de Paula Nei, Juvenal Galeno, Bilac e Albano

            estimularam o afã historiográfico do companheiro

            receberam, com serena dignidade, ósculos e mesuras.

 

As mãos da Matriarca, agora intangíveis e definitivas,

            ainda abençoam

            protegem

            consolam

            e enternecem as indeléveis lembranças

            mãos que norteiam, pelo exemplo legado

            mãos excelsas, aladas.

 Célio e esposa cercados de filhos e netos

Qn 1104 – CÉLIO BRASIL GIRÃO, n. 08.08.1928 em Fortaleza a falecido em 16.03.1996. Formado pela Faculdade de Ciências Médicas do Rio de Janeiro. Residência Médica em São Paulo (1953/55). Especialização na Inglaterra e nos Estados Unidos. Em 1974, obteve o título de Doutor em Clínica Médica (concurso para livre docente da UFC). Casado em 19.03.1957 corn Clélia Rodrigues Jucá, n. 24.12.1935, formada em Administração de Empresas pela UNIFOR.

BIOGRAFIA DE CÉLIO BRASIL GIRÃO (Um Médico Cientista)

Entusiasta do futebol, como o pai, que fora um grande “back” do “Guarani Athletic Club”, aquele que seria um autêntico exemplo de médico cientista inclinou-se mais para o lado dos livros, sua outra grande paixão. Aqui, em Fortaleza, Célio freqüentou os Colégios Castelo Branco e Lourenço Filho, de1940 a1943, onde cursou o ginasial, concluindo o primeiro ano científico no Colégio São João (Fortaleza), o segundo, no Colégio 2 de Julho (Batista), em Salvador e o terceiro, no Colégio Rezende, no Rio de Janeiro (1946).

Mas, “a grande virada” foi mesmo quando Célio comunicou ao pai a sua vontade de viajar para cursar Medicina. Raimundo Girão, radiante, não deixou passar aquela oportunidade. E lá foi o primogênito, “armado de determinação e coragem, para um encontro definitivo com a profissão de Médico”, no Rio de Janeiro. Ali, formou-se pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, tendo o doutorando, Durante todo o curso tudo de que precisava, nunca lhe faltando sequer os melhores livros de Medicina, graças aos ingentes cuidados paternos.

A festa de formatura de Célio foi na sua inesquecível casa da Rua João Lopes, 14, onde o recém formado e seus irmãos Celina, Celita, Celmo, Celda, Celne, Célcio, Célber, Célvio e Celzir viveram os melhores anos de suas vidas. Passadas as comemorações, Célio manifestou ao genitor o desejo de fazer pós-graduação, indo, em conseqüência, para o Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, onde, por sinal, passou os dois anos (1953/1955) decisivos de sua vida.

Dando prosseguimento ao período de pós-graduação, Célio fez vários estágios, inclusive como bolsista de hospitais das Universidades de Londres, New York, São Paulo e, na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará obteve o título (expedido em 1974) de Doutorem Clínica Médica, após a realização de concurso para Livre Docente de Clínica Médica. No Centro de Ciências de Saúde da nossa Universidade Federal exerceu as principais atividades, dentre elas: Professor Assistente, 3ª Cadeira de Clínica Médica, sendo efetivado em 1958; Diretor do Centro de Cardiologia de Fortaleza, da Faculdade de Medicina da UFC; Regência da 3ª Cadeira de Clínica Médica, em 1962; Professor Adjunto de Clínica Médica – 1960 (acesso mediante concurso); Coordenador do Internato de Clínica Médica (grupo do Hospital Geral Dr. César Cals), de1967 a1976; Coordenador da Disciplina optativa de Medicina Interna (oito créditos), de 1977 até 1984; Co-Coordenador do Curso de Especialização em Cardiologia (desde 1984); Professor Responsável pela 1ª Clínica Médica (Coordenador da Disciplina desde 1985); Chefe do Serviço de Medicina Interna do Hospital Universitário Walter Cantídio, desde fevereiro de 1986 e Preceptor de Residênciaem Clínica Médica.

Dos vários concursos a que se submeteu, este 473 Qn de Antônio José Girão, o fundador da família Girão, no Ceará, obteve sempre os primeiros lugares, numa demonstração insofismável de que se preparara verdadeiramente para o exercício de sua difícil e humana profissão, buscando constantemente o aperfeiçoamento propiciado pelas conquistas científicas, acompanhando o progresso realizado no campo da Medicina.

Inúmeros foram os Congressos Médicos nacionais de que Célio Girão participou. Quanto aos internacionais, representou a Associação Médica Brasileira no Congresso Britânico Canadense de Medicina, Edinburgo, Scotland, de 1959 e foi participante ativo do 9º Congresso Mundial de Cardiologia, realizado em Moscou – URSS, em junho de 1982, bem como do Congresso Mundial de Cardiologia, em Washington (1986). É portador do título Especialista em CADIOLOGIA, pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Cardiologia e do título de Especialistaem TERAPIA INTENSIVA, pela sociedade Brasileira de Terapia Intensiva. Este fiel discípulo de Hipócrates e de Galeno, desde 1954, sempre demonstrou elevado espírito público e extrema dedicação, no exercício de suas dezessete atividades profissionais, que vão desde a Diretoria do Centro de Cardiologia de Fortaleza até a Chefia dos Serviços Médicos Ambulatoriais do antigo INAMPS, sem falar no de cargos de professor Universitário, de Organizador e Chefe das Unidades, de Coordenador de Disciplinas e de Chefe de Serviços de Medicina.

Por ser Mestre dotado de invejável cultura e de sentimento de solidariedade para os que padecem de enfermidade física e social, este notável membro da família Girão foi alvo de constantes homenagens de alunos de Medicina, como por exemplo: das turmas de Doutorandos de 1977; de junho de 1978; de dezembro do mesmo ano; de dezembro de 1981; de dezembro de 1982, de dezembro de 1983 (paraninfo); de dezembro de 1987; de junho de 1988; de dezembro do mesmo ano; de julho de 1989 (professor orador da Solenidade de Colação de Grau), de 1990.

Além de participar de cargos de Associações de Classe, o médico Célio Brasil Girão incorpora acervo de mais de uma dezena de trabalhos publicados, em revistas médicas nacionais e internacionais.

O “CURRICULUM VITAE” deste extraordinário médico cearense é deveras alentado e, possivelmente, sua biografia daria para a publicação de um livro.

Embora a sua bata branca, ou verde, tenha sido, muitas vezes, salpicada de sangue, de suor, durante as operações realizadas para salvar pacientes com coração enfermo, ela, porém, nunca foi maculada pela desídia ou por escusos interesses econômicos. Quanto as suas hábeis mãos de mestre, sempre foram comandadas por um cérebro ágil e dotado dos mais modernos conhecimentos científicos.

À risca, o Dr. Célio Girão, em vida, se houve, de fato, cumprindo fielmente o juramento que fez solenemente quando por ocasião de sua formatura: “Prometo que, ao exercer a Medicina, mostrar-me-ei sempre fiel aos preceitos da Honestidade, da Caridade e da Ciência”. São seus filhos:

ө Pn 1514 – Leonardo Jucá Girão, n. 18.03.1958. Engenheiro Civil pela UFC (Turma de 1980). Engenheiro   da TELEMAR. Atualmente Diretor-Presidente da Agência Reguladora de Fortaleza (ARFOR). Casado em 13.09.1983 com Isabel Cristina Cavalcante, n. 30.06.1958, formada em Economia pela UFC. Pais de:

Hxn 850 – Daniela Cavalcante Girão, n. 18.05.1985. Universitária.

Hxn 851 – Walter Cavalcante Girão, n. 11.04.1987. Estudante.

ө Pn 1515 – Paulo Jucá Girão, n. 16.11.1960. Formadoem Engenharia Mecânica pela Universidade de Campinas / SP (Turma de 1982). Trabalhou na extinta   PETROMISA. Empresário. Atualmente Engenheiro Mecânico da PETROBRÁS. Casado em 22.03.1986 corn Rachel Fontes Barreto, n. em 13.05.1961, formada em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Sergipe. Pais de:

Hxn 852 – Fernando Barreto Girão, n. 31.05.1987. Estudante.

Hxn 853 – Marília Barreto Girão, n. 27.09.1989. Estudante.

Hxn 854 – Márcia Barreto Girão, n. 31.01.1992, estudante.

ө Pn 1516 – Inês Jucá Girão, n. 05.01.1962. Odont6loga pela UFC (Turma de 1984). Funcionária da Secretaria de Saúde do Ceará. Casada em 14.11.1984 corn Adriano Martins Neto, n. 17.07.1956. Engenheiro Civil pela UFC. Pais de:

Hxn 855 – Victor Girão Martins, n. 30.08.1985. Universitário.

Hxn 856 – Felipe Girão Martins, n. 04.07.1988. Esudante.

Hxn 857 – Henrique Girão Martins, n. 22.05.12991. Estudante.

Qn 1105 – CELINA BRASIL GIRÃO, n. 09.09.1929. Casada em 18.03.1961 corn Rosildo Lima Verde, n.25.08.1929, securitário. Pais de:

ө Pn 1517 – Alexandre Girão Lima Verde, n. 01.01.1962. Engenheiro Mecânico pela UFC (Turma de 1985). Engenheiro da PETROBRAS. Casado em 27.09.1993 corn Madalena Tavares Queiróz, n. 27.01.1973, Psicóloga. Pais de:

Hxn 858 – Larissa Queiroz Lima Verde, n. 03.03.1994. Estudante.

Hxn 859 – Lise QueirozLima Verde, n. 03.12.1997. Estudante.

ө Pn 1518 – Denise Girão Limaverde Lima, n. 30.08.1965. Farmacêutica Bioquímica pela UFC (Turma de 1989). Casada em 02.12.1994 com Antônio Jorge Lima, n. 29.06.1960, igualmente Farmacêutico Bioquímico. Pais de:

Hxn 860 – Jorge Girão Lima Verde, n. 25.03.1996. Estudante.

Hxn 861 – Allan Girão LimaverdeLima, n. 23.02.1998. Estudante.

ө Pn 1519 – Claudia Girão Lima Verde, n. 27.05.1969. Farmacêutica Bioquimica pela UFC. Casada em 04.12.1993 com Anacleto Lucena Salviano, n. 23.08.1965. Engenheiro Agrônomo pela UFC. Pais de:

Hxn 862 – Ana Cláudia Lima Verde Salviano, n. 20.11.1995. Estudante.

Hxn 863 – RenanLima Verde Salviano, n. 15.02.1999. Estudante.

Hxn 864 – Ana Lívia Lima Verde Salviano, n. 21.12.2004.

Qn 1106 – CELITA BRASIL GIRÃO, n. 08.08.1931. Casada com José Eurípedes Maia Chaves, n.14.11.1929. Médico Veterinário, formado pela UECE, funcionário aposentado da Assembléia Legislativa doEstado do Ceará. Pais de:

ө Pn 1520 – Liana Girão Chaves, n. 18.05.1955. Formada em Geologia pela UNIFOR (Turma de 1982).   Funcionária da Prefeitura Municipal de Fortaleza.

ө Pn 1521 – José Eurípedes Maia Chaves Jr., n. 13.06.1956. Formado em Medicina pela UFC (Turma de 1981). Residênciaem Pediatria Clínica, pela mesma Universidade. Médico do Hospital das Clínicas da UFC e da Secretaria da Justiça do Ceará. Formado em Direito pela UNIFOR (Turma de 1998). Advogado. Escritor, biógrafo de Raimundo Girão, tendo publicado os livros: “Raimundo Girão – Polígrafo e Homem Público” (Ed.1986);  “Nomes e Expressões Vulgares da Medicina no Ceará” (Ed. 1985).

ө Pn 1522 – Franklin Chaves Neto, n. 18.05.1960. Comerciante. Casado com Ivaneide Fernandes Lucas. Pais de :

Hxn 865 – Júlio de Lucas Chaves, n. 13.02.2003.

ө Pn 1523 – Cláudio Girão Chaves, n. 08.06.1962.Pecuarista. Casado com Francileide Lima Brito, n.13.08.1965. Pais de:

Hxn 866 – Celiza Brito Chaves, n. 09.03.1989. Estudante.

Hxn 867 – Cecília Brito Chaves, n. 18.07.1994. Estudante.

ө Pn 1524 – Marcelo Girão Chaves, n. 05.04.1969. Formado em Odontologia pela UFC (Turma de 1991). Odontólogo da Prefeitura Municipal de Pacajus.Casado com Ana Paula Rodrigues dos Santos.

Qn 1107 – CELMO BRASIL GIRÃO, n. 13.06.1934. Funcionário aposentado da Prefeitura Municipal de Fortaleza. Projetista e construtor.Casado a primeira vez com Shirley Cavalcante Melo, n. 18.06.1936 e falecida em 16.05.1978. Pais de:

ө Pn 1525 – Raimundo Girão Neto, n. 10.08.1961. Projetista a construtor. Casado em 20.12.1981 com   Glícia Aguiar, n. 09.05.1961, formadaem Enfermagem. Pais de:

Hxn 868 – Shirley  Aguiar Girão, n. 28.12.1982. Funcionária do Forum Clovis Bevilaqua.

Hxn 869 – Suelen Aguiar Girão, n. 24.08.1983. Universitária.

Hxn 870 – Sônia Aguiar Girão, n. 04.12.1988. Estudante.

Hxn 871 – Saulo Aguiar Girão, n. 09.05.1993. Estudante.

ө Pn 1525.1 – De união de Raimundo Neto com Francisca Guedes Pereira, nasceu:

Hxn 872 – Eduardo Guedes Pereira. Girão, n. 11.11.2001

ө Pn 1526 – Celi Melo Girão, n. 02.12.1962. Formada em Enfermagem pela UECE (turma de 1987). Enfermeira Chefe do Setor de Transplante Renal do H.G.F e Enfermeira da Central de Transplantes do Estado do Ceará. Curso de especializaçaoem Administração Hospitalar. De união com Edvaldo Gonçalves de Alencar, nasceu:

Hxn 873 – Alana Girão Alencar, Poeta e Escritora. Nasceu em Fortaleza a 03.04.1983. Em 2006, concluiu, na área de Ciências Jurídicas e Sociais, o Curso de Direito na Universidade de Fortaleza – UNIFOR. Sua vida literária teve início em 1999, quando começou a escrever poemas. A partir do ano de 2000 passou também a ter contatos com a escrita de contos e crônicas em concursos literários. Tendo participação com seus poemas na Revista de Literatura Espiral (Fortaleza) na área poética, e em Rodas de Poesia no Espaço Glícia Rodrigues, no evento Vida e Arte – 2002. Textos Literários de sua autoria foram publicados em Catálogos de Artes Plásticas das exposições “Alucinação Urbana” (1999), e “Impulsos” (2001); no jornal da Secretaria de Saúde da cidade de Fortaleza com o texto: “A Importância da Doação de Órgãos”. Alana Alencar é autora dos livros “Trago do Verbo”, poemas (2002), “Poema – Canção” (Editora ABC -2003) e “Nunca Sei Fazer Direito”- Poesias (2006).

ө Pn 1527 – Lia Melo Girão, n. 19.07.1965. Formadaem Ciências Contábeis pela UFC. Casada em 19.11.1994  com Cleiton Barbosa Rodrigues, n. 29.08.1968, universitário. Pais de:

Hxn 874 – Caio Girão Rodrigues, n. 05.06.1996. Estudante.

Hxn 875 – Levi Girão Rodrigues, n. 05.02.1988.

Qn 1107.1 – Casou-se CELMO GIRÃO a segunda vez, em 17.03.1982, com Rosangela Tavares Fonseca, n. 24.10.1960. Pais de:

ө Pn 1528 – Celine Fonseca Girão, n. 11.02.1983. Universitária.

ө Pn 1529 – Celma Fonseca Girão n. 23.05.1984. Universitária. Casada com Adrianode Lima Maia. Universitário.

ө Pn 1530 – Reno Fonseca Girão, n. 18.03.1988. Estudante

Qn 1108 – CELDA BRASIL GIRÃO, n. 25.03.1936. Professora diplomada e funcionária aposentada da Universidade Federal do Ceará, onde exerceu cargos de Chefia.

Qn 1109 – CELNE BRASIL GIRÃO, n. 16.07.1938. Bacharelada em Letras pela Universidade Estadual do Ceará  (UECE). Funcionária aposentada do Tribunal de Contas do Estado do Ceará.

Qn 1110 – CÉLCIO BRASIL GIRÃO, n. 15.09.1942. Projetista e construtor. Casado em 14.09.1965 com Sara Georgeta Gonçalves de Lyra, n. 05.04.1946. Pais de:

ө Pn 1531 – Célcio Brasil Girão Júnior, n. 04.09.1967. Representante comercial. Casado em 21.11.1987 com Ana Amélia Feitosa Oliveira, n. 04.02.1968. Pais de:

Hxn 876 – Thiago Feitosa Girão, n. 18.06.1988. Estudante.

Hxn 877 – Anelise Feitosa Girão, n. 26.10.1990. Estudante.

ө Pn 1532 – Sérgio Henrique Lyra Girão, n. 18.08.1968. Representante comercial. Casado em 16.08.1997    com Gláucia Maria Lobo, n. 13.04.1971. Pais de:

Hxn 878 – Lucas Emanoel Lobo Girão, n. 28.08.2000.

ө Pn 1532.1 –  segunda união de Célcio, com Francisca Arruda Santos de Lima, n. 17.11.1961, nasceram:

ө Pn 1533 – landara Arruda Girão, n. 10.11.1981. Universitária.

ө Pn 1534 – lanê Arruda Girão, n. 10.02.1986. Universitário.

Qn 1111 – CÉLBER BRASIL GIRÃO, n. 19.07.1944. Formado em Odontologia pela UFC (Turma de 1968). Ex‑funcionário do IPEC; funcionário aposentado do INAMPS a funcionário da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará. Casado em 12.01.1968 com Olandiza Esmerino Marques, n. 11.05.1949. Pais de:

ө Pn 1535 – Anna Clea Esmerino Girão, n. 30.07.1968, (gêmea de Luíza Maria Esmerino Girão), Pedagoga. Casada em 28.01.1985 com Humberto Janja Quesado. Divorciados. Pais de:

Hxn 879 – Talita Girão Ouesado, n. 04.09.1985, estudante. Casada pela segunda vez com Teógenes Braga de Oliveira, comerciante, n. 09.12.1959. Pais de:

Hpn 127 – Ivens Girão Braga de Oliveira, n. 28.08.2000

ө Pn 1536 – Luiza Maria Esmerino Girão, n. 30.07.1968, (gêmea de Anna Clea Esmerino Girão). Casada em 30.07.1994 com Jorge Luis Janja Quesado, comerciante, n. 06.09.1964. Pais de:

Hxn 880 – Guilherme Janja Girão Quesado, n. 06.12.1994. Estudante.

Hxn 881 – Gustavo Girão Quesado, n. 03.05.2001

ө Pn 1537 – Célber Brasil Girão Jr., n. 03.09.1970. Comerciante. Casado em 30.06.1995 com Virlene Soares Bonfim. Pais de:

Hxn 882 – Rayane Bonfim Girão, n. 02.07.1996, falecida em 30.09.1999.

Em segundas núpcias, Celber Brasil Girão Jr. Casou-se com  Patrocinia Teixeira Oliveira Girão. Pais de:

 Hxn 882.1 – Angela Maria Oliveira Girão

ө Pn 1538 – Wagner Esmerino Girão, n. 27.12.1978. Bacharel em Turismo pela FIC.

Qn 1112 – CÉLVIO BRASIL GIRÃO, n. 19.07.1946. Engenheiro Agrônomo pela UFC (Turma de 1969). Funcionário aposentado do DNOCS. Casado em 31.10.1970 com Maria Lúcia Vasconcelos Coe, n. 09.10 1949, formada em Geografia e em Pedagogia pela UECE. Pais de:

ө Pn 1539 – Lígia Coe Girão, n. 27.05.1971. Bacharela em Computação pela UFC (Turma de 1992). Analista de Sistemas do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.  Casada em 06.07.1996 com José Riverson Araújo Cysne Rios, n.08.07.1964, bacharel em Computação pela UFC (1983). Mestre em Informática pela PUC/RJ (1989) e PhD em Ciência da Computação pela Universidade de Ottawa/Canada,  professor adjunto da UFC. Pais de:

Hxn 883 – Andrei Girão Rios. N. 15.08.1999

Hxn 884 – Michel Girão Rios, n. 31.01.2002

ө Pn 1540 – Régis Coe Girão, n. 15.03.1973. Bacharel em Direito pela UFC (Turma de 1996). Delegado de Polícia Civil do Estado do Ceará. Casa­do em 26.07.1997 com Soraya Sousa Azim. Pedagoga, n. 15.07.1973. Pais de:

Hxn 885 – Álvaro Souza Girão, n. 20.12.2000,  irmão gêmeo de Camila

Hxn 886 – Camila Souza Girão, n. 20.12.2000,  irmã gêmea de Álvaro.

Hxn 887 – Arthur Souza Girão, n. 04.12.2001, irmão gêmeo de Vinícius

Hxn 888 – Vinícius Souza Girão, n. 04.12.2001, irmão gêmeo de Arthur.

ө Pn 1541 – Luciana Coe Girão, n. 31.07.1980. Licenciatura e bacharlado em Biologia pela UFC  (turma de 2002).  Atualmente fazendo o curso de mestrado em Biologia  na Universidade Federal de Pernambuco.

ө Pn 1542 – Liane Coe Girão, n. 20.04.1982.Universitária. Casada com Demóstenes Carvalho Rolim Cartaxo, Delegado de Polícia do Estado do Ceará. Mestreem Direito Constitucional, n. 12.04.1973.

Qn 1113 – CELZIR BRASIL GIRÃO, n. 02.02.1949. Falecido em 17.07.1988. Comerciante. Casado em    17.07.1977 com Ana Dolores de Matos Pereira, n. 30.07.1955. Pais de:

ө Pn 1543 – Liseana de MatosPereira Girão, n. 15.12.1978. Pedagoga.

ө Pn 1544 – Juliana de MatosPereira Girão, n. 22.07.1983. Universitária.

Qn 1114 – CARMELITA GIRÃO DE MENESES – adotiva  (Ver Qn 1057 deste Capítulo)

Raul e Belar

Tn 485 – RAUL DE SOUSA GIRÃO, n. 23.03.1903 e f. 05.03.1989, bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Ceará – UFC, humanista por vocação e egrégio Magistrado cc. Belarmina Teófilo Girão (Belar), n. 22.03.2909 (Ver Bn 285 – Capítulo VII) O casal não teve filhos nem adotou oficialmente nenhum, mas fez talvez mais que isto: acolheu vários parentes e outras pessoas, as quais, vivendo sob seu teto, receberam carinho, amor e exemplo de honradez e trabalho. Os títulos de Madrinha e Padrinho, usados por eles, substituíam perfeitamente os de Pai e Mãe. São eles:

Qn 1115 – MARIA ÍLCA GIRÃO, n. 03.01.1934, cc. Walmir Pinto Paiva, n. 30.09.1931 (Ver Tn 162 – Capítulo II).

Qn 1116 – JOSÉ AMÉRICO CARNEIRO GIRÃO (Ver Qn 1059 deste Capítulo).

Qn 1117 – FRANCISCA MARIA GIRÃO DE CASTRO (France) (Ver Qn 1846 do Capítulo VII)

Qn 1118 – MARIA ÁUREA GIRÃO DOS SANTOS, cc. Moisés Batista dos santos  (Ver Qn 430– Capítulo II)

Qn 1119 – MARIA VALDIVIA MACHADO NOGUEIRA, n. 18.01.1923 (Ver Tn 478 deste Capítulo)

Qn 1120 – MARIA DE LOURDES BARBOSA (Ver Qn 429 Capitulo II)

Qn 1121 – ROCILDA GIRÃO QUEIROZ, n. 23.03.1946, Professora, funcionária pública da Secretaria de Educação. (Ver Tn 478 deste Capítulo)

Tn 485.1 – Em segundas núpcias, RAUL uniu-se a Maria Dolores Girão, não havendo filho.

Raul e Dolores

RAUL DE SOUSA GIRÃO –

Sinopse biográfica.

(Seu centenário – março de 1997)

Membro de destaque da família, não só pelo cargo de Juiz que ocupou por longos anos, mas, muito especialmente, pelo exemplo de dignidade e honradez que deixou àqueles que o conheceram.

Raul Girão nasceuem Morada Nova, na Fazenda Açude Novo, localizada no Sítio Patos, pequena Sesmaria pertencente ao patriarca da família Girão, no ceará, Antônio José Girão.

Filho de Luís Carneiro de Sousa Girão, este, o 1º Escrivão do Crime, Júri e execuções Criminais da Comarca de Fortaleza (o velho Tabelião do Cartório Sousa Girão, e de Celina Cavalcanti Girão, sua prima-irmã).

Aos cinco anos de idade, com a transferência dos pais, passou a morar em Maranguape, cidade onde iniciou seus estudos com a professora Ana de Oliveira Cabral – Dona Naninha, aquela mestra que Raimundo Girão, também seu discípulo, cultuou, escrevendoem seu Livrode Memórias, publicado em 1972: “A minha professora, pois se chamava Dona Naninha, e era aquela moça baixinha, testa larga e cabelos longos (…) morreu não faz quinze dias e a cidade não o sabe, porém muito sabemos que morreu uma criatura feita de amor e meiguice. Muitos seus ex-discípulos nesta cidade, choraram sentidamente a sua morte e eu sou um deles. E sabemos por que choramos”.

Com a transferência de seu genitor, agora para Fortaleza, Raul matriculou-se no Colégio Colombo, depois nos Colégios São Luís e Liceu do Ceará, neste concluindo os preparatórios para ingressar na Faculdade de Direito, onde colou grau no dia 07 de janeiro de 1930.

Dr. Raul, antes mesmo de formado, iniciou seu contato com o Poder Judiciário, exercendo interinamente as funções de 1º Escrivão do Crime e Júri de Fortaleza, as de 3º Tabelião e a de Oficial de Registro de Títulos e Documentos, nos anos de l921, 1926, 1929 e 1931. Desempenhou ainda as de 4º Tabelião, acumuladas com as atribuições de 3º Escrivão do Cível Comércio e Provedoria (1931 e 1935) da mesma Capital.

Em 1936 foi nomeado Juiz da Comarca de Morada Nova. Dr. Raul não fixou residência na cidade. Preferiu morar nas terras do Açude Novo, não na antiga casa onde nasceu, então já pertencente a si e ao irmão Raimundo.

Construiu sua própria casa, a5 kmda cidade. Construção moderna, com banheiros internos e outras dependências que o progresso já favorecia, porém, ainda pouco conhecidas no meio rural.

Além de exercer as funções de magistrado com equilíbrio e justiça, fez-se agricultor, irrigando as terras do açude construído anteriormente pelos herdeiros, em colaboração com o Governo Federal (IFOCS). Plantou cana-de-açúcar e fez rapaduras, atividades que não lhe davam lucros, mas realizações rurais, herança genética do pai. Tal herança também estava refletida na sua prestimosidade, no seu espírito de bem servir a causa pública e os outros.

Mesmo no início de sua gestão como juiz, todos aqueles que o procuravam sentiam-se felizes, não só pelos seus sábios conselhos jurídicos, como também pela acolhida recebida, especialmente pela Belar, esposa dedicada, com que contraíra núpcias a 30 de maio de 1928. Ninguém saía daquela casa sem receber os afagos da Dona Belar.

Os vizinhos, amigos e parentes mais próximos, em visita à residência do Raul, encontravam carinhos e contato com a civilização, características ainda pouco comuns no interior cearense, ainda desprovido de energia, meios de comunicação precários e outros progressos. Uma vez por semana era comum o casal receber os convidados para assistirem ao programa sertanejo da PRA 8, de Pernambuco, que tinha como prefixo a bela canção de Catulo da Paixão Cearense: Luar do Sertão e que era transmitido em seu rádio de marca Zenith, alimentado à bateria, carregada com energia eólica, produzida pelo cataventinho por ele idealizado.

Seu lado humanitário e caritativo se fez sentir intensamente em 1938-1939, período em que a Zona Jaguaribana, especialmente a cidade de Morada Nova, sofreu a trágica epidemia da malária.

Viajando quilômetros e quilômetros a cavalo, se fez médico sanitarista, orientando os rurícolas a usarem proteção contra o mosquito “Anopheles” transmissor da doença e assistindo os enfermos com medicamentos que ele próprio adquiria.

Essas qualidades não evitaram as perseguições políticas, iniciadas com sua transferência para Limoeiro do Norte, depois para Pacoti, Aracoiaba e Assaré, respectivamente.

Em 18 de junho de 1940 foi efetivado na função de Juiz Municipal da recém-criada Comarca – Termo de Guarani, hoje município de Pacajus.

Como primeiro juiz a residir na Comarca, Dr. Raul integrou-se à vida da cidade e à realidade dos problemas sociais, além de tornar o Poder Judiciário mais acessível à classe menos favorecida.

Foi responsável pela instalação do Núcleo da Legião Brasileira de Assistência, em Pacajus, o que lhe permitiu iniciativas de grande importância, tais como a realização do casamento civil de casais com família numerosa e o registro de nascimento dos seus filhos (atos necessários à obtenção de abono familiar), à distribuição de alimentos, de remédios, vestuários, além de outras iniciativas humanitaristas.

Contribuiu, em grande parte, pra a elevação de Pacajus à Comarca de Primeira Entrância, o que se deu pelo Ato das Disposições Transitórias da Constituição Estadual e Lei nº. 2113 de 09 de junho de 1948.

A instalação do Poder Judiciário trouxe ao Município mais tranqüilidade e garantia de defesa aos direitos humanos.

Em Pacajus também demonstrou seu interesse pela atividade rural, adquirindo o sítio que denominou de Tabajara, onde plantou e incentivou os vizinhos para a cultura do cajueiro e aproveitamento de seus derivados, priorizando a fabricação de doce e cajuína.

Pode-se dizer que o pioneirismo industrial de Pacajus, principalmente desses produtos, se deve à instalação da “Fábrica B. Girão”, de propriedade de sua esposa, Belar Girão.  Essa fábrica, apesar de artesanal, ficou conhecida nacionalmente pela excelente qualidade de seus produtos: doce-de-caju e cajuína. O exemplo do trabalho de Belar pode ser testemunhado pela quantidade de pessoas, muitas delas ex-operárias da Fabrica B. Girão, que hoje têm, no fabrico de doce-de-caju, o sustento de suas famílias.

No Sítio Tabajara Dr. Raul fundou a Escola da Fábrica B. Girão, para alfabetizar as crianças do sítio e das vizinhanças.

Sua hospitalidade era invulgar, razão das constantes visitas que recebia; eram parentes que precisavam refazer suas energias, provocadas por moléstias ou amigos que sabiam, na Casa do Raul e Belar, iriam receber carinhosa hospitalidade.

Era assim o nosso ilustre e querido e saudoso primo. Infelizmente, testemunhamos que a tranqüilidade e as garantias de defesa dos direitos humanos com os quais ele tanto colaborou como juiz de Pacajus, lhe foram negados quando presenciou ser a sua residência metralhada e os culpados não punidos.

Era o poder paralelo amedrontando ou matando aqueles Magistrados que ousassem a agir com justiça e honradez, especialmente em favor dos menos favorecidos.

Aposentado, exerceu por algum tempo a advocacia.

Cercado pelo carinho de seus filhos adotivos e pela sua segunda esposa, Maria Dolores Girão – de quem não teve filhos – faleceu Raul a 05 de março de 1989.

Pacajus prestou-lhe uma justa homenagem, denominando de Raul de Sousa Girão, a Sala do Júri do Fórum daquele município.

A Prefeitura de Fortaleza, através do Projeto de Lei nº. 39/96 de 27.02.1996, deu o nome de Dr. Raul Sousa Girão a uma importante Rua de Fortaleza.

Maria do Carmo (Babá) e Adauto Pinto

Tn 486 - MARIA DO CARMO GIRÃO (Babá), n. 20.04.1909 e f. 03.12.1990, serventuária da Justiça, Escrivã do Primeiro Cartório do Crime e Juri de Fortaleza, função que exerceu por mais de uma década, cc Adauto Pinto, n. 21.06.1907 e f. 14.12.1990, filho de Jovino Pinto Pereira e Josefa Maciel, funcionário da Prefeitura Municipal de Fortaleza, onde exerceu as funções de desenhista, pais de:

Qn 1122 – AMILCAR GIRÃO PINTO, n. 10.02.1935, funcionário público federal, aposentado, cc. Lucy Borges Pinto, n. 14.10.1939, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1545 – Rommel Borges Pinto, n. 17.09.1963, formado em Eletrotécnica  pela Escola Técnica Federal do Ceará, e pré-universitário do Colégio Cearense, cc. Márcia Barbosa Mesquita, n. 02.10.1955, de prendas domésticas, com 2º grau de ensino completo, pais de:

Hxn 889 – Felipe Mesquita Pinto, n. 21.07.l994, estudante.

ө Pn 1546 – Rundstedt Neudson Borges Pinto, n. 07.03.1967., técnico em mecânica industrial, cc. (divorciado) de Jaqueline Conde Borges Pinto, n. 04.11.1979, com 2º grau técnico, pais de:

Hxn 890 – Neudson Conde Borges Pinto, n. 28.10.1994, estudante.

Hxn 891 – Igor Conde Borges Pinto, n. 25.09.1997, estudante.

Qn 1123 – AÍLCAR PINTO POMPEU, n. 27.07.1937, Professora e funcionária pública federal  do ex-INAMPS, por onde se aposentou, cc. Tomaz Roberto de Castro Pompeu, funcionário público federal, aposentado da Receita Federal no cargo de Técnico de Finanças, n. 14.11.1933 e f. 14.09.1995, filho de Tomáz Pompeu  Magalhães e Moema de Castro Lima, pais de:

ө Pn 1547 – Suely Pinto Pompeu Rodrigues, n. 13.07.1962,  professora diplomada, cc. Frederico Eduardo Machado Rodrigues, n. 01.10.1962, Diretor da Indústria de Laticínios  ILCASA, – Campina Grande – PB, pais de:

Hxn 892 – Natália Pompeu Rodrigues, n. 14.12.1981, bacharelada em “Sciense in Business Administration in Marketing” pela Universidade Central da Flórida – EEUU. Solteira.

Hxn 893 – Lívia Pompeu Rodrigues, n. 14.11.1983, universitária – discente da Universidade Central da  Flórida – EEUU. Solteira.

Hxn 894 – Tomaz Roberto de Castro Pompeu Neto, n. 01.12.1986, universitário, solteiro.

Hxn 895 – Frederico Edardo Machado Rodriuges Junior, n. 01.12.1986 (gêmeo  do Bn. anterior), universitario, solteiro.

ө Pn 1548 – Leila Pinto Pompeu, n. 16.03.1964, Contadora,  bachareladaem Ciências Contábeis pela UFC, cc. Sebastião Carneiro de Albuqurque, n. 15.11.1966, formadoem Engenharia Civil pela UNIFOR, pais de:

Hxn 896 – Caio Pompeu Albuquerque, n. 01.10.1998, estudante.

Hxn 897 – Bianca Pompeu Albuquerque, n. 31.07.2003.

ө Pn 1549 – Viviane Pinto Pompeu, n. 31.10.1965, Professora, cc. Ageu Gomes Santiago, n. 29.04.1967, comerciante, pais de:

Hxn 898 – Lara  Pompeu Santiago, n. 18.03.1999, estudante.

ө Pn 1550 – Roberta Pinto Pompeu, n. 04.10.1973, com instrução de segundo gráu,  solteira.

Qn 1124 – AÍLSON DE GIRÃO PINTO, n. 18.01.1939 e f. 09.07.2002, ex-funcionário aposentado da Câmara Municipal de Fortaleza, casado três vezes: do primeiro casamento (divorciado) com Margarida Taisa da Silva Freire, n. 10.01.1945, funcionária pública estadual – DERTE, pais de:

ө Pn 1551 – Aníbal Freire Pinto, n. 22.03.1964,  com segundo gráu, comerciário.

ө Pn 1552 – Aílza Freire Pinto, n. 03.12.1965, formada em Enfermagem pela UNIFOR. cc.(divorciada), tendo o filho:

Hxn 899 – Grabriel Freire Salles de Vasconcelos, n. 12.05.1993, estudante.

Qn 1124.1 – Da segunda união de AÍLSON com Maria de Lourdes Alenquer, nasceram os filhos:

ө Pn 1553 – Aílna Alenquer Pinto, n. 05.09.1977, cc. Fabrício Roger do Nascimento Cunha, n. 03.03.1979, pais de:

Hxn 900 – Isabele Alenquer Pinto Cunha,  n. 04.06.1995, estudante.

ө Pn 1554 – Aílton Alenquer Pinto, n. 05.10.1978, Comerciário,  cc. Francisca Adriana Almeida da Silva (Andréa), n. 15.01.1985,  pais de:

Hxn 901 – Ana Alice Alenquer Almeida Pinto, n. 15.02.2003.

Qn 1124.2 – Da união com Maria Aparecida Souza Pinto, n. 06.07.1955, de prendas domésticas, nasceu os filho:

ө Pn 1555 – Aílson Girão Pinto Filho, n. 30.03.1985, estudante.

Geraldo e Estela

Tn 487 – GERALDO DE SOUSA GIRÃO, n. 13.04.1920 e f. 30.11.1986. Escrivão do 1º Cartório do Crime e Júri de Fortaleza, cargo que exerceu por mais de uma década, cc. Lúcia Nunes Lima, f. 30.11.1986 (desquitados), pais de:

Qn 1125 – DINAH LIMA GIRÃO, n. 08.04.1948, Técnica de Administração e bacharela em Filosofia; Professora de Inglês, com curso nos Estudos Unidos, cc. Mário Jorge Gadelha Vieira, n. 28.07.1947, pais de:

ө Pn 1556 – Felipe Girão Gadelha Vieira, formado em Administração.

Tn 487.1 – De outra união de GERALDO, com Estela Cavalcanti Prata, n. 17.09.1925, filha de Antônio Sousa Prata e Maria Cavalcanti Prata, chamada “Dona”, nasceram:

Qn 1126 – Angeline Cavalcanti Girão, n. 08.08.1955, cc. Augusto Bozollo, n.1949, empresário.

Qn 1127 – Jaqueline Cavalcanti Girão, n. 15.7.1956, funcionária do Poder Judiciário lotada no Fórum Clovis Beviláqua, cc. Roberto Barbosa Calofati. Professor de Educação Física, pais de:

ө Pn 1557 – Geraldo Girão Calofati Barbosa, n. 03.03.1987, acadêmico de Direito.

ө Pn 1558 – André Girão Calofati Barbosa, n. 25.02.1991, estudante.

Sousa e Mariinha

● Bn 175.1 – Do segundo matrimônio de SOUSA GIRÃO com MARIA MACHADO GIRÃO (a suave Mariinha), de prendas do lar, n. 04.03.1907 e f. 17.06.1979, filha de Heráclito Teotônio Machado e Ângela de Assis Girão (Ver Tn 189 e Tn 389 deste Capítulo) além de dois filhos falecidos em tenra idade, nasceram:

Celina e Assis Serra

Tn 488 – MARIA CELINA GIRÃO SERRA, n. 14.05.1926 e f. 16.12.1990. Formação: Colégios Santa Cecília e Juvenal de Carvalho, funcionária do Fórum de Fortaleza  e Escrivão Substituta do Cartório Sousa Girão, cc. Francisco de Assis de Sousa Serra,  n. 08.05.1925 e f. 18.03.2001,  formado em Odontologia pela UFC, Turma de 1949 e em Medicina, também pela UFC, Turma de 1958, tendo exercido ambos os misteres com elevado esmero, dedicação e competência, pais de:

Qn 1128 – THÂNIA MARIA DE GIRÃO SERRA, n. 05.06.1950, Professora e Coordenadora do Colégio Juvenal de Carvalho, formada em. Historia pela FAFICE, cc Luis  Rui Rocha Girão), n.19.01.1946 (Ver Tn 778 – Capítulo VI), bacharel em Direito pela UFC – Turma de 1970 e Advogado militante no Forum Judiciário de Fortaleza, pais de:

ө Pn 1559 – Hannah Thania de Serra Girão, n. l2.10.1975, formada em Pedagogia pela UVA, professora do Colégio Christus, cc. André Farias Aguiar, n. 02.02.1974, comerciante, pais de:

Hxn 902 – Grabriel Luã de Serra Girão Farias, 25.09.1997, estudante do Colégio Christus.

ө Pn 1560 – Rodrigo Luis de Serra Girão, n. 24.05.1980, universitário do Curso de Publicidade e Propaganda da UNIFOR, solteiro.

ө Pn 1561 – Celina Maria de Serra Girão, n. 14.10.1985, universitário do Curso de Odontologia da UNIFOR, solteira.

Qn 1129 – ÁUREA MARIA DE GIRÃO SERRA, n. 18.08.1951, Pedagoga, cc Roberto Gondim da Silva Maia, n. 01.01.1947, bacharel em Direito pela UF-GOIÁS, professor universitário com Mestradoem Direito Agrário na Espanha, pais de:

ө Pn 1562 – Roberto Serra da Silva Maia, n.  11.08.1971, Advogado e Professor Univeresitário em Goiania – GO, cc. Jucélia Maria da Luz, n. 19.04.1972, Engenheira Civil pela UF-GO, pais de:

Hxn 903 – Mariana Luz Serra Maia, n. 27.05.2007.

ө Pn 1563 – Áthyla Serra Silva Maia, n. 14.12.1973, Advogado e Professor Universitário em Goiânia – GO, solteiro.

ө Pn 1564 – David Serra Silva Maia, n. 09.08.1976, Universitário de Direito e Ciências Contábeis – Goiânia – GO. Teve com Márcia Pereira da Silva, Advogada, n. 24.10.1974, o filho:

Hxn 904 – David Serra da Silva Maia Jr., n. 05.10.1993, estudante.

ө Pn 1565 – Ygor Serra da Silva Maia, n. 03.11.1979, Universitário do Curso de Direito, em Goiás, solteiro.

Qn 1130 – FÁBIO DE ASSIS DE GIRÃO SERRA, n. 30.06.1956, Economista e funcionário do Poder Judiciário, com exercício no Fórum de Fortaleza, cc. Aliane Maria Angelim de Moraes, n. 22.10.1958, pais de:

ө Pn 1566 – Fábio de Assis de Girão Serra Júnior, n. 30.06.1984, Universitário  de Direito e Educação Física, solteiro.

ө Pn 1567 – Fabiane Maria Moraes de Girão Serra, n. 19.02.1988, pré-universitária, solteira.

Qn 1131 – NEWTON DE ASSIS DE GIRÃO SERRA, n. 01.05.1960, formado em Administração pela UNIFOR, cc. Eline Reverdosa Castro Serra, n. 18.01.1962, formada em Administração pela UNIFOR; Diretora do CDL de Teresina – PI, pais de:

ө Pn 1568 – Lucas Reverdosa Castro Serra, n. 04.01.1986, Universitário de Publicidade e Propaganda em Teresina – PI, solteiro.

ө Pn 1569 – Lívia Reverdosa Castro Serra, n. 25.12.1991, estudante.

Carlos e Nenê

Tn 489 – CARLOS AUGUSTO DE SOUSA GIRÃO, n. 28.08.1928, f. 24.02.2002, funcionário do DNER, aposentado na função de Sub-Tesoureiro, considerado uma das pessoas mais queridas e admiradas entre os funcionários, devido à maneira de se relacionar com seus colegas de trabalho, cc. Maria Ribeiro Girão (Nenê), n. 14.10.1931, de prendas domesticas ocupando-se também, por sua habilidade, no Ofício de Modista, pais de:

Qn 1132 – VALÉRIA MARIA RIBEIRO GIRÃO SARAIVA, n.12.09.1962, Secretária Executiva, com exercício na Autarquia Metropolitana de Transporte e Cidadania de Fortaleza (AMC), cc. Milton Ricardo Vasconcelos Saraiva, n.18.12.1965, Cirurgião Dentista, Professor com Curso de Pós-Graduação em Prótese e Reabilitação Oral da Associação Brasileira de Odontologia, pais de:

ө Pn 1570 – Vítor Ricardo Girão Saraiva, n. 07.03.1997, Estudante do Colégio Christus.

ө Pn 1571 – Lívia Maria Girão Saraiva, n. 18.12.1999, Estudante do Colégio Christus.

Celso Girão e Wilma Maria

Tn 490 - CELSO LUÍS DE SOUSA GIRÃO, n.23.05.1932 e f. 24.02.2000. Bacharel em Direito, Advogado militante por vários anos. Juiz de Direito de invulgar expressão na Magistratura , recomhecidamente íntegro, culto e honrado, por isto,  muito conceituado e acreditado na sociedade. Pelo seu brio, tornou-se exemplo de competência, retidão e dignidade e, pelo  muito que fez,  edificou à Magistratura de sua terra. Lustrou  com probidade, proficiência e  vasto saber jurídico  a beca que vestiu com honradez por mais de três décadas. Exerceu com aprumo e moderação o sagrado direito de distribuir justiça. Sua morte prematura deixou irrecuperável lacuna em sua família e no Poder Judiciário Cearense. Sua esposa Wilma Maria da Silva  Girão, n. 26.02.1938, que teve seus estudos completos no Colégio Bennette do Rio de Janeiro, foi sempre uma companheira amorosa, dedicada e extremamente  voltada para a educação dos filhos e aos cuidados do lar.

CELSO LUÍS DE SOUSA GIRÃO

Um vocacionado da Justiça

Para buscar a verdade da Justiça, no Direito, ou melhor, para ter “a vontade constante e perpétua de dar a cada um o que é seu”, o Magistrado, administrador oficial da Justiça, precisa ser, além de grande conhecedor das ciências jurídicas, versado em filosofia e, mais ainda, em sociologia, Celso de Sousa Girão é verdadeiramente um Juiz que se destaca nestes três aspectos. No sociológico, mergulha fundo no contexto das transformações sociais, abarcando, quase sempre, o panorama da vida humana como um todo, para poder aplicar as normas que melhor disciplinam a vidaem sociedade. Conhecedorda legislação penal e processual, além dos ditames da Justiça, este magistrado Girão, não pesa em balança hesitante e, embora afira o direito de acordo com a lei, nem por isso, deixa de levar em consideração o lado humano de que nossa legislação precisa e deve ser revestida.

Quanto ao aspecto filosófico, Celso Girão, como todo discípulo de Bertrand Russel e Robinson, este autor do revolucionário livro “Formação da Mentalidade”, é dotado de acentuado espírito crítico e gosta de “esclarecer os conceitos que costumam ser ministrados, senão pela crítica”.

Celso estudou no Colégio Fortaleza, do ilustre professor Colares, de saudosa memória; no Colégio Lourenço Filho, fundado e orientado com amor, pelo grande educador e extraordinário poeta Filgueiras Lima, concluindo seus estudos secundários no tradicional Liceu do Ceará, cadinho educacional de onde saíram os expoentes máximos da cultura e do saber, não só do Ceará, mas de todo o Brasil.

Recordista de primeiros lugares em vários concursos a que se submeteu: para o DNER, onde trabalhou de1952 a1954, para o Fórum Clóvis Beviláqua, onde exerceu as funções de Escrevente e Escrivão interino, no Cartório Sousa Girão de1954 a1957 e para o INPS, tendo ali prestado serviços de1957 a1970, este ilustre membro da família Girão matriculou-se na Faculdade de Direito, depois de obter o 17º lugar nas 100 vagas oferecidas, colando grau no ano de 1963.

De 1970 até a data de seu repentino e prematuro falecimento, ocorrido em 2002, serviu ao Poder Judiciário com zelo e elevado espírito público, havendo exercido as funções do seu cargo, nas comarcas de Solonópole, onde assumiu a 1º de abril de 1970, Maranguape (1971), Aracoiaba (1972), Jucás (1972/1973), Jaguaribe (1974/78), Acopiara (1978), Caucaia (1979/85) e, finalmente, de Fortaleza, onde foi Titular da 3ª Vara do Tribunal do Júri, até falecer, cargo para o qual foi escolhido pelo Tribunal de Justiça, por unanimidade, em sessão daquela Corte.

Eis ai os traços biográficos deste monumental Magistrado. Celso, penúltimo filho do extraordinário Escrivão Luís Carneiro de Sousa Girão e de Maria Machado Girão foi, sem sombra de dúvidas, um lídimo representante da lei, um vocacionado da Justiça, um exemplo dentro do mundo Jurídico.

Este Juiz honrou, de fato, a toga que veste e nunca se deixou seduzir pela vaidade do cargo, numa autêntica demonstração de que não só lê, de pé e de viva voz, a “PRECE DE UM JUIZ”, de João Alfredo Medeiros Vieira, mas, o que é mais importante, põe em prática a oração que reza, seguindo religiosamente, na vida diária, suas exortações, seus ensinamentos.

Podemos, pois, afirmar, alto e em bom tom, que Celso, durante toda a sua vida, sempre refletiu suas verdadeiras e insofismáveis convicções espirituais. São seus filhos:

Qn 1133 – RACHEL GIRÃO SOBREIRA MOTA, n. 01.08.1959, bacharela em Direito pela UNIFOR eem Química Industrial pela UFC; funcionária pública estadual e Diretora de Secretaria do Forum Judiciário do Estado, cc. Francisco Fernando Sobreira Mota, n. 23.03.1955, em Tauá – CE, formadoem Ciências Econômicas pela UFC e em Direito pela UNIFOR e Técnico Executivo de empresa privada, pais de:

ө Pn 1572 – Luís Eduardo Girão Mota, n. 04.01.1981, bacharelado em Direito pela UFC; Advogado aprovadoem Concurso Público para a Magistratura em 2005; também por concurso foi aprovado para os Quadros do Ministério Público do Estado como Promotor de Justiça, atualmente exercendo o múnus na Comarca de Ubajara – CE. É casado com Andréa Bezerra de Melo Girão Mota, n. 24.02.1980, formadaem Comunicação Social – Jornalismo, pela UFC, com pós-graduação em Assessoria de Imprensa pela UNIFOR, pais de:

Hxn 905 – Natália Melo Girão Mota, n. 02.10.2006.

ө Pn 1573 – Fernanda Girão Mota, n. 18.02.1997, estudante.

Qn 1134 – CACILDA SILVA DE GIRÃO,  n. 06.05.1960, formadoem Engenharia Elétrica pela UFC, mãe de:

ө Pn 1574 – Carolina Girão de Assis, n. 02.03.1993 emSalvador – BA, estudante.

Qn 1135 – CELSO LUÍS DE SOUSA GIRÃO JÚNIOR, n. 15.03.1962, bacharel em Direito pela UFC, funcionário público estadual, Auxiliar Judiciário exercendo as funções de Chefe de Serviço de Partilhas e Leilões no Fórum Clóvis Beviláqua,  cc. Jane Barroso de Sousa  Girão, n. 11.04.1967, pais de:

ө Pn 1575 – Celso Luís de Sousa Girão Neto, n. 26.06.1985, universitário de Direito na UNIFOR, solteiro.

ө Pn 1576 – Luís Carlos Barroso de Sousa Girão,n. 25.05.1987, universitário de Estilismo e Moda na Faculdade Marista, solteiro.

ө Pn 1577 – Ítalo Barroso de Sousa Girão, n. 17.11.1988, estudante do Colégio 7 de Setembro e universitário de Psicologia.

Luís Girão com a esposa Teresinha e filhos

Tn 491 – LUÍS DE SOUSA GIRÃO, n. 20.06.1934, distingüido serventuário da Justiça da Capital e veterano Escrivão da Comarca de Fortaleza, por onde se aposentou após dedicar-se por mais de três décadas às atividades cartoriais e forenses; Filósofo por natureza, pacificador obstinado, humanista por vocação e possuidor de uma generosidade sem limites, alem de possuir o genial talento de exímio Escritor. Por tais predicados é tido e respeitado como uma das figuras mais expressivas e brilhantes da família Girão.

O empenho constante em aglutinar e fortalecer os laços de amizade da enorme família esgalhada pelo Ceará e pelo País, a partir de Morada Nova, tem sido uma das principais preocupações de Luís de Sousa Girão – o Luisinho do Sousa, figura admirável de homem simples e bom. Sua personalidade se caracteriza, essencialmente, pelos primados do dinamismo, disponibilidade em servir, serenidade de conduta e simplicidade, sem abdicar da dignidade inerente à cidadania, ou fazer concessões à subserviência.

As muitas Convenções dos Girões já realizadas evidenciaram a capacidade realizadora desse querido integrante da nossa grei familiar, sempre desejoso em enaltecer e elevar cada vez mais o prestígio e o conceito da família Girão no contexto social. Filho do legendário Sousa Girão, de quem herdou, dentre muitas outras virtudes, o apego ao trabalho e amor ao próximo, Luisinho, como é carinhosamente chamado, é a síntese perfeita de todas as belas qualidades que ornam a nossa família.

Descrever sobre Luís Girão como homem público, principalmente enquanto Serventuário de Justiça à frente dos Cartórios: 1º do Crime e Júri e o da Vara Única de Trânsito, pelas quais se dedicou como Escrivão titular, por muitos anos, assumindo papel de destaque na condução adequada e modernizada das funções do Ofício, é tarefa que demandaria maior tempo e excederia o espaço desta breve sinopse biográfica. Entretanto, nos basta afirmar que Luisinho é pessoa onde afloram atributos essenciais ao bem-estar das sociedades de todas as épocas, como o amor ao próximo e, por conseqüência, o total sentido de solidariedade cristão, sempre benfazeja; a noção, sempre presente, de que o homem deve interagir harmonicamente com o restante do Universo, como pressuposto para o desenvolvimento social da humanidade; a adoção do método científico no discernimento de todos os assuntos, ensejando a si e a tantos outros a galgarem posições dignas no contexto da comunidade; o inarredável sentido de liberdade e de Justiça, como acatamento às legítimas normas do convívio social; enfim, o ânimo para o desempenho dessa experiência, vezes laboriosa, vezes lastimosa, outras, alegres, mas, sempre, excitante, que é viver a vida, fascinante aventura que nos foi sabiamente legada e à qual não podemos renunciar.

Seus descendentes, sem dúvidas manterão, para os Girões e seus concidadãos, a largueza de espírito, a prática do bem desinteressado e o sentido de humanismo que tanto caracterizam a família.

Foi nesta cidade de Fortaleza, precisamente no dia 20 de junho de 1934, que nasceu Luís de Sousa Girão, hoje considerado um paradigma de Serventuário de Justiça. Filho do velho e notável escrivão, Luís Carneiro de Sousa Girão e de Maria Machado Girão, Luisinho (nome pelo qual é carinhosamente conhecido) estudou, sucessivamente, na escolinha do Sr. Francisco/dona Neuza, onde aprendeu as primeiras letras e rudimentos de aritmética, sob a égide da palmatória; no Grupo Rodolfo Teófilo, localizado no Benfica; no Instituto São Raimundo, do Professor Coelho, e no Colégio São Luís, onde concluiu o primário. Depois, cursou até a 2ª Série, no Colégio Lourenço Filho. Transferindo-se para o Liceu do Ceará onde terminou o Ginasial e concluiu o Científico. Neste grande educandário, participou da Revista “A IDÉIA”, com um conto da sua autoria, “O Juramento de Um Médico”, e vindo, posteriormente, a escrever alguns artigos nos jornais Unitário, Gazeta de Notícias e Tribuna do Ceará.

Em data de 12 de outubro de 1953, foi nomeado para trabalhar no Fórum Clóvis Beviláqua, afastando-se algumas vezes das suas funções para servir no Centro de Preparação dos Oficiais da Reserva (CPOR), onde fez o curso de saúde. No dia 15 de junho de 1956, prestou compromisso para exercer as funções de Escrevente Compromissado, sem ônus para o Estado, da 1ª Escrivania do Crime, Júri e Execuções Criminais de Fortaleza, àquele tempo conhecido por Cartório Girão e, por ato de 28 de maio de 1957, do Governo do Estado, assumiu, em caráter interino, o cargo de 1º Escrivão, durante o impedimento do titular efetivo. Posteriormente, nomeado por ato do Governador do Ceará, assumiu, em caráter efetivo as funções de Escrevente Compromissado da mencionada Escrivania, tornando-se dela titular do cargo de Escrivão Substituto, em data de 10 de setembro de 1958, também em caráter efetivo.

Com a aposentadoria do seu irmão Geraldo Girão, foi por ato do Governador Plácido Aderaldo Castelo, datado de 10 de março de 1967, nomeado para exercer, em caráter vitalício e independentemente de concurso, o cargo de 1º Escrivão do Crime, Júri e Execuções Criminais da Comarca de Fortaleza, de Entrância Especial, por contar mais de dez anos de serviço de efetivo exercício, em Ofício de Justiça.

Por mais de uma vez, participou de Comissão Examinadora dos candidatos aos cargos de Oficiais de Justiça da Comarca de Fortaleza. A pedido e por deliberação do Tribunal de Justiça, no início de 1980, Luís Girão foi removido para a Escrivania Privativa das Varas do Trânsito da Comarca de Fortaleza, assumindo suas funções em 6 de março do mesmo ano.

Durante o período em que esteve à disposição da Diretoria do Fórum (23.12.1980 a 14.12.1988), Luís Girão continuou, diariamente, orientando a administração da novel escrivania. E, para manter viva a tradição de que sempre gozara a sua família na vida forense, denominou o Cartório, do qual era titular, de Cartório Sousa Girão, nome que trouxe consigo da Escrivania anterior, em justa homenagem ao velho e notável escrivão Luís Carneiro de Sousa Girão que, no passado tantos serviços relevantes prestara à Justiça cearense. Para que assim continuasse sendo, o escrivão Luís Girão, antes do final do exercício de 1981, inaugurou no Cartório um sistema interno de processamento de dados e textos, tornando-o o primeiro Cartório Oficial informatizado do Brasil, numa memorável festa, que contou com a presença do Governador Virgílio Távora e a sua esposa, dona Luísa Távora, na ocasião homenageada, o Presidente do Tribunal de Justiça, o historiador Raimundo Girão, Desembargadores, Juizes, Promotores, Advogados e vários funcionários do Tribunal e do Fórum. E isso ocorreu numa época em que, em nossa terra, a cibernética e os computadores eram coisas tidas como inadmissíveis.

Por esse motivo, foi Luís Girão designado por determinação da Diretoria do Fórum, para fazer parte da Comissão de Informatização da Justiça do 1º grau da Comarca de Fortaleza, em regime de dedicação exclusiva, por alguns meses. Afora as suas funções no Fórum, Luís Girão ainda exerceu as de Escrivão Eleitoral, primeiramente, na 2ª Zona, posteriormente na 82ª e, por último, na 3ª Zona Eleitoral.

Extintos os cargos de Escrivão, por força do Código de Organização Judiciária de 1994, Luís de Sousa Girão e os seus colegas foram postos em disponibilidade.

Embora sempre lhe acalentasse o sonho e o ideal de fazer Medicina, após haver logrado êxito no vestibular, cumpriram apenas os três primeiros semestres no Curso de Administração da UNIFOR e, após obter transferência para o Curso de Direito, por razões subjetivas, renunciou as atividades curriculares, pondo fim aos estudos acadêmicos.

Em data de 18 de abril do ano de 1997, fez a sua incursão no mundo da literatura, publicando o livro “A Trajetória de um Mestre – a luta de um homem em busca do seu ideal”, livro que trata da vida e obra do Professor, escritor e jornalista Clodomir Teófilo Girão, tendo posteriormente (1998) publicado “Galeria dos Ex-Escrivães Judiciais de Fortaleza” e, em 2007 o livro “Vanguardeiro de uma Nova Era no Judiciário”, trabalho biográfico e ilustrativo da vida e obra do Desembargador José Maria de Melo.

Atualmente, Luís de Sousa Girão dedica-se às atividades intelectuais e culturais. É casado com a senhora Teresinha Pereira Veras e tem cinco filhos: Bertrand Luís, Giordana Andréa, Adriana Suellen, Lílian Stéfane e Thales Newman, e um netinho de nome Pedro. Todos representam, para ele, a sua maior riqueza.

- Do relacionamento com Maria Aparecida Holanda Pinto, nasceram os filhos:

Qn 1136 – BERTRAND LUÍS HOLANDA DE SOUSA GIRÃO, n. 31.07.1973, Corretor de Imóveis, cc. Kátia Maria de Oliveira Girão, n. 04.07.1978, pais de:

ө Pn 1578 – Pedro Oliveira de Sousa Girão, n. 15.08.96, Estudante.

ө Pn 1579 – Maria Beatriz Oliveira de Sousa Girão, n. 04.04.2002, estudante.

ө Pn 1580 – João Paulo Oliveira de Sousa Girão, n. 01.01.2006.

Qn 1137 – GIORDANA ANDRÉA HOLANDA DE SOUSA GIRÃO, n. 12.06.1974, acadêmica do Curso de Turismo, cc. Renato Linhares de Albuquerque, empresário.

Tn 491.1 – Da união de Luisinho, em segundas núpcias, com Teresinha Pereira Veras, n.18.05.1948, professora do Ensino Médio, nasceram os filhos:

Qn 1138 – ADRIANA SUELLEN VERAS DE SOUSA GIRÃO, n.29.04.1985, acadêmica de Direito.

Qn 1139 – LÍLIAN STÉFANE VERAS DE SOUSA GIRÃO, n.15.12.1986, acadêmica de Direito.

Qn 1140 – THALES NEWMAN VERAS DE SOUSA GIRÃO, n. 03.07.1989, estudante.

Felícia Girão

● Bn 176 – FELÍCIA CARNEIRO GIRÃO, n. 27.11.1879 e f. a 17.07.1967, professora, cc. GULHERME REGINO DE OLIVEIRA, n. 10.02.1876 e f. 17.07.1917, na Amazônia. Avós, dentre outros, dos bachareis José Willian Girão Frota, José Girão Frota, advogado e jornalista Blanchard Girão e do magistrado Guilherme Girão. O casal teve 7 filhos: (Ver Bn 105 – Capítulo IV  e Tn 481 e Tn 494 do Capítulo I)

Sobre nossos avós, meu primo, o jornalista e escritor Blanchard Girão escreveu:

“Várias vezes ouvi, de minha inesquecível e idolatrada mãe, Maria Luiza Girão de Oliveira (Ribeiro pelo casamento com meu pai, José Augusto Ribeiro), o mesmo e carinhoso comentário sobre seu pai e meu avô, Guilherme Regino de Oliveira, a quem não tive a ventura de conhecer: “era um homem de uma mansidão sem par”. Jamais levantava a voz contra qualquer pessoa, muito menos para conosco, seus filhos”.

Meu avô materno, essa criatura mansa e serena, participou direta e efetivamente da grande epopéia do desbravamento da Amazônia, naqueles princípios do século passado.

Atingido pela seca inclemente de 1915, um dos mais terríveis flagelos dessa histórica maldição climática nordestina, Guilherme Regino, com a esposa, Felícia Carneiro Girão, e a prole numerosa, de meninos e meninas, tomou um velho paquete do Loide no porto de Fortaleza para um mergulho na desconhecida e misteriosa selva.

Atendia a um convite do parente amigo, o então tenente Tibúrcio Cavalcante, integrante da Missão Rondon, que varava heroicamente as desafiadoras entranhas do chamado “inferno Verde”.

Mamãe, nascida em 1908, tinha à época dessa aventura apenas 8 anos de idade. Porém, possuidora de prodigiosa memória, recordava a vida inteira dessa viagem de tantos e tão altos riscos. Contava-me que, de Manaus até atingir o barracão onde deveriam ficar abrigados, um gaiola, subindo o Madeira, um dos maiores afluentes do Amazonas, levava nada menos de dez dias.

O “barracão”, montado e gerido por meu avô, se transformaria, com o passar dos anos, em Ariquemes, presentemente uma das mais importantes cidades do atual estado de Rondônia.

Com a sua mansuetude, Guilherme Regino adequou-se perfeitamente ao princípio filosófico sob o qual agia o bravo Cândido Mariano da Silva Rondon, então na patente de major do Exército, cujo lema, no tratamento com a indiada, era “morrer se preciso for, matar nunca”.

O índio, filho da selva, era o seu dono – entendia Rondon – e como tal deveria merecer do homem branco, intruso civilizador, todo o respeito e carinho.

Foi dentro dessa norma que meu doce avô passou a atuar, tornando-se ele e sua família amigos queridos da tribo Ariquemes. Mamãe, por exemplo, relembrava o indiozinho que ganhou o nome cristão de Benjamin, seu coleguinha de folguedos infantis, que crescia sem se acostumar a vestir calça. Usava apenas a blusa ou paletó que lhe davam.

Naquelas terras úmidas, comendo carne de caças diversas, peixe abundante nos rios e igarapés, ou ainda ovos de tracajá, a família de Guilherme e Felicinha viveu ali por longa temporada. Terrível era a praga de mosquitos, notadamente das carapanãs (muriçocas, como chamamos), que infestavam o barracão e a maloca dos nativos de febres palustres. O tratamento, à base de quinino, debilitava o organismo, tornando-o vulnerável a infecções invasivas de maior gravidade.

Assim, em 1917, Guilherme Regino, com somente 41 anos de idade, contraiu uma pneumonia que lhe foi fatal.

Vó Felícia, que já havia perdido a filhinha caçula, Carmem, vitimada pelo impaludismo, viu-se na viuvez e na pobreza. Os filhos varões Childerico e Antônio, bastante jovens, não estavam  devidamente habilitados para assumir as responsabilidades de manutenção da família.

Havia, entretanto, um novo membro na casa: Ananias Frota Vasconcelos, o “comandante” Frota, cujo batelão acostava costumeiramente no improvisado ancoradouro de Ariquemes. Ali ele viu e logo se deslumbrou com a beleza juvenil de Aline, menina-moça de 15 anos, a mais velha da prole. Com ela casou, assumindo, desse modo, a liderança familiar. Tratou o mais depressa possível de recambiar a sogra e seus cunhados e cunhadas de volta ao Ceará, aonde chegaram ao alvorecer da década dos 20 do século anterior.

Anos adiante, retornando ao Amazonas, Ananias Frota trouxe daquelas plagas os despojos do meu avô e de sua caçulinha Carmem, que hoje dormitam em túmulo no Cemitério São João Batista, em Fortaleza.

“Humilde, manso e bom, Guilherme Regino deixou a lembrança do seu caráter e algumas cartas trocadas com Cândido Rondon, comprobatórias de sua silenciosa, porém heróica participação na conquista da Amazônia”.

Aline Girão Frota e Ananias Frota

Tn 492 – ALINE GIRÃO FROTA, prendas do lar, n. 27.12.1897, f. 03.03.1985, cc. Ananias Frota de Vasconcelos, Escrivão do então Cartório Cível, Comércio e Provedoria em Fortaleza, n. 26.01.1896, f. 20.08.1976.

Foi por volta de 1917 ou 1918 que começou a aparecer no “porto” de Ariquemes, um simples barranco escavado na margem do Madeira, o “comandante” Frota, que outro não era senão o sobralense Ananias Frota de Vasconcelos, mais tarde figura de maior relevo na vida social e política do Estado, escrivão do Fórum e desportista de escol, que presidiu por algum tempo o Ceará Sporting Clube.

“Comandante” Frota, rapazinho moço, engraçou-se de Aline, a primeira das filhas de Guilherme e Felícia, na época com pouco mais de 15 anos de idade. Mas para aqueles tempos já era idade de moça casar. E Ananias não tardou em pedir a mão da menina e lá mesmo, com o Dr. Coutinho, um cearense que exercia a magistratura no Amazonas, os dois se casaram. Dessa união nasceram três filhos: José William, Stela e José Girão Frota, todos já falecidos. Mas há deles muitos filhos, netos e alguns bisnetos.

O casamento de Ananias com Aline deu mais alento a Guilherme, que encontrou no genro, homem de bem a toda prova, o melhor apoio. Mais ainda, seria decisivo esse apoio quando Guilherme, debilitado pela malária, morreria com apenas 41 anos de pneumonia dupla. D. Felícia sofrera, então, a segunda grande perda na sua aventura amazônica. A primeira fora a morte de Carmem, a caçulinha, que estava apenas com três anos, quando foi consumida pelas febres da floresta.

Antes de morrer, Guilherme Regino de Oliveira, sua mulher e filhos deixaram plantados os alicerces da vila que se transformaria na atual cidade de Ariquemes, a segunda ou terceira do hoje Estado de Rondônia, naqueles idos encravada no unificado território do Estado Amazonas. Portanto, Ariquemes – que continua, aliás, com um dos maiores focos de malária daquela região – foi uma cidade nascida pelo suor dos Girões. São filhos do casal Aline e Ananias Frota:

Qn 1141 – JOSÉ WILLIAM GIRÃO FROTA, n. 01.9.1921, bacharel em Direito, Advogado e Procurador do ex-IAPC, f. 22.09.1986, cc. Holnisa Ituassu Frota (Lila), pais de:

ө Pn 1581 – Àbner César Ituassu Frota, n. 15.10.1946, Economista, cc Maria Lúcia Bongleux, Professora, pais de:

Hxn 906 – Danielle Bongleux Frota, n. 19.11.1974.

Hxn 907 – Karina Bongleux Frota Teixeira, n. 16.10.1978, cc Rangel Teixeira, Industriário, pais de:

Hpn 128 – Giulia Maria Frota Teixeira, n. 05.05.1997.

Hpn 129 – Giovana Frota Teixeira, n. 14.11.1998.

ө Pn 1582 – Sandra Maria Ituassu Frota, belª. em Administração de Empresas e Economista, n. 20.05.1952, cc.  Luis Eduardo de Oliveira Figueiredo, Analista de Sistemas.

ө Pn 1583 – Virgínia Fátima Frota Mackenzie, n. 29.10.1953, comerciária, cc Ronald Ramos Mackenzie, comerciário, pais de:

Hxn 908 – Bernardo Frota Mackenzie, n. 20.01.1978.

Hxn 909 – Gustavo Frota Mackenzie, n. 24.02.1980.

ө Pn 1584 – Conceição de Maria Ituassu Frota, funcionária da Hidrelétrica de FURNAS, n. 11.12.1954.

ө Pn 1585 – José William Frota Filho, bel. em Administração de Empresas, n. 09.09.1956, cc  Patrícia Andrade Frota, pais de:

Hxn 910 – Filippo Andrade Frota, DJ, n. 01.10.1982.

Hxn 911 – Rodrigo Andrade Frota – estudante, n. 19.06.1987.

ө Pn 1586 – Rosane Maria Ituassu Frota, n. 10.03.1960, mãe de:

Hxn 912 – Bárbara Frota Arraes, estudante, n. 09.10.1988.

Hxn 913 – Carlos Eduardo Frota Arraes, estudante, n. 03.03.1993.

FELÍCIA com as filhas: Lulu, Aline e Celeste

Qn 1142 – MARIA STELA FROTA CARVALHO, professora diplomada, 19.11.1922e f. 21.02.1988, cc. Luís Aragão de Carvalho, Funcionário Público Municipal e ex-Vereador, pais de:

Qn 2 – MARIA STELA FROTA CARVALHO, professora diplomada, 19.11.1922e f. 21.02.1988, cc. Luís Aragão de Carvalho, Funcionário Público Municipal e ex-Vereador, pais de:

ө Pn 1587 – Ricardo Augusto Frota Carvalho, n. 15.08.1959, casado, com descendência ignorada.

José Girão Frota

Qn 1143 – JOSÉ GIRÃO FROTA, bacharel em Direito, ex-Escrivão do Cível em Fortaleza, n. 21.11.1925 e f. 09.04.1990, cc. Maria José Duarte Frota, n. 16.11.1936, Professora da Rede de Ensino Médio do Estado do Ceará.

SINOPSE BIOGRÁFICA:

José Girão Frota nasceu no dia 21 de novembro de 1925, na Vila Cisne,em Fortaleza. Erafilho do Escrivão Ananias Frota de Vasconcelos e de Aline Girão Frota. Estudou no Colégio Padre Champanhat, obtendo o grau de Bacharelem Contabilidade. Inicioua sua vida profissional como Escrevente Compromissado no Cartório cujo titular era o seu genitor (2ª. Escrivania do Cível, Comércio e Provedoria de Fortaleza), cargo para o qual foi nomeado por Título de 22.08.1946, prestando compromisso na mesma data. Com a aposentadoria do titular e por contar mais de dez anos de efetivo serviço no cartório, de Escrevente, uma vez nomeado, por ato de 11 de agosto de 1958, passou a exercer, em caráter efetivo o cargo de Escrivão daquela Escrivania. Em data de 30 de agosto de 1962, afastou-se da vida forense a fim de assumir uma cadeira na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará. A pedido, exonerou-se do cargo que ocupava na 2ª Escrivania do Cível, por ato de 29 de janeiro de 1965; fez-se, então dono de embarcação de pesca de lagosta, por algum tempo e, de1967 a1987, trabalhou na CENORTE (hoje COELCE, Companhia Energética do Ceará). A serviço dessa repartição viajou pelo interior do Estado, coordenando a execução da eletrificação rural do Ceará, sendo um pioneiro nessa tarefa, o que foi para ele gratificante por ter proporcionado energia aos locais mais distantes e esquecidos do seu Estado.

Apaixonado pelo esporte, além de torcedor ferrenho e vibrador do Fortaleza Futebol Clube, foi também, o seu Presidente, por muito tempo.

Devoto de Nossa Senhora da Saúde, nunca deixou de trabalhar em prol do seu querido bairro Mucuripe, especialmente em benefício da sua paróquia, ao lado do seu grande amigo, Padre Zé Nilson, por quem nutria uma grande e sincera amizade. A qualquer hora do dia ou da noite, não media esforços para ajudar os moradores mais necessitados daquela localidade fortalezense, onde era, carinhosamente, conhecido por “Zé Frota”, amigo de todos e por eles deveras estimado, especialmente pelo senhor José dos Santos (Zé da Florinda), com alguns deles gostava de caçar e pescar.

Filho amoroso, tinha profundo respeito pelos seus pais, devotando-lhes uma vera admiração; estimava os seus irmãos: William, o mais velho, de saudosa memória, com quem mantinha uma amizade sincera e “muito bonita”, na opinião dos que conheceram os laços fraternais que os ligavam.

José Frota possuía uma personalidade marcante, gênio forte, sincero, muito emotivo e desprendido dos bens materiais, como o seu pai e, para justificar o seu desprendimento, costumava dizer: “vão-se os anéis e ficam-se os dedos”.

Católico praticante e temente a Deus, esta notável criatura faleceu no dia 9 de abril de 1990, numa triste segunda-feira, portanto, no Prontocárdio de Fortaleza. Dois anos antes, ele se havia submetido a uma cirurgia cardíaca, colocando duas pontes de safena e um marca-passo.

Da união com Maria José Duarte Frota nasceram 4 filhos: José Ananias Duarte Frota; José Lúcio Duarte Frota; Analine Maria Duarte Frota, e Andréa Maria Frota Ximenes. Atualmente, são 10 os seus netos.

Cel. José Ananias Duarte

ө Pn 1588 – José Ananias Duarte Frota, Coronel Bombeiro Militar, n. 11.09.1959, atual Comandante do Corpo de Bombeiros do Ceará e Presidente da Associação dos Comandantes de Bombeiros do Brasil, cc. Marize Morais Ximenes Frota, n. 15.01.1961, Pedagoga, pais de:

Hxn 914 – Ilane Ximenes Frota, n. 12.09.1985, universitária cursando Engenharia de Alimentos e Professora de Inglês no CCIA.

Hxn 915 – Ívina Ximenes Frota, n. 27.12.1986, estudante universitária.

ө Pn 1589 – José Lúcio Duarte Frota, n. 13.12.1960, Analista de Sistemas e Técnico em Computação pela Escola Técnica Federal do Ceará, cc. Luíza Rodrigues, prendas do Lar, n. 27.07.1970, pais de:

Hxn 916 – Stéfanie Rodrigues Frota, n. 24.02.1992, estudante.

Hxn 917 – Kérem Rodrigues Frota, n. 26.05.1995, estudante.

ө Pn 1590 – Analine Maria Duarte Frota, n. 09.05.1962, Pedagoga e Supervisora de Ensino, ex-Coordenadora da COELCE, divorciada, mãe de:

Hxn 918 – Greta Frota Moraes de Andrade, n. 09.08.1984, graduada em Publicidade e Propaganda pela UFC.

Hxn 919 – Amanda Liduina Frota de Andrade, n. 10.08.1990, Estudante.

Hxn 920 – Maísa Frota Paiva, n. 13.04.1994, estudante.

ө Pn 1591 – Andréa Maria Frota Ximenes, n. 20.07.1967, Pedagoga e funcionária pública estadual, servindo na Ouvidoria do Estado do Ceará, cc. Carlos Américo Morais Ximenes, Advogado, Professor de Educação Física, Coordenador de Ensino da UNIFOR e Professor do Colégio Militar, pais de:

Hxn 921 – Carlos André Frota Ximenes, n. 12.08.1990, estudante.

Hxn 922 – Lívia Frota Ximenes, n. 01.01.1994, Estudante.

Hxn 923 – José Vitor Frota Ximenes (Zepinzeba), n. 22.03.1996, (Apelido carinhosamente adotado, dado a grande semelhança que tem com o biótipo e o gênio de seu avô José Girão Frota).

Alice Girão e Guilherme Vieira

Tn 493 – ALICE GIRÃO DE OLIVEIRA VIEIRA, prendas do lar, n. 20.01.1898 e f. 28.03.1937, cc. Guilherme Vieira da Costa, n. 18.05.1889 e f. 13.11.1971, Comerciante e Representante em Fortaleza de grandes firmas comerciais do sul do país. Deixou a seguinte descendência:

Qn 1144 – JOSÉ GUILHERME GIRÃO VIEIRA, n. 06.09.1923 e f. 12.04.1989, notável comerciante em Fortaleza detentor de várias representações de grandes empresas do sul do país e versátil empreendedor. Comandou varios ramos de negócios na Capital, destacando-se como dirigente e proprietário da tradicional firma J.G.Vieira Ltda, cc. Arinda de Bittencourt Vieira, amazonense, n. 02.01.1926, assistente social e professora, filha do Dr. Tito de Lemos Bittencourt e Maria de Campos Bittencourt, pais de:

ө Pn 1592 – Augusto César de Bittencourt Vieira, n. 19.09.1948, engenheiro em Elétrica e Mecânica, professor da Universidade de Fortaleza – UNIFOR, cc. Maria Gislane Gonçalves Vieira, n. 15.08.1951, formadaem Ciências Econômicas pela UFC, pais de:

Hxn 924 – Ronald Gonçalves de Bittencourt Vieira, n. 05.08.1978, formado em Ciências da Administração na UNIFOR, cc. Thatiana Gonçalves.

Hxn 925 – Augusto César de Bittencourt Vieira Filho, n. 29.09.1979, concluindo o curso de Ciências Contábeis pelas Faculdades Integradas Christus de Fortaleza.

Hxn 926 – Mário Guilherme Gonçalves de Bittencourt Vieira, n. 31.01.1982, concludente do curso de Administração de Empresas na UNIFOR.

Hxn 927 – Naiana Gonçalves de Bittencourt Vieira, n. 09.04.1983, bacharelada em Fisioterapia pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR – Turma de 2006, solteira.

ө Pn 1593 – Tito Guilherme de Bittencourt Vieira, n. 27.02.1950, comerciante, cc. Marlene Mena Barreto Vieira, n. 22.07.1953, pré-universitária, pais de:

Hxn 928 – Patrícia Mena Barreto Vieira, n. 21.10.1975, Assistente Social, solteira.

Hxn 929 – Tito Guilherme de Bittencourt Vieira Junior, n. 12.05.1978, Engenheiro Tecnólogo em Mecatrônica, solteiro.

ө Pn 1594 – Maria de Fátima de Bittencourt Vieira, n. 24.02.1953, bacharelada em Direito pela UFC, Advogada, exercendo o ofício no Foro em Fortaleza, cc. Carlos Almir de Almeida Silva, n. 26.11.1951, empresário e comerciante, pais de:

Hxn 930 – Nicole de Almeida Bittencourt, n. 16.07.1987, estudante.

ө Pn 1595 – Ana Lúcia de Bittencourt Vieira, n. 05.05.1954, formada em Administração de Empresas, solteira.

ө Pn 1596 – Álvaro Alberto de Bittencourt Vieira, n. 24.05.1958, técnico em Organização e Administração Hospitalar, com graduação em Direito e Enfermagem pela UFC e Mestrado e Doutorado em Enfermagem, solteiro.

ө Pn 1597 – Haroldo Jorge de Bittencourt Vieira, n. 22.05.1961. Engenheiro Mecânico, cc. Dulce de Paula Vieira, n. 17.09.1973, Terapeuta Ocupacional, cursando Fisioterapia, pais de:

Hxn 931 – Lucas de Paula Bittencourt Vieira, n. 10.11.1992, estudante.

Hxn 932 – Mateus de Paula Bittencourt Vieira, n. 16.06.1994, estudante.

ө Pn 1598 – Beatriz Helena de Bittencourt Vieira, n. 22.04.1965, Pedagoga, cc. Jailton Dantas, n. 18.03.1954, Médico (cirurgião) Oftalmologista, pais de:

Hxn 933 – Andressa de Bittencourt Vieira Dantas, n. 25.09.1992, estudante.

Hxn 934 – Amanda de Bittencourt Vieira Dantas, n. 30.12.1989, estudante.

Da esquerda para a direita (ao alto) – Lucas, Mateus, Amanda, Mário Guilherme, Naiana, Patrícia, Augusto Filho, Ronald, Nicole, Andressa, Dulce, Ana Lúcia, Fátima, Álvaro, ARINDA, Beatriz, Jailton, Augusto, Gislâne, Tito, Marlene, Haroldo e Carlos.

Qn 1145 – MARIA EULÁLIA VIEIRA BRAGA (Lala), n. 12.02.1925, professora, cc. Carlos Moacir Braga, n.17.12.1919 e f. 04.02.1978, contabilista, pais de:

ө Pn 1599 – Maria Gláucia Vieira Braga, n. 28.05.1948, formada em Pedagogia, cc. Elizeu Monteiro Chaves (falecido), pais de:

Hxn 935 – Carlos Moacir Braga Neto, estudante.

Hxn 936 – Débora Braga Chaves, estudante.

ө Pn 1600 – Tânia Maria Vieira Braga, n. 13.09.1949, formada em Pedagogia, cc. Antônio Marcondes de Oliveira, formadoem Engenharia Civil eem Engenharia Mecânica, pais de:

Hxn 937 – Ana Cristina Braga de Oliveira, n.25.09.1968, formação: nível superior, cc. Fernando Almeida e Silva, técnico especialista em Marketing.

Hxn 938 – Antônio Marcondes de Oliveira Filho, n. 30.04.1971, Engenheiro Civil, divorciado de Ana Cristina Carneiro, pais de:

Hpn 130 – Tarcisio Bruno Carneiro Oliveira, n. 08.03.1993, estudante.

Hxn 939 – Cláudia Patrícia Braga de Oliveira, n. 11.05.1973, divorciada, formadaem Educação Física, mãe de:

Hpn 131 – Cláudio Henrique Dane de Sousa Filho, n. 28.10.1996.

Hxn 940 – Naiana Braga de Oliveira, n. 19.09.1988, estudante

ө Pn 1601 – Carlos Moacyr Braga Filho (Maninho), n. 30.09.1950, formadoem Ciências Contábeis, cc. Ana Maria Marques, n. 16.10.1962, secundarista, pais de:

Hxn 941 – Davi Marques Braga, n. 09.05.1992, menor, estudante.

Hxn 942 – Lucas Marques Braga, n. 20.01.1994, menor, estudante.

ө Pn 1602 – Miguel Braga Neto, n. 24.10.1951, formadoem Ciências Contábeis e Representante Comercial, cc. Natália Pereira Braga, n. 09.07.1945, Executiva do Lar, pais de:

Hxn 943 – Carlos Henrique Pereira Braga, n.28.12.1971, formado em Administração de Empresas e Acadêmico do Curso de Direito da UNIFOR, cc. Aletícia Pessoa Lopes Braga, n. 21.05.1977, formada em Marketing, pais de:

Hpn 132 – Pedro Lopes Carneiro Neto, n. 23.09.2002.

ө Pn 1603 – Alexandre Henrique Braga Vieira, n. 25.02.1956, bacharel em Direito e Advogado, cc. Daisy Barroso Cordeiro, n. 21.07.1958, formada em Pedagogia, pais de:

Hxn 944 – André Felipe Cordeiro Braga, n. 01.10.1982, acadêmico de Direito, solteiro.

Hxn 945 – Rebeca Cordeiro Braga, n. 18.09.1985, universitária, solteira.

Aluísio e Isinha

Qn 1146 – MARIA LUÍSA BONFIM VIEIRA (Isinha), n. 21.07.1926, secundarista do Colégio Juvenal de Carvalho das Irmãs Salesianas, cc. Aluísio de Andrade Bonfim, n. 04.11.1922, f. 21.04.2001, advogado, pais de:

ө Pn 1604 – Maria Auxiliadora Bomfim Ferreira, bancária com funções no Banco Central e Banco do Brasil, n. 28.02.1952 e f. 27.12.99, cc. João Perboyre de Albuquerque Ferreira, Engenheiro Químico, pais de:

Hxn 946 – Gabriela Bomfim Ferreira, n. 25.08.1984, universitária cursando Ciências Biológicas na USP – SP, solteira.

Hxn 947 – Filipe Bomfim Ferreira, n. 22.04.1976, formadoem Engenharia Eletronica  pelo ITA – SP, cc Ana Carolina Pereira Ferreira, n. 24.06.1975, Psicóloga, pais de:

Hpn 133 – Ana Letícia Pereira Ferreira

ө Pn 1605 – Ângela Fátima Bomfim de Melo, n. 10.05.1953, formada em Administração de Empresas, cc. Nuitane Borges de Melo, formadoem Ciências Econômicas, f. 03.07.1999, pais de:

Hxn 948 – Ângela Renata de Melo Martins, n. 10.03.1976, formada em Administração de Empresas e funcionária pública, casada (2ªs núpcias) com Francisco Sérgio de Lima Martins, n. 14.01.1964, funcionário público. Descende do primeiro casamento de Ângela Renata com o Economista Fábio Santos Teixeira, a filha:

Hpn 134 – Beatriz Bonfim Teixeira, n. 06.06.1996, estudante.

Hxn 949 – Ana Flávia Bonfim de Melo Dantas, n. 21.03.1979, formada em Odontologia pela UNIFOR, cc. Cláudio Emanuel Medeiros Dantas, n. 07.12.1979, acadêmico de Direito da Universidade de Fortaleza – UNIFOR e funcionário do Poder Judiciário, pais de:

Hpn 135 – Isabela Bonfim de Melo Dantas, n. 08.08.2003.

Hxn 950 – André Luis Bonfim de Melo, n. 09.04.1980, Engenheiro Civil, cc. Renata Ary Ferreira, n. 07.07.1980, acadêmica do Curso de Administração de Empresas da UNIFOR, pais de:

Hpn 136 – Rafael Ferreira Bonfim, n. 26.12.2002.

César Luís, Ana Maria, filhos, noras, genros e netos

Qn 1147 – CÉSAR LUÍS GIRÃO VIEIRA, n. 01.03.1930, Contador e comerciante aposentado, cc. Ana Maria de Oliveira Vieira, n. 08.09.1933, secundarista e de prendas do lar, pais de:

ө Pn 1606 – Ricardo César Oliveira Vieira, n. 28.02.1959, aposentado da Petrobrás e comerciante, cc. Ticiana Braga Vieira, n. 17.10.1967, bancária concursada do Banco do Brasil, pais de:

Hxn 951 – Renato Braga Vieira, n. 23.02.1990, estudante.

Hxn 952 – Renan Braga Vieira, n. 23.10.1994, estudante.

Hxn 953 – Rener Braga Vieira, n. 26.07.1998, estudante.

ө Pn 1607 – Ana Cláudia Oliveira Viana, n. 01.04.1961, professora diplomada, também formada em Pedagogia pela Universidade do Vale do Acaraú (UVA), cc. Bartolomeu Cruz Viana Junior, n. 18.04.1957, formado em Administração de Empresas, pais de:

Hxn 954 – Cinthia Oliveira Viana, n. 01.03.1988, estudante.

Hxn 955 – Cybele Oliveira Viana, n. 07.08.1992, estudante.

ө Pn 1608 – Sílvia Helena Oliveira Vieira Araújo, n. 21.10.1962, normalista e professora, cc. Márcio Clébio Sousa Araújo, n. 13.03.1975, comerciante, pais de:

Hxn 956 – Ítalo Vieira Araújo, n. 04.09.2000.

ө Pn 1609 – Flávio Luís Oliveira Vieira, n. 28.11.1963, Geógrafo formado pela Universidade Estadual do Ceará e comerciante, cc. Alba Benigno Carneiro Vieira, n. 27.12.1959, formada em Pedagogia pela UFC, pais de:

Hxn 957 – Shirley Benigno Carneiro Vieira, n 19.05.1980, formada em Administração de Empresas.

Hxn 958 – Ana Carolina Vieira Carneiro, n. 15.01.1994, estudante.

ө Pn 1610 – Fábio Augusto Oliveira Vieira, n. 23.02.1965, Técnico em Mecânica pela Escola Técnica do SENAI, cc. Kátia Amora Vieira, n. 02.03.1974, secundarista e comerciante, pais de:

Hxn 959 – Bruna Vieira Amora, n. 21.07.1991, estudante.

Hxn 960 – Fábio Augusto Oliveira Vieira Filho, n. 21.07.1998, estudante.

ө Pn 1611 – Alice Maria Oliveira Vieira Ferreira, n. 20.02.1967, formada em Enfermagem pela UNIFOR, servindo nos Hospitais do Câncer do Ceará e na UNIMED, cc. Cícero Valmir Ferreira, formado em Administração de Empresas, n. 04.12.1963, pais de:

Hxn 961 – Jéssica Ferreira Vieira, n. 21.11.1993, estudante.

Hxn 962 – Caio César Ferreira Vieira, n. 26.11.1998, estudante.

ө Pn 1612 – Guilherme Oliveira Vieira, n. 23.07.1973, formado em Administração de Empresas, Ciências Contábeis e acadêmico de Direito na UNIFOR, exercendo funções de gerente administrativo das Empresas de Confecções “SAND BEACH”, em Fortaleza, cc. Leila Mara Chagas Vieira, n. 23.08.1977em Morada Nova – Ce, formadaem Ciências Contábeis, pais de:

Hxn 963 – Gabriel Chagas Vieira, n. 13.12.2003.

Qn 1148 – FRANCISCO ANÍBAL VIEIRA, n. 19.04.1932, comerciário, ex-gerente das Lojas Sloper no Rio de Janeiro, viúvo, f. 24.09.1985, cc. Roseli Acióli Vasconcelos Vieira, filha de Luís Acióli Vasconcelos e Ana Luís Acióli (residentes no Rio de Janeiro), pais de:

ө Pn 1613 – André Acióli Vasconcelos Vieira, n. 31.01.1964, universitário.

ө Pn 1614 – Filipe Acióli Vasconcelos Vieira, n. 10.06.1965, universitário.

Qn 1149 – JOÃO BOSCO GIRÃO VIEIRA, agropecuarista e comerciante n. 12.07.1934, cc. Euriles Olivier da Silveira, n.23.02.1938, prendas do lar, pais de:

ө Pn 1615 – Airton Olivier da Silveira Vieira, n. 22.02.1964, Técnico em Mecânica, cc. Maria Celma Arruda Braga, n. 17.10.1964, Técnica em Eletrônica, pais de:

Hxn 964 – Laura Braz Olivier, n. 19.09.1991, estudante.

Hxn 965 – Lucas Braz Olivier, n. 29.12.1993, estudante.

ө Pn 1616 – Maria Ângela Olivier da Silveira Vieira, 2º grau completo, n. 26.10.1965, cc. Vandeburgue da Silva Santana, comerciário, n. 30.10.1968, pais de:

Hxn 966 – Nataly Olivier Santana, n. 09.08.1996, estudante.

Hxn 967 – Nárgela Olivier Santana, n. 18.07.1998, estudante.

Qn 1150 – LUÍS GONZAGA DE GIRÃO VIEIRA, n. 12.07.1934, Técnico-Mecânico, cc. Cleonice Sussuarana Vieira, n. 15.01.1931, em Santarém – PA, filha de Raimundo Jaguar Sussuarana e Estelita da Rocha Sussuarana. Desse consórcio nasceram os seguintes filhos:

ө Pn 1617 – José Hélio Sussuarana Vieira, n. 06.03.1955, residente no Rio de Janeiro, Engenheiro Mecânico pela Faculdade de Engenharia Mecânica da Fundação Técnico-Educacional Sousa Marques (1982), do Rio de Janeiro e graduado em Administração pela Faculdade de Ciências Contábeis e Administração São Paulo Apóstolo (1989), do Rio de Janeiro. Funcionário da Flash Net Telecom Ltda. Casou-se em 18.05.1979 com Wânia Maria de Lima Vieira, n. 05.01.1957, filha de Carlim de Amorim Lima e de Maria Zilma Noronha Lima. Pais de:

Hxn 968 – Rafael de Lima Vieira, n. 27.10.1980, casado em 17.05.2003 com Raquel do Nascimento Silva Vieira, prendas do lar, filha de José Sobrinho da Silva e de Maria de Lourdes do Nascimento, pais de:

Hpn 137 – Rafael Silva Vieira, n. 06.06.2003, filho menor.

Hxn 969 – Hélio de Lima Vieira, n. 18.05.1983, solteiro.

Hxn 970 – Lucas Lima Sussuarana Vieira, n. 02.01.1987.

Hxn 971 – Jean Almeida Vieira, n. 27.06.1992, filho menor.

ө Pn 1618 – Sandra Alice Vieira Landim, n. 17.12.1957, casada em 15.04.1977 com Francisco Gilson Saraiva Landim, n. 09.07.1952, em Canindé – CE,  filho de Luiz Edílson Pinheiro Landim e de Tereza Cândida Saraiva Landim. Funcionário da Embrapa Caprinos, em Sobral – CE, licenciado em História pela Faculdade de Filosofia Dom José, de Sobral e bacharel em História pela Universidade Federal de Campina Grande. Estudioso da Genealogia, com trabalho de pesquisa sobre as Famílias Pinheiro Landim do Riacho do Sangue, das Famílias Ferreira Lima e Barrocas. Dessa união nasceram:

Hxn 972 – Marcio José Vieira Landim,n 16.03.1978, acadêmico de Ciências da Computação da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, em Sobral – CE, funcionário da Empresa Sobral Motos Veículos Ltda, casado em 28.11.2003 com Evilânia Marques Landim, n. 30.08.1976, funcionária da CLIMEP Imagem 24h, filha de Francisco Valdir Albuquerque e de Francisca das Chagas Marques Albuquerque, sem filhos.

Hxn 973 – Aline Vieira Landim, n. 20.08.1979, formada em Zootecnia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA e atualmente cursando Mestrado na UnB – DF, solteira.

ө Pn 1619 – Raimundo Guilherme Sussuarana Vieira, n. 21.03.1960, casado em  12.04.1983 com Maria Lidiane Pinheiro Vieira, n. 01.04.1965, funcionária da Prefeitura Municipal de Fortaleza, filha de José de Castro Pinheiro e de Maria Braga Pinheiro, pais de:

Hxn 974 – Diego Sávio Pinheiro Vieira, n. 23.08.1983, estudante, solteiro.

Hxn 975 – Juliana Pinheiro Vieira, n. 12.06.1988, menor, estudante.

ө Pn 1620 – Luís Cláudio Sussuarana Vieira, n. 31.03.1962, casou-se em 27.07.1997, com Suely Leite Pereira Vieira, n. 12.05.1961 em Itapiuna – CE, funcionária do Grupo Informador Popular de Fortaleza, filha de João Antunes Pereira Filho e de Hilda Leite Pereira. Descende do primeiro casamento a menor:

Hxn 976 – Larissa Pereira Vieira, n. 30.01.2001.

ө Pn 1621 – João Roberto Sussuarana Vieira, n. 23.06.1965, integrante graduado da Polícia Militar do Ceará, casou-se em 20.11.1992 com Teresa Maria Pinheiro Sussuarana, nascida em 18.07.1971, filha de Julieta Araújo Pinheiro, pais de:

Hxn 977 – João Pedro Pinheiro Sussuarana, n. 03.09.2004.

ө Pn 1622 – Sílvia Adriane Sussuarana Vieira, n. 22.01.1968, professora dos Colégios Regina Pacis e Gustavo Braga em Fortaleza e licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA. Solteira.

ө Pn 1623 – Ana Cláudia Sussuarana Vieira, n. 26.09.1990, estudante.

Childerico e Marizita

Tn 494 – CHILDERICO GIRÃO DE OLIVEIRA, agricultor e funcionário público municipal, n. 10.03.1900 e f. 14.09.1974, cc. Maria Carneiro de Sousa Girão (Marizita), costureira e prendas domésticas, n. 06.06.1906 e f. 20.10.1991. (Ver Bn 105 – Capítulo IV, Bn 176 e Tn 481 deste Capitulo)

- De Guilherme Regino a Luiz Hélio Girão – Na aventura do “Inferno Verde” – Por Blanchard Girão.

“1915. O Ceará debatia-se em mais uma de suas grandes secas. Tão grande e cruel que deu até nome de romance; “O Quinze”, de Raquel de Queiroz. Pois foi no “15”que uma família bem nossa, Girão da melhor cepa, embarcou para a Amazônia. Não como flagelada, mas diríamos, desestimulada pelos obstáculos a quem, nos rincões da Morada Nova, via o Banabuiú a pé enxuto, as várzeas ressequidas, o pasto morto, o gado mugindo de fome e sede, sem nada poder fazer para mudar essa realidade.

Num dia qualquer do ano de verão brabo, na velha Ponte Metálica da Praia de Iracema, Guilherme Regino de Oliveira, no ardor dos seus 30 e poucos anos, ao lado da mulher Felícia Carneiro Girão de Oliveira (irmã de Sousa Girão e avós do autor), com a filharada pela mão, tomavam um navio do Loide rumo a Manaus, onde apenas iria começar a segunda etapa da imensa viagem.

A estória – ou saga – dessa família, que estava mais ou menos descrita numa série de cartas entre Guilherme e o então Coronel Cândido Mariano da Silva Rondon – o futuro Marechal Rondon – é uma página de bravura e, ao mesmo tempo, de tristeza, da conquista da Amazônia pelos nordestinos.

Tudo começa quando o então Tenente Manuel Tibúrcio Cavalcanti (posteriormente Prefeito de Fortaleza e, depois de morto, nome de rua do bairro da Aldeota), integrante da missão chefiada por Rondon, convida os seus parentes para virem compor o quadro civil da valente e nobre equipe que procurava desvendar os mistérios da selva sem fim, através do levantamento dos seus milhares de rios e igarapés, além de proteger, contra a estupidez do colonizador, as tribos indígenas que ocupavam a região. Manuel Tibúrcio Cavalcanti era primo legítimo de D. Felícia.

Competia a Guilherme Regino de Oliveira a tarefa de dirigir a “Colônia” de Ariquemes, à margem esquerda do rio Madeira, um dos maiores afluentes do Amazonas. Foi lá em Ariquemes, que o nosso parente alojou-se no barracão com mulher e os filhos: Aline – a mais velha, Alice, Childerico (Chel), Celeste, Antônio, Maria Luiza (Lulu) e a caçulinha, de pouco mais de um ano, Carmem.

D. Felícia e as meninas cuidavam do barracão e “seu” Guilherme administrava o abastecimento do pessoal da Missão, garantindo a proteção aos índios, ali já entrosados com os brancos, porém mantidos na sua identidade racial e cultural. Os meninos, apesar da pouca idade, subiam o Madeira e os rios menores colaborando com a equipe militar na descoberta de novos cursos d’água que iam compondo cartas mais atualizadas a gigantesca bacia hidrográfica.

Numa das cartas de Rondon a Guilherme Regino, o célebre “defensor dos índios” o desbravador da Amazônia, referia-se carinhosamente ao menino Chel, “o terror dos macacos”. Contava Rondon que o grupo se perdera na selva por alguns dias e enquanto não descobria a saída, os mantimentos foram escasseando. Recorreram à caça e à pesca. Os macacos guariba – descobriram os homens por orientação de nativos – tinham boa carne. E o nosso Chelzinho, de rifle no ombro, ia buscar os infelizes macacos na copa das árvores mais altas. “Tiro certeiro, pontaria de mestre” – assinalava Rondon numa dessas missivas a Guilherme, lamentavelmente perdidas com a morte de D. Felícia, que as guardava com o maior desvelo.

Curiosamente, muitas décadas depois da sofrida aventura de Guilherme e Felícia, que redundou na morte do primeiro e de sua filha Carmem, um filho de Chel (Childerico Girão de Oliveira, já falecido), Luís Hélio Girão, repetiria, por outros caminhos, a mesma linha de tradição do avô e do pai. Como funcionário do INCRA – Instituto de Colonização e Reforma Agrária – recebeu a incumbência de ir implantar colonos nas agrovilas da grande Transamazônica, o malogrado projeto do Governo militar com vistas a ratificar o domínio real do Brasil sobre aquela vasta e rica área geográfica.

Como o avô Guilherme e o pai Childerico, Luiz Hélio também se tornou um povoador da Amazônia, sessenta anos depois do surgimento de Ariquemes pelas mãos daquele punhado de Girões corajosos que se embrenharam nas matas com disposição e valentia para encontrar resposta aos seus anseios de vencer na vida”.

Da união de Childerico e Marizita, nasceram os filhos:

Qn 1151 – JOSÉ RÚBIO GIRÃO, funcionário público federal (DNER), n.16.02.1929 e f. 10.03.1997, casado, em segundas núpcias, com Maria Liduina Machado Girão (sua prima), pedagoga, n. 25.05.1959, sem filhos.

Qn 1151.1 – Descendem do primeiro casamento as filhas:

ө Pn 1624 – Mara Rúbia Lopes Girão, n. 18.09.1960.

ө Pn 1625 – Marisete Lopes Girão, n. 01.01.1962.

Qn 1152 – MARIA CLEIDE GIRÃO DE ARAÚJO, normalista, prendas do lar, n. 03.9.1930, cc. Benedito Lafayette de Araújo, n. 26.01.l935, Eletricitário, aposentado da COELCE, Contabilista e bacharelado em Administração de Empresas, pais de:

ө Pn 1626 – João Vianey Girão de Araújo, graduado em Matemática pela UFC, pós-graduado em Administração–Gerência Geral, pela UECE; Economiário Federal – CEF-CE, n. 12.08.1959, cc. Maria Denise Gurgel de Araújo, graduada em Pedagogia e pós-graduada em Psicopedagogia pela UVA – CE, n. 13.06.1959, pais de:

Hxn 978 – João Rodrigo Gurgel de Araújo, n. 24.11.1983, bacharelado em Direito, advogado brilhante, militante no Foro Judiciário da Capital e uma das inteligências moças vocacionadas para advocacia, solteiro.

Hxn 979 – Rafael Gurgel de Araújo, n. 10.11.1984, bacharelado em Administração de Empresas pela UNIFOR, desenvolvendo atividades operacionais no ramo da Construção Civil.

ө Pn 1627 – Cleyde Girão de Araújo, n. 16.07.1960, Psicóloga, exercendo o ofício de Missionária – Focolarina, servindo na Albânia, onde reside.

ө Pn 1628 – Cláudia Girão de Araújo, n. 15.12.1962, bacharelada em Geografia pela UFC, cc. Carlos Augusto de Queiroz Emerenciano, n. 08.08.1963 (divorciados), pais de:

Hxn 980 – Caio Girão Emerenciano, n. 08.04.1991, estudante secundarista.

Qn 1153 – TERESINHA GIRÃO DE OLIVEIRA, Professora Diplomada, n. 28.12.1931 e f. 10.06.1982, inupta, pessoa doce e humilde e de grandes dotes e inúmeros predicados. Generosamente prestativa, viveu e dedicou-se a vida inteira ao servir, ajudando ao próximo, praticando a caridade em favor dos mais humildes. Doou-se de corpo e alma sempre cuidando das necessidades da família e dos amigos, virtudes que a caracterizou como pessoa de Deus pela sua grandeza de alma e sublime coração. – uma Santa no Céu rogando pela família.

Qn 1154 – LUÍS HÉLIO GIRÃO, funcionário público federal, aposentado – desempenhou funções de Chefe de Departamentos do INCRA-CE – n. 23.03.1933, cc. Maria Helena Costa Girão, funcionária pública aposentada, n. 10.08.1938, pais de:

ө Pn 1629 – Carlos Henrique da Costa Girão, n. 26.08.1970, bacharel em Administração de Empresas e Executivo Financeiro, pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM, cc.  , pais de:

Hxn 981 – Matheus Henrique Girão, n. 19.06.2006.

ө Pn 1630 – Rosane Girão Cordeiro, bacharela em Administração de Empresas, n. 26.06.1972, cc. Luís Alberto Lopes Cordeiro, n.11.11.1971, Arquiteto, divorciados, sem filhos.

ө Pn 1630.1 – De segundas núpcias Rosane, com …

Qn 1155 – Roberto Girão de Oliveira, comerciante e ex-Prefeito Municipal de Paramoti – Ce, n 30.09.1934, cc. Francisca Zena Cleide da Silva Gomes, Professora, n. 03.07.1937, f. 05.12.2000, pais de:

ө Pn 1631 – Roberta Gomes Girão, universitária, n. 11.11.1965, cc. Sandro Régis Queiroz Oliveira, divorciados, pais de:

Hxn 982 – Lorena Girão de Oliveira, n. 19.04.1986, estudante secundarista.

ө Pn 1631.1 – Em segunda união de Roberta com Celso…

ө Pn 1632 – Cristiane Gomes Girão, Pedagoga, n. 06.09.1969, solteira.

ө Pn 1633 – Carmen Cenyr Gomes Girão, universitária, n. 11.02.1970, cc. Raimundo Paulino Cavalcante Filho, n. 23.06.1972, bacharelado em Direito pela UFC, exerceu por alguns anos a função de Oficial de Justiça de Fortaleza – CE. Em agosto de 2006, ingressou, por concurso, na Magistratura Federal do Estado do Amazonas, sendo nomeado Juiz Federal Substituto da Comarca de……………….., pais de

Hxn 983 – Victória Girão Cavalcante, n. 19.01.2002.

ө Pn 1634 – Regina Márcia Girão Costa, universitária, n. 29.05.1973, cc. Paulo Marcelo Ribeiro Costa, n. 04.01.1964, advogado, exercendo funções de Assessor Parlamentar em Brasília – DF, pais de:

Hxn 984 – Victor Girão Costa, n. 12.11.1996, estudante.

 

Família Guilherme e Estrela.

 

Qn 1156 – GUILHERME GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 27.01.1936, bacharel em Direito, ex-Procurador Autárquico do DNER, ingressou na Magistratura como Juiz de Direito em 1978, aposentando em 1996. Atualmente é Advogado atuante no Fórum Judiciário da Capital cearense, cc. Maria Estrêla Soares Girão, n. 26.11.1942, Secretária Executiva da UFC, aposentada, filha de Airton Barroso Soares e Maria do Carmo Araújo (Mimosa). Pais de:

ө Pn 1635 – Ana Paula Girão Porto, n. 01.01.1964, bacharela em Direito pela UFC, com Pós-graduaçãoem Administração Judiciária pela UVA e Escola Superior da Magistratura do Estado do Ceará (ESMEC); funcionária pública estadual, habilitada por concurso para o Tribunal de Justiça do Estado como Analista Judiciária, cc. José Pio Porto Belém, n. 27.11.1960, bacharel em Direito pela UFC e Juiz de Direito titular da 4ª Vara da Comarca de Caucaia – CE, tendo exercido por vários anos o cargo de Procurador do Município de Fortaleza, pais de:

Hxn 985 – Guilherme Girão Porto, n. 05.12.1994, estudante.

Hxn 986 – Clarissa Girão Porto, n. 24.03.1998, estudante.

ө Pn 1636 – Ana Cristina Girão Braga, n. 09.01.1966, Arquiteta, formada pela UFC, em 1987, com escritório em Fortaleza e funcionária concursada da UFC, cc. Francisco Arinos Matos Braga, n. 18.06.1964, Engenheiro Eletricista, formado pela UNIFOR, tendo exercido por vários anos funções de Técnico em Eletrônica da Empresa de TV Verdes Mares – Rádios e Jornais do Grupo Empresarial Edson Queirozem Fortaleza. Em 1996, através de concurso, ingressou no Holding TELEMAR – NORDESTE, como Coordenador Executivo do Sistema de Telefonia dos Estados do Nordeste. São seus filhos:

Hxn 987 – Gustavo Girão Braga, n. 11.09.1989, estudante pré-universitário.

Hxn 988 – Felipe Girão Braga, n. 14.12.1998, estudante.

DADOS BIOGRAFICOS DE GUILHERME GIRÃO DE OLIVEIRA

Ascendência:

Avós paternos: Felícia (Carneiro) Girão de Oliveira – Guilherme Regino de Oliveira.

Avós maternos: Inácio Carneiro de Sousa (Carneirinho) – Francisca Xavier Carneiro Girão.

Pais:     Childerico Girão de Oliveira

Maria Carneiro de Sousa Girão (Marizita).

Descendência:

Filhos:   Ana Paula Girão Porto.

Ana Cristina Girão Braga.

Nascimento:

27.01.1936,em Morada Nova– Ce, no sítio de nome “Açude Novo”, vindo para Fortaleza em 1938, com apenas três anos de idade, trazido com os pais e irmãos, pelas mãos do seu tio-avô Sousa Girão, na tentativa de livrá-los de impiedosa epidemia (a malária) que à época assolava a região. Por residir no mesmo núcleo familiar formado pelos Girões nos “Barreiros” (hoje confluência da Avenida João Pessoa com Ana Nery e adjacências), Guilherme viu transcorrer sua feliz meninice no enlevo da idade, junto aos irmãos, desfrutando dos folguedos alegres e inocentes da infância e partilhando das doces e inolvidáveis brincadeiras de crianças entre seus queridos primos – os filhos do tio Sousa, os irmãos Celso, Luizinho e Carlos; os filhos do Alberto Girão (Beto e Silvio Oderpe) e outras tantas crianças parentes que ali residiam.

Vivenciadas as etapas de fantasias de infância e esquecidos os arroubos e instintos próprios da adolescência, o compenetrado estudante Guilherme, impregnado dos ideais de Justiça e de Liberdade, inerentes à sua personalidade e caráter, passou a fazer parte do NEC – NUCLEO DE ESTUDOS CIENTIFICOS, carinhosamente denominado “QUARTINHO DE ESTUDOS” que tanto o influenciou e a quantos freqüentavam esse ambiente de estudo e saber. Ali, compareciam aqueles que, como Guilherme, queriam estudar, aprender, despertar para uma consciência critica e científica, aprofundando-se nos livros em busca de novos conhecimentos e de descobertas através de instrumentos de pesquisa científica, como o microscópio e o modesto telescópio de perquirição cósmica que o ambiente dispunha. A verdade é que, naquele convívio fraterno e salutar, cresceu em cada um jovens freqüentadores o interesse pela leitura, alargando as fronteiras do conhecimento entre todos os companheiros, ávidos por obter uma maior e melhor visão do mundo e da sociedade. Em 1968, já casado e com duas filhas – Ana Paula e Ana Cristina – fez vestibular para a Universidade, ingressando na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, onde concluiu o bacharelatoem Ciências Jurídicase Sociais no ano de 1972.

Escolaridade:

Primeiras letras com a Profª. Alda Leite Ferreira; curso primário na Escola Municipal Dom Manuel da Silva Gomes – Damas (1945/1947) e preparativos para o exame de admissão no Colégio Farias Brito; curso ginasial – Ginásio Municipal de Fortaleza 1950 (turma fundadora), concluindo ali o curso ginasial três anos depois. Mais foi no Colégio Estadual do Ceará, ou simplesmente “LICEU DO CEARÁ”, berço educacional de tantos luminares do saber e da cultura alencarina, que este magistrado moradanovense, concluiu o curso científico (1956).

Profissões:

Magistratura e Advocacia. Como Juiz de Direito, exerceu a Magistratura durante 24 anos. Após aposentar-se, voltou à Advocacia: – Antes, advogou durante quatro anos em causas na capital e no interior do Estado (1973 a 1976), compondo Bancas de Advocacia em Fortaleza a convite de colegas da profissão. Com a aposentadoria, voltou a exercer atividades advocatícias no Fórum Judiciário da Capital.

Consultorias e Assessorias:

Como técnico experiente e estudioso em Normas, Regulamentos e Legislações específicas de Transporte Rodoviário de Passageiros e de Cargas, dedicou-se, por vários anos (1962 a1974), ao ofício de Assessor Técnico e Consultor Jurídico, prestando assistência às Empresas: Expresso de Luxo (Irmãos Paula Joca S/A); Viação Itapemirim S/A (Camilo Colla); Expresso Fortaleza S/A; Empresa Redenção (Irmãos José e Ludgero Guilherme Costa); Viação Paracuru (José Moreira Gonçalves); Expresso Vale do Jaguaribe (Jaime Gomes da Silveira) e Expresso Cearense (Nathan Gomes Botelho).

Funções Públicas:

Sua primeira experiência no Serviço Público teve início nos idos de 1951, quando, com apenas 15 anos de idade, foi encaminhado pelo seu primo Celso Luis de Sousa Girão, para trabalhar voluntariamente no 1° Cartório do Crime e Júri e Execuções Criminais (Cartório Sousa Girão) como “Office Boy” da Escrivania, ao tempo em que seu outro primo Geraldo de Sousa Girão era o Escrivão Titular. Nessa ambiência com advogados, escrivães, juristas e a convivência com o cotidiano do Cartório – autuações, termos, despachos, fornecimento de certidões e informações, enfim, todas as movimentações dos autos (processos) de ações em trâmites, fizeram despertar em Guilherme o interesse pela temática da área. Deixou as tarefas de “estafeta-continuo” e, como se tornara um excelente datilógrafo, passou a auxiliar nas atividades burocráticas do Ofício. Experimentou, então, a alegria de trabalhar com os juízes Eurico Monteiro, Paulo Pedro de Moura Montenegro e Jayme Praxedes, este muito exigente, mas que costumava dizer que gostava de trabalhar com o “Pequeno Girão”, naturalmente se referindo à tomada agilizada de depoimentos das partes, já que ele era excelente datilógrafo e escrevia com aprumo e correção. Concorrendo a concurso para Escrevente Compromissado de Cartórios do Fórum (1953), logrou aprovação em primeiro lugar, abdicando da vaga por ter optado pelo serviço público federal onde já trabalhava.

Em 1953 entra no Serviço Público Federal, novamente levado pela lembrança e aconselhamento bem orientados do seu primo Celso Girão que ali já trabalhava, sendo admitido, após aprovação em teste de aptidão, como Aux. de Escrevente no 3º DRF-DNER. Graças à sua pertinácia, chegou a exercer várias funções de chefia e a presidir centenas de Comissões de Inquéritos Administrativos. Por concurso público exerceu, durante cinco anos, as funções de Inspetor de Tráfego da Polícia Rodoviária Federal, de onde foi promovido para a categoria de Oficial Administrativo. Preparou-se com afinco dedicando-se aos estudos durante dois vigorosos anos, visando à obtenção de sua ascensão funcional, culminando sua trajetória de servidor federal como Procurador Judicial Autárquico, já que fora aprovado em concurso público de âmbito nacional, no qual concorreram centenas de candidatos. Permaneceu exercendo esse cargo de Procurador Judicial do DNER durante três anos (1974/1977).

O êxito obtido dos dias e noites indormidas de estudos durante um biênio lhe valeu não apenas o sucesso em aprovação no concurso de Procurador, mas lhe logrou ainda a conquista de uma das vagas, também por concurso público, na carreira da Magistratura numa disputada maratona de provas para Juiz a que se submeteu no acirrado certame. Ingressando na Magistratura, como Juiz Substituto, em 1978, Beberibe foi a sua primeira Comarca, ali permanecendo durante oito anos. Em data de 1986, foi promovido para a Comarca de Crato, como titular da 1ª Vara do Crime, sendo removido, a pedido, para a de Redenção (1989), onde permaneceu por três anos. Exerceu também a função de Juiz Zonal do Cariri ao qual estavam subordinadas as Comarcas, além da que era titular, as de Juazeiro do Norte, Missão Velha, Milagres, Brejo Santo, Mauriti, Barbalha, Farias Brito, Caririassu, Araripe, Barro e Jardim. No exercício de sua judicatura, respondeu, ainda, por várias outras Comarcas de vulto, dentre elas, nos primeiros meses de exercício, as de Aracati e Cascavel (ambas de 3ª Entrância), jurisdições de grande demanda de processos, fato que, para Guilherme, seria uma verdadeira “prova de fogo” o desafio, mormente por ser ainda, ao tempo, um juiz no início de carreira (Primeira Entrância), mas, graças à orientação sempre acolhedora, sapiente e fraternal do Dr. Celso Girão, seu primo – um juiz mais experiente a respeito de problemas tidos como complexos e nos deslindes de litígios mais difíceis e complicados – desincumbiu-se a contento dessa “espinhosa missão”. Assim, permaneceu à frente da jurisdição dessa última Comarca durante quase um ano, deixando ali seu exercício bem realizado e o dever cumprido. Respondeu ainda, no curso de sua vida judicante, pelas comarcas de Jaguaribe, Russas, Jaguaruana e Pereiro, por ocasião de recessos forenses, havendo presidido vários pleitos eleitorais memoráveis nas comarcas por onde passou.

Prestou serviços, como Assessor, durante um lustro à Fundação do Serviço Social de Fortaleza – FSSF (1968/1970), convidado que fora pelo seu Presidente, à época o Dr. Roberto Jorge Braun Vieira, na gestão municipal do Prefeito general Murilo Borges. Ali implantou e organizou os sistemas operacionais e funcionais dos Departamentos de: Administração; Pessoal; Comercial (dos Armazéns e da Farmácia) e o Setor de Protocolo (cadastro, controle e movimentação de processos).

Participou, como Agente Coordenador em Fortaleza, do PROGRAMA NACIONAL DE REFORMA ADMINISTRATIVA – DESBUROCRATIZAÇÃO, SIMPLIFICAÇAO e DESCENTRALIZAÇÃO do Serviço Público Federal, sob orientação do antigo DASP, e presidido pelo então Ministro Hélio Beltrão. Como agente multiplicador, proferiu aulas práticas e palestras para funcionários de diversas repartições públicas federais, estaduais e municipais, valendo-se das orientações previstas na sistemática de programas e roteiros pré-definidos e elaborados pelo DASP. Este programa visava à mudança radical dos velhos hábitos funcionais e à transformação do anacronismo do sistema e o fim das velhas práticas burocráticas, impondo um conceito de administração moderno, sem vícios, leve, prático, ágil e funcional.

Cursos de Extensão:

Pós-Graduado em Direito Público(1987) pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará; Graduado em Antropologia Físicae Antropologia Cultural, ambos os cursos ministrados pelo Instituto de Antropologia da Universidade Federal do Ceará (1959/1961).

Congressos, Seminários, Simpósios e Conferências:

Sobre assuntos abordando a temática do Direito “lato-sensu” e matérias jurídicas de natureza diversas, incluindo: Advocacia, Ministério Público e em especial a Magistratura, foram inúmeros os conclaves, encontros e reuniões que contaram com sua efetiva e proveitosa participação.

Qn 1157 – MARIA HERBENE GIRÃO PEIXOTO, professora, n. 05.03.1940, cc. Wdilson Silva Peixoto, Militar da Aeronáutica e advogado, n. 21.10.1939, pais de:

ө Pn 1637 – Herbeson Girão Peixoto, Engenheiro Náutico e Executivo Financeiro, n. 21.09.1968, solteiro.

ө Pn 1638 – Wdilson Silva Peixoto Jr., n. 23.11.1969, funcionário público, solteiro.

Qn 1158 – MARIA LEDA GIRÃO, n. 22.08.1942, funcionária pública estadual, exercendo o magistério do ensino médio como professora, solteira.

Qn 1159 – FRANCISCO ABELARDO GIRÃO, n. 30.04.1945, funcionário público federal, com funções de Topógrafo no INCRA-CE, cc. Vera Lúcia Costa Girão (Lucy), n. 28.02.1947, professora, pais de:

ө Pn 1639 – Adriana Lúcia Costa Girão, n.__/__/__formada em Turismo pela Universidade Federal do Ceará e funcionária pública estadual na função de Assessora da Secretaria de Turismo do Estado.

ө Pn 1640 – Juliana Costa Girão, n. 03.10.1986, universitária, acadêmica de Direito da UNIFOR.

Qn 1160 – RITA DE CÁSSIA GIRÃO, n. 05.04.1944, f. menor.

Qn 1161 – JOÃO BOSCO GIRÃO, n. 29.04.1947, f. menor.

Qn 1162 – MARIA RITA GIRÃO, n.12.01.1949, f. menor.

Antonio Girão de Oliveira e Julieta Conrado Girão

Tn 495 – ANTÔNIO GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 13.06.1903 e f. 18.09.1951, comerciante, cc. Julieta Conrado Girão, prendas do lar, n. 01.12.1908 e f. 07.05.2000, pais de: (Ver Bn 233 deste Capítulo)

Qn 1163 – MARIA DO SOCORRO GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 12.03.1932 e f. 06.11.2006, Professora Diplomada, cc. Carlos Eduardo de Oliveira, n. 27.04.1930 Engenheiro Civil, com especialidade em Construção de Estradas, pais de:

ө Pn 1641 – Carla Maria Girão de Oliveira, Arquiteta, n. 04.11.1959, mãe de:

Hxn 989 – João Gabriel Girão de Oliveira Pompeu, n. 29.06.2001.

ө Pn 1642 – Ana Cláudia Girão de Oliveira, Secretária Executiva, n. 06.02.1964.

ө Pn – Carlos Eduardo Oliveira Filho, bancário, n. 12.02.1975.

Qn 1164 – MARIA SILENE GIRÃO GARCIA, n. 31.05.1933, Normalista e comerciária, aposentada, c. (09.07.1955) c. Levindo José Garcia, Farmacêutico Bioquímico e Sanitarista, Oficial do Exército, n. 09.10.1926, pais de:

ө Pn 1643 – Levindo José Garcia Neto, Analista de Sistemas, formado pela UFC, n. 27.03.1956, (Rio de Janeiro), cc. Iza Mamede, em primeiras núpcias, tendo os seguintes filhos:

Hxn 990 – Marcelo Mamede Garcia, n. 21.03.1976 (Fortaleza – Ce).

Hxn 991 – Rafael Mamede Garcia, n. 27.07.1978 (Fortaleza – Ce), formado em Psicologia pela UFC. Em segundas núpcias, Levindo José Garcia Neto convolou com Ângela Maria Pinheiro, tendo os seguintes filhos.

Hxn 992 – Pedro Jerônimo Pinheiro Garcia, n. 08.08.1987 (Fortaleza – Ce).

Hxn 993 – Levindo José Garcia Quarto, n. 20.12.1991 (Fortaleza – Ce).

ө Pn 1644 – Marco Antonio Girão Garcia, formadoem Engenharia Elétrica e Hidráulica, pela UFC, n. 31.10.1957 (Rio de Janeiro), cc. Izabella Cristina Peixoto Garcia, formada em Administração de Empresas pela UNIFOR, pais de

Hxn 994 – Carolina Peixoto Girão Garcia, n. 04.04.1992 (Fortaleza–Ce).

Hxn 995 – Beatriz Peixoto Girão Garcia, n. 10.11.1997 (Fortaleza – Ce).

Hxn 996 – Sofia Peixoto Girão Garcia, n. 06.06.1999 (Fortaleza – Ce).

Hxn 997 – Márjory Girão Garcia, n. 01.03.1999 (Ipú – Ce).

ө Pn 1645 – Paulo Ricardo Girão Garcia, Capitão de Mar e Guerra da Marinha do Brasil, n. 21.10.1958 (Rio de Janeiro), cc. Maria Tereza Garcia Duarte, Economista, pais de:

Hxn 998 – José Ricardo Duarte Garcia, n. 15.09.1991.

Hxn 999 – Maria Izabel Duarte Garcia, n. 27.11.1994.

ө Pn 1646 – Alexandre Girão Garcia, Engenheiro Mecânico, n. 16.09.1962 (Mato Grosso do Sul), cc. Tânia Pirajá Cavalcante Viana Garcia, Economista, pais de:

Hxn 1000 – Arthur Pirajá Cavalcante Viana Girão Garcia, n. 11.05.2000.

Hxn 1001 – Maria Manoela Pirajá Cavalcante Viana Girão Garcia, n. 21.01.2002.

ө Pn 1647 – Patrícia Girão Garcia, n. 05.12.1969, formada em Administração de Empresas pela UNIFOR, cc. Fernando Frota Amora, bel. em Direito pela UFC e Advogado, pais de:

Hxn 1002 – Cecília Garcia Amora, n. 22.06.1990.

Hxn 1003 – Lígia Garcia Amora, n. 20.08.1998.

Qn 1165 – MARIA SINEIDE GIRÃO DE OLIVEIRA, Contabilista, Funcionária Pública Federal da UFC, inupta, n. 05.10.1935.

Qn 1166 – JOSÉ STÊNIO GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 13.10.1937, Engenheiro Agrônomo da CODEVASF, aposentado e professor da Universidade do Vale do São Francisco, nascido em 13.10.1937 e f. 12.05.2011. cc. em primeiras núpcias, com Maria Emília Costa Girão de Oliveira, n. 14.12.1953. Professora de ensino superior, já falecida, pais de:

ө Pn 1648 – Anna Paula Costa Girão, n. 25.03.1972, graduada em Administração de Empresas, divorciada do primeiro matrimônio do qual teve os filhos:

Hxn 1004 – Pedro Humberto Félix de Souza Filho, n. 31.12.1991.

Hxn 1005 – Lucas Girão de Souza, n. 29.09.1994.

ө Pn 1648.1 – Em segundas núpcias de Anna Paula, com João Bosco Cavalcanti Ramalho, Engenheiro Agrônomo, n. 31.05.1969, nasceu à filha:

Hxn 1006 – Anita Maria Girão Ramalho, n. 05.08.2005, na cidade de Piatã – Chapada Diamantina – BA.

 Hxn 1006.1 – Joanna Valentina Girão Ramalho, n. 22.02.1011 em Salvador BA.

ө Pn 1649 – Andréa Márcia Costa Girão, Administradora de Clínicas e Hospitais e Acadêmica em Administração de Empresas, n. 16.07.1974, cc. Davide Rondina, Engenheiro Agrônomo, n. 07.03.1964 em Livorno, Itália.

ө Pn 1650 – José Stênio Girão de Oliveira Júnior, Engenheiro Civil, n. 29.09.1976, cc. Danielle Moreira Cavalcante Girão, Fisioterapeuta, n. 05.07.1976.

ө Pn 1651 – Aila Maria Costa Girão, formada em Enfermagem, n. 10.02.1983, mãe de:

Hxn 1007 – Gabrile Girão Colares, n. 20.03.2006

Qn 1166 .1 – JOSÉ STÊNIO convolou segundas núpcias com Maria Cleuza Flor da Silva, Bióloga, n. 27.05.1953, tendo a filha:

ө Pn 1652 – Ellen Caroline da Silva Girão, n. 06.07.1995.

Qn 1167 – STÉLIO GIRÃO DE OLIVEIRA, Bacharelem Ciências Contábeis e Economiário do Banco do Brasil, aposentado, n. 27.06.1942, solteiro.

Qn 1168 – MARIA SHIRLEY GIRÃO PEIXINHO, Professora Diplomada, n. 03.05.1944, cc. João Gualberto Peixinho, Cel. Médico da Aeronáutica, n. 12.07.1932 em Itiúba-BA, pais de:

ө Pn 1653 – Efren Giorge Girão Peixinho, Engenheiro Civil pela UFC, n. 13.10.1964, casado, em primeiras núpcias, com Andréa Garcia Peixinho, com quem teve os filhos:

Hxn 1008 – João Gualberto Peixinho Neto, n. 15.01.1990, estudante.

Hxn 1009 – Marina Garcia Peixinho, n. 22.02.1994, estudante.

ө Pn 1653.1 – De segundas núpcias de Efren com Klennia Nêmora de Almeida Peixinho, Psicóloga, n. 11.01.1974, descendem os filhos gêmeos:

Hxn 1010 – Pedro Henrique de Almeida Girão Peixinho, n. 07.01.2002.

Hxn 1011 – Giullia Nêmora de Almeida Girão Peixinho, n. 07.01.2002.

ө Pn 1654 – Eveline Girão Peixinho, n. 22.02.1969, solteira.

Celeste e Pio Barros

Tn 496 – MARIA CELESTE GIRÃO BARROS, prendas do lar, n. 12.10.1905 e f. 13.10.1973, cc.  Pio de Sampaio Barros, Contabilista, n. 22.12.1904 e f. 30.05.1999, pais de:

Qn 1169 – CARMEN SÍLVIA GIRÃO BARROS QUIXADÁ, n. 05.03.1930 em Fortaleza – CE, professora diplomada pelo Instituto de Educação do Rio de Janeiro; escritora com vários livros infantis e um trabalho sobre a “História do Queijo e Vinho para Principiantes”, já publicados, e dedica-se à Pintura em Porcelana, cc. Adolpho Quixadá Neto, n. 30.08.1927 em Fortaleza – CE; Oficial da Reserva (R-2) pelo CPOR-CE – Arma de Infantaria; Formado (1956)em Ciências Econômicas pela Faculdade Nacional de Ciências Econômicas da então Universidade do Brasil do Rio de Janeiro; Auditor Público; aposentado como Executivo de Grandes Indústrias de São Paulo, pais de:

 

Carmen Silvia Girão, Adolpho Quixadá Neto, filho, filha, nora e netas.

 

ө Pn 1655 – Márcio Adolpho Girão Barros Quixadá, n. 10.06.1956 no Rio de Janeiro, bechareladoem Ciências Contábeis pela PUC de São Paulo; Estudou Inglês na Universidade de São Francisco (USA); pós-graduadoem Administração Financeira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) – SP; Auditor Público; Empresário, com Escritório de Consultoria e Assessoria Empresarialem São Paulo – SP, proprietário da Quixadá e Associados (empresa de assessoria empresarialem São Paulo), cc. Sumara Antonio Quixadá, n. 15.03.1958 em Jaú – SP, formadaem Química Industrial, exercendo cargo de Perita Criminalista na Polícia Técnica do Estado de São Paulo, pais de:

Hxn 1012 – Nádia Antônio Quixadá, n. 06.12.1983, universitária, funcionária do Banco de Boston e Atleta Desportista.

Hxn 1013 – Letícia Antônio Quixadá, n. 22.05.1987, estudante e Atleta Desportista.

ө Pn 1656 – Marisa Carolina Girão Barros Quixadá, n. 04.12.1971em Porto Alegre – RS, formada em Propaganda e Marketing pela FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado – SP; estudou Inglês e Inglês para Negócios na Austrália, na Bond University, localizada na Gold Coast; sócia da Empresa de Relações Púbicas e Marketing, em Fortaleza – Ce

Marina (neta), Flávio (genro), Marta (filha), Marcelo (neto), Rita e Henrique.

Qn 1170 – RITA DE CÁSSIA GIRÃO BARROS DE ALMEIDA, funcionária pública federal, aposentada, n. 27.12.1931, cc. Henrique Oswaldo Mello de Almeida, funcionário aposentado do Banco do Brasil, pais de:

ө Pn 1657 – Marta Barros de Almeida, Psicóloga, Advogada, Analista Judiciária do TRT, n. 01.09.1961, cc Flávio Barretta Jr, pais de:

Hxn 1014 – Marina de Almeida Barretta, Advogada, n. 28.04.1987.

Hxn 1015 – Marcelo de Almeida Barretta, formado em Administração de Empresa, n. 06.08.1990.

Qn 1171– MIRIAN GIRÃO BARROS DANTAS, Professora de Piano, n. 10.04.1934 e f. 12.10.1990, cc. Odair Dantas, n. 19.04.1929, pais de:

ө Pn 1658 – Mauro Barros Dantas, Auditor, n. 10.04.1953, c/c Carmen Lúcia Rodrigues Dantas, Fonoaudióloga, n. 20.12.1951, pais de:

Hxn 1016 – Alexei Rodrigues Dantas, Advogado, n. 14.06.1978, cc Annette Floresta

ө Pn 1659 – Maria Teresa Dantas Pinto, Publicitária, n. 29.03.1956, c/c Nivaldo Pinto Filho, Representante Comercial, n. 29.12.1953, pais de:

Hxn 1017 – Ricardo Dantas Pinto, Engenheiro, n. 06.01.1981, cc Rafaela Velmovitsky

Hxn 1018 – Flávio Dantas Pinto, n. 26.11.1983, formado em Jornalismo.

ө Pn 1660 – Maria Inês Dantas Ornelas, pós-graduada em Marketing, n. 21.12.1964, c/c Luís Márcio Silva Ornelas, Engenheiro, n. 27.03.1962, pais de:

Hxn 1019 –Eduardo Dantas Ornelas, n. 19.02.2001.

Maria Luíza (Lulu) e José Augusto Ribeiro

Tn 497 – MARIA LUÍZA GIRÃO RIBEIRO (Lulu), Professora Diplomada, n. 02.04.1906 e f. 08.02.1990, cc. Dr. José Augusto Ribeiro, Magistrado, n. 24.01.1904 e f. 15.06.1964.

 

José Augusto Ribeiro

 

Sobre Maria Luiza, seu filho Blanchard Girão, escreveu:

“Pequenina figura de mulher, minha Mãe, Maria Luíza Girão Ribeiro, agiganta-se em qualquer rápida perquirição acerca de sua trajetória. Menina, ainda, seguiu com os pais para as remotas paragens amazônicas, vivendo parte de sua infância nas barrancas do Alto Madeira, onde seu Pai, meu avô Guilherme Regino de Oliveira, fincou os primeiros bastões da hoje cidade de Ariquemes, uma das principais do Estado de Rondônia.

Com a morte de meu avô, aos 41 anos, minha avó Felícia Girão de Oliveira retornou da aventura na floresta, trazendo a família desfalcada do chefe e de uma filha, que morreu em tenra idade. Minha mãe, como as irmãs e irmãos, contraíram impaludismo, a terrível malária amazônica, que iria, pelo resto da existência, debilitar-lhe o organismo.

Não obstante a fragilidade física, e a situação de pobreza da mãe viúva, ela evidenciou uma imensa disposição para os estudos, fazendo um curso brilhante, que culminou com a sua escolha como oradora da turma (1925) e a concessão, pelo Governo do Estado, de uma cadeira de professora na rede de ensino público, prêmio então oferecido, por força de lei, à melhor aluna da classe da Escola Normal (na época denominada de Pedro II).

Foi assim que D. Maria Luíza, no esplendor de sua juventude, com menos de 20 anos de idade, enfrentou corajosamente uma viagem de iate de Fortaleza a Acaraú, ao tempo um porto bastante movimentado do litoral norte do Estado.

Lá em Acaraú, saudosa da Mãe e dos irmãos, sozinha em meio estranho, acabou por dar o passo mais importante e definitivo de sua vida: casou com meu Pai, um jovem acarauense, escrivão da Coletoria Estadual – José Augusto Ribeiro. No Acaraú, nasceram-lhe os dois primeiros de uma prole de cinco filhos – eu e minha irmã, Sônia Maria, casada com João Luciano de Abreu Matos, mãe de numerosa família e avó de muitos netos.

Com a Revolução de 30, meu Pai perdeu o emprego de funcionário estadual pelo “crime” de ser ligado à chamada “Pátria Velha” (A História se repetiria 34 anos após com seu filho mais velho, cassado pela Revolução de 64). Depois de malograda tentativa comercial, e conseguindo a transferência da mulher para uma escola na Capital, meu Pai procedeu às despedidas do seu Acaraú muito amado e veio fixar-se em Fortaleza, já com dois filhos, uma apenas recém-nascida, no caso, Sônia.

Em Fortaleza, a vida de meus pais foi, sem favor, uma epopéia. Minha Mãe, para melhorar os rendimentos domésticos – (meu Pai conseguiu um modesto emprego de escrevente de cartório) – dava aulas noturnas na Fênix Caixeiral, enquanto pela manhã se deslocava para o então Mata Galinha, hoje Bairro Dias Macedo, varando os banhados do Cocó, até alcançar a escolinha onde lecionava.

Fazendo-lhe companhia (deixava os filhos pequenos com minha avó, em cuja casa, na Avenida do Imperador, vizinha à casa de Saúde César Cals, morava enquanto conseguia estabilizar-se), meu Pai também ia à Fênix na condição de aluno, de modo a conseguir a base necessária à conclusão dos estudos interrompidos em nível primário, em Acaraú.

Algum tempo depois, D. Maria Luíza – Lulu, como era carinhosamente tratada pela família – submeteu-se a um concurso para os quadros da Prefeitura de Fortaleza, do qual participaram várias e importantes personalidades na vida fortalezense. D. Lulu não deixou por menor – conquistou o 1º lugar. E meu Pai, igualmente, ia concluindo seus preparatórios, no velho Liceu do Ceará, até ingressar na Faculdade de Direito em 1940, bacharelando-se em 1944.

Outros concursos minha Mãe venceu, não obstante as obrigações de trabalho no emprego público e no lar, pois a família crescera. E a tudo ela enfrentava com altivez e resignação, até mesmo a safadeza política que nomeava incompetentes com altos salários, sem concurso, para cargos especiais de grande remuneração, permanecendo ela com irrisórios salários no seu cargo de carreira.

Meu Pai também assumiu diversas funções públicas, inclusive ingressando na magistratura, por concurso, em que também obteve a segunda melhor colocação, falecendo aos 60 anos no cargo de Juiz da 3ª Entrância, na comarca de Icó.

Em casa, minha Mãe era a palavra de amparo, o gesto de carinho e a doçura personificada, a par dos cuidados com a formação dos filhos. Realizava-se como nossa professora (dominava como ninguém o Português e também o Francês, embora tenha cursado apenas o Curso Pedagógico de Professora – 3º Grau). Costumo dizer que, além de Mãe boníssima e devotada ao extremo, foi nossa, principalmente minha, grande mestra, corrigindo-me os escritos, estimulando-me à leitura e à carreira das letras.

Figura minúscula de porte, enorme em sua grandeza moral e intelectual. Sobreviveu dezesseis anos à morte do esposo, morrendo aos 72 anos, em nossa cidade”.

A seguir os filhos do casal Maria Luisa e José Augusto Ribeiro:

Maria Luiza (Lulu) e José Auusto Ribeiro, ladeados dos filhos, genro, nora e netos. Em baixo, à esquerda, Vovó Felícia (esposa do Debravador Guilherme Regino de Oliveira)

Qn 1172 – JOSÉ BLANCHARD GIRÃO RIBEIRO, Bacharel em Direito, Advogado, Jornalista, Radialista, Escritor e Memorialista, n. 22.10.1929 e f. 25.03.2007, cc. Maria Cleide Cysne Ribeiro, n. 29.01.1936, professora diplomada pelo Colégio da Imaculada Conceição, ex-professora da Legião Brasileira de Assistência – LBA onde lecionou durante 36 anos.

Querm é BLANCHARD GIRÃO (Por Francoso Carvalho)

“Jornalista dos mais brilhantes e conceituados que já teve a imprensa do Ceará em qualquer tempo. Blanchard Girão é desses raros profissionais que conquistaram aplauso da unanimidade por obra e graça do seu talento e de seus méritos. Sua maneira de ser como homem e o seu correto desempenho na militância jornalística o credenciam, de há muito, ao respeito e admiração do povo de nossa terra.

Homem de convicções firmes e inabaláveis, Blanchard Girão sempre esteve atento às pulsações do universo humano que o rodeia. Sempre manifestou grande sensibilidade social e permanente inquietação, como se desejasse, à maneira de Bertold Brecht, desvendar o inexplicável sob a couraça do cotidiano.

Ninguém, melhor do que ele, para falar dos problemas do cotidiano, dos fatos, dos acontecimentos, das tragédias humanas e das aflições dos humildes, enfim, das caprichosas tramas de que se urde a desconcertante teia da vida. O livro “O Céu é Muito Alto”, de sua lavra – feliz iniciativa que o Programa Editorial da Casa de José de Alencar fez editar – condensa em primoroso estilo o sentimento e o íntimo todo do autor e revela a sua verdadeira alma ao reunir numerosos escritos de primeira qualidade.

São textos de boa prosa e de estilo cativante que ele publicou anteriormente em jornais desta capital, artigos em que aborda os mais variados assuntos, em que celebra os amigos e pessoas de sua admiração, em que desenha os perfis morais dos entes que lhe são caros e em que põe em relevo todas as mudanças e matizes de sua índole generosa e do seu sentimento do mundo.

São páginas repletas de encantadora simplicidade, reveladoras das verdades humanas e existenciais de um homem que tem sabido encarar a vida de frente, e que renunciou, em momentos cruciais de sua juventude, os apelos e tentações da sociedade burguesa, de modo que prevalecessem intocados os seus ideais de justiça e de liberdade, e que a sua crença na transformação do homem não fosse aniquilada.

O livro revela, de forma sutil, que os homens costumam sonhar alto e, ao mesmo tempo, induz a pensar que a verdade humana não deve ir além de certos limites. De igual modo, dá realce às lições de humanidade aprendidas por Blanchard no seio da família, como neste passo do capítulo que o autor intitula de “Mensagens de Amor”; “Os ensinamentos domésticos, os exemplos, as palavras captadas de conversas soltas em torno da mesa de refeições, dão o lastreamento da alma”.

Blanchard, Cleide e filhos

Do casamento de Blanchard e Cleide nasceram os seguintes filhos:

ө Pn 1661 – Luís Carlos Cysne de Girão Ribeiro, n. 05.04.1961, engenheiro civil, c.c. Jane Leal Girão, Assistente Social, pais de:

Hxn 1020 – Amanda Leal Girão, n. 08.07.1995, menor, estudante.

Hxn 1021 – Catarina Leal Girão, n. 20.08.1998, menor, estudante.

ө Pn 1662 – José Blanchard Girão Ribeiro Filho, n. 12.07.1962, Engenheiro de Pesca, ex-funcionário do DNOCS e empresário no ramo de produção e comercialização de peixes ornamentais, cc. Giovana Barroso Girão, n. 18.01.1967, Fisioterapeuta, pais de:

Hxn 1022 – Lucas Barroso Girão, n. 14.12.1993, menor, estudante.

Hxn 1023 – Pedro Barroso Girão, n. 14.08.1995, menor, estudante.

ө Pn 1663 – Marta Vanessa Cysne de Girão Veras, n. 28.10.1964, bacharelada em Direito pela UFC, ocupou função pública na ex-LBA e atualmente é funcionária no INSS, cc. Robson de Oliveira Veras, n. 25.09.1962, Economista, pais de:

Hxn 1024 – Maria Cecília Girão Veras, n. 05.06.1986, acadêmica de Direito.

Hxn 1025 – Maria Carolina Girão Veras, n. 25.09.1989, estudante.

Hxn 1026 – Maria Cristina Girão Veras, n. 01.03.2002.

ө Pn 1664 – Ana Veruska Cysne Girão Coelho, n. 18.12.1969, formada em Administração de Empresas e em Direito pela UNIFOR, funcionária concursada do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, cc. André Miranda Coelho, engenheiro civil, n. 24.03.1967, pais de:

Hxn 1027 – Ana Beatriz Girão de Miranda Coelho, n. 00.02.2007.

SINOPSE BIOGRÁFICA

José Blanchard Girão Ribeiro:

Aos 14 anos, Blanchard Girão ingressou no jornalismo, carreira que ainda hoje exerce, embora formado em Direito (advogou por alguns anos) eem Letras. Peloprestígio adquirido na imprensa e no rádio, Blanchard Girão candidatou-se e elegeu-se deputado estadual em 1961. Por ocasião do golpe militar de 64, Blanchard Girão, da tribuna da Assembléia e pelo microfone das emissoras de rádio, defendeu a legalidade e foi, em razão disso, preso e processado, inclusive com seu mandato de parlamentar casado.

Antes de 64, o nome de Blanchard já era ventilado como possível candidato a vice-governador. Em 1988 teve seu nome igualmente lembrado para disputar a Prefeitura de Fortaleza. Carreira política truncada pela força, este renomado jornalista poderia ter sido um dos nomes de maior evidência política de nossa família.

Ascendência:

Avós paternos – Raimundo Augusto Ribeiro – Ana Lucília Ribeiro.

Avós maternos – Guilherme Regino de Oliveira – Felícia Girão de Oliveira.

Nascimento – 22.10.1929, em Acaraú – Ce, vindo para Fortaleza em 1931, com apenas dois anos de idade.

Escolaridade:

Primeiras letras com a Profª. Maria Emilia Leite Ferreira; curso primário no Colégio Farias Brito e preparativos para o exame de admissão no Colégio Dom Bosco; curso ginasial – Liceu do Ceará; curso científico – Colégio São José. Formou-se Bacharelem Letras Neo-Latinasem 1953 pela Faculdade Católica de Filosofia do Ceará, licenciando-se professor em 1954. Formou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará em 1958.

Profissões:

Jornalista, ingressando na imprensa como revisor do desaparecido jornal “Gazeta de Notícias”, de Fortaleza, em junho de 1944, tendo militado nos principais órgãos do jornalismo cearense (maior período, porém, no jornal “O Povo” – 1945 a 1948 e 1973 a 1986). Dirigiu também o jornal “O Norte”, de Parnaíba – PI. Exerceu também o radialismo, sendo produtor de programas da Ceará Rádio Clube e seu editorialista; diretor de programação da Rádio Dragão do Mar e seu editorialista; e produtor da Rádio Iracema de Fortaleza. Televisão: - produtor do programa “Dimensão Total”, da antiga TV Ceará, Canal 2 (emissora “Associada”) e diretor-presidente da TV Educativa, Canal  5, em Fortaleza.

Magistério:

Lecionou Francês no Colégio Farias Brito. Advocacia: – advogou durante cerca de 10 anos (1965 a 1975), com escritório montado em Fortaleza (Edifício Sul América e depois no Palácio Progresso).

Funções Públicas:

Exerceu os cargos de Assessor de Imprensa da Secretaria da Fazenda do Estado. Deputado estadual à Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, eleito em 1962, na legenda do Partido Social Trabalhista – PST, de cuja bancada foi líder. Teve o mandato cassado pelo golpe militar de 1964, sendo preso (8 meses e meio de prisão) e teve os direitos políticos suspensos por dez anos. Nessa fase, sem deixar de escrever para a imprensa, embora sem assinar qualquer matéria, foi que advogou. Nomeado pelo Governo Gonzaga Mota, em 1986, para o cargo de diretor da Televisão Educativa do Ceará. Em 1987, foi nomeado pelo Governador Tasso Jereissati para o cargo de Subsecretário de Cultura, Desporto e Turismo, exercendo em diversas oportunidades, interinamente, o cargo de Secretário. Em 1991, no Governo Ciro Gomes, foi nomeado assessor especial do Governo do Estado, cargo no qual permanece até os dias presentes (2004). Membro do Conselho Estadual de Educação para as Empresas (Governo Parsifal Barroso) e Membro do Conselho Superior da Escola de Saúde Pública do Ceará (Gov. Lúcio Alcântara).

Livros Publicados:

“DOUTOR VALDEMAR – O Médico, O Político” – Anuário do Ceará Publicações Ltda. – 1992; “O CÉU É MUITO ALTO” (Crônicas) – Imprensa Universitária – 1994; “O LICEU E O BONDE” na Paisagem Sentimental de Fortaleza (Memórias) – Editora ABC Fortaleza – 1997;  “SESSÃO DAS QUATRO” Cenas e atores de um tempo mais feliz (Memórias) – Editora ABC Fortaleza -  1998; “PASSAGEIROS DO ONTEM E DO SEMPRE” (Memórias) – Editora ABC, Fortaleza – 2001; “MUCURIPE de Pinzón ao Padre Nilson” (Memórias) – Edições: Fundação Demócrito Rocha -  1998; “O PROCURADOR DE DEUS e Outras Estórias de Gente Humilde” (Memórias) – Edições Livro Técnico – 2003; “SÓ AS ARMAS CALARAM A DRAGÃO” (Memórias) – Editora ABC – 2005.

Família de Blanchard Girão e Cleide Cysne Girão

◘ Qn 1173 – SÔNIA MARIA GIRÃO RIBEIRO MATOS, Professora aposentada, n. 16.7.1931, cc. João Luciano de Abreu Matos, funcionário do TRT, aposentado, Advogado; Parapsicólogo; Técnico em Contabilidade e Professor de Contabilidade e Técnicas Comerciais; Técnico em Radiestesia e Radiônica com diploma de Doutor Honoris Causaem Terapias Psicobioenergéticas pela Universidade Livre de Terapias Psicobioenergéticas, pais de:

ө Pn 1665 – Francisco José Ribeiro Matos (Chico Zé), n. 02.03.1947, Médico Veterinário e Professor Catedrático e Fundador da Escola Superior de Medicina de Mossoró – RN, nas disciplinas de Ecologia Médica Veterinária e Zootecnia; também escritor com vários livros publicados sobre matéria da Cátedra, cc. Maria Pompéia Gonçalves Matos, n. 05.04.1946, Advogada e comerciante, pais de:

Hxn 1028 – Fátima Andréa Gonçalves do Amaral, n. 21.02.1972, universitária cursando Ciências Contábeis na UFC, cc. Sildácio Vasconcelos do Amaral, n. 29.08.1976, formado em Administração de Empresas. (O casal aguarda o nascimento do 1º. filho).

◙ Hxn 1029 – Liana Gonçalves Matos, n. 07.09.1977, universitária, cursando Fisioterapia Ocupacional na UNIFOR, cc. Eranildo Ferreira Nunes, n. 17.05.1979, formado em Administração de Empresas, pais de:

♦ Hpn 138 – Maria Fernanda Matos Nunes, n. 13.10.2000.

◙ Hxn 1030 – Luina Matos Furtado, n. 09.10.1982, universitária, cc. Abílio Aguiar Furtado, universitário cursando Arquitetura nos Estados Unidos, sem filhos.

ө Pn 1666 – Sônia Lúcia Matos Feitosa, n. 09.03.1949, Professora, funcionária pública, cc. José Airton Ferro Feitosa, falecido, pais de:

◙ Hxn 1031 – José Airton Feitosa Filho, comerciário, n. 04.10.1972, cc. Maria José Feitosa, Pedagoga, pais de:

♦ Hpn 139 – José Airton Feitosa Neto, n. 20.11.2000,em Pedra Branca – Ce.

◙ Hxn 1032 – Sara Virgínia Matos Feitosa, n. 27.02.1977, Pedagoga, solteira.

◙ Hxn 1033 – Ana Raquel Matos Feitosa, n. 09.10.1978, estudante.

◙ Hxn 1034 – Lia Matos Feitosa, n. 23.06.1979, Pedagoga, solteira.

ө Pn 1667 – Luzia Amélia Campelo Matos, Odontóloga, n. 07.02.1950, solteira.

ө Pn 1668 – Maria Luíza Ribeiro Matos, n. 02.02.1956, Advogada e funcionária da Polícia Federal do Estado de São Paulo, cc. Francisco Baltazar da Silva, n. 30.01.1951, Advogado e Superintendente da Polícia Federal do Estado de São Paulo, pais de:

◙ Hxn 1035 – Ricardo Felipe Matos, n. 15.04.1982, formadoem Educação Física e pré-universitário em Medicina.

ө Pn 1669 – João Luciano de Abreu  Matos Júnior, n. 25.12.1958, divorciado, Advogado com doutorado na área Criminal e Delegado Civil no Estado do Maranhão, pai de:

◙ Hxn 1036 – Lucyanne da Silva Matos, n. 03.03.1984, universitária cursando Odontologia na UFC.

◙ Hxn 1037 – Lumara da Silva Matos, n. 28.02.1989, estudante.

ө Pn 1670 – Lucídia Helena Matos Fontenele, n. 25.01.1960, Terapeuta Ocupacional e funcionária do Tribunal Regional do Trabalho – 7ª Região, cc. Fernando Ferreira Fontenele, n. 09.09.1966, comerciante, pais de:

◙ Hxn 1038 – Camila Matos Fontenele, n. 18.03.1988, estudante.

ө Pn 1671 – Luciana Ribeiro Matos, n. 20.04.1963, Fisioterapeuta, divorciada, mãe de:

◙ Hxn 1039 – Pedro Matos Fontenele, n. 09.06.1982, universitário, curso Administração de Empresas e comerciante.

◙ Hxn 1040 – Cláudio Ferreira Fontenele Junior, n. 09.05.1983, comerciante e universitário cursando Comércio Exterior, solteiro.

◙ Hxn 1041 – João Duílio Matos Fontenele, n. 25.09.1985, estudante, solteiro.

◙ Hxn 1042 – Amanda Matos Fontenele, n. 25.03.1988, estudante, solteira.

◘ Qn 1174 – GERALDO MAGELA GIRÃO RIBEIRO, Médico, Coronel do Exército, n. 13.11.1932, cc. Maria do Socorro Mendes Ribeiro, n. 14.11.1941, empresária, pais de:

ө Pn 1672 – José Augusto Ribeiro Neto, n. 13.04.1960, no Rio de Janeiro, Empresário, Economista, cc. Conceição de Maria do Bonfim Ribeiro, n. 02.04.1962, Economista, pais de:

◙ Hxn 1043 – Clarissa Bonfim Ribeiro, n. 24.04.1987, vestibulanda.

◙ Hxn 1044 – Danilo Bonfim Ribeiro, n. 11.02.1989, estudante.

◙ Hxn 1045 – Marina Bonfim Ribeiro, n. 24.09.1991, estudante.

ө Pn 1673 – Sandra Ribeiro Napoleão do Rego, n. 30.05.1961, no Rio de Janeiro; Odontóloga, cc. Sérgio Napoleão do Rego, empresário, pais de:

◙ Hxn 1046 – Mariah Ribeiro Napoleão do Rego, n. 05.03.1985, vestibulanda.

◙ Hxn 1047 – Sérgio Moura Napoleão do Rego Filho, n. 13.05.1987, falecido na infância.

Hxn 1048 – David Ribeiro Napoleão do Rego, n. 06.03.1988, estudante.

◙ Hxn 1049 – Matheus Ribeiro Napoleão do Rego, n. 29.03.1995, estudante.

ө Pn 1674 – Marcus Vinícius Mendes Ribeiro, n. 24.06.1963em João Pessoa – PB, Veterinário, empresário, cc. Paula Tarciana Figueiredo Ribeiro, Médica, pais de:

◙ Hxn 1050 – Marcus Vinicius Mendes Ribeiro Filho, n. 29.07.1989, estudante.

◙ Hxn 1051 – Geovana Figueiredo Ribeiro, n. 30.08.1993, estudante.

◙ Hxn 1052 – Victor Figueiredo Ribeiro, n. 06.12.2002.

ө Pn 1675 – Luíza Cláudia Mendes Ribeiro, n. 10.10.1964,em João Pessoa – PB, graduada em Letras, cc. Flávio Lúcio Uchoa Dória, n. 23.03.1959, Economista e empresário, pais de:

◙ Hxn 1053 – Sérgio Ribeiro Dória, n. 20.06.2002.

◙ Hxn 1054 – Lucca Ribeiro Dória, n. 06.12.2003.

ө Pn 1676 – Geraldo Magela Girão Ribeiro Filho, n. 17.01.1971, em Uberlândia – MG, Administrador, cc. Vitória Liana Nunes Nogueira Campos de Girão Ribeiro, Administradora, n. 31.01.1974, pais de:

◙ Hxn 1055 – Geraldo Magela Girão Ribeiro Neto, n. 15.10.2001.

◘ Qn 1175 – JOSÉ AUGUSTO GIRÃO RIBEIRO, n. 16.04.1936, f. 29.09.2009, Coronel do Exército reformado, cc. Célia Ravazzani Girão Ribeiro, n. 10.06.1942, com formação acadêmica de nível superior, residentes em Curitiba – PR, pais de:

ө Pn 1677 – Luiza Cristina Ravazzani Ribeiro Pelusci, Engenheira Eletricista, n. 28.06.1962, cc. Wilson Vicente de Morais Pelusci, Economista, n. 23.08.1959, pais de:

◙ Hxn 1056 – Mariana Ravazzani Ribeiro Pelusci, n. 25.04.1995.

◙ Hxn 1057 – Marina Ravazzani Ribeiro Pelusci, n. 21.06.1998.

ө Pn 1678 – Célia Maria Ravazzani Ribeiro, Engenheira Civil, n. 09.07.1963. Filhos:

◙ Hxn 1058 – Rafael Ravazzani Ribeiro Vieira, n. 25.06.1991, estudante.

◙ Hxn 1059 – Daniel Ravazzani Ribeiro Vieira, n. 28.09.1994, estudante.

◙ Hxn 1060 – Gabriel Ravazzani Ribeiro Vieira, n. 01.02.1997, estudante.

◘ Qn 1176 – MARIA MAZARELLO GIRÃO RIBEIRO CAVALCANTE (Babi), n. 06.03.1940, formada em Filosofia e História pela UFC, cc. Joel Neves Cavalcante, n. 22.01.1944, Técnico em Contabilidade e Funcionário Público Federal, aposentado dos Quadros da Polícia Rodoviária Federal (DNER), pais de:

ө Pn 1679 – Joel Neves Cavalcante Filho, Fisioterapeuta, n. 20.03.1972, cc. Margareth Lima Martins Cavalcante, n. 14.01.1975, Oficial da Marinha com patente de Capitão de Corveta e Pedagoga.

ө Pn 1680 – Márcio Augusto Ribeiro Cavalcante, n. 29.09.1975, bacharelado em Direito com pós-graduaçãoem Direito Constitucional, Advogado militante no Fórum da Capital, com escritório de advocacia em Fortaleza, cc. Ângela Serpa Franco, n. 19.07.1981, Pedagoga, formada pela UFC.

■ Tn 366 CARMEN MARIA GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 23.4.1911, falecida no Amazonas ainda muito jovem.

N 39 – FRANCISCO DE ASSIS GIRÃO, f. 11.03.1918, cc. VIVINA PESSOA MACHADO, f. 04.10.1928, filha de Inácio Antônio Rodrigues Machado e Mariana Pessoa Machado, pais de: – 7 filhos.

● Bn 177 – HERMENEGILDO DE ASSIS GIRÃO (Gidinho), n. 13.04.1873, cc. Ana Batista de Sousa, sem filhos.

● Bn 178 – TEODORO DE ASSIS GIRÃO, casado em 24.03.1899, com Petronila Pessoa Nobre (Nila), filha de Ana Angélica Pessoa da Silva (Mulata) e seu segundo marido, prof. Manuel Antônio Ferreira Nobre. Pais de: 11 filhos.

■ Tn 498 JOSÉ ALCIDES GIRÃO, n. 11.06.1898, cc. Maria Luísa Cavalcante, n. 25.08.1895, pais de:

◘ Qn 1177 – RAIMUNDO JOSÉ SOBRINHO.

◘ Qn 1178 – MARIA DE LOURDES, f. menor.

◘ Qn 1179 – DEUSDEDIT, f. menor.

◘ Qn 1180 – JOSÉ CAVALCANTE GIRÃO.

◘ Qn 1181 – MARIA CONSUELO GIRÃO SILVA, n. 06.09.1927, cc. Manuelito Paulino Silva.

◘ Qn 1182 – NOEME DE JESUS GIRÃO GOMES, n. 20.05.1926, cc. João Furtado Gomes.

◘ Qn 1183 – FRANCISCA GIRÃO BANDEIRA DE MELO, n. 20.07.1930, cc. Tarcísio Bandeira de Melo.

◘ Qn 1184 – GERARDA CAVALCANTE GIRÃO CUNHA, n. 20.05.1933, cc. José Salvador da Cunha.

◘ Qn 1185 – ODELICE CAVALCANTE GIRÃO, n. 06.11.1931.

■ Tn 499 – LUÍS FRANCISCO FERNANDES GIRÃO (Luís Teodoro), n. 29.05.1901, cc. Nilce Nogueira Barbosa Girão, n. 02.06.1900, de prendas domésticas, pais de (além de muitos falecidos quando criança):

◘ Qn 1186 – JOSÉ AGNELO NOGUEIRA GIRÃO, n. 14.01.1929, cc. Angelina Tomás do Nascimento, n. 05.12.1932, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1681 – Maria de Fátima, n. 17.01.1953.

ө Pn 1682 – Vera Lúcia, n. 06.03.1958.

ө Pn 1683 – Maria Lúcia, 11.12.1959

, formação:. ….

Qn 1187 – RAIMUNDA NOGUEIRA GIRÃO, cc Amadeu Saraiva Pereira.

Qn 1188 – MARIA IVA NOGUEIRA GIRÃO, cc. Francisco Simplício Girão.

Qn 1189 – MÁRIO NOGUEIRA GIRÃO, cc. Maria Do-Céu de Almeida.

Qn 1190 – GUILHERME NOGUEIRA GIRÃO, f. 03.11.1984, cc. Rosalva Nobre Girão, pais de:

ө Pn 1684 – Luciene Nobre Girão, divorciada, n. 13.08.1970, no Rio de Janeiro-RJ, Mestre em Ensino de Ciências e Matemática, pela Universidade Federal do Ceará, Licenciada em Química Pela Universidade Estadual do Ceará, Técnica em Química Industrial pela antiga Escola Técnica Federal do Ceará, atual Instituto Federal do Ceará, responsável técnica pelas fábricas de produtos de limpeza Briolar e  LMQuímica, professora concursada da Secretaria de Educação do Estado do Ceará. É coautora do Livro “Didática, Educação Ambiental e Ensino de Ciências e Matemática; múltiplos olhares”. Mãe de; 

◙ Hxn 1061 – Nathália Girão de Athayde, n. 22.02.1997, em Fortaleza-CE, estudante.

◙ Hxn 1062 – Letícia Girão de Athayde, n. 27.03.1998, em Fortaleza – CE, estudante.

ө Pn 1685 – Lucielena Nobre Girão, solteira, n. 21.06.1974, no Rio de Janeiro-RJ. Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e em Gestão Estratégica de Vendas pela Faculdade Integrada do Ceará (FIC), microempresária no segmento fonográfico, mãe de:

Hxn 1062.1 – Lucca Girão Dias, n. 07.05.2007, em Fortaleza-CE, estudante.

 

ө Pn 1686 – Ricardo Luiz Nobre Girão, n. 03.06.1975 no Rio de Janeiro. Técnico em Eletrotécnica pela Escola Técnica Federal do Ceará e Tecnólogo em Mecatrônica pelo Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET-CE) e Técnico de Manutenção da PETROBRAS, cc. Sâmara Gomes Matos Girão, cursando Enfermagem na Universidade Estadual do Ceará.

◘ Qn 1191 – HILDA NOGUEIRA GIRÃO (Nilda), cc. Evérton Braga Sampaio.

◘ Qn 1192 – JOSÉ AMÉRICO NOGUEIRA GIRÃO.

◘ Qn 1193 – JOSÉ AMÉRICO GIRÃO, n. 23.10.1949, agricultor, cc. Francisca Adenice Leite, n. 17.01.1961, agricultora, pais de:

ө Pn 1687 – Ana Cláudia Leite Girão, n. 28.09.1981.

ө Pn 1688 – José Claubi Leite Girão, n. 07.10.1983.

ө Pn 1689 – Claudiane Leite Girão, n. 11.08.1992.

◘ Qn 1194 – MARIA DO SOCORRO NOGUEIRA GIRÃO

◘ Qn 1195 – EUNICE NOGUEIRA GIRÃO, n. 21.02.1944, cc…?, pais de:

ө Pn 1690 – Aldenir Girão da Silva, n.10.04.1967, falecido.

ө Pn 1691 – Aldemir Girão da Silva, n. 03.05.1968, cc. Elinalva Nobre Girão, pais de:

◙ Hxn 1063 – Camila Marlem Nobre Girão, n. 16.04.1991.

◙ Hxn 1064 – Erinalva Nobre Girão, n. 12.09.1992, falecida.

◙ Hxn 1065 – Samíle Nágila Nobre Girão, n. 26.12.1994.

◙ Hxn 1066 – Aldemir Girão da Silva Júnior.

ө Pn 1692 – Luiz Antonio Girão da Silva, n. 12.12.1971, cc. Zizeuda Saraiva Silva.

ө Pn 1693 – Alderí Girão da Silva, n. 10.07.1972, cc. Auridaria Saraiva Gomes, pais de:

◙ Hxn 1067 – Tascila Raiane Girão, n. 06.01.1992.

■ Tn 499.1 – FRANCISCO NOGUEIRA GIRÃO – f. menor.

■ Tn 500 – MARIA DO SOCORRO GIRÃO, n. 05.12.1901, cc. Manuel Maia de Lima, pais de:

◘ Qn 1196 – GERARDO MAIA LIMA

◘ Qn 1197 – MARIA DO CARMO MAIA LIMA, cc. Francisco Mendes Chaves, pais de:

ө Pn 1694 – Francisco William

ө Pn 1695 – Francisco Wilebaldo

ө Pn 1696 – Francisco Wildemir

ө Pn 1697 – Francisco Wildma

ө Pn 1698 – Francisco Wilace.

◘ Qn 1198 – MARIA DE FÁTIMA CHAVES

◘ Qn 1199 – MARIA BEUVA CHAVES DE MELO, cc. José Jocelin de Melo Cavalcante, pais de:

ө Pn 1699 – Thales Chaves de Melo, n. 08.05.1974, Economista pela UFC e Engenharia de Produção – Especialização – pela UFC, cc. Ana Cristina Sales de Oliveira, Economista pela UFC.

ө Pn 1700 – Aquiles Chaves de Melo, n. 15.01.1980, formado em Sociologia pela UECE, cc. Tereza Iara da Costa Ribeiro.

ө Pn 1701 – Ingrid Chaves de Melo, n. 23.08.1981, com Licenciatura em Letras pela UECE, cursando Administração de Negócios na Universidade da Pensylvânia, nos USA

◘ Qn 1200 – AUGUSTO GIRÃO MAIA.

◘ Qn 1201 – MARIA DO SOCORRO, F. MENOR.

■ Tn 500.1 – ELOÍSA NOGUEIRA GIRÃO, f. menor.

■ Tn 501 – VALDEMIRO AGAPITO GIRÃO, n. 30.04.1909, cc. Raimunda Furtado Girão, n. 16.08.1914, pais de:

◘ Qn 1202 – LUÍS FURTADO GIRÃO, n. 28.12.1938, secundarista e Agropecuarista, cc. Maria Nogueira Girão, n. 30.11.1949, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1702 – Luiz Carlos Nogueira Girão, n. 24.12.1971, agropecuarista, cc. Helena da Silva, n. 10.02.1965, Funcionária Pública Estadual, pais de:

◙ Hxn 1068 – Carlênia da Silva Girão, n. 20.07.1990, estudante.

◙ Hxn 1069 – João Carlos da Silva Girão, n. 24.06.1994, estudante.

ө Pn 1703 – José Arnilton Nogueira Girão, n. 05.11.1972, agropecuarista.

Pn – Genova Maria Nogueira Girão, n. 16.12.1973, de prendas domésticas, cc. Raimundo Barreto de Lima, n. 16.12.1964, Mestre-Pedreiro, pais de:

◙ Hxn 1070 – Rafael Girão de Lima, n. 09.05.1994, estudante.

◙ Hxn 1071 – Rafaelle Girão de Lima, n. 17.07.1992, estudante.

ө Pn 1704 – João Adriano Nogueira Girão, n. 05.04.1974, agropecuarista, cc. Rita de Cássia da Silva, de prendas domésticas, pais de:

◙ Hxn 1072 – João Victor da Silva Girão, estudante.

ө Pn 1705 – Janaina Nogueira Girão, n. 21.05.1976, de prendas domésticas, cc. José Valdir, agropecuarista.

ө Pn 1706 – Jaqueline Nogueira Girão, n. 20.06.1977, de prendas domésticas, cc. Fernando César Carneiro Nobre, n. 24.02.1975, agricultor, pais de:

◙ Hxn 1073 – Anne Keline Nogueira Cavalcante, n. 05.01.1996, estudante.

◙ Hxn 1074 – Luís Fernando Girão Nobre, n. 04.07.2002.

ө Pn 1707 – Fláviano Nogueira Girão, n. 01.03.1979, agropecuarista, cc. Eloide dos Santos Freitas, de prendas domésticas, pais de:

◙ Hxn 1075 – Felipe Girão Freitas, estudante.

ө Pn 1708 – Jarlene Nogueira Girão, n. 20.08.1980, de prendas domésticas, cc. José Eliésio dos Santos Freitas, agropecuarista, pais de:

◙ Hxn 1076 – Matheus Girão dos Santos, n. 02.10.2001, estudante.

◙ Hxn 1077 – Wesley Girão dos Santos, n. 17.09.2002.

◘ Qn 1203 – ALUÍSIO FURTADO GIRÃO, n. 29.08.1939, comerciante, falecido, cc. Maria de Lourdes Girão, n. 23.08.1946, Pedagoga e Diretora de Ensino, pais de:

ө Pn 1709 – Márcia Cristina Girão, n. 21.05.1971, formada em Pedagogia pela Universidade do ale do Acaraú e Diretora de Ensino.

ө Pn 1710 – Leila Madeline Girão, n. 22.09.1972, formada em Pedagogia pela UVA e funcionária pública.

ө Pn 1711 – Inara Vilma Girão, n. 25.08.1976, formada em Pedagogia pela UVA, funcionária púbica, cc. Helionilton Vieira Chaves, n. 17.11.1970, agropecuarista, pais de:

◙ Hxn 1078 – Vitória Virna Girão Chaves, n. 29.09.1998, estudante.

◘ Qn 1204 – JOSÉ FURTADO GIRÃO, n. 10.03.1940, formado em Administração de Empresas pela UFC e em Pedagogia pela UECE, cc. Ismênia Campos Girão, n. 11.08.1947, funcionária pública, com formação do 4º pedagógico, pais de:

ө Pn 1712 – Áthila Campos Girão, n. 24.01.1972, formado em Enfermagem e Especialização em Acupuntura pela UFC.

ө Pn 1713 – Robson Campos Girão, n. 08.07.1975, formadoem Ciências Contábeis pela UFC.

ө Pn 1714 – Isabelle Campos Girão, n. 10.08.1978, formada em Psicopedagogia pela Faculdade Christus e Pesquisadora do INEP, cc. Nilo Sérgio Viana Bezerra Júnior, n. 23.01.1974, Engenheiro Civil pela UNIFOR e Patrulheiro da Polícia Rodoviária Federal, pais de:

◙ Hxn 1079 – Nilo Sérgio Viana Bezerra Neto, n. 30.01.2002, estudante.

◙ Hxn 1080 – Caio José Girão Bezerra, n. 03.07.2005.

ө Pn 1715 – Rafaelle Campos Girão, n. 25.02.1983, bacharelanda em Direito pela UNIFOR e estagiária do Fórum Clóvis Beviláqua.

◘ Qn 1205 – MARIA FURTADO GIRÃO, n. 20.05.1942, comerciante, cc. José Girão Azevedo, n. 10.02.1939, comerciante, pais de:

ө Pn 1716 – Josefa Milena Girão Azevedo, n. 03.04.1969, Professora e Historiadora, formada com Licenciatura Plena em História e com Especialização em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio pela UECE, cc. Francisco Chagas Saraiva Girão, n. 24.02.1972, Vendedor Autônomo, pais de:

◙ Hxn 1081 – Carynne Mirla Girão, n. 06.06.1994, estudante.

ө Pn 1717 – José Milton Girão Azevedo, n. 20.05.1973, motorista autônomo, cc. Maria Iclejane Nobre de Sena, n. 01.12.1973, Professora, formada em Pedagogia pela Universidade do Vale do Acaraú, pais de:

◙ Hxn 1082 – Mylane Ivna de Sena Girão, n. 12.10.1995, estudante.

◙ Hxn 1083 – Pedro Wictor de Sena Girão, n. 21.11.1996, estudante.

◘ Qn 1206 – MARIA DE LOURDES GIRÃO CAVALCANTE, n. 06.05.1944, Costureira e Pendas domésticas, cc. Francisco Oliveira Cavalcante, n. 27.08.1944, Empresário, falecido, pais de:

ө Pn 1718 – Márcio Girão Cavalcante, n. 04.09.1970, formado em Administração de Empresas pela Faculdade Integrada do Ceará e Empresário, cc. Karla Lany Pereira Cavalcante, n. 04.09.1978, formadaem Ciências Sociais pela UFC.

ө Pn 1719 – Waleska Girão Cavalcante Mourão, n. 19.10.1971, formadaem Ciências Contábeis pela UECE, cc. Alexandre Osler Bessa Mourão, n. 06.02.1964, Engenheiro Civil formado pela UNIFOR.

ө Pn 1720 – Marcondes Girão Cavalcante, n. 16.03.1976, universitário, cc. Marusa Lemos Lima Cavalcante, n. 10.03.1970, formadaem Terapia Ocupacional pela UNIFOR, pais de:

◙ Hxn 1084 – Marcela Lima Cavalcante, n. 04.08.1999, estudante.

◙ Hxn 1085 – Maria Eduarda Lima Cavalcante, n. 15.10.2003.

◘ Qn 1207 – MARIA LUZIA GIRÃO HONORATO, n. 03.02.1946, de prendas domésticas e funcionária municipal, cc. Raimundo Honorato Filho, n. 25.01.1940, agricultor aposentado, pais de:

ө Pn 1721 – Francisco Reginildo Girão da Silva, n. 01.08.1973, Mestre Pedreiro, cc. Francisca Carneiro da Silva, de prendas domésticas, pais de:

◙ Hxn 1086 – Carlos Mateus Carneiro da Silva.

ө Pn 1722 – José Lindemberg Furtado Girão, n. 09.08.1977, agropecuarista, filho adotivo e neto de Valdemiro Girão e Raimunda Furtado Girão, cc. Maria do Socorro dos Santos Girão, n. 24.20.1976, Professora, pais de: (Ver Tn 501 deste Capítulo)

◙ Hxn 1087 – Maria Nayra dos Santos Girão, n. 17.08.1998, estudante.

◙ Hxn 1088 – José Gildemberg dos Santos Girão, n. 19.11.2001, estudante.

ө Pn 1723 – Maria Lindevanda Girão Honorato, n. 15.10.1979, de prendas domésticas, cc. Francisco Pereira dos Santos, agricultor, pais de:

◙ Hxn 1089 – Francisco Evandro Sampaio de Freitas, n. 04.07.1994, estudante, filho adotivo de Maria Luzia Girão Honorato.

◙ Hxn 1090 – Francisco Rodrigo Honorato Pereira, n. 30.04.1998, estudante.

◙ Hxn 1091 – Maria Riveline Honorato Pereira, n. 21.11.2001.

ө Pn 1724 – Maria Vanderlea Girão Honorato, n. 04.12.1984, de prendas domésticas, cc. Francisco Raimundo Nascimento, agropecuarista, pais de:

◙ Hxn 1092 – Maria Vanessa Girão Nascimento, n. 26.05.2002, estudante.

◘ Qn 1208 – FRANCISCO DAS CHAGAS FURTADO GIRÃO, falecido em 1947.

◘ Qn 1209 – MARIA DAS GRAÇAS FURTADO GIRÃO, n. 03.09.1948, funcionária pública municipal. Formação: Licenciatura Plena em Geografia – UECE – FAFIDAM e Especializaçãoem Planejamento Educacional pela Universidade Salgado de Oliveira – RJ, cc. Francisco das Chagas de Menezes, n. 04.05.1941, Motorista autônomo, pais de:

ө Pn 1725 – Francisco Adson Girão Menezes, n. 04.02.1978, universitário de Engenharia de Pesca – Universidade Federal do Ceará – CEFET.

ө Pn 1726 – Abner José Girão Menezes, n. 01.07.1981, universitário de Zootecnia pela UFC.

ө Pn 1727 – Anderson Luís Girão Menezes, n. 16.10.1982, estudante secundarista.

ө Pn 1728 – Adams Antônio Girão Menezes, n. 13.07.1985, estudante secundarista.

◘ Qn 1210 – FRANCISCO FURTADO GIRÃO, n. 25.11.1949, Empresário, cc. Regina Selma Teófilo Girão, n. 26.09.1956, formação: Nutricionista pela UFC e Empresária, pais de:

ө Pn 1729 – Jamille Teófilo Girão, n. 08.04.1982, formada em Administração de Empresas pela UNIFOR e Empresária e Empresária.

ө Pn 1730 – Jader Teófilo Girão, n. 31.10.1987, estudante secundarista.

ө Pn 1731 – Jefferson Teófilo Girão, n. 31.10.1987, estudante secundarista.

◘ Qn 1211 – VALDÍSIO FURTADO GIRÃO, n. 10.03.1952, agropecuarista, cc. Maria Alda Nogueira Raulino, n. 19.09.1955, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1732 – Maria Simone Nogueira Girão, n. 12.04.1974, falecida.

ө Pn 1733 – José Cristiano Nogueira Girão, n. 26.02.1975, Motorista autônomo, cc. Ana Raquel da Silva Santos Girão, n. 06.12.1974, comerciante, pais de:

◙ Hxn 1093 – Ana Gisele da Silva Girão, n. 13.12.1996, estudante.

◙ Hxn 1094 – Bianca Eulália da Silva Girão, n. 08.02.2001, estudante.

ө Pn 1734 – José Cristivaldo Nogueira Girão, n. 28.01.1976, Gerente de Vendas, cc. Clebia Muniz Bezerra, de prendas domésticas, formadaem Comunicação Social, pais de:

◙ Hxn 1095 – Raiza Muniz Bezerra Nogueira Girão, n. 1997, estudante.

◙ Hxn 1096 – Douglas Muniz Bezerra Nogueira Girão, estudante.

ө Pn 1735 – Maria Paula Nogueira Girão, n. 11.06.1977, secundarista, Comerciante, cc. Francisco Flávio da Silva, n. 11.11.1975, comerciante, pais de:

◙ Hxn 1097 – Francisco Flávio da Silva Júnior, estudante.

ө Pn 1736 – Valdízio Furtado Girão Filho, n. 30.02.1983, agropecuarista, cc. Maria do Carmo Lesse do Nascimento, n. 18.05.1985, de prendas domésticas, pais de:

◙ Hxn 1098 – Sâmara Nascimento Girão, n. 26.05.2004.

◘ Qn 1212 – FRANCISCA GIRÃO DE ARAÚJO, n. 13.08.1953, formadaem Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade do Vale do Acaraú e Diretora de Ensino, cc. José Monteiro de Araújo, n. 01.03.1949, agropecuarista, pais de:

ө Pn 1737 – Silvia Helena Girão de Araújo, n. 14.06.1972, Empresária, cursando Marketing na Faculdade Integrada do Ceará.

ө Pn 1738 – Sílvio Hellano Girão de Araújo, n. 13.05.1973, Empresário, cc. Charlianny Girão de Araújo, de prendas domésticas, pais de:

◙ Hxn 1099 – Gabriel Girão de Araújo, n. 28.02.2003.

ө Pn 1739 – Silderlan Girão de Araújo, n. 07.08.1982, estudante secundarista, cc. Selmara.

ө Pn 1740 – Valdemiro Girão de Araújo, n. 11.01.1994, estudante.

◘ Qn 1213 – MARIA DE FÁTIMA GIRÃO FREIRE, n. 29.08.1954, de prendas domésticas, cc. José Adriano Freire Filho, n. 02.05.1949, agricultor, pais de: (Ver Qn 436 – Capítulo II)

ө Pn 1741 – Ana Cláudia Girão Alves, n. 11.01.1974, formada em Pedagogia, Técnica em Enfermagem e funcionária pública, cc. Jorge Luís Maia Alves, n. 29.05.1974, formadoem Licenciatura Plena em Geografia – UECE – FAFIDAM, professor e bancário, pais de:

◙ Hxn 1100 – Jefferson Leandro Girão Alves, n. 28.03.1994, estudante.

ө Pn 1742 – José Adriano Freire Neto, n. 20.12.1974, motorista, estudante secundarista, cc. Maria Leusinalda Nogueira, n. 09.02.1974, de prendas domésticas, formada em Pedagogia, pais de:

◙ Hxn 1101 – Jonathan Nogueira Freire, n. 12.08.2004.

ө Pn 1743 – André Girão Freire, n. 23.11.1979, Professor, formado em Ciências com Licenciatura Plena pela UECE – FAFIDAM.

ө Pn 1744 – Adriana Késia Girão Freire, n. 13.06.1981, secundarista e Pedagógico, cc. Raimundo Cavalcante Filho, n. 14.03.1975, agricultor, pais de:

◙ Hxn 1102 – Andréia Girão Cavalcante, n. 31.12.1997, estudante.

◘ Qn 1214 – MARIA DA CONCEIÇÃO FURTADO GIRÃO, n. 19.12.1955, formadaem Licenciatura Plena em Geografia – UECE – FAFIDAM e Especializaçãoem Planejamento Educacional – Universidade Salgado de Oliveira – RJ, cc. Francisco Valdecir de Lima, n. 11.08.1965, Músico, pais de:

ө Pn 1745 – Ramon Wescley Girão Lima, n. 12.04.1986, estudante universitário.

ө Pn 1746 – David Wedley Girão Lima n. 26.03.1987, falecido.

Qn 1215 – FRANCISCO DAS CHAGAS FURTADO GIRÃO, n. 20.08.1957, falecido, era filho adotivo de Valdemiro Girão e Raimunda Furtado Girão. (Ver Tn 501 deste Capítulo)

◘ Qn 1216 – JOSÉ VALQUIDOVES FURTADO GIRÃO, filho Adotivo e Neto de Valdemiro Girão e Raimunda Furtado Girão, cc. Maria José de Oliveira Queiroz, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1747 – Luiz Gonzaga Neto, n. 29.09.1961, cc. Quezia Moisés do Nascimento Girão, n. 02.10.1966, pais de:

◙ Hxn 1103 – Elyabe do Nascimento Girão, n. 25.11.1987.

◙ Hxn 1104 – Emerson Luiz do Nascimento Girão Nascimento, n. 28.07.1992.

ө Pn 1748 – Maria do Socorro Girão, n. 02.12.1963, cc. Raimundo Ornam Silva Cavalcante, n. 19.07.1967, pais de:

◙ Hxn 1105 – Marcos Vinícius Girão Cavalcante, n. 21.11.1990.

◙ Hxn 1106 – Hellen Priscila Girão Cavalcante, n. 30.10.1992.

◙ Hxn 1107 – Evillyn Tallya Girão Cavalcante, n. 16.11.2002.

ө Pn 1749 – Silvia Helena Girão dos Santos, n. 21.03.1972, cc. Edílson Pereira dos Santos, n. 29.09.1974, pais de:

◙ Hxn 1108 – Érika Girão Pereira dos Santos, n. 31.10.1994.

◙ Hxn 1109 – Rodrigo Girão Pereira dos Santos, n. 13.02.1997.

ө Pn 1750 – Valmir Girão da Silva, n. 04.12.1980.

ө Pn 1751 – Cleonice.

■ Tn 502 – ANA GIRÃO NOBRE, n. 14.10.1909 e f. 20.09.1986, cc. Marcelino Simplício do Nascimento, n. 04.04.1911 e f. 26.12.1996, pais de:

◘ Qn 1217 – FRANCISCO SIMPLICIO GIRÃO, n. 26.09.1935, cc. a prima Maria Theodora Girão, filha de Luis Fernandes Girão.

◘ Qn 1218 – MARIA CELESTE GIRÃO, n. 20.02.1937, cc. Hernandes Ferreira Lima, pais de:

ө Pn 1752 – Marilene Ferreira Lima

ө Pn 1753 – Maria Margarida Girão Lima

ө Pn 1754 – Evilásio Girão Lima

ө Pn 1755 – Evânio Girão Lima

◘ Qn 1219 – FRANCISCO GIRÃO DO NASCIMENTO, cc. Maria Nogueira.

◘ Qn 1220 – JUAREZ SIMPLÍCIO GIRÃO DO NASCIMENTO, nascido em 1941, cc. Maria Adelaide Girão, pais de:

ө Pn 1756 – José Erivaldo Girão

◘ Qn 1221 – MARIA MARINETE GIRÃO, n. 20.02.1952, cc. Joves Mangolini, n. 04.03.1955, pais de:

ө Pn 1757 – Thais Girão Mangolini, n. 21.03.1984, universitária do Curso de Ciências Contábeis na Universidade do Estado do São Paulo, solteira.

ө Pn 1758 – Tânia Girão Mangolini. 03.11.1987, universitária em Gestão de Negócios e Informática, solteira.

◘ Qn 1222 – MARIA ALDAIR GIRÃO DE SOUSA, n. 13.05.1945, cc. Vidal de Souza, pais de:

ө Pn 1759 – Carlos Girão de Souza, cc. Cristiane Bersanetti Girão de Souza, pais de:

◙ Hxn 1110 – Rafaela Bersanetti Girão de Souza.

◙ Hxn 1111 – Mariana Bersanetti Girão de Souza.

ө Pn 1760 – Júnior Girão de Souza, falecido.

◘ Qn 1223 – LÚCIA MARIA GIRÃO ALVES, nascida em 1956, cc. Augusto Alves, pais de:

ө Pn 1761 – Cristiane Girão Alves, mãe de:

◙ Hxn 1112 – Sarah Lúcia Girão Alves.

ө Pn 1762 – Claudinei Girão Alves, cc. Lucileine Girão Alves

ө Pn 1763 – Samuel Girão Alves.

◘ Qn 1224 – MARCELINO SIMPLÍCIO DANTAS FILHO, cc. Maria Leonice Girão Dantas, pais de:

ө Pn 1764 – Carla Marcela Girão Dantas

ө Pn 1765 – Maria das Graças Girão Dantas

ө Pn 1766 – Maria Anadélia Girão Dantas

ө Pn 1767 – Paulo Roberto Girão Dantas

ө Pn 1768 – Carlos Frederico Girão Dantas

◘ Qn 1225 – RAIMUNDO SIMPLÍCIO GIRÃO, cc. Regina C. Nunes Girão, pais de:

ө Pn 1769 – Carla Aparecida Nunes Girão

ө Pn 1770 – Caroline Nunes Girão

◘ Qn 1226 – MARIA SOCORRO GIRÃO, cc. Francisco Eliezer Girão, pais de:

ө Pn 1771 – Francisco Eliezer Girão Filho, pai de:

◙ Hxn 1113 – Larissa Girão.

◙ Hxn 1114 – Ygor Cardoso Girão.

ө Pn 1772 – Francisco Eduardo Girão

ө Pn 1773 – Francisco Ênio Girão, cc. Estela Aguiar Girão, pais de:

◙ Hxn 1115 – Ewerton Aguiar Girão.

ө Pn 1774 – Rosângela Maria Girão Lopes, cc. Wellington Lopes, pais de:

◙ Hxn 1116 – Thamila Girão Lopes.

ө Pn 1775 – Ângela Maria Girão, falecida.

■ Tn 503 – JULIETA GIRÃO PEREIRA, n. 01.12.1908 e f. 07.05.2000, cc. José Pereira de Albuquerque, n. 02.09.1929, pais da filha única:

◘ Qn 1227 – MARIA OZANIR GIRÃO DE ALBUQUERQUE, n. 14.11.1953.

Tn 503.1 – JOSÉ, f. menor.

■ Tn 504 – ELIZABETE GIRÃO, n. 19.04.1910, cc. Joaquim Barros de Oliveira, pais de:

◘ Qn 1228 – HÉLIO GIRÃO DE OLIVEIRA.

◘ Qn 1229 – MARIA AURISTELA GIRÃO DE OLIVEIRA.

◘ Qn 1230 – CLEIDE GIRÃO DE OLIVEIRA, cc. Djalma de Oliveira Lima.

◘ Qn 1231 – MARIA IRANI GIRÃO DE OLIVEIRA, cc. Francisco de Oliveira Lima.

◘ Qn 1232 – MARIA LEDA GIRÃO DE OLIVEIRA, cc. Francisco Fábio Girão Barroso.

◘ Qn 1233 – MARIA DO SOCORRO GIRÃO BARROS.

■ Tn 505 – JOÃO DE ASSIS GIRÃO, n. 09.06.1911, cc. Maria Dedita Saraiva, pais de:

◘ Qn 1234 – MARIA CARMOSITA, n. 19.06.1938, cc. Aloísio Holanda Barros.

◘ Qn 1235 – MARIA DO CARMO GIRÃO, n. 08.09.1939, cc. Raimundo Ernesto de Oliveira.

◘ Qn 1236 – MARIA CONCELITA GIRÃO, n. 10.09.1941, cc. Aluísio

◘ Qn 1237 – ALUÍSIO GIRÃO NOBRE, n. 01.11.1945.

◘ Qn 1238 – HELOISA GIRÃO NOBRE, n. 01.11.1945, gêmea com o anterior.

◘ Qn 1239 – FRANCISCA EUNICE SARAIVA GIRÃO

◘ Qn 1240 – MARIA LEDA GIRÃO.

◘ Qn 1241 – MANUEL GIRÃO SARAIVA.

◘ Qn 1242 – JOSÉ GIRÃO SARAIVA.

◘ Qn 1243 – CLAUDETE GIRÃO SARAIVA.

◘ Qn 1244 – HILDETE GIRÃO SARAIVA.

◘ Qn 1245 – REGINALDO GIRÃO SARAIVA.

◘ Qn 1246 – CLAUDETE GIRÃO SARAIVA.

■ Tn 506 – RAIMUNDO EVARISTO GIRÃO, n. 26.10.1918, cc. Lindalva Furtado, pais de:

◘ Qn 1247 – ENEIDA FURTADO GIRÃO.

◘ Qn 1248 – ARNOLDO FURTADO GIRÃO.

● Bn 178 – FRANCISCA XAVIER CARNEIRO GIRÃO n. 02.12.1896 e f. 01.11.1928, cc. Inácio Carneiro de Sousa (Carneirinho), n. 03.08.1875. – 6 filhos: (Ver Bn 174 deste Capítulo).

Tn (Ver Tn 478) – ALZIRA CARNEIRO GIRÃO MACHADO, cc. José Teotônio Machado

Tn (Ver Tn 479) – BENIGNO CARNEIRO GIRÃO, cc. Raimunda Carneiro Girão (Dona Môça)

Tn (Ver Tn 480) – BENÍCIO CARNEIRO GIRÃO, cc. Raimunda Frota Parente Girão

Tn (Ver Tn 481 e Bn 174) – MARIA CARNEIRO DE SOUSA GIRÃO (Marizita), cc. Childerido Girão de Oliveira

Tn (Ver Tn 482) – BENJAMIM CARNEIRO GIRÃO, cc. Edméa Rocha Girão.

Tn (Ver Tn 483) – FRANCISCO CARNEIRO GIRÃO (Mixico), cc. Juracy Eduardo Lima Girão.

● Bn 179 – MARIA OVÍDIA MACHADO NOBRE, casada em 28.05.1900, com José Luís Nobre (Zezé), filho de Ana Angélica Pessoa e Silva (Mulata) e do prof. Manuel Antônio Ferreira Nobre. Pais de: 6 filhos:

■ Tn 507 – FRANCISCO DAS CHAGAS GIRÃO NOBRE (Chagas do Zezé), n. 18.05.1911, cc. Maria Judite Saraiva Girão, n. 01.01.1914, pais de:

◘ Qn 1249 – MARIA ESTELA SARAIVA GIRÃO, cc. Ulisses Nunes Brasil, pais de:

ө Pn 1776 – Francisco Urbano Girão Brasil

ө Pn 1777 – Sebastião Benício Brasil Girão.

ө Pn 1778 – Raimundo Orlando Girão Brasil.

ө Pn 1779 – Marcondes Girão Brasil

ө Pn 1780 – José Mauro Girão Brasil

ө Pn 1781 – Mirtes Girão Saraiva

ө Pn 1782 – Lúcia Girão Saraiva

ө Pn 1783 – Gardênia Girão Saraiva

ө Pn 1784 – “Beta” Girão Saraiva

ө Pn 1785 – “Boneca” Girão Saraiva

◘ Qn 1250 – ANANIAS SARAIVA GIRÃO (Lourico), n. 16.12.1939, comerciante, casado em primeiras núpcias, com Maria Adélia Sousa Girão, pais de:

ө Pn 1786 – Henrique César de Sousa Girão.

ө Pn 1787 – Mágda de Sousa Girão, cc. Aldenir Saraiva, autônomo, pais de:

◙ Hxn 1117 – Aldenir Girão Saraiva

◘ Qn 1250.1 – Da segunda união de ANANIAS com Maria Clélia Nunes Bezerra, teve a filha:

ө Pn 1788 – Maria Helena Bezerra Girão, n. 02.08.1993.

◘ Qn 1251 – FRANCISCO SARAIVA GIRÃO, casado, com filhos.

Qn 1252 – HELIOMAR SARAIVA GIRÃO (Mazim), n. 07.04.1948, comerciante, cc. Fátima Girão Saraiva Nobre, filha de José Nobre Girão (Jorge), de prendas, de prendas domésticas, pais de: (Ver Tn 510 deste Capítulo)

ө Pn 1789 – Francisco Hélio Girão, cc. Maria Elenice Coelho Girão, Advogada, pais de:

◙ Hxn 1118 – Edwirges Coelho Girão, n. 06.05.1990, estudante.

◙ Hxn 1119 – Aline Maria Coelho Girão, n. 18.12.1997, estudante.

◙ Hxn 1120 – Viviane Maria Coelho Girão, n. 23.01.2003.

ө Pn 1790 – Francisco Helionardo Girão Nobre, cc. Maria do Socorro Nobre, pais de:

◙ Hxn 1121 – Heliomar Saraiva Girão Neto.

◙ Hxn 1122 – Carol.

ө Pn 1790.1 – Em segundo casamento de Francisco Helionardo com Mércia Girão.

ө Pn 1791 – Heliovando Girão, n. 04.03.1969, pai de:

◙ Hxn 1123 – Diego Nobre Girão, n. 18.12.1987.

◙ Hxn 1124 – Israel Arley Girão, n. 31.01.1988.

◙ Hxn 1125 – Rodrigo Yuri Victor Girão, n. 19.05.2002.

◙ Hxn 1126 – Ingryd Victor Girão, n. 18.06.1999.

ө Pn 1792 – Francisco Heliomar Girão Júnior, solteiro.

ө Pn 1793 – Francisco Emerson Jonas Girão, 08.11.1979, comerciante no ramo automobilístico, cc. Dyane Diógenes Girão, n. 13.06.1982, comerciante, pais de:

◙ Hxn 1127 – Isabele Imaculada Diógenes Girão, n. 19.12.2004.

■ Tn 508 – RAIMUNDO GIRÃO NOBRE (Ginô), cc. Hermínia Lopes de Oliveira, pais de:

◘ Qn 1253 – BENÍCIO LOPES GIRÃO

◘ Qn 1254 – JOSÉ BENIGNO LOPES GIRÃO, cc. Isaete Raulino Girão, pais de:

ө Pn 1794 – Glauberto Raulino Girão, pai de:

◙ Hxn 1128 – Samara Girão

◙ Hxn 1129 – Janielle Girão

ө Pn 1795 – Glaudette Raulino Girão, n. 22.06.1975, Secretária parlamentar, cc. Heriton Sales Farias, n. 16.03.1977, pais de:

◙ Hxn 1130 – Marina Girão Sales Farias, n. 08.01.2003.

ө Pn 1796 – Glaudecir Raulino Girão, cc. Shirley Vasconcelos Girão, pais de: 

◙ Hxn 1131 – Guilherme Vasconcelos Girão

ө Pn 1797 – Glaudenir Raulino Girão, solteiro, pai de:

◙ Hxn 1132 – Kauã Girão do Nascimento

◙ Hxn 1133 – Lucas Gabriel Mendes Girão

ө Pn 1798 – Glaudemir Raulino Girão, cc. Tacilda, pais de:

◙ Hxn 1134 – Tamires Girão

◙ Hxn 1135 – Thalison Girão

ө Pn 1799 – José Benigno Lopes Girão Filho, cc. Maria Natália dos Santos, (aguardando nascimento do primeiro filho).

ө Pn 1800 – Gledson Girão, comerciário, solteiro.

◘ Qn 1255 – MARIA, f. menor.

◘ Qn 1256 – MARIA RITA, gêmea de Rita Maria.

◘ Qn 1257 – RITA MARIA, gêmea de Maria Rita.

◘ Qn 1258 – HELENNA

◘ Qn 1259 – ASSIS

◘ Qn 1260 – CELINA

◘ Qn 1261 – MAURA

◘ Qn 1262 – FÁTIMA

◘ Qn 1263 – LUIS

■ Tn 509 – FRANCISCO GIRÃO NOBRE (Expedito), n. 10.03.1900, cabeleireiro, cc. Maria Augusta Girão Machado, modista (Ver Tn 517 deste Capítulo), pais de:

◘ Qn 1264 – STÊNIO GIRÃO MACHADO, falecido, vítima de uma explosão.

◘ Qn 1265 – STELMO GIRÃO MACHADO, casado, com filhos e netos.

◘ Qn 1266 – FRANCEMILTON – falecido.

◘ Qn 1267 – JOSÉ MILTON – falecido.

■ Tn 510 – JOSÉ GIRÃO NOBRE (Jorge), n. 24.06.1914, Maria Irene Nobre, n. 301.04.1930, pais de:

Qn 1268 – FÁTIMA GIRÃO SARAIVA, n. 24.12.1948, do lar, cc. Heliomar Saraiva Girão (Mazim), pais de: (Ver Tn 507 deste Capítulo)

◘ Qn 1269 – RAIMUNDO NONATO GIRÃO SARAIVA, n. 06.06.1967, casado. Filhos:

ө Pn 1801 – Francisco Jonatas Girão

ө Pn 1802 – Nagla Girão

ө Pn 1803 – José Girão Neto Nobre

ө Pn 1804 – Rita de Cássia Girão

◘ Qn 1270 – MARIA JOSÉ FLÁVIA GIRÃO, mãe de:

ө Pn 1805 – Jéssica

ө Pn 1806 – Jemerson

◘ Qn 1271 – MARIA DO CARMO NOBRE DOS SANTOS (Carminha), divorciada, mãe de:

ө Pn 1807 – José Girão Nobre Neto

ө Pn 1808 – José Maria

ө Pn 1809 – Paulo José

ө Pn 1810 – Maria José

ө Pn 1811 – Clécia

◘ Qn 1272 – MARIA DAS GRAÇAS GIRÃO NOBRE, cc. Raimundo Girão, pais de:

ө Pn 1812 – Adriano Girão

ө Pn 1813 – André Girão

ө Pn 1814 – Adriana Girão

ө Pn 1815 – Andréa Girão

◘ Qn 1273 – MARIA JOSÉ GIRÃO (Mazé), mãe:

ө Pn 1816 – Vivian Karine Girão

ө Pn 1817 – Antonio Vitor Girão

◘ Qn 1274 – FRANCISCA LÚCIA GIRÃO, cc. Edvan Chaves, pais de:

ө Pn 1818 – Francisco Heliovandro Girão Nobre

ө Pn 1819 – Edgley

ө Pn 1820 – Helânio

ө Pn 1821 – Heleni

ө Pn 1822 – Herbene

ө Pn 1823 – Érica

ө Pn 1824 – Imaculada

ө Pn 1825 – Raimundo Nonato

ө Pn 1826 – Josefa

◘ Qn 1275 – MARIA DE LOURDES GIRÃO, mãe de:

ө Pn 1827 – Hélia Maria Girão, 03.03.1977, divorciada, de Francisco Eduardo, pais de:

◙ Hxn 1136 – Érica Marliete, n.16.03.1997.

◙ Hxn 1137 – Ellen Karine Girão, n. 08.08.2003.

◘ Qn 1276 – FRANCISCO VANDERLEY GIRÃO, solteiro.

◘ Qn 1277 – MARIA AUXILIADORA GIRÃO, solteira.

◘ Qn 1278 – FRANCISCO JOSÉ GIRÃO, solteiro.

■ Tn 511 – RAIMUNDA GIRÃO NOBRE, cc, Zéca Franco.

■ Tn 512 – GERALDA GIRÃO NOBRE, cc. Gumercindo José (Nobre) da Silva, pais de:

◘ Qn 1279 – DJACIR MARCOS GIRÃO, cc. Zenaide Girão da Silva, pais de:

ө Pn 1828 – Madalena Girão da Silva, mãe de:

◙ Hxn 1138 – Raquel Rocha Girão.

ө Pn 1829 – Marlene Girão da Silva.

ө Pn 1830 – Marilene Girão Silva.

ө Pn 1831 – Marineide Girão Silva.

ө Pn 1832 – Mardônio Girão da Silva.

ө Pn 1833 – Marcos Antônio Girão da Silva.

◘ Qn 1280 – JOSÉ GUMERCINDO GIRÃO, cc. Maria José de Almeida Girão, pais de:

ө Pn 1834 – Francisco José de Almeida Girão.

ө Pn 1835 – Roberto Fábio Girão de Almeida.

ө Pn 1836 – Manoel Marcos Girão de Almeida.

ө Pn 1837 – Josefa Betânia Girão de Almeida.

ө Pn 1838 – Gumercindo José da Silva Neto.

ө Pn 1839 – José Wilker Girão de Almeida.

ө Pn 1840 – Maria Isabele Girão de Almeida.

Qn 1281 – JOSÉ WILSON GIRÃO, cc. Maria Lineuda F. Girão, pais de:

ө Pn 1841 – Wilson Franklin Felipe Girão.

ө Pn 1842 – Wisleidiane Felipe Girão.

◘ Qn 1282 – MARIA DO SOCORRO GIRÃO, cc. Sebastião de Oliveira Girão, pais de:

ө Pn 1843 – Ângela Nobre Girão, mãe de:

◙ Hxn 1139 – Carlos Glauber Girão Rocha.

◙ Hxn 1140 – Carlos Cleber Girão Rocha.

◙ Hxn 1141 – Ângela Raquel Girão Rocha.

ө Pn 1844 – Alice Nobre Girão.

ө Pn 1845 – Ananias Nobre Girão.

ө Pn 1846 – José Eduardo Girão.

◘ Qn 1283 – RITA GIRÃO NOBRE, cc. Estelmo Girão Carneiro, pais de:

ө Pn 1847 – Alexandre Nobre Girão.

ө Pn 1848 – Flávia de Sousa Girão.

ө Pn 1849 – Abraão Linconl de Souza Girão.

◘ Qn 1284 – MANOEL GUMERCINDO NOBRE, cc. Marlene Raulino Nobre, pais de:

ө Pn 1850 – Mavinier Raulino Girão.

ө Pn 1851 – Samadamanta Raulino Girão.

ө Pn 1852 – Rangel Raulino Girão.

◘ Qn 1285 – TERESINHA GIRÃO NOBRE, cc. José Luciano Barbosa, pais de:

ө Pn 1853 – Ilo Girão Barbosa.

ө Pn 1854 – Diego Giro Barbosa.

◘ Qn 1286 – FRANCISCO DAS CHAGAS GIRÃO, cc. Maria José de Almeida Girão, pais de:

ө Pn 1855 – Valdelenia de Almeida Girão.

ө Pn 1856 – Avonice de Almeida Girão.

ө Pn 1857 – Gleidson de Almeida Girão.

ө Pn 1858 – Glaydvania de Almeida Girão.

ө Pn 1859 – Glaydbergue de Almeida Girão.

◘ Qn 1287 – RAIMUNDO GIRÃO DA SILVA, cc. Veneranda Lacerda Girão, pais de:

ө Pn 1860 – Renata Lacerda Girão.

ө Pn 1861 – Vanessa Lacerda Girão.

◘ Qn 1288 – PEDRO GIRÃO SILVA, cc. Maria do Socorro Lima, pais de:

ө Pn 1862 – Thiarlon Andrade Girão.

ө Pn 1863 – Mabel Andrade Girão.

◘ Qn 1289 – MARIA DAS GRAÇAS GIRÃO DE VASCONCELOS, cc. Flávio Caetano de Vasconcelos, pais de:

ө Pn 1864 – Ítalo Girão de Vasconcelos.

ө Pn 1865 – Marcelo Girão de Vasconcelos.

ө Pn 1866 – Leonardo Girão de Vasconcelos.

◘ Qn 1290 – MARIA DE FÁTIMA GIRÃO VIANA, cc. Antonio Pacheco Viana, pais de:

ө Pn 1867 – Werbert Girão Viana.

ө Pn 1868 – Tiago Viana Girão.

◘ Qn 1291 – MARIA DO CARMO GIRÃO SILVA.

◘ Qn 1292 – JOÃO DE DEUS GIRÃO SILVA.

■ Tn 511 – FRANCISCO GIRÃO NOBRE, cc. Maria Bernadete Bandeira.

● Bn 180 – MARIANA (MACHADO) DE ASSIS GIRÃO BARBOSA, n. 26.09.1882 e f. 05.08.1947, cc. Genuíno Almeida Barbosa, n. 05.06.1877 e f.10.10.1936, pais de: 5 filhos.

■ Tn 512 – FRANCISCO GIRÃO BARBOSA, f. menor, no amazonas.

■ Tn 513 – MURILO JUARY GIRÃO BARBOSA, n. 25.02.1921, Enfermeiro, cc. Iracema de Souza Tavares Barbosa, n. 01.06.1927, artesã e estilista, pais de:

◘ Qn 1293 – FRANCISCO TAVARES BARBOSA JOARY, n. 27.09.1948 e f. 22.05.1968.

◘ Qn 1294 – VERA LÚCIA TAVARES BARBOSA, n. 15.05.1950, Professora, cc. Adairton Franco Oliveira, n. 06.12.1942, Advogado, pais de:

ө Pn 1869 – Joary Naveth Barbosa Oliveira, n. 09.01.1980.

ө Pn 1870 – Cicila Oaiane Barbosa Oliveira, n. 08.07.1983.

◘ Qn 1295 – SILVIA MARIA BARBOSA RODRIGUES, n. 18.02.1953, cc. Cláudio Gomes Rodrigues, n. 31.07.1951, hoteleiro, pais de:

ө Pn 1871 – Walesca Barbosa Rodrigues, n. 26.10.1972, artesã, cc. Cresostomo Luiz da Costa, pais de:

◙ Hxn 1142 – Gabriel Felipe Rodrigues Costa, n. 24.07.1999.

ө Pn 1872 – Werusca Barbosa Rodrigues, n. 29.06.1973, escrituraria.

ө Pn 1873 – Wanessa Barbosa Rodrigues, n. 14.06.1978, Enfermeira, cc. Narcélio Filho Silveira, pais de:

◙ Hxn 1143 – Vitória Priscila Barbosa da Silveira, n. 16.02.2000.

ө Pn 1874 – Westerns Barbosa Rodrigues, n. 06.07.1979, motorista, cc. Sílvia Roberta Moreira Rodrigues, pais de:

◙ Hxn 1144 – Lucas Victor Moreira Rodrigues, n. 16.03.2000.

ө Pn 1875 – Walônia Barbosa Rodrigues, n. 19.01.1984, universitária.

◘ Qn 1296 – MARCOS ANTÔNIO TAVARES BARBOSA, n. 26.06.1956, marítimo, cc. Eloísa Gomes da Silva Barbosa, n. 29.11.1960, pais de:

ө Pn 1876 – Israel Joaquim Gomes Barbosa, n. 18.10.1982.

ө Pn 1877 – Diego Felipe Gomes da Silva Barbosa, n. 15.07.1984.

ө Pn 1878 – Sara Luciana Gomes Barbosa, n. 09.06.1988.

ө Pn 1879 – Murilo Joary Gomes Barbosa, n. 10.04.1990.

◘ Qn 1297 – MARILENA BARBOSA DE OLIVEIRA, n. 31.01.1957, Pedagoga, cc. Francisco José Pereira Oliveira, n. 01.04.1956, pais de:

ө Pn 1880 – José Pereira Oliveira Junior, n. 23.11.1983.

ө Pn 1881 – Nattascha Priscila Barbosa Oliveira, n. 13.06.1986.

◘ Qn 1298 – MARIANA TAVARES DE SOUZA BARBOSA, n. 25.05.1961, comerciária, solteira.

■ Tn 514 – DINORAH GIRÃO BARBOSA, f. menor, no Amazonas.

■ Tn 514.1 - JOARY GIRÃO BARBOSA, n. 19.10.1926. Oficial da Marinha Nacional, casado em primeiras núpcias com Luzia Gordinelli, n. 03.11.1921 e f. 19.04.1998, sem filhos. Em segundas núpcias, com Leny Marçal Barbosa, n. 17.06.1950, de prendas domésticas, pais de:

◘ Qn 1299 – LENY MARÇAL LOBATO, filha do 1º casamento com José Ribamar Moreira Lobato.

◘ Qn 1300 – ANTONIA CRISTINA SIQUEIRA SIMÕES, n. 07.03.1969, de prendas domésticas, cc. Adão da Silva Simões, n. 14.04.1966, empreiteiro, pais de:

ө Pn 1882 – Joice, n. 26.03.1990.

ө Pn 1883 – Jayme, n. 29.08.1994.

ө Pn 1884 – Jeany, n. 02.06.1997.

■ Tn 514.2 – MARIA DULA GIRÃO BARBOSA, f. menor, no Amazonas.

Heráclito e Ângela Girão Machado

● Bn 181 – ÂNGELA DE ASSIS GIRÃO MACHADO, n. 05.05.1885, cc. Heráclito Teotônio Machado, f. 15.07.1961, pais de: 7 filhos.

 Ângela e Heráclito formavam um casal simples, mas profundamente harmônico e veradeiramente feliz, cujos descendentes se vêm destacando no meio social em que vivem dentro de suas atividades. Sob a inspiração do legendário primo e vaqueiro Hermógenes Girão e da educação forjadora de homens carajosos, Heráclito foi também um grande vaqueiro, que, manobrando habilmente seu cavalo, ajudou a fazer a história do sertão, com sua extraordinária bravura. São filhos do casal: (Ver Bn 187 deste Capítulo)

 ■  Tn 515 – MARIA MACHADO GIRÃO (Mariinha), segunda mulher de Luís Carneiro de Sousa Girão (Sousa). (Ver Bn 175 deste Capítulo)

■  Tn 515.1 – RAIMUNDO ANÍSIO MACHADO, n. 30.12.1913, cc. Dulce Giannini, n. 11.10.1915, pais de:

◘ Qn 1301 – MARIA ELVIRA GIANNINI MACHADO, n. 29.08.1945, cc. Moacir, tendo duas filhas.

◘ Qn 1302 – CARLOS ALBERTO GIANNINI MACHADO, n. 23.08.1946, cc. Mariza, pais de:

ө Pn 1885 – Simone.

ө Pn 1886 – Denise.

Zéca e Luísa Feitosa

■ Tn 516 - JOSÉ GIRÃO MACHADO (Zéca), n. 02.08.1918, cc. em 08.08.1953, com Luísa Feitosa Machado, filha de Francisco Alves Feitosa e Nazaré dos Anjos Feitosa, n. 08.08.1930, pais de:

◘ Qn 1303 – MARIA LÚCIA FEITOSA MACHADO, n. 22.06.1954, viúva.

◘ Qn 1304 – DOMINGOS SÁVIO FEITOSA MACHADO, n. 22.06.1955, casado.

◘ Qn 1305 – JOSÉ GIRÃO MACHADO FILHO, n. 11.01.1957, solteiro.

◘ Qn 1306 – MARIA DA CONCEIÇÃO FEITOSA MACHADO, n. 10.12.1958, formada em Medicina, todos nascidosem Porto Velho, Rondônia.

■ Tn 517 – MARIA AUGUSTA GIRÃO NOBRE, n. 23.10.1923, e f. 04.01.1999, de prendas domésticas, cc. Expedito Girão Nobre, cabeleireiro, f. 1981, com quem teve os filhos: (Ver Tn 509 deste Capítulo)

◘ Qn 1307 – JOSÉ ESTELMO GIRÃO NOBRE, comerciante, casado, com filhos e netos…

◘ Qn 1308 – JOSÉ ESTÊNIO GIRÃO NOBRE, falecido, vítima de uma explosão.

■ Tn 517.1 – Do segundo matrimônio de Maria Augusta com Raimundo Milton Coelho Lima, n. 29.10.1912 e f. 01.07.1985, comerciante, nasceram os filhos:

◘ Qn 1309 – FRANCISCO MILTON GIRÃO LIMA (Bitinho), n. 11.04.1938 e f. 01.08.1950.

◘ Qn 1310 – JOSÉ NILTON GIRÃO LIMA, n. 16.03.1952 e f. 05.03.1983, comerciante, solteiro.

◘ Qn 1311 – CLARA SEMIRAMES LIMA BENÍCIO, n. 10.06.1970, funcionária pública, cc. José Benício Rodrigues Júnior, funcionário público.

◘ Qn 1312 – CLEITON SEMIR LIMA BUSTAMANTE, n. 16.06.1978, Auditor Fiscal de Fortaleza, cc. Elizabeth Santiago Cavalcante Bustamante, n. 04.07.1982, funcionária pública, pais de:

ө Pn 1887 – Bianca Santiago Cavalcante Bustamante, n. 21.09.1999.

ө Pn 1888 – Alan Sávio Lima Benício, n. 05.02.2001, estudante.

◘ Qn 1313 – SAMIA LIMA SANTOS, n. 10.01.1987, estudante, solteira.

◘ Qn 1314 – ISABEL ARMÊNIA GIRÃO LIMA, n. 09.06.1972, de prendas domésticas, cc. Elcy Patrício Viana, n. 28.08.1956, pais de:

ө Pn 1889 – Alexandro Lima Viana, n. 08.03.1985, universitário, solteiro.

ө Pn 1890 – Fábio Lima Viana, n. 13.04.1982, gerente de vendas, solteiro.

ө Pn 1891 – Patrícia Lima Viana, n. 08.01.1983, solteira.

◘ Qn 1315 – MARINÊS GIRÃO LIMA, n. 21.04.1964, de prendas domésticas, mãe de:

ө Pn 1892 –Adriana Nívia Girão Lima, n. 06.06.1979, vendedora, mãe de:

 

◙ Hxn 1145 – Pedro Gabriel Girão Almeida, n. 18.08.2003.

ө Pn 1892.1 – Andrea Girão Lima, nascida em 1981, estudante, solteira.

◙ Hxn 1145 – Pedro Gabriel Girão Almeida, n. 18.08.2003.

◘ Qn 1316 – ANDRÉA GIRÃO LIMA, nascida em 1981, estudante, solteira.

◘ Qn 1317 – Edania Girão Lima, n. 23.11.1983, estudante, solteira.

 

■ Tn 518 – MARIA JUSTA GIRÃO MACHADO, n. 06.08.1916 e f. 17.07.2005, cc. José Augusto Padilha, sem filhos.

Lourdes Girão Machado e Júlio Carneiro

■ Tn 519 – MARIA DE LOURDES GIRÃO MACHADO, n. 12.08.1920 e f. 11.09.1991, modista e de prendas domésticas, cc. Júlio Carneiro da Silva, n. 29.01.1914 e f. 17.09.1977, comerciante, pais de:

◘ Qn 1318 – WILTON MACHADO CARNEIRO, n. 19.04.1945, graduado em Direito pela UFC, Advogado militante por vários anos, tendo ingressado na Magistratura Estadual por concurso e exerce atualmente as atividades de Juiz de Direito, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública do Estado do Ceará. É solteiro. Por ser um veterano magistrado, brevemente estará ocupando uma das Cadeiras de Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará.

WILTON MACHADO CARNEIRO – Um Juiz bem sucedido

“Como os seus primos magistrados, Celso Girão, José Cláudio Carneiro e Guilherme Girão, Wilton é verdadeiramente intransigente quando se trata de reconhecer a igualdade de direito de cada um e fazer cumprir as regras prescritasem lei. Wilton Machadoé um exemplo dentro da Magistratura. Implacável com o comportamento antijurídico, chega a ser severo em zelar pelas leis do nosso País, onde, lamentavelmente, a impunidade é uma constante.

Encaminhando-se para a Magistratura muito cedo, Wilton precisou esperar dois anos para poder assumir as funções do seu cargo, tendo sido considerado, por isso, o juiz mais jovem a ingressar no Poder Judiciário, onde é verdadeiramente estimado, não só nos altos escalões, como entre seus pares, sem falar na consideração e estima que lhe dispensam seus auxiliares.

De personalidade atraente, primando pela elegância, o Dr. Wilton é uma constante nos encontros de Magistrados, tanto a nível estadual como federal. Inúmeros são os seminários, simpósios e congressos de Magistratura de que tem participado, onde sempre se destaca principalmente pelo seu acentuado senso de sociabilidade, o que, diga-se de passagem, lhe valeu, dado pelo então Desembargador Cláudio Santos, o título de “Príncipe da Magistratura”, elogia que o próprio Wilton gostaria de haver feito, antes, ao seu brilhante colega, então Ministro do Superior Tribunal Federal.

Sustenta o Desembargador João Antonio Neto, do Tribunal de Justiça do Estado do Mato grosso, que “juiz” não pode ter amigos e os únicos seriam os das suas sentenças. Provavelmente, o Dr. Wilton Machado Carneiro, com toda vênia, pensa de maneira diferente, porque ele tem um largo círculo de verdadeiros amigos, mas, embora seja, na expressão desse Desembargador, “como os templos e as fontes aonde vão pedir graças para a salvação e água para a sede”, só recebem esses lenitivos àqueles que realmente são os titulares do seu direito, depois de aferido e comprovado na sua balança, em que pesa com rigor e não permite que ninguém se aproprie do que é dos outros, do que não é verdadeiramente seu.

Muito bem preparado para o exercício do seu cargo, Wilton sempre manteve, rigorosamente, o serviço em dia, nas Comarcas sob sua responsabilidade.

Sua brilhante judicatura começou como Juiz Substituto,em Boa Viagem, para cujo cargo foi nomeado em data de 30 de setembro de 1971, assumindo a 1º de outubro do mesmo ano. Nomeado Juiz de primeira entrância a 3 de novembro de 1973, foi promovido para a comarca de Tianguá, de segunda entrância, a 2 de agosto de 1976. De Tianguá, foi promovido para a Comarca de Maranguape, de terceira entrância, a 3 de agosto de 1979. Finalmente, pelo critério de merecimento, foi promovido, em data de 11 de setembro de 1987, para a Comarca de Fortaleza, de entrância especial, assumindo as funções de seu cargo a 16 de setembro do mesmo ano. Hoje é titular de uma das Varas da Fazenda Pública do Estado. Por ser um veterano magistrado, brevemente estará compondo o Colegiado ocupando uma das Cadeiras de Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará.

Qn 1319 – EDÍSIO MACHADO CARNEIRO, n. 06.04.1943, formado em Medicina pela UFC, com especializaçãoem Clínica Geral, com grande projeção no meio da comunidade médica (vide biografia), cc. Martha Maria Girão Carneiro, n. 25.02.1950, formada em Enfermagem pela UECE. (Ver Tn 797 – Capítulo VIII)

Sinopse Biográfica de Edísio Machado Carneiro

“Longe, aqui, o uso da grandiloqüência, que comumente se emprega quando se narra a vida de grandes homens. Este procedimento “desnatura a realidade de suas vidas”. Também, não se pretende elevar ninguém a categoria de semi-deus. Mas esse Médico, o 597º Quadrineto de Antônio José Girão, o fundador da família Girão, no Ceará, tem, na maneira como se dedica à causa da Medicina e na sua simplicidade humana, um alo de especial beleza.

Filho de Júlio Carneiro da Silva e de Lourdes Machado Carneiro, Edísio nasceu em Fortaleza, a seis de abril de 1947. Estudou – como seu irmão Wilton Machado Carneiro, um exemplo de Magistrado verdadeiramente bem sucedido – no Grupo Escolar Dom Manuel, onde terminou o 1º grau, ingressando, posteriormente, no Ginásio Municipal de Fortaleza, no qual concluiu o 2º grau, participando da primeira turma do curso científico formada por aquele tradicional estabelecimento de ensino, que, juntamente com o velho Liceu, educou muita gente ilustre.

Formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará, com conceito excelente de internato, Edísio fez pós-graduação no Hospital dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro. Bom aluno durante todo o curso médico, foi logo escolhido pelo professor Célio Brasil Girão, para trabalhar na sua UTI, onde, segundo ele, recebeu valiosa orientação do renomado cardiologista, ali permanecendo durante três anos. Em julho de 1975, iniciou suas atividades na UTI de Messejana, local no qual trabalhou durante duas décadas. Na UTI do Instituto Dr. José Frota, por onde se aposentou, exerceu seu difícil mister desde setembro de 1976, e, por mais de uma década, prestou serviços na UTI do Hospital Batista, tendo recebido, merecidamente, carta de elogios de sua direção, por duas vezes. Por ocasião do ano de 1989, essa personalidade fulgurante das Unidades de Terapia Intensiva foi Chefe da Emergência do Hospital de Messejana, ao qual ainda é vinculado.

Na dedicação, competência e na bondade com que trata os enfermos sob seus cuidados médicos, preferencialmente os mais idosos e humildes, pouco importando a situação econômica de cada um, Edísio Machado Carneiro, não encontra quem o exceda em abnegação, atenção e desvelo. Esta, uma das provas de que Deus fez o homem à sua semelhança”. São filhos do casal:

ө Pn 1893 – Marcelo Girão Carneiro, n. 10.12.1977, formado em Engenharia pela UFC, é um jovem verdadeiramente brilhante. Com os seus 18 anos, conquistou no ITA o 4º lugar em todo o Brasil e, aqui no Ceará, passou no 1º lugar pra Medicina, além de Odontologia. Ingressou na AMAN, no 1º lugar, sendo considerado o melhor aluno do curso. É casado com Lara Matos Rebouças, formada em Medicina pela UFC.

ө Pn 1894 – Renata Girão Carneiro, n. 09.05.1979, bacharelada em Direito pela UNIFOR, solteira.

ө Pn 1895 – Eduardo Girão Carneiro, n. 01.05.1981, bacharelado em Direito pela UNIFOR, solteiro.

◘ Qn 1320 – LUCINEIDE MACHADO CARNEIRO BESSA, n. 11.01.1944, modista, cc. Dário Russo Bessa, filho de Mário de Holanda Bessa e Adelaide Russo Bessa, pais de:

ө Pn 1896 – Darcineide Carneiro Bessa, n. 07.09.1960, funcionária pública estadual, solteira.

ө Pn 1897 – Danilo Carneiro Bessa, n. 05.10.1961, universitário, cc. Gil Cilene Sucupira Bessa, pais de:

◙ Hxn 1146 – Júlio Sucupira Bessa, estudante.

◙ Hxn 1147 – Felipe Sucupira Bessa, estudante.

ө Pn 1898 – Denise Carneiro Bessa, n. 27.07.1962, bachareladaem Ciências Jurídicas e Sociais (Direito) pela UNIFOR, advogada e presidente da Cia. de DOCAS do Ceará, solteira.

ө Pn 1899 – Dione Carneiro Bessa Moreira, n. 11.08.1963, funcionária pública estadual, viúva de Sebastião Fernandes Moreira, Escrivão Cartorial do Estado, pais de:

◙ Hxn 1148 – Leonardo Bessa Moreira, n. 18.04.1984, bachareladoem Ciências Jurídicas e Sociais (Direito) e Advogado militante, solteiro.

◙ Hxn 1149 – Lidiane Bessa Moreira, n. 26.08.1988, universitária em Administração de Empresas, solteira.

■ Tn 520 – MARIA STELA GIRÃO MACHADO, n. 17.10.1926, de prendas domésticas, cc. Clovis de Araújo Janja, n. 04.08.1892 e f. 23.07.1985, Engenheiro Agrônomo, pais de:

◘ Qn 1321 – JANETE GIRÃO RODRIGUES, n. 07.07.1951, Pedagoga, formada pela UECE e professora, cc. Warner Jorge Rodrigues, n. 27.03.1954, funcionário público federal, pais de:

ө Pn 1900 – Karin Virginia Rodrigues Giglio, n. 20.04.1973, formada em Letras pela UECE, Atriz, bailarina e coreógrafa, cc. André Luís Giglio, n. 22.04.1973, Engenheiro Químico formado pela UFBA, pais de:

◙ Hxn 1150 – Luís Filipe Rodrigues Giglio, n. 30.11.2004.

ө Pn 1901 – Yalan Warner Girão Rodrigues, n. 22.01.1976, formado em Administração pela UECE e acadêmico de Direito da UNIFOR, cc. Simone do Prado Brasil Girão, formada em Turismo, pais de:

◙ Hxn 1151 – Ana Carolina do Prado Brasil Rodrigues, n. 06.06.2004, estudante.

◘ Qn 1322 – JAIR GIRÃO MACHADO, n. 04.11.1952, comerciante, cc. Vera Lúcia Araújo Girão, n. 25.05.1960, comerciante, pais de:

ө Pn 1902 – Tatiane Araújo Girão, n. 27.09.1978, Professora, cc. Marcelo barros, n. 12.08.1971, sargento do Corpo de Bombeiros do Ceará, pais de:

◙ Hxn 1152 – Marcelo Victor Girão Barros, n. 27.09.2001.

ө Pn 1903 – Jair Girão Machado Filho, n. 17.08.1981, vendedor comercial, cc. Fângela Maria de Almeida Girão, n. 31.01.1984.

Qn 1323 – JANICE GIRÃO PORTO, n. 12.07.1954, de prendas do lar, cc. Roberto Rufino Porto, 01.07.1956, comerciante, pais de:

ө Pn 1904 – Rodrigo Girão Porto, n. 08.03.1986, universitário de Informática, cc. Inês Mara Rocha Mota Girão, pais de:

◙ Hxn 1153 – Rafael Mota Girão, estudante.

◙ Hxn 1154 – Naiara Beatriz Mota Girão, estudante.

ө Pn 1905 – Ronaldo Girão Porto, n. 02.02.1982, solteiro.

ө Pn 1906 – Jadir Girão Machado, cc. Tereza Cristina Gondim Girão Machado, de prendas do lar, divorciados, pais de:

◙ Hxn 1155 – Michelle Gondim Girão Machado, formada em Turismo.

◙ Hxn 1156 – Priscilla Gondim Girão Machado.

◙ Hxn 1157 – Kelly Gondim Girão Machado.

ө Pn 1907 – Do segundo matrimônio de Jadir com Luizinete Pereira Sales, n. 18.04.1974, Secretária Executiva, nasceu o filho:

◙ Hxn 1158 – Michel Sales Girão, n. 15.07.2000, estudante.

◘ Qn 1324 – JAIRO GIRÃO MACHADO, n. 05.07.1956, Engenheiro Civil formado pela UFC e bacharelado em Direito pela UNIFOR, cc. Yaysnaya Pollyana Holanda Girão Machado, falecida, pais de:

ө Pn 1908 – Jéssica Holanda Girão Machado.

ө Pn 1909 – Jairo Girão Machado Filho, n. 15.03.1989, estudante.

◘ Qn 1325 – JANSTEL LUÍS GIRÃO MACHADO, n. 05.05.1958, gêmeo de Jamestel Luís, solteiro.

◘ Qn 1326 – JAMESTEL LUÍS GIRÃO MACHADO, n. 05.05.1958, gêmeo de Janstel, cc. Fátima, pais de:

ө Pn 1910 – Denis Girão Machado.

● Bn 182 – TERTULIANO DE ASSIS GIRÃO (Terto), n. 22.04.1887 e f. 17.06.1969, comerciante, cc. Maria das Dores Guerra Girão, n. 14.08.1888 e f. 10.02.1993, de prendas domésticas, pais de: 7 filhos.

■ Tn 521 – MARIA ANUNCIADA GUERRA GIRÃO DE ALMEIDA, n. 30.07.1923, cc. João Carlos de Almeida, n. 02.12.1923, pais de:

◘ Qn 1327 – OTACÍLIO GIRÃO DE ALMEIDA, n. 07.04.1946, engenheiro civil, formado pela UFC, pai de:

ө Pn 1911 – Elânia Régia Lopes Girão, formada em Enfermagem, solteira.

◘ Qn 1328 – OCÉLIA MARIA GIRÃO CARROSINI, n. 14.02.1949, cc. Francisco Carrosini Filho, n. 15.08.1956, motorista autônomo, pais de:

ө Pn 1912 – Fabiana Girão Carrosini, n. 06.07.1980, formada em Enfermagem pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (UMES-SP), solteira.

ө Pn 1913 – Fernanda Girão Carrosini, n. 16.04.1982, formada em Jornalismo pela Universidade Paulista (UNIP), solteira.

ө Pn 1914 – Fernando Girão Carrosini, n. 17.04.1984, filho especial, solteiro.

◘ Qn 1329 – RAIMUNDO OTÁVIO GIRÃO DE ALMEIDA, n. 08.08.1947, comerciante, cc. Marlene Vanderlei Almeida, 02.08.1954, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 1915 – Crisleide Vanderley Almeida, n. 22.02.1982, universitária cursando Pedagogia e Promotora de Vendas, solteira.

ө Pn 1916 – Alessandro Vanderley Almeida, n. 11.03.1981, formado em Licenciatura em Matemática pela UNEAL, solteiro.

ө Pn 1917 – Misleyde Vanderley Almeida, n. 09.02.1987, universitária com Licenciatura em Matemática pela UNEAL e Promotora de Vendas, solteira.

ө Pn 1918 – Alanderson Vanderley Almeida, n. 24.03.1992, estudante, solteiro.

◘ Qn 1330 – ODACÍLIA.

◘ Qn 1331 – OLINDINA.

◘ Qn 1332 – ANTÔNIO ODÁLIO GIRÃO DE ALMEIDA, n. 15.07..1953, Geógrafo, graduado em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), especialista em Economia de Mercado Agrícola; coordenador do Sistema Nacional de Informação de Mercado Agrícola – SIMA – CONAB do Ministério da Agricultura; Assessor Técnico das Centrais de Abastecimento do Ceará S/A – CEASA-CE; Professor da Universidade Estadual ale do Acaraú – UVA – Cursos Seqüenciais e Graduação, cc. Ana Maria Gondim Rocha de Almeida, n. 30.07.1952, com Curso de Ensino Médio, pais de:

ө Pn 1919 – Dyana Gondim Rocha de Almeida Dias Siqueira, n. 12.05.1974, pré-vestibulanda, cc. Edvar Dias Siqueira, n. 14.07.1959, cursando Ciências Contábeis na UECE e funcionária do Banco Bradesco, pais de:

◙ Hxn 1159 – Camila Gondim Dias Siqueira, n. 26.04.1991, estudante.

◙ Hxn 1160 – Leonardo Gondim Dias Siqueira, n. 28.07.1998, estudante.

ө Pn 1920 – Luciana Gondim Rocha de Almeida, n. 16.10.1980, graduada em Administração de Empresa pela UECE, com Formação e Titulação em Docência – PFTD pela Faculdade Católica de Fortaleza Stella Maris – FCSM e Mestranda em Logísticaem Pesquisa Operacional pela UFC.

■ Tn 521.1 – ALFREDO GUERRA GIRÃO, n. 25.02.1924, filho especial, solteiro.

Judite - Jairo Walter Família

■ Tn 522 – JUDITE BEZERRA LEMOS, n. 08.06.1926, cc. Guálter Lemos Filho, n. 22.07.1923 e f. 11.10.1972, pais de:

◘ Qn 1333 – JAIRO WALTER BEZERRA LEMOS, n. 13.04.1951, cc. Ivonete Alexandre Lemos, n. 17.09.1960, pais de:

ө Pn 1921 – Edja Lemos Alexandre, n. 25.09.1977, com filhos.

ө Pn 1922 – Jairo Gualter Lemos Alexandre, n. 18.10.1979.

◘ Qn 1334 – MARIA LEDA BEZERRA LIMA, n. 08.07.1955.

■ Tn 523 – RUTH GIRÃO MOTA, n. 20.07.1928, de prendas domésticas, cc. Alcino Correia Mota, n. 07.10.1926, Contador e comerciante em Maranguape, pais de:

◘ Qn 1335 – ELOÍSA GIRÃO MOTA, n. 09.01.1949, Administradora de Empresas.

◘ Qn 1336 – ELIETE GIRÃO MOTA LIRA, n. 15.10.1951, Professora, cc. Leiderval Oliveira Lira, n. 17.09.1947, pais de:

ө Pn 1923 – Glena Mota Lira, n. 06.12.1971, funcionária pública, cc. Glaydson – separados – sem filhos.

ө Pn 1924.1 – Em segunda união de Glena, com Francisco Camurça Lima Neto, n. 16.03.1967, produtor artístico, teve o filho:

◙ Hxn 1161 – Enzo Mota Lira Camurça, n. 17.07.1992, estudante.

ө Pn 1925 – Leiderval Mota Lira, n. 15.11.1973, supervisor de vendas, cc. Patrícia Rebeca Amorim Lessa, Pedagoga, n. 04.12.1977, pais de:

◙ Hxn 1162 – Kauan Izaac Lessa Mota, n. 17.07.2003.

ө Pn 1925.1 – Com Michely Magalhães Mota, n. 00.07.1976, Fisioterapeutaria, tiveramleza, .1988, pais de:, nasceu a filha:

◙ Hxn 1163 – Laíres Magalhães Mota, n. 07.01.1997, estudante.

ө Pn 1925.2 – Com Aline Rodrigues Sampaio, Pedagoga e bancária, nasceu a filha:

◙ Hxn 1164 – Ana Clara Rodrigues Mota, n. 18.05.2001, estudante.

ө Pn 1926 – Júlio César Moura de Oliveira, n. 27.03.1972, Geógrafo e funcionário público.

ө Pn 1927 – Lourena Mota Moura de Oliveira, n. 07.08.1976, promotora de vendas, cc. Roberto Sandro Martins Farias, n. 31.08.1961, pais de:

◙ Hxn 1165 – Caio Mota Martins Farias, n. 10.10.1997, estudante.

◘ Qn 1337 – EDNA GIRÃO MOTA, n. 27.12.1952, comerciante, solteira.

◘ Qn 1338 – ENEIDA GIRÃO MOTA, n. 11.06.1957, comerciante, solteira.

◘ Qn 1339 – ALCINDO CORREIA MOTA JÚNIOR, n. 06.04.1961, relações publicas, solteiro.

◘ Qn 1340 – ELANE GIRÃO JABORANDY DE MATTOS DOURADO, n. 13.07.1963, Pedagoga e funcionária pública, cc. Sérgio Maurício Jaborandy de Mattos Dourado, n. 25.06.1961, oficial reformado da Marinha Mercante do Brasil e Engenheiro Mecânico, sem filhos.

◘ Qn 1341 – ARLINDO GIRÃO MOTA, n. 13.05.1965, comerciante, cc. Tácia Maria Ferreira Braga, n. 26.01.1957, professora e Advogada (divorciados), pais de:

ө Pn 1928 – Lucas Braga Mota, n. 03.12.1989.

◘ Qn 1341.1 – Em segunda união de ARLINDO com Caroline Cordeiro Cavalcante, n. 01.07.19.1959, nasceram:

◙ Hxn 1166 – Diego Cavalcante Mota n. 00.04.2002.

◙ Hxn 1167 – Davi Cavalcante Mota, n. 18.08.2005.

◘ Qn 1342 – ARNALDO GIRÃO MOTA, n. 02.12.1966, graduadoem Ciências Contábeis pela Universidade de Fortaleza, solteiro.

■ Tn 524 – VILANI GUERRA GIRÃO DE CASTRO, funcionária pública aposentada, cc. João Mendes de Castro – falecido, pais de:

◘ Qn 1343 – REJANE GIRÃO DE CASTRO, funcionária pública.

◘ Qn 1344 – IONE GIRÃO DE CASTRO, funcionária púlica, Assistente Social e bacharelada em Geografia pela UECE.

◘ Qn 1345 – JOÃO AUGUSTO GIRÃO DE CASTRO, motorista e vendedor autônomo, casado, em primeiras núpcias, com Francisca Helenir da Silva Leite, pais de:

ө Pn 1929 – Priscila da Silva Girão, n. 21.02.1982, funcionária pública e universitária do Curso de Pedagogia da UECE.

ө Pn 1930 – Polyane da Silva Girão, n. 10.06.1984, vendedora autônoma, cc. Antonio Jaime Gomes Sampaio, Pintor Serigráfico.

◘ Qn 1345.1 – Em segundas núpcias, JOÃO AUGUSTO uniu-se a Maria do Socorro Paula de Oliveira Girão, Professora, tendo as filhas:

ө Pn 1931 – Sinara de Paula Girão, n. 27.03.1995, estudante.

ө Pn 1932 – Sarah de Paula Girão, n. 14.02.1999, estudante.

◘ Qn 1346 – DIONE GIRÃO MENESES, Professora, cc. José Erivardo Batista de Meneses, Assistente Administrativo e universitário do Curso de Educação Física da UVA, pais de:

ө Pn 1933 – Elthon Girão Meneses, n. 17.11.1992, estudante.

◘ Qn 1347 – ROGÉRIO GIRÃO DE CASTRO, motorista e vendedor autônomo, casado em primeiras núpcias com Lucy Meire Evangelista de Castro, pais de:

ө Pn 1934 – Emilly Evangelista de Castro, n. 08.06.1995, estudante.

ө Pn 1935 – Antonia Evilly Evangelista de Castro, n. 17.04.2001, estudante.

◘ Qn 1348 – JULIANE GIRÃO DE CASTRO, funcionária pública e Corretora de Imóveis.

■ Tn 525 – VASTI GUERRA GIRÃO, n. 15.01.1932, de prendas domésticas, cc. Oscar Garcia Neto, Sargento da PM, pais de:

◘ Qn 1349 – MARIA VALÉRIA GIRÃO GARCIA, n. 21.08.1959, Técnica Química, cc. Severino Akio Yoshino, empresário, pais de:

ө Pn 1936 – Gabriel Girão Yoshino, n. 28.11.1992, estudante em Curitiba – PR.

◘ Qn 1350 – OSCAR VALTER GIRÃO GARCIA, n. 15.08.1960 (gêmeo de Maria Vânia), f. em tenra idade.

◘ Qn 1351 – MARIA VÂNIA GIRÃO GARCIA, n. 15.08.1960 (gêmea de Oscar Valter Girão Garcia), auxiliar de Enfermagem, cc. Manoel Ferreira de Azevedo Filho, n. 17.01.1955, professor universitário, pais de:

ө Pn 1937 – Manuela Girão Garcia de Azevedo, n. 23.01.1987, universitária – Fonoaudiologia/UNIFOR.

◘ Qn 1352 – JOSÉ OSMÍDIO GIRÃO GARCIA, n. 03.11.1961 e f. 18.07.2002, vendedor. Do primeiro casamento com Maria das Graças, de prendas domésticas, nasceu:

ө Pn 1938 – Paulo Victor de Lima Garcia, n. 05.03.1983. Em segundas núpcias, com Ana Rodrigues da Silva, Engenheira Química/UECE, nasceu:

◙ Hxn 1168 – Hosana Rodrigues da Silva Garcia, n. 20.05.1990, estudante.

◘ Qn 1353 – MARIA VILANI GIRÃO GARCIA, n. 14.12.1962, de prendas domésticas, cc. Ricardo Jefferson Ferreira, funcionário público, pais de:

ө Pn 1939 – Henrique Girão Ferreira, n. 26.09.1985, universitário do Curso de Química da FFSA – SP.

ө Pn 1940 – Nathalia Girão Ferreira, n. 06.11.1986, universitária de Ciência da Computação da Faculdade Metodista – São Bernardo do Campo – SP.

ө Pn 1941 – Patrícia Girão Ferreira, n. 02.11.1990 – estudante.

ө Pn 1942 – Giovanna Girão Ferreira, n.13.05.2002.

◘ Qn 1354 – MARIA VILMA GIRÃO GARCIA, n. 09.03.1964 (gêmea com Maria Vanessa), solteira.

Qn 1355 – MARIA VANESSA GIRÃO GARCIA, n. 09.03.1964 (gêmea de Maria Vilma), de prendas domésticas, divorciada de Sérgio Arildo de Lima Cavalcante, pais de:

ө Pn 1943 – Francisco Marcell Garcia Cavalcante, n. 20.06.1981, promotor de vendas, cc. Franciane Mendes Moraes.

ө Pn 1944 – Marcelo Garcia Cavalcante, n. 15.05.1984, Administrador de Empresas formado pela PUC/PR.

◘ Qn 1355.1 – MARIA VANESSA casou-se, segunda vez, com Oscarino Tsuguio Yoshino, bacharelado em Química, tendo a filha:

ө Pn 1945 – Isabel Akemi Yoshino, n. 18.09.1995, estudante em Curitiba – PR.

◘ Qn 1356 – JOSÉ OSMIR GIRÃO GARCIA, n. 01.08.1966, cobrador de ônibus, divorciado de Kátia Maria da Silva, de quem teve o filho:

ө Pn 1946 – Islas Girão Garcia, n. 30.11.1994, estudante.

◘ Qn 1357 – JOSÉ ODAYR GIRÃO GARCIA, n. 30.11.1974, auxiliar de serviços gerais. Do relacionamento com Aparecida Vasconcelos, nasceu a filha:

ө Pn 1947 – Beatriz Vasconcelos Garcia, n. 03.01.1999, estudante.

◘ Qn 1357.1 – De um segundo relacionamento de ODAYR com Marcela Teixeira teve a filha:

ө Pn 1948 – Yasmin Teixeira Garcia, n. 31.08.2003.

■ Tn 526 – JUDÁ GUERRA GIRÃO, n. 05.02.1934, bancário aposentado do Banco do Brasil, cc. (em primeiras núpcias) Maria Gonçalves de Carvalho (Nenê), pais de:

Qn 1358 – JANETE GONÇALVES GIRÃO LIMA, n. 01.02.1961, funcionária pública municipal, Assessora Parlamentar na Assembléia Legislativa do Estado, viúva de Luís Orlando Lima, n. 23.12.1952, Engenheiro Mecânico, Auditor do Ministério da Saúde, pais de:

ө Pn 1949 – Rafael Girão Lima, 25.09.1985, universitário de Direito da UNIFOR, solteiro.

ө Pn 1950 – Raquel Girão Lima, n. 27.02.1989, estudante, solteiro.

◘ Qn 1359– JUMÁRIO GONÇALVES GIRÃO, cc. Andréa

◘ Qn 1360 – JUDAMAR GONÇALVES GIRÃO, f. solteiro.

◘ Qn 1361 – JANEIDE GONÇALVES GIRÃO, n. 27.04.1965, comerciante, cc. Fernando Antônio Cavalcante Lopes, n. 01.11.1961, comerciante e Engenheiro Civil, pai de:

ө Pn 1951 – Renata Girão Cavalcante, n. 15.07.1988, estudante, solteira.

ө Pn 1952 – Fernanda Girão Lopes, n. 09.06.1993, estudante, solteira.

ө Pn 1953 – Thaís Girão Lopes, n. 15.12.1998, estudante, solteira.

◘ Qn 1362 – JUCILENE GONÇALVES GIRÃO, n. 25.11.1966, formada em Pedagogia pela UECE, cc. Paulo Rodrigues Galvão, comerciante ligado à área de Distribuição de Alimentos.

■ Tn 526.1 –  Em segundas núpcias Judá casou-se com Ana Maria Façanha Leitão, n. 19.01.1950, de quem não teve filhos.

N 40 – PORFÍRIO HENRIQUE GIRÃO, n. 16.02.1850, f. 04.03.1905. Homem de notável projeção na sua terra e de excepcional aprumo moral. Casou-se a primeira vez com Dorotéia Henrique Girão (Ver N 16 – Capítulo II), sem filhos; e a segunda, com Firmina Damasceno Girão, n.25.09.1863 (Ver N 63 – Capítulo VI), da qual teve duas filhas:

● Bn 182 – LUDGERA HENRIQUE GIRÃO, n. 23.02.1882, cc. seu tio Luís Eduardo Girão (Lulu). Homem deveras estimado em Morada Nova, pela postura íntegra e respeitosa. Foi, por diversas vezes, Delegado de Polícia da cidade. O casal não teve filhos legítimos, mas adotou o menino Lauro Ferreira Gomes (Laurinho), como era chamado o ex-funcionário da Prefeitura Municipal de Fortaleza que se casou com Maria Isabelinha Gomes, esta criada pela família de Sousa Girão. Deste casal nasceram vários filhos, dentre eles Fernando Ferreira Gomes Girão (Fernandinho), exercendo assessoria no Parlamento em Brasilia – DF.  (Ver N 51 deste Capítulo)

● Bn 183 – MARIA CARMÉLIA GIRÃO (Sinhá), n. 19.02.1885, f. 14.04.1916, cc. Cipriano Monteiro Maia, pais de (além de outros falecidos em tenra idade): – 4 filhos:

■ Tn 527 – VILMAR GIRÃO MAIA, n. 27.06.1908. Foi nomeado Prefeito Municipal de Morada Nova no período de1934 a 1936 pelo então interventor do Estado do Ceará, na época Carneiro de Mendonça. Como funcionário público federal ocupou vários cargos de confiança no DNOCS, por onde se aposentou. Era casado com Maria Stela Girão Maia, n. 02.02.1913, filha de Antônio Eduardo Girão e Felícia Amélia Carneiro (Ver Bn 245 deste Capítulo), pais de:

◘ Qn 1363 – STÊNIO WILMAR GIRÃO MAIA, n. 14.09.1937, falecido, gêmeo de Stélio, pai de:

ө Pn 1954 – Francisco Ronaldo Girão do Nascimento, n. 27.08.1975, formadoem Ciências Contábeis e integra o Quadro da Polícia Rodoviária Federal, por concurso.

◘ Qn 1364 – STÉLIO WILMAR GIRÃO MAIA, n. 14.09.1937 (gêmeo de Stênio), graduado em Geografia pela UFC, cc. Maria Ésia de Oliveira Girão Maia, n. 27.09.1951, pós-graduadaem Planejamento Educacional, pais de:

ө Pn 1955 – André de Oliveira Girão Maia, n. 16.04.1979, graduado em Matemática e Física, com Mestrado em Física.

ө Pn 1956 – Alex de Oliveira Girão Maia, n. 21.12.1985, universitário em Curso de Ciências Sociais.

◘ Qn 1365 – WILMA MARIA GIRÃO BEZERRA, n. 02.04.1945, falecida, com formação no Ensino Médio Pedagógico. Era casada com Gérson Bezerra Lima, n. 24.08.1940, funcionário aposentado do Banco do Brasil em Fortaleza, pais de:

ө Pn 1957 – Wagner Girão Bezerra, n. 24.12.1970, formado em Administração de Empresas, cc. Naiana Maria Lima Girão Bezerra, n. 08.08.1976, formada em Pedagogia.

◘ Qn 1366 – WILMAR GIRÃO MAIA FILHO, n. 02.08.1946, formado em Medicina pela UFC, divorciado do primeiro casamento, do qual teve três filhos:

ө Pn 1958 – Eduardo Castelar Girão, n. 29.04.1975, formada em Administração de Empresas, cc. Débora Lima de Oliveira, Engenheira de Alimentos.

ө Pn 1959 – Marco Antônio Castelar Girão, n. 18.02.1979, pais de:

◙ Hxn 1169 – Maria Eduarda Oliveira Girão, n. 19.10.2005.

ө Pn 1960 – Ricardo Castelar Girão, n. 18.04.1980, pai de:

◙ Hxn 1170 – Mariana Madureira Rosa Castelar Girão, n. 06.09.2000 (gêmea de Ricardo).

◙ Hxn 1171 – Ricardo Madureira Rosa Castelar Girão, n. 06.09.2000 (gêmeo de Mariana).

■ Tn 528 – CLÉLIA GIRÃO MAIA, n. 11.10.1909, cc. Eduardo Girão Sobrinho. Sem filhos, mas adotou como filha:

Qn 1367 – WILMA GIRÃO NOBRE MAIA, n. 31.12.1939. cc. José Maria Cordeiro de Castro (Ver Bn 229 deste Capítulo, Tn 113 Capítulo II e Qn 242 Capítulo II)

Wanderley Girão ao lado dos irmãos: Clélia, Raimundo Girão Maia e Wilmar Girão

■ Tn 529 – WANDERLEY GIRÃO MAIA, n. 17.12.1910 e f. 18.11.2005. Bacharel em Direito, Delegado de Polícia de Carreira de Fortaleza, função que exerceu com orgulho, proficiência e zelo por quase três décadas, sendo considerado o Decano da Classe e Delegado Padrão pelos seus colegas da Pasta. Casado em primeiras núpcias com Maria Antonieta Siqueira de Girão Maia, filha de Júlio Siqueira, e em segundas núpcias com Maria Dolores.

WANDERLEY GIRÃO MAIA (Delegado Padrão)

Nascido em 17 de dezembro de 1910,em Morada Nova, berço dos Girões, Wanderley era filho de Cipriano Monteiro Maia e Maria (Sinhá) Girão, esta descendente da heroína e bondosa Firmina Damasceno e do aludido Porfírio, por quem Sousa Girão nutria a mais profunda admiração.

Recebendo os primeiros ensinamentos escolares das professoras Francisca Moreira, Olímpia Linhares de Lima, Rosa Viterbro Lima, Deusdedith Nogueira de Pontes e Maria Lucena, o jovem moradanovense veio para Fortaleza, em data de 28 de janeiro de 1929. Estudou, inicialmente, no Colégio Castelo Branco, concluindo o curso seriado em 1934.

Cursando apenas o primeiro ano na Faculdade de Agronomia, preferiu matricular-se, em 1937, n nossa Escola de Ciências Jurídicas, onde colou grau.

A gloriosa trajetória policial de Wanderley, no entanto, começou muito depois que ele fez o Curso Superior de Polícia, da Academia de Polícia Civil do Ceará, pela qual obteve o título de Delegado Especializado, fazendo, em seguida, o Curso de Investigação Policial realizado na Escola de Polícia Civil do Ceará, sob a orientação do Professor Coriolano Nogueira Costa, da Academia de Polícia do Estado de São Paulo.

“Prepara-te para aquilo que queres ser” era a máxima cuja recomendação Wanderley seguia, à risca. Por isso, fez ainda o Curso de Relações Públicas no Departamento federal de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.

Bem preparado para trilhar os caminhos da vida, Wanderley Girão, em 1942, advogouem sua Terra Natalaté 1949, retornando à Fortaleza, a fim de ser nomeado Delegado de Ensino, da Secretaria de Educação e Cultura, cargo que deixou depois de um ano, para ser nomeado Delegado de Ordem Política e Social, da Secretaria de Segurança Pública. Voltou, porém, à Secretaria de Educação, mas já como Consultor Jurídico. Foi advogado do antigo SERVILUZ e, juntamente com o companheiro de escritório, Dr. Agapito dos Santos Sátiro, militava no Fórum da Capital.

Mas, a idéia fixa de ser um policial civil exemplar nunca saiu da mente e do coração magnânimo de Wanderley. Para esse mister ele tinha verdadeiramente se preparado e consagrado boa parte de seus esforços.

Havia, também, o exemplo do tio “LULU”, que fora Delegado por muitos anos, mais precisamente 40 anosem Morada Nova, pelo qual, não só ele, mas toda a família Girão sentia admiração e estima. Um protótipo de criatura humana, também um Delegado modelo, em que o discípulo haveria de se espelhar.

Voltar à Polícia Civil era, para Wanderley, um verdadeiro “imperativo categórico”, ser novamente um policial, não pelo anseio de poder, mas pelo desejo de servir à ordem e segurança públicas, seu principal objetivo de vida. Enfim, via nessa atividade profissional a melhor maneira de ser útil à coletividade.

Com essa visão do bem acima dos olhos, aquele que se tornaria “O DECANO DOS DELEGADOS DE POLÍCIA DO CEARÁ”, voltou à Secretaria de Segurança Pública, a fim de ser nomeado Delegado do Segundo Distrito Policial, onde permaneceu até 1983, ano em que obteve a sua aposentadoria.

Contudo, a brilhante carreira de Wanderley, no mundo legal, não sofreu solução de continuidade, pois permaneceu na Policia, mesmo depois de aposentado, exercendo, de maneira exemplar, as funções, primeiramente, de Diretor de Divisão de Inspeção da Corregedoria, na administração do General Assis Bezerra, depois, de Diretor do Regime Jurídico, na gestão do Dr. José Feliciano de Carvalho e, por último, de Assessor de Assuntos Extraordinários do gabinete do titular da Pasta, quando Secretário o Dr. José Renato Torrano.

Enquanto Wanderley esteve à frente da Delegacia do 2º Distrito Policial, fazia de sua Distrital uma vedadei9ra “Corte de Conciliação”, querendo, naturalmente, expressar com isso que ele apaziguava as partes em conflito, resolvendo problemas, solucionando questões de sua circunscrição de maneira pacífica e, quando possível, na base do acordo.

Mas, apesar dos elogios recebidos de seus superiores pela sua conduta humana e a fidelidade com que, geralmente, cumpria seu dever, Wanderley recusava-se executar ordens que pudessem ferir a sua suscetibilidade, ou fossem pouco ética ou emanadas de autoridade despótica. Foi assim, que deixou de cumprir a determinação do tirânico coronel Severino Sombra mandando prender – no momento em que o Sol da Liberdade era obscurecido pelas nuvens negras da ditadura – a jornalística Adísia Sá, estrela maior do jornalismo alencarino; o ex-Deputado e jornalista Blanchard Girão, um dos exponenciais da nossa família e da própria Imprensa, e Armando Vasconcelos, outro radialista de renome. Segundo os ensinamentos do Nazareno, não lhes atirava logo a primeira pedra. Investigava-os com as necessárias cautelas, mas sem deixar de levar em consideração o lado humano.

Autêntico e intimorato, características herdadas dos seus avós, às que se juntam os sábios conselhos do seu tio Lulu, Wanderley desempenhou importantes missões, nas quais eram exigidas “tino policial, discrição e absoluta dedicação”.

Do primeiro casamento, o casal teve o filho único:

◘ Qn 1368 – WANDERLEY GIRÃO MAIA JÚNIOR, n. 14.08.1945, formado em Medicina pela UFC, turma de 1974, na especialidade de Radiologia Geral; Formado em Farmácia e Bioquímica pela UFC, turma de 1970; Curso de Especialização em Medicina do Trabalho pela FUNDACENTRO – BR/DF.  Radicado em Brasília – DF há mais de vinte anos. Fez Residência Médica no Hospital dos Servidores da União – Brasília-DF. Major Médico da Reserva da Aeronáutica. Presta assistência às instituições: Hospital Materno Infantil de Brasília – G.D.F. – DF; Hospital Anchieta de Brasília, de iniciativa privada. É casado com Célia Lúcia Figueiredo de Girão Maia, bacharelada em Direito pela UFC, turma de 1974. É funcionária pública por concurso, prestando serviços no Supremo Tribunal Federal – STF, como Assessora do Ministro Celso de Melo. São pais de:

ө Pn 1961 – Wauley Figueiredo de Girão Maia, universitário.

ө Pn 1962 – Camilla Figueiredo de Girão Maia, universitária.

■ Tn 529.1 – Wanderley (pai) casou-se, segunda vez, com Maria Edelvita Bessa Carvalho, Professora e Coordenadora de Ensino da Secretaria Estadual de Educação do Ceará, sem filhos.

■ Tn 530 – RAIMUNDO GIRÃO MAIA, n. 20.11.1912 em Morda Nova – CE, filho de Cipriano Monteiro Maia e Maria Girão Maia, fazendeiro e comerciante, tendo assumido por várias vezes as funções de Delegado Civil. Casado com Maria Terceiro Chagas Maia, n. 25.02.1920, foi professora e Tabeliã do Cartório de Ofícios de Morada Nova. Do casal nasceram três filhos:

◘ Qn 1369 – MARCUS ANTÔNIO CHAGAS MAIA, n. 11.10.1949, comerciante, cc. Francisca Jocilene Girão de Oliveira Maia, n. 07.05.1954, comerciante, pais de:

ө Pn 1963 – Francisco Wérick de Girão Maia, n. 08.03.1973, funcionário público, cc. Adriana de Abreu Soares, n. 26.05.1971, pais de:

◙ Hxn 1172 – Luiz Eduardo Fernandes de Girão Maia, n. 14.04.1994 (filho do primeiro casamento de Wérick).

◙ Hxn 1173 – João Gabriel Abreu de Girão Maia, n. 07.06.2006.

ө Pn 1964 – Marcus Antonio Chagas Maia Júnior, n. 10.02.1975, comerciante, cc. Cínara Maria Alves dos Santos, n. 30.06.1975, comerciante, pais de:

◙ Hxn 1174 – Marinara Alves Girão Maia, n. 02.06.1995.

ө Pn 1965 – Marcus Henrique de Girão Maia, n. 10.02.1978, comerciário, cc. Maria do Socorro Rabelo Girão, n. 09.01.1979, Assistente Administrativa, pais de:

◙ Hxn 1175 – Maria Beatriz Rabelo Girão, n. 28.07.2004.

◘ Qn 1370 – Jorge Luís Chagas Maia, n. 29.07.1953 e f. 08.06.2002. Bacharel em Direito pela UFC. Foi Advogado e Defensor Público da Comarca de Morada Nova, cc. Rosalina Tomáz Nascimento Maia, n. 19.02.1955, bacharelada em Direito pela UFC e Promotora de Justiça do Estado, pais de:

ө Pn 1966 – Maria Carolina Nascimento Maia, n. 28.01.1986, universitária do Curso de Direito da UNIFOR.

ө Pn 1967 – Raimundo Girão Maia Neto, n. 19.10.1987, universitário do Curso de Administração de Empresas.

◘ Qn 1371 – Sílvia Helena Chagas Maia, n. 30.09.1954, Professora, cc. José Orlando da Costa, n. 19.03.1948, Engenheiro Agrônomo, graduado pela ESAM e Pós-graduadoem Planejamento Agrícola, pais de:

ө Pn 1968 – José Orlando da Costa Filho, n. 28.12.1978, Médico, graduado pela UFC.

ө Pn 1969 – Carlos Emanuel Maia da Costa, n. 18.05.1980, Odontólogo graduado pela UFPB, especialistaem Prótese Dentária e Pós-graduadoem Cirurgia Oral Menor. É casado com Renata Torreão Viana de Melo Costa, n. 22.04.1976, Odontóloga graduada pela UFPB e Pós-graduada em Endodontia e Ortodontia.

ө Pn 1970 – Débora Maia da Costa, nl 15.08.1986, universitário do Curso de Medicina da UFC.

Capitulina

N 41 – CAPITULINA HENRIQUE GIRÃO (Sinhá), segunda mulher do seu primo José Teotônio Machado, f. 12.11.1930, filho de Manuel Antônio Rodrigues do Nascimento Machado e Maria Francisca dos Prazeres, residentes na Vila do Frade, antigo Riacho do Sangue, hoje Jaguaretama (fazenda São Pedro). O casal teve 9 filhos:

● Bn 184 – JOÃO TEOTÔNIO GIRÃO MACHADO, cc. Jacinta Bezerra, sem filhos.

● Bn 185 – LUÍS TEOTÔNIO, f. menor.

● Bn 186 – LUDEMILO TEOTÔNIO MACHADO, cc. Adélia Nobre, professora aposentada, sem filhos, mas adotaram como legítima: (Ver Tn 141 – Capítulo II; Tn 209 – Capítulo III e Tn 875 – Capítulo IX)

■ Tn 531 – LUÍSA DE MARILLAC, cc. João Ubaldo Sales Nunes, pais de: (Ver Tn 141 – Capítulo II e Tn 875 – Capítulo IX)

◘ Qn 1372 – Ludemila Liana Nobre, casada com o paulista João Lino de Oliveira, pais de:

ө Pn 1971 – Natália Nunes Girão.

● Bn 187 – HERÁCLITO TEOTÔNIO MACHADO, f. 15.07.1961, cc.  Ângela de Assis Machado, n. 05.05.1885 – 7 filhos. (Ver Bn 181 deste Capítulo).

● Bn 188 – JOSÉ TEOTÔNIO MACHADO (Zé Machado), cc. Alzira Carneiro Girão. (Ver Tn 478 deste Capítulo).

● Bn 189 – CONRADO TEOTÔNIO MACHADO, n.19.02.1889, cc. Benvenuta Conrado Girão (Néa), n. 24.04.1897 (Ver Bn 227 deste Capítulo)

● Bn 190 – MARIA BRÍGIDA MACHADO, cc. João Cristino de Almeida Machado, pais de:

■ Tn 532 – VALDÍZIO.

■ Tn 533 – VALDEMOR.

■ Tn 534 – VALDERINA.

■ Tn 535 – VALDENOR.

■ Tn 536 – VALDERINA.

● Bn 191 – EDUARDO DUTRA TEOTÔNIO MACHADO, n. 1881 f. 17.06.1910, cc. Maria de Santana Pinheiro, filha de Manuel de Sousa Pinheiro Favela e Ana Rita de Almeida (Ritinha), ambos falecidos na Amazônia, pais de:

■ Tn 537 – JOSÉ EDUARDO PINHEIRO MACHADO (Zeca), casado no Amazonas.

■ Tn 538 – FRANCISCO WALDEMAR PINHEIRO MACHADO, cc. Olinda Pinheiro da Silva, filha do português Silvino Paulino da Silva e Isabel Correia da Silva, pais de:

◘ Qn 1373 – Waldir Pinheiro Machado, Contabilista.

◘ Qn 1374 – Wilson Pinheiro Machado, Economista.

◘ Qn 1375 – Wilmar Pinheiro Machado, Militar.

◘ Qn 1376 – Waldemar Pinheiro Machado Filho, Advogado, Diplomata e Professor Universitárioem Manaus. Era casado e teve muitos filhos.

Obs. – JOSÉ EDUARDO (Zeca) e WALDEMAR contraíram núpcias com moçoilas residentes na região, constituindo família numerosa.

◘ Qn 1377 – Waldelares Pinheiro Machado, Professora diplomada.

◘ Qn 1378 – Waldisa Pinheiro Machado, Odontóloga.

◘ Qn 1379 – Wani Pinheiro Machado, Contabilista.

◘ Qn 1380 – Waneide Pinheiro Machado, Técnica de Ensino.

◘ Qn 1381 – Wanete Pinheiro Machado, Técnica de Ensino.

● Bn 191.1 – Nota: Em 1915, a viúva de Eduardo Dutra emigrou, com seus pais e irmãos, para a Região Amazônica fixando-se às margens do Lago Ancamã – PA.  Francisco Waldemar faleceu, vítima de afogamento nesse Lago e sua Olinda, mulher decidida, transferiu-se para Manaus e, à custa de ingentes sacrifícios, conseguiu criar e formar os filhos.

N 42 – ALEXANDRE EVÊNCIO GIRÃO, n. 28.03.1855, f. 28.03.1936, cc. sua prima Maria José Pessoa Girão (Sinhá), filha de Joaquim José Girão e Ana Angélica Pessoa e Silva (Mulata). (Ver N 92 – Capítulo X). Pais de: 10 filhos.

● Bn 192 – MANUEL EVÊNCIO GIRÃO, casado em primeiras núpcias com Maria Nogueira Conrado, filha de Jacinto Conrado e Cândida Nogueira e, em segundas, com Maria Carneiro, sem filhos.

● Bn 193 – JOAQUIM ALEXANDRE EVÊNCIO GIRÃO (Joaca), n. 14.08.1884, cc. Raimunda Nogueira Girão, n. 22.03.1893, pais de: (Ver Bn 291 – Capítulo VIII)

■ Tn 539 – MARIA MIRTES NOGUEIRA GIRÃO, cc. Leôncio Gomes Saraiva (desquitados), pais de:

◘ Qn 1382 – Francisca Núbia Girão Saraiva.

◘ Qn 1383 – Teresa Neuman Girão Saraiva.

◘ Qn 1384 – Nívea Maria Saraiva Cordeiro, cc. Paulo Humberto Braga Cordeiro, pais de:

ө Pn 1972 – Ana Paula Saraiva Cordeiro.

ө Pn 1973 – Ana Vivian Saraiva Cordeiro.

◘ Qn 1385 – Luci Neila Saraiva Guerreiro, cc. Olivardo Guerreiro de Brito, pais de:

ө Pn 1974 – Leonardo Saraiva Guerreiro.

ө Pn 1974 – Luciana Saraiva Guerreiro.

◘ Qn 1386 – Nádia Maria Girão Saraiva de Almeida, cc. Paulo César de Almeida, pais de:

ө Pn 1975 – Ticiana Saraiva de Almeida.

ө Pn 1976 – Isabela Saraiva de Almeida.

◘ Qn 1387 – Norma Inês Girão de Almeida.

■ Tn 539.1 – MARIA MIRTES casou-se, segunda vez, com Argemiro Xavier de Almeida, cuja descendência é desconhecida.

■ Tn 539.1 – José, f. menor.

■ Tn 539.2 – Nélson, f. menor.

■ Tn 539.3 – Raimundo, f. menor.

■ Tn 539.4 – Alcides, f. menor.

■ Tn 539.5 – Rosalva, f. menor.

■ Tn 539.6 – Maria, f. menor.

■ Tn 540 – Lindalva, f. menor.

■ Tn 541 – MARIA DE LOURDES GIRÃO LIMA, n. 27.09.1924 (falecida), cc. João Nogueira Lima (falecido), pais de:

◘ Qn 1388 – Maria Lourdete Girão Nogueira, cc. João Nogueira Filho (falecido), pais de:

ө Pn 1977 – João Nogueira Neto.

ө Pn 1978 – Sandra Maria Girão Nogueira.

ө Pn 1979 – José Fábio Girão Nogueira.

ө Pn 1980 – Sílvia Helena Girão Nogueira.

ө Pn 1981 – Sâmia Regina Girão Nogueira.

◘ Qn 1289 – Maria Lourdite Girão Lima.

◘ Qn 1390 – José Maria Girão Lima, cc. Aline, pais de:

ө Pn 1982 – Carlos José.

ө Pn 1983 – Alexsandra.

ө Pn 1984 – Lívia.

◘ Qn 1391 – João de Deus Girão Lima, cc. Maria do Socorro de Castro, pais de:

ө Pn 1985 – Elizângela.

ө Pn 1986 – Elivânia.

ө Pn 1987 – João de Deus Lima Júnior.

◘ Qn 1392 – Maria José Girão Lima, cc. Francisco, pais de:

ө Pn 1988 – Felipe.

◘ Qn 1393 – Maria Gorete Girão Lima, mãe de:

ө Pn 1989 – Luana Girão Coelho.

◘ Qn 1394 – Maria Lindete Girão do Vale, cc. José Gerson Sousa do Vale, pais de:

ө Pn 1990 – Lucas Girão do Vale.

ө Pn 1991 – Mateus Girão do Vale.

ө Pn 1992 – Lia Girão do Vale.

◘ Qn 1395 – Maria do Socorro Girão Lima, cc. Diomi, pais de:

ө Pn 1993 – Letícia.

ө Pn 1994 – Larissa.

ө Pn 1995 – Lara.

■ Tn 541.1 –  Maria de Lourdes Girão Lima casou-se, segunda vez, com Pompeu, pais de:

ө Pn 1996 – Marcos Venícius.

ө Pn 1997 – Márcia.

ө Pn 1998 – Vanessa.

■ Tn 542 – FRANCISCA, f. menor.

■ Tn 543 – FRANCISCA DAS CHAGAS, f. menor.

■ Tn 544 – MARIA JOSÉ GIRÃO PEREIRA, n. 27.11.1928 (falecida), cc. Francisco Chagas Pereira, pais de:

◘ Qn 1396 – Rutênio Luiz Girão Pereira, pai de:

ө Pn 1999 – Larissa.

◘ Qn 1397 – Roberto Jorge Girão Pereira (falecido).

◘ Qn 1398 – Regina Coele Girão Pereira.

◘ Qn 1399 – Rosalva Maria Girão Pereira, cc. João Nogueira Neto, pais de:

ө Pn 2000 – João Roberto.

ө Pn 2001 – Márcia Roberta.

■ Tn 545 – JOSÉ HUGO NOGUEIRA GIRÃO, n. 01.04.1930 e f. 04.08.1999, agricultor/marchante, cc. Maria Noeme Saraiva Girão, n. 13.01.1931, costureira modista, pais de:

◘ Qn 1400 – Sebastiana Gláucia Saraiva Girão, n. 20.01.1957, Pedagoga e funcionária pública da ECT, divorciada, mãe de:

ө Pn 2002 – Kamile Girão Façanha, n. 22.01.1993, estudante.

◘ Qn 1401 – José Hélio Saraiva Girão, n. 18.06.1958, Mestre Químico, formado pela UFC e Professor da UECE de Limoeiro do Norte – CE, cc. Selma Suely de Freitas Monteiro Girão, n. 09.12.1959, formada em Enfermagem pela UFC, pais de:

ө Pn 2003 – Hugo Monteiro Girão, n. 01.09.1995, estudante.

◘ Qn 1402 – Joaquim Helder Saraiva Girão, n. 21.09.1960, Mestre Químico, formado pela UFC e Professor da UFRN, cc. Jacqueline Ribeiro, n. 20.05.1960, formadaem Química Industrial e funcionária da Petrobrás, pais de:

ө Pn 2004 – Brenda Ribeiro Girão, n. 03.04.1996, estudante.

■ Tn 546 – FERNANDO WILSON NOGUEIRA GIRÃO, n. 05.07.1931 (falecido), cc. Maria Rita Saraiva Girão, pais de:

◘ Qn 1403 – Carlos Saraiva Girão.

◘ Qn 1404 – Maria de Fátima Saraiva Girão (falecida).

◘ Qn 1405 – Wilson Saraiva Girão.

◘ Qn 1406 – João Saraiva Girão.

■ Tn 547 – JOSÉ MARIA, f. menor.

■ Tn 548 – FRANCISCO DAS CHAGAS, f. menor.

■ Tn 549 – JOÃO BOSCO NOGUEIRA GIRÃO, n. 12.01.1937, cc. Lourdinha Girão, pais de:

◘ Qn 1407 – Regina Célia.

◘ Qn 1408 – Louro.

■ Tn 550 – JOAQUIM MADALENO NOGUEIRA GIRÃO, cc. Maria Neumam Lima Girão, pais de:

◘ Qn 1409 – Ângela Maria Lima Girão.

◘ Qn 1410 – Aíla Maria Lima Girão.

◘ Qn 1411 – Edson Lima Girão.

● Bn 193.1 – AMÂNCIO EVÊNCIO GIRÃO, n. 02.05.1894, cc. Osmilte Saraiva, sem filhos.

● Bn 194 – TIBÚRCIO EVÊNCIO GIRÃO, cc. Eudócia Morais, residentes no Amazonas, pais de:

■ Tn 551 – TERESA DE JESUS GIRÃO, cc. Mário Vieira da Silva, sem filhos.

■ Tn 552 – MARLENE GIRÃO MELO, cc. Aldemir do Vale Melo, professor.

■ Tn 553 – MARIA ELINA, cc. Conrado Simões Morais, pais de:

◘ Qn 1412 – Ana Maria.

◘ Qn 1413 – Rute.

■ Tn 554 – FRANCISCO MORAIS GIRÃO, cc. Rosa Galdino, pais de:

◘ Qn 1414 – Artur Galdino Girão.

◘ Qn 1415 – Washington Galdino Girão.

◘ Qn 1416 – Davi Galdino Girão.

◘ Qn 1417 – Aníbal Galdino Girão.

● Bn 195 – FRANCISCO BORGES GIRÃO, cc. Maria Barbosa Machado Girão, residentes no Amazonas pais de: (entre outros). (Ver Bn 144 – Capítulo IV)

■ Tn 555 – MARIA ROSALINA GIRÃO DE ARAÚJO, professora, cc. Dr. Nélson Antunes de Araújo, pais de:

◘ Qn 1418 – Nélson Amazonas Girão de Araújo, n. 15.09.1965, casado, pai de:

ө Pn 2005 – Ana Carolina Arantes Araújo, casada.

◘ Qn 1419 – Sérgio Girão de Araújo, n. 19.05.1967, Artista Plástico e Taxista autônomo, solteiro.

■ Tn 556 – RAIMUNDO ARQUIMEDES GIRÃO, cc. Amélia de Oliveira Girão, residentes no Amazonas, pais de:

◘ Qn 1420 – Eliezer, f. menor.

◘ Qn 1421 – Socorro de Oliveira Girão.

◘ Qn 1422 – Sheila de Oliveira Girão.

◘ Qn 1423 – Selma de Oliveira Girão.

◘ Qn 1424 – Lana de Oliveira Girão.

◘ Qn 1425 – Jânio de Oliveira Girão.

◘ Qn 1426 – Afrânio de Oliveira Girão.

◘ Qn 1427 – Francisco de Oliveira Girão (Cicí)

■ Tn 557 – GERALDO MACHADO GIRÃO, falecido.

■ Tn 558 – MARÇAL MACHADO GIRÃO, cc. Hermínia Araújo, professora, tiverem uma filha:  (Ver  Bn 147 – Capítulo IV)

● Bn 196 – MARIA DO CARMO GIRÃO DE SOUSA, n. 1888 e f. 01.03.1931, cc. Francisco Carneiro de Sousa, n. 16.07.1879, filho de José Carneiro de Sousa e Cristina Augusta Carneiro Girão, pais de: (o casal ainda acolheu a menor Albertina Girão Lima) (Ver Bn 99 – Capítulo IV), pais de:

■ Tn 559 – RAIMUNDO CARNEIRO GIRÃO, falecido em 24.11.1982, casado a primeira vez com Olindina Girão, e a segunda, com Osana Nogueira Girão, tendo filhos de ambos os matrimônios. Da união com Osana Nogueira Girão nasceram:

◘ Qn 1428 – Maristela Nogueira Girão, funcionária pública federal na área de saúde.

◘ Qn 1429 – Raimundo Auristélio Nogueira Girão, falecido.

◘ Qn 1430 – Maria do Socorro Nogueira Girão, Professora, funcionária pública estadual com funções de destaque na Secretaria Estadual de Educação, por sua competência e desempenho, cc. José Juzaurile Nogueira Maia, pais de:

ө Pn 2006 – Rondinelly Girão Nogueira, formadoem Ciências Sociais, pela UFC.

ө Pn 2007 – Patrícia Girão Nogueira, formadaem Educação Física pela UNIFOR.

ө Pn 2008 – Alexandre Evêncio Girão Nogueira, universitário.

Dados biográficos e curriculares de Socorro Girão:

Maria do Socorro Nogueira Girão (Socorro Girão) é professora formada em Letra (FAFIDAN) e em Pedagogia pela UFC; pós-graduadaem Literatura Luso-Brasileira(UFC) e Planejamento Educacional (UFC). Como profissional de educação, tem boa experiência em sala de aula de 1º e 2º Graus. Implantou o serviço de supervisão escolar nas Escolas do Projeto Irrigado de Morada Nova, além de assumir classes no Colégio Monsenhor e Escola Normal Mª. Emília Rabêlo. O início de sua carreira profissional foi em sua terra natal, o que muito lhe honra.

Em 1976 veio morar em Fortaleza, sendo lotada, como professora, no Liceu do Ceará. Hoje, faz parte do Quadro Técnico da Secretaria de Educação do Ceará. Foi convidada em 1981 para compor a equipe de análise e seleção do Livro Didático – Programa do MEC – pela professora Maria do Socorro Bezerra. Em 1993 assumiu a coordenação desse programa, continuando com a titularidade, acumulando-a com a função de Chefe da Divisão de Material de Ensino e Aprendizagem.

Filha de Raimundo Carneiro Girão e Ozana Nogueira Girão. Socorro fala sempre com muito orgulho de sua família, enaltece a figura de seu pai como uma pessoa íntegra e de uma história digna de admiração e da senhora sua mãe, colocando-a no patamar de honra de uma mulher que foi esteio na construção da família e na educação de seus filhos. Fala dos irmãos de forma carinhosa e reconhece a unidade respeitosa de sua família.

◘ Qn 1431 – José Auristênio Nogueira Girão, Agente de Polícia Federal, cc. Liduina Maia Girão, pais de:

ө Pn 2009 – Suzana Maia Girão.

ө Pn 2010 – Maria Cristina Maia Girão.

ө Pn 2011 – José Auristênio Nogueira Girão Maia.

◘ Qn 1432 – Francisca Maria Nogueira Girão, Assistente Social, cc. Robério Ferreira Lima, pais de:

ө Pn 2012 – Robério Ferreira (Girão) Lima Júnior, n. 06.05.1975, formado em Direito e em Ciências Contábeis, exerce cargo de Oficial de Justiça Federal no estado do Ceará, Cc. em 18.09.2010 com Simone Lopes Soares, n. 26.09.1979, formada em Arquitetura e Urbanismo, trabalha na Souza Neto Engenharia em parceria com a Universidade Federal do Ceará – UFC. Pais de Ivens Soares Girão Lima, com previsão de nascimento para setembro de 2012.

ө Pn 2013 – Kaline Girão Ferreira Lima.

ө Pn 2014 – Rafael Girão Ferreira Lima.

◘ Qn 1433 – Maria de Fátima Nogueira Girão Lima, Professora de Educação Física, cc. Fábio Aguiar Lima, pais de:

ө Pn 2015 – Marília Nogueira Lima.

ө Pn 2016 – Luís Francisco Nogueira Lima.

■ Tn 560 – JOSÉ CARNEIRO GIRÃO LIRA, n. 12.02.1915 e f. 06.03.1989, cc. Maria Anunciada de Sousa, n. 02.02.1924, pais de:

Qn 1434 – Irismar Carneiro de Sousa, n. 24.08.1945.

Qn 1435 – Ilmar Carneiro de Sousa, n. 03.04.1948.

Qn 1436 – Ildete Carneiro de Sousa, n. 10.06.1949.

Qn 1437 – José Ismael Carneiro de Sousa, n. 10.12.1952 (todos nascidos na Fazenda Reforma,em Morada Nova – CE).

Tn 561 – MARIA CARNEIRO GIRÃO, n. 24.01.1912 e f. 21.06.1984, de prendas do lar, cc. Luís Barreto Girão, comerciante, falecido, pais de: (Ver Tn 736 – Capítulo VI e Tn 233 – Capítulo IV).

Qn 1438 – Maria Ivoneide Girão Barreto, n. 27.01.1942, funcionária pública aposentada, cc. Hermano José Carneiro Barreto, n. 17.08.1936 em Quixadá, bacharel em Direito pela UFC – Turma de 1968. Assumiu o cargo de Substituto da Comarca de Caririaçu em setembro de 1972, da qual se exonerou para assumir o cargo de Juiz Substituto do Trabalho da 7ª Região em março de 1973. Foi promovido em 1976 para presidir a Junta de Conciliação e Julgamento de Parnaíba – PI. Aposentou-se na 5ª JCJ de Fortaleza em fevereiro de 1992, pais de: (Ver Tn 233 – Capítulo IV e Tn 736 – Capítulo VI)

ө Pn 2017 – Helder Girão Barreto, n. 01.09.1963, Juiz Federal em Boa Vista, titular da 1ª Vara SJ/RR em Rio Branco – RR.

SINOPSE BIOGRÁFICA DE HELDER GIRÃO BARRETO.

1 – CARREIRA PROFISSIONAL: Juiz Federal com exercício na cidade de Rio Branco – Roraima, titular da 1ª Vara SJ/RR.

2 – FORMAÇÃO SUPERIOR: Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará.

- Mestre em Direito do Estado, pela PUC/SP, aprovado com créditos do Doutorado.

3 – PUBLICAÇÕES:

“Direitos Indígenas: Vetores constitucionais”. Curitiba: Juruá, 2003, 151 p.

“A disputa sobre direitos indígenas”. Brasília: CEJ/Revista do Conselho da Justiça Federal nº. 22, set/2003, p. 63/69.

“O índio diante do sistema jurídico”. Brasília: TRF 1ª Região; Revista nº. 16, março/2004, p. 13/16.

4 – ATIVIDADES PROFISSIONAIS:

1990 A2004 – Professor Assistente da Universidade Federal de Roraima.

11.11.93 a 29.09.98 – Juiz de Direito Titular da Vara de Fazenda Pública da Comarca da Capital do Estado do Roraima.

1998 – Juiz Federal Substituto – Tribunal Regional Federal da 1ª Região (Brasília – DF).

1998 a2001 – Membro do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima, na vaga de Juiz Federal.

1998 a2001 – Diretor do Foro da Seção Judiciária de Roraima.

Maio/2003 a abril/2004 – Diretor do Foro da Seção Judiciária de Roraima.

2003 a2005 – Membro Suplente do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima, na vaga de Juiz Federal.

5 – OUTRAS ATIVIDADES:

1992 a2004 – Membro de Bancas Examinadorasem Concurso Públicopara o cargo de Professor Auxiliar da Universidade Federal de Roraima.

1998 – Membro da Comissão Especial para elaboração de proposta de diretrizes curriculares do Curso de Direito da Universidade federal de Roraima.

1999 – Membro do Conselho Editorial da Revista Norte Jurídico, da Seção Judiciária de Roraima.

2000 – Membro de Bancas Examinadoras de monografias de conclusão do Curso de Bacharelado em Direito da Universidade Federal de Roraima.

2000 – Orientador de Monografias de conclusão do Curso de Bacharelado em Direito da Universidade Federal de Roraima.

2001 – Mentor e responsável pela Cartilha do Júri da Seção Judiciária de
Roraima.

6 – PREPARAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO:

1999 – Participante do Encontro Bahia Minas de Juízes Federais, promovido pela ESMAF/TRF – 1ª Região.

2001 a2002 – Curso de Extensão Universitária – Inglês Instrumental/PUC-SP.

2001 a2003 – Mestrado em Direito do Estado/Direito Constitucional/PUC-SP.

2003 – Expositor no Seminário de Direito Ambiental – Ano V/Conselho da Justiça Federal/CEJ.

2003 – Participante do VII Encontro de Juízes Federais da ESMAF/TRF 1ª Região.

2004 – Palestrante no Simpósio Direito Indígena/Ministério da Justiça/ENAP.

2004 – Palestrante no I Painel Indígena/Ministério da Defesa/1ª Brigada de Infantaria de Selva.

2004 – Participante do II Seminário sobre Lavagem de Dinheiro e Financiamento de Organizações Terroristas/Departamento de Estado/Departamento de Justiça dos EUA/Ministério da Justiça/Brasil.

2004 – Aluno do Curso de Especializaçãoem Desenvolvimento Regional Sustentávele Polít6icas Públicas/Universidade Federal de Roraima.

2004 – Professor da Escola da Magistratura do Estado de Roraima/ESMARR.

2004 – Consultor ad hoc da Revista CEJ/Conselho da Justiça Federal.

2005 – Expositor perante o Grupo de Trabalho da Amazônia/GTAM.

2006 – Palestrante perante o Seminário de Diversidade Cultural/Procuradoria da República; Brasília/DF.

2006 – Expositor

De seu primeiro casamento, os filhos:

◙ Hxn 1176 – Tainá Meneses Barreto, n. 16.06.1988, Acadêmica de Direito das Faculdades Cathedralem Boa Vista – RR.

◙ Hxn 1177 – Inaê Meneses Barreto, n. 04.07.1991, estudante do segundo grau.

◙ Hxn 1178 – Maíra Meneses Barreto, n. 29.08.l993, estudante.

ө Pn 2017.1 –  Em segundas núpcias de Helder com Joselany Neves Girão Barreto, n. 14.06.1977, bacharela em Direito, Assessora Jurídica do Ministério Público do Estado de Roraima, nasceram os filhos:

◙ Hxn 1179 – Júlia Neves Barreto, n. 20.03.2003, gêmeos.

◙ Hxn 1180 – João Pedro Neves Barreto, n. 20.03.2003, gêmeos.

◙ Hxn 1181 – Cecília Neves Barreto, n. 20.07.2004.

ө Pn 2018 – Jorge Luiz Girão Barreto, n. 20.09.1964, exerce o cargo de Juiz Federal, integrante da Magistratura Cearense, titular da 2ª. Vara da Justiça Federal em Fortaleza, cc. Ana Cristina Teixeira Barreto, pais de:

◙ Hxn 1182 – Erick Teixeira Barreto, n. 01.05.1991.

◙ Hxn 1183 – Amanda Teixeira Barreto, n. 25.02.1995.

ө Pn 2019 – Cristina Girão Barreto, n. 07.09.1965, Turismóloga, divorciada, mãe de:

◙ Hxn 1184 – Tâmara Barreto Cidade Silveira, n. 28.01.1982.

◙ Hxn 1185 – Tamires Barreto Cidade, n. 10.06.1987.

ө Pn 2020 – Adriana Girão Barreto, n. 10.06.1968. Médica, solteira.

ө Pn 2021 – Cláudio Girão Barreto, n. 19.04.1970, formado em Ciência da Computação pela UECE e bacharelado em Direito pela Universidade de Natal – RN. Exerce o cargo de Analista de Sistema no TCU em Natal – RN, cc. Diana Maria Soares Machado, pais de:

◙ Hxn 1186 – Ian Machado Barreto, n. 05.02.2002.

ө Pn 2022 – Liliana Girão Barreto, n. 21.09.1973, Odontóloga formada pela UFC, divorciada de Fábio Eduardo Fernandes Silva, pais de:

◙ Hxn 1187 – Eduardo Barreto Fernandes Silva, n. 28.03.2003.

ө Pn 2023 – Paulo José Girão Barreto, n. 19.02.1974. Estudioso de Línguas tornou-se poliglota, possui os Certificados de alemão pelo Instituto Geothe e de proficiência em Inglês pela Universidade de Michigan, solteiro.

● Bn 197 – ÁLVARO EVÊNCIO GIRÃO, n. 24.08.1895 e f. 09.03.1974, cc. Diva Conrado Girão, n. 15.06.1907 e f. em 1999, pais de: (Ver Bn 232 deste Capítulo)

■ Tn 562 – MARIA ARIDNE GIRÃO CARIOCA, n. 20.05.1941, Pedagoga, divorciada de Emmanuel Nodger Fernandes Carioca, n. 08.08.1930, comerciário, sem filhos

■ Tn 563 – DIVA MARIA GIRÃO, n. 20.07.1942, de prendas domésticas, solteira.

■ Tn 564 – MARIA AURISTELA GIRÃO, n. 19.07.1944 e falecida em 1991, cc. Sebastião Vilhena Neto, pais de:

◘ Qn 1441 – Luciana Girão de Vilhena, n. 08.06.1982, Economista formada pela UFC, e Coordenadora Administrativo-financeira da Coordenadoria Especial de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Fortaleza.

◘ Qn 1442 – Alexandre Girão de Vilhena, n. 20.09.1985, bacharelado em de Ciências Contábeis, na FIC.

■ Tn 565 – MARIA AUXILIADORA GIRÃO, n. 04.02.1950, Professora, solteira.

■ Tn 566 – MARIA ALÚCE GIRÃO, n. 25.06.1952, de prendas domésticas, solteira.

● Bn 198 – ANA ELITA GIRÃO, n. 13.08.1897, primeira mulher de Raimundo Regino de Oliveira (Mundico), filho de Francisco Regino de Oliveira e Maria Olindina Campelo, pais de: (Ver Bn 106 – Capítulo IV, Tn 289 e Qn 665 – Capítulo IV)

Tn 567 – FRANCISCO EDSON GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 05.01.1927, cc. Eunice Girão Lima, n. 01.10.1924, pais de: (Ver Tn 611 deste Capítulo)

◘ Qn 1443 – Maria Lúcia Girão de Oliveira, n. 06.01.1952, Professora do Ensino Médio, cc. José Almeida de Oliveira (Eudes), professora e funcionário do Banco do Brasil, aposentdo, pais de:

ө Pn 2024 – Anne Madeleine Girão de Oliveira, n. 28.08.1973, formada em Ciências da Computação pela UNIFOR, mãe de:

◙ Hxn 1188 – Lara Girão Nunes, n. 08.07.2005.

ө Pn 2025 – Tatiane Girão de Oliveira, n. 17.05.1975, formadoem Ciências Contábeis pela UNIFOR, pais de:

◙ Hxn 1189 – Francisco Andrade Teófilo Girão Neto, n. 12.02.1996.

◙ Hxn 1190 – Artur Luís Oliveira Girão, n. 22.03.2004.

ө Pn 2026 – Juliana Girão de Oliveira, n. 24.01.1982, formada em Enfermagem.

ө Pn 2027 – Adriano Girão de Oliveira, n. 07.03.1985, bacharel em Direito – UNIFOR.

◘ Qn 1444 – Raimundo Regino Neto, n. 27.10.1955, comerciante, cc. Rita Augusto de Noronha, n. 07.09.1953, pais de:

ө Pn 2028 – Danielle Maria Noronha Girão, n. 24.01.1981, formadaem Terapia Ocupacional.

ө Pn 2029 – Fernanda Carolina Noronha Girão, n. 11.07.1982, cc. Adriano Paz Pereira, pais de:

◙ Hxn 1191 – Felipe Girão Façanha, n. 05.11.1997.

◙ Hxn 1192 – Adriano Paz Pereira Filho, n. 14.08.2003.

ө Pn 2030 – Luan Fabrício Noronha Girão, n. 19.04.1988, estudante.

◘ Qn 1445 – Francisco Edson Filho, n. 05.12.1962, comerciante, cc. Maria Silvana Soares, n. 16.08.1963, Contabilista, pais de:

ө Pn 2031 – Jeniffer Maria Soares Girão, n. 29.01.1983, formado em Administração.

ө Pn 2032 – Francisco Johnatan Soares Girão, n. 26.07.1984.

ө Pn 2033 – Diana Doffeni Soares Girão, n. 21.11.1986, estudante.

■ Tn 568 – TERESINHA GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 11.11.1929, cc. Francisco Castro de Andrade.

■ Tn 569 – JOSÉ GIRÃO DE OLIVEIRA (Zé do Mundico), n. 23.02.1932 e f. 13.07.2005, comerciante, cc.  Maria Marlene Carneiro Girão, n. 06.04.1932 e f. 22.03.2005, pais de: (Ver Tn 157 – Capítulo II)

◘ Qn 1446 – José Francisco Girão de Oliveira, cc. Lúcia de Fátima Chagas, n. 28.11.1955, pais de:

ө Pn 2034 – Paulo Sérgio Chagas Girão, n.28.09.1984, estudante, solteiro.

ө Pn 2035 – José Girão de Oliveira Neto, n. 05.07.1988, estudante, solteiro.

◘ Qn 1447 – Francisca Jocilene Girão de Oliveira, n. 07.05.1954, comerciante, cc. Marcos Antônio Chagas Maia, n. 11.10.1949, comerciante, pais de:

ө Pn 2036 – Francisco Werik de Girão Maia, n. 08.03.1973, cc. Alexandra Fernandes, pais de:

◙ Hxn 1193 – Luís Eduardo Fernandes Girão.

◙ Hxn 1194 – João Gabriel Abreu de Girão Maia, n. 07.06.2006.

ө Pn 2037 – Marcos Antonio Chagas Maia Júnior, n. 27.05.1975, comerciante, cc. Cinara Alves dos Santos, pais de:

◙ Hxn 1195 – Marinara Alves Girão dos Santos.

ө Pn 2038 – Marcus Henrique de Girão Maia, n. 10.02.1978, cc. Maria Cardeal Rabelo, pais de: 

◙ Hxn 1196 – Maria Beatriz Rabelo Girão.

◘ Qn 1448 – Francisco José Girão de Oliveira (Dedé – Zé do Mundico), n. 12.12.1955, comerciante, cc. Maria Auxiliadora Santiago Girão, n. 10.03.1961, pais de:

ө Pn 2039 – Cristiane Maria Santiago Girão, n. 15.08.1978, formada em Letras pela FAFIDAM/UECE, cc. Moésio Quinto de Sousa, n. 19.06.1980, pais de:

◙ Hxn 1197 – Isabela Girão de Sousa.

◙ Hxn 1198 – Francisco José Girão de Oliveira Junior, n. 13.06.1982, secundarista, solteiro.

ө Pn 2040 – Francisco Edson Santiago Girão, n. 21.10.1984, universitário.

◘ Qn 1449 – Jane Girão de Oliveira, cc. Paulo César Machado, pais de:

ө Pn 2041 – Marina Machado Girão

ө Pn 2042 – Marília Machado Girão

Qn 1450 – Jarlene Girão de Oliveira, cc. Airton, pais de dois filhos…

◘ Qn 1451 – Jaqueline Girão de Oliveira, cc. Araújo (divorciados), pais de:

ө Pn 2043 – Rafaele

ө Pn 2044 – Emanuele

■ Tn 570 – CARMEM GIRÃO DE OLIVEIRA (Carminha), n. 20.04.1937.

● Bn 199 – ALEXANDRE EVÊNCIO GIRÃO FILHO (Bondade), n. 11.09.1899 e f. 11.09.1934, na Amazônia onde teve filhos. É desconhecida a descendência deste Girão, mas há notícias de que seus descendentes migraram para países vizinhos, constituindo famílias possivelmente na Bolívia e Peru.

● Bn 200 – JOSÉ EVÊNCIO GIRÃO, f. no Amazonas, em 1905, era casado, mas sua descendência é ignorada.

N 43 – MÁXIMO HENRIQUE GIRÃO, falecido menor

N 44 – MARTINHO HENRIQUE GIRÃO, idem.

Benvenuta (Dona Bem)

F 6 – Do segundo matrimônio de EDUARDO HENRIQUE GIRÃO (Major Eduardo) com BENVENUTA PESSOA GIRÃO (Dona Bem), descendem: (9 filhos)

Domitília e Tibúrcio de Moura Cavalcanti

N 45 – DOMITÍLIA PESSOA GIRÃO CAVALCANTI, n. 15.09.1861, e f. 22.09.1930, casada em 26.07.1880 com o Capitão Tibúrcio de Moura Cavalcanti, comerciante em Maranguape, neto paterno de Agostinho Freire Cavalcanti e Jerônima Freire Cavalcanti, e, materno, de Francisco Albuquerque Cavalcanti e Josefa Cavalcanti, pais de: (12 filhos)

● Bn 201 – CELINA CAVALCANTI GIRÃO, cc. Luís Carneiro de Sousa Girão (Sousa) (Ver Bn 175 deste Capítulo).

Cel. Tibúrcio

● Bn 202 – MANUEL TIBÚRCIO CAVALCANTI, n. 24.12.1882, em Morada Nova-CE. Faleceu solteiro, como Coronel do Exército, em Curitiba, Paraná, quando dirigia a Rêde de Viação Paraná – Santa Catarina, no dia 23 de dezembro de 1939. Engenheiro Civil e Militar. Foi Prefeito Municipal de Fortaleza e Secretário da Fazenda do Estado do Ceará. Durante muitos anos prestou seus serviços na Comissão Rondon, de cujo chefe (Marechal Rondon) era pessoa da mais absoluta confiança. Exemplo de correção profissional e de dignidade de caráter. Deu nome a uma das principais artérias da Capital Cearense – Rua General Tibúrcio Cavalcanti.

MANUEL TIBÚRCIO CAVALCANTI – Sinopse Biográfica

Bisneto de Antônio José Girão (fundador da família Girão no Ceará), MANUEL TIRÚRCIO CAVALCANTI nasceu a 24.12.1882. Filho de Domitília Pessoa Girão e do capitão Tibúrcio de Moura Cavalcanti, comerciante em Maranguape. Manuel Tibúrcio faleceu como coronel do Exército, em Curitiba, Paraná, quando dirigia a Rede Viação Paraná – Santa Catarina, no dia 23 de dezembro de 1939. Era engenheiro civil. Foi prefeito municipal de Fortaleza (nomeado a 19 de outubro de 1931) e secretário da Fazenda do Estado do Ceará, exercendo cumulativamente o cargo de chefe de Polícia do nosso Estado. Durante muitos anos prestou os seus serviços na Comissão Rondon, de cujo chefe era pessoa da mais absoluta confiança. Foi um desbravador da floresta e dos rios amazônicos.

Exemplo de correção profissional, de dignidade e de caráter, Manuel Tibúrcio Cavalcanti, homenageado com nome de rua na nossa capital (Rua Tibúrcio Cavalcanti), elevou bem alto o nome da família Girão e do Ceará.

Como prefeito da capital cearense, ainda ao tempo da Revolução Tenentista, Tibúrcio Cavalcante impôs uma administração austera, combatendo os vícios políticos da chamada Pátria Velha e dando um arcabouço moderno à municipalidade fortalezense.

Começou um grande trabalho de urbanização da cidade, bastante acanhada nos primórdios da década de trinta, obra que teve continuidade no período administrativo de seu primo, Raimundo Girão, iniciado em 1932.

Homem de moral inatacável, o Coronel Tibúrcio morreu repentinamente na capital paranaense, quando dirigente da Rede Viação Paraná – Santa Catarina, cargo no qual aprofundou investigações a respeito de falcatruas que estariam ocorrendo na implantação do trecho ferroviário Curitiba-Paranaguá.

● Bn 203 – EDUARDO TIBÚRCIO CAVALCANTI, n. 20.11.1884, em Maranguape-CE e f. 27.06.1930.

● Bn 204 – JOSÉ TIBÚRCIO CAVALCANTI, n. 15.01.1885, f. 14.03.1905.

● Bn 205 – JOÃO TIBÚRCIO CAVALCANTI, n. 17.12.1887, casado no Acre (onde viveu e morreu), com Carolina Cavalcanti, pais de:

■ Tn 571 – Tibúrcio

■ Tn 572 – Domitília.

■ Tn 573 – Walmique.

(Tiburcinho)

● Bn 206 – TIBÚRCIO CAVALCANTI (Tiburcinho), n. 15.06.1889 em Morada Nova, alto comerciante em Maranguape e figura de geral estima e conceito, mudando-se para Fortaleza, onde se casou, em 27.11.1948, com Grasiela Correia de Paiva, maranguapense, filha de Juvêncio Paiva Cavalcanti e Olímpia Correia. Sem filhos.

● Bn 207 – MARIA CAVALCANTI PRATA (Dona), nascida em Morada Nova a 26.11.1890 e f. 28.04.1930, cc. Antônio de Sousa Prata, f. 04.08.1941, pais de:

■ Tn 574JOSÉ CAVALCANTI PRATA, n. 12.02.1913, agricultor, cc. a prima Francisca Romana Galvão Prata, n. 27.02.1921, de prendas do lar, pais de:

◘ Qn 1452 – Manuel Tibúrcio Cavalcanti Prata, n. 17.02.1940, conceituado Médico-cirurgião e ex-Diretor do Hospital e Maternidade de Redenção – CE, cc. Odailze Pinheiro Campos Cavalcante, pais de:

ө Pn 2045 – Ricardo Campos. Cavalcanti, n. 25.09.1970, falecido

ө Pn 2046 – Maílze Campos Cavalcanti Bezerra, n. 01.09.1972, Médica, formada pela Faculdade de Medicina da UFC, cc. Reginaldo Bezerra Silva, Médico, pais de:

◙ Hxn 1199 – Isabella

ө Pn 2047 – Marília Cavalcanti Araújo, n. 18.05.1975, Médica, cc. Mardhen Bezerra Araújo, Médico, pais de:

◙ Hxn 1200 – Thiago

ө Pn 2048 – Manuela Campos Cavalcanti Crisóstomo, n. 18.05.1975, Médica, cc. Márcio Rocha Crisóstomo, Médico.

ө Pn 2049 – Jardel Campos Cavalcante, n. 22.02.1983, Administrador Hospitalar.

ө Pn 2050 – Denise Campos Cavalcanti, n. 25.04.1984, acadêmica de Medicina.

◘ Qn 1453 – Marcos Aurélio Cavalcanti Prata, n. 17.01.1944, Engenheiro Agrônomo, cc. Lázara Sidrack Prata, pais de:

ө Pn 2051 – Márlio Lázaro Sidrack Prata, n. 20.01.1983, acadêmico de Direito.

ө Pn 2052 – Márcio Sidrac Prata.

◘ Qn 1454 – Carmem Maria Prata Regadas, n. 16.07.1945, Professora, cc. Luís Carlos Regadas, Engenheiro Agrônomo, pais de:

ө Pn 2053 – Ana Cristina Prata Regadas Arruda, n. 07.07.1971, formada em Pedagogia e Letras, cc. José Nelson Arruda Filho, Pedagogo, pais de:

◙ Hxn 1201 – Jéssica.

◙ Hxn 1202 – Jamile.

ө Pn 2054 – Rommel Prata Regadas, n. 09.06.1975, Médico, cc. Fernanda Landim Rocha Regadas.

ө Pn 2055 – Luiz Carlos Prata Regadas, n. 18.09.1978, acadêmico de Sociologia.

◘ Qn 1455 – José Rômulo Cavalcanti Prata, n. 05.01.1947, Engenheiro Agrônomo, cc. Maria Inês Aires de Morais Prata, pais de:

ө Pn 2056 – José Rômulo Cavalcanti Prata Júnior, n. 06.10.1975, Biólogo.

ө Pn 2057 – Nise Romana Aires Prata Cordeiro, n. 20.08.1980, Contabilista, cc. Douglas Araújo Cordeiro,

ө Pn 2058 – José Cavalcanti Prata Neto, n. 28.06.1983, acadêmico de Agronomia.

ө Pn 2059 – Rômulo Aires Cavalcanti Prata, n. 08.02.1985, acadêmico de Educação Física.

◘ Qn 1456 – Antonio Prata Neto, n. 01.09.1950, Administrador de Empresa, cc. Ângela Maria Pascoal Cristino Prata, pais de:

ө Pn 2060 – Jode Jordane Pascoal Prata, n. 28.02.1988, acadêmico de Pedagogia.

ө Pn 2061 – Ester Lúria Pascoal Prata n. 08.03, estudante.

◘ Qn 1457 – Maria Liduina Coelho Sampaio, n. 23.07.1955, cc. James da Silva Bezerra, Fisioterapeuta, pais de:

ө Pn 2062 – Hudson Coelho Esmeraldo, n. 10.06.1982, Analista de Sistema, cc. Roberta Calheiros Silva, Odontóloga.

ө Pn 2063 – Handson Levi Coelho Bezerra, n. 04.02.1992, estudante.

◘ Qn 1458 – Virgilina Maria Cavalcanti Prata, n. 27.11.1957, Economista, cc. Marcos Aurélio Costa Lima.

Tn 575 – MARIA CELESTE PRATA GIRÃO, n. 09.12.1915 e f. 14.07.2001, de prendas domésticas, (Ver Bn 241 deste Capítulo) cc. Luís Girão, n. 03.09.1906, industrial, empreendedor de grande visão empresarial e conceituado comerciante e próspero agropecuarista em Maranguape.

Nascido em 3 de setembro de 1906, Luís Girão era filho de Antônio Eduardo Girão (Tonho Major) e Felícia Amélia Carneiro.

Transferindo-se aos 10 anos para Maranguape, casou-se com a sua prima Maria Celeste Cavalcanti. Ajudado pelo primo Tibúrcio Cavalcanti, Luís Girão muito cedo entrou no mundo dos negócios comerciais e industriais. Do casal nasceram oito filhos, entre os quais Sérgio Prata Girão e Luís Prata Girão, empresários de mentalidade moderna, com fábrica de produção de óleo e com uma gigantesca indústria da produção de leite e de seus derivados no município de Quixeramobim, sob a firma Betânia Laticínios S.A.

Luís Girão nunca deixou de se dedicar à pecuária. Era um sertanejo nato, e jamais negou suas origens.

Em 1953, mudou-se Luís com a sua família para Fortaleza, onde empregou as suas atividades na movimentação de uma usina de extração de óleos vegetais.

Espírito empreendedor e inquieto, não sabia ficar inerte e teve a vida assim cheia de realização, até falecer, em Fortaleza, no dia 7 de julho de 1969.

São filhos do casal:

◘ Qn 1459 – RITA PRATA GIRÃO, n. 23.09.1936, formada em Pedagogia.

◘ Qn 1460 – MARIA LUCE PRATA GALVÃO, n. 07.03.1938, cc, seu primo José Galvão Prata, Advogado, pais de:

ө Pn 2064 – Henrique Girão Prata, n. 06.01.1961, Engenheiro Civil.

ө Pn 2065 – Marta Girão Prata, n. 26.10.1963 – irmã gêmea, formada em Administração de Empresas.

ө Pn 2066 – Márcia Girão Prata, n. 26.10.1963, – gêmea com a anterior, formada em Enfermagem.

ө Pn 2067 – Marcelo Girão Prata, n. 17.11.1964.

◘ Qn 1461 – MIRIAM PRATA GIRÃO LESSA, n. 01.08.1940, Professora diplomada, cc. Paulo Sales Lessa, Advogado, pais de:

ө Pn 2068 – Paulo Roberto Girão Lessa, n. 19.03.1964.

ө Pn 2069 – Ana Paula Girão Lessa, n. 01.11.1966, Assistente Social, cc. Luiz Bezerra Dantas e pais de:

◙ Hxn 1203 – Ana Crolina Lessa Dantas, n. 12.01.1995.

◙ Hxn 1204 – Ana Gabriela Lessa Dantas, n. 22.07.1999.

ө Pn 2070 – Daniela Girão Lessa, n. 04.12.1974.

◘ Qn 1462 – SÉRGIO PRATA GIRÃO, n. 15.10.1942, comerciante e produtor no setor de agronegócios, cc. Raimunda Nonata Marques Girão (Raimundinha), empresária no ramo de confecções, fundadora da firma Colméia Confecções, pais de:

ө Pn 2071 – Celeste Marques Girão, n. 31.03.1965, formada em Administração de Empresas, atua na empresa da família, cc. José Euclides Portela Neto, pais de:

◙ Hxn 1205 – José Sérgio Girão Portela, n. 30.07.1995.

◙ Hxn 1206 – Ana Beatriz Girão Portela, n. 01.09.1997.

◙ Hxn 1207 – Caio Girão Portela, n. 16.12.2003.

ө Pn 2072 – Luís Girão Neto, n. 19.01.1967.

ө Pn 2073 – Sérgio Girão Filho, cc. Vládia Veríssimo Girão, pais de:

◙ Hxn 1208 – Gabriel Veríssimo Girão, n. 14.02.2005.

ө Pn 2074 – Jacson Marques Girão, n. 06.10.1970, empresário no ramo de reprsentações. Representa através da empresa Colméia Empreendimentos. Divorciado, pai de:

◙ Hxn 1209 – Jackson Abidala Girão.

ө Pn 2075 – Estélio Marques Girão (Kiko), n. 16.01.1973, cc. Aline Couto Alves Girão.

ө Pn 2076 – Tiago Marques Girão, n. 07.08.1979.

◘ Qn 1463 – MARIÁH PRATA GIRÃO, Capitã de Indústria, empresária da Construção Civil, n. 18.08.1945, mãe de:

ө Pn 2077 – Luís Girão Neto, 05.04.1979, formado em Administração de Empresas, cc. Janaina.

Luís Prata Girão (Luís Girão)

◘ Qn 1464 – LUÍS PRATA GIRÃO, n. 17.09.1948. Homem de grande visão empresarial e ousado empreendedor. Líder Político, Empresário, Comerciante, Fazendeiro, Agropecuarista e Industrial. Elegeu-se Deputado Federal e notabilizou-se no Congresso Nacional pelos seus projetos em defesa do Homem-do-Sertão, melhoria e incentivo à Agricultura e á Pecuária Leiteira do Nordeste, sendo também eleito a Senador da República, posto que diplomado como Primeiro Suplente no pleito eleitoral de 1994, cc. Vládia Maria Machado Rodrigues Girão.

Sinopse Biográfica

Luiz Prata Girão, mais conhecido como Luizinho da Betânia, chegou à Câmara dos Deputados, nas eleições de 1990, com 61.528 votos, como o terceiro colocado de sua legenda e quarto de toda a banda cearense.

Naquela casa, o “Federal do Sertão” se houve com brilhantismo e eficiência, chegando a ser o segundo parlamentar que mais proferiu discursos, sempre em defesa de sua erra e de sua gente.

Dentre as funções exercidas pelo deputado Girão, podem ser citadas as seguintes: Membro titular da Comissão de Agricultura e Política Rural; Membro titular da Comissão Mista de Planos e Orçamentos Públicos e Fiscalização; Autor da solicitação que transforma em agência o posto de atendimento bancário, do Banco do Brasil, em Jaguaretama-CE (1992); Membro titular da Comissão Especial pra apreciar PEC 53/91, que inclui a habitação entre os direitos sociais” (art. 6º da Constituição Federal); Vice-presidente da Comissão Especial destinada a acompanhar as conseqüências da seca no Nordeste e Membro da Subcomissão Ceará/Rio G. Norte; Membro titular da Comissão Mista destinada a estudar o Desequilíbrio Econômico Inter-regional Brasileiro e propor soluções; Coordenador do Grupo de Trabalho da Pecuária Leiteira, da Comissão de Agricultura; Vice-líder do PDT, na Câmara dos Deputados, figurando, ainda, em várias outras comissões, na qualidade de Titular e Suplente.

Independentemente da política, mas sem dela se afastar, Luiz girão contribuiu e vem contribuindo de maneira efetiva para transformar o Ceará de importador para exportador de leite e seus derivados, bem assim exportador de frutas regionais para o exterior, gerando empregos e riquezas para o nosso Estado. Criou alternativas de sobrevivência para o homem do campo e para o criador bovino.

A experiência da realidade sertaneja com suas condições subumanas foi a principal preocupação do deputado em apreço durante todo seu período legislativo. Diante da imensidão dos problemas que afetam o homem do campo, conseguiu na medida do possível várias transformações bastante significativas.

Este ilustre membro da família Girão foi suplente de Senador (pleito de 1994), tendo sido eleito com o titular do mandato, com o maior número de votos.

A Trajectória de um Obtinado Empreendedor (Síntese das realizações de Luiz Girão)

1970 –   Dando continuidade à tradição agroindustrial de seu pai, Luiz Girão, inicia suas atividades laticinistas com a Laticínios Betânia S/A na cidade de Quixeramobim-CE.

1971 – Funda a MONASA – Morada Nova Agropecuária S/A – empresa especializada na criação de bovinos para produção de leite, na produção agrícola e em empreendimentos congêneres. Na década de setenta, consolida-se definitivamente o nome dos produtos Betânia. Evidencia-se nesse período a preocupação com o aspecto social, especialmente com as péssimas condições de vida do homem do campo.

1976 – Funda a Laticínios Betânia S/A, em Fortaleza, especializada na pasteurização de leite e seus derivados.

1985 – Assume a vice-presidência do Centro Industrial Cearense – CIC, organismo de ativa participação na vida sócio-econômica do Estado do Ceará.

1985 – Torna-se membro do Conselho Nacional das Indústrias de Laticínios.

1985 – Expande sua atividade industrial pra o Estado da Paraíba, adquirindo o controle acionário das duas únicas indústrias de leite pasteurizado daquele Estado: ILCASA – Indústria de Laticínios de Campina Grande S/A e S/A de Leite Pasteurizado – SALPem João Pessoa.

1986 – Assume a Presidência da Associação dos Suinocultores do estado do Ceará.

1986 – Inicia a fundação da Cia. Brasileira de Laticínios – CNL, única empresa industrial da Bahia até o Amazonas que irá produzir leite em pó, solucionando o problema das periódicas crises de excedentes da produção leiteira. A inauguração dessa indústria ocorreu em 1991.

1987 – Cria o sistema de venda e empréstimo de produtores bovinos de raça que veio a se chamar de “leasing da vaca” e revolucionou a criação de gado e produção de leite no Estado. Tal sistema consiste no fornecimento de gado de raça mediante pagamento em produção leiteira com excelentes resultados para o produtor e comprador de leite. Bem como para melhoria do plantel bovino.

1988 – Expande sua atividade industrial para os Estados do Rio Grande do Norte, Sergipe e Alagoas através da cia. Potiguar de Laticínios – CPL (Natal-RN), Cia. Sergipana de Laticínios S/A DUGIBA (Aracaju-SE) e LACTA – Laticínios de Alagoas S/A (Olho Dágua das Flores – AL).

1989 – Filia-se ao PDT – Partido Democrático Trabalhista, apóia Brizola no primeiro turno e Lula no segundo turno das eleições presidenciais.

1989 – Expande sua atividade industrial para o Estado de Pernambuco, fundando a Cia. Pernambucana de Laticínios – COPEL, com sede em Recife.

1990 – Pondo em prática um de seus ideais e sentindo necessidade de atuar na área política, objetivando pugnar pela transformação da realidade sócio-econômica da região nordestina, especialmente a cearense, optou por disputar uma vaga para a Câmara Federal, convocado que fora pelo seu partido, o PDT, tendo, como resultado, sido eleito Deputado Federal com expressiva votação, tornando-se o Deputado Federal mais votado entre todos os outros candidatos do Estado do Ceará.

São filhos do casal Luiz Prata Girão e Vládia Maria:

ө Pn 2078 – Vitor Bruno Machado Girão, n. 01.09.1977, cc.  ? ; pais de:

◙ Hxn 1210 – Amanda Machado Girão, n. 28.01.1981.

◙ Hxn 1211 – Stela Machado Girão, n. 24.03.1986.

◙ Hxn 1212 – David Machado Girão, n. 07.11.1989.

◘ Qn 1465 – ANA PRATA GIRÃO, n. 02.11.1949, formadaem Engenharia Química, cc. Luciano Prata Barbosa, pais de:

ө Pn 2079 – Luís Antônio Prata Barbosa, n. 04.11.1975.

ө Pn 2080 – Luciana Prata Barbosa, n. 18.06.1978, mãe de:

◙ Hxn 1213 – Catarina Prata Barbosa.

ө Pn 2081 – Juliana Prata Barbosa, n. 03.08.1983.

◘ Qn 1466 – INÊS PRATA GIRÃO, n. 23.02.1955, formada em Jornalismo e Comunicação pela UFC e articulista da Imprensa Fortalezense, cc. João Sérgio Sousa Lima, Artista Plástico, pais de:

ө Pn 2082 – Pedro Girão Lima, n. 17.11.1980.

ө Pn 2083 – Nina Girão Lima, n. 14.12.1987.

■ Tn 576 – RAIMUNDO HUMBERTO CAVALCANTI PRATA, n. 29.08.1918. Capitão do Exército, reformado; Bacharel pela Faculdade de Direito da UFC, turma de 1965. Casado com Arlete Correia Mota, n. 16.05.1925, pais de:

◘ Qn 1467 – Durival Mota Prata, n. 06.06.1945, Corretor de Imóveis, tem graduação universitária, cc. Diana Maria Cirino Bessa (divorciados), pais de:

ө Pn 2084 – Camila Bessa Prata, n. 02.02.1974.

ө Pn 2085 – Rodrigo Bessa Prata, n. 25.11.1977, formada em Economia pela UFC.

ө Pn 2086 – Gustavo Bessa Prata, n. 27.11.1981.

ө Pn 2087 – Rodrigo Bessa Prata, concludente de Medicina, na área de neurocirurgia, casado cc. Patrícia Caminha Cortez Prata, formada em Medicina, área neurocirurgia-pediátrica.

ө Pn 2088 – Gustavo Bessa Prata, concludente de Engenharia Civil, solteiro.

◘ Qn 1468 – Durval Mota Prata, Engenheiro Civil, n. 16.10.1947, divorciado de Maria de Salete Martins Prata, pais de:

ө Pn 2089 – Humberto Martins Prata, n. 04.03.1973, formado em Pedagogia, cursando Direito e Administração de Empresas e exercendo funções na Polícia Rodoviária Federal, cc. Rejane Arruda Prata, pré-universitária, pais de:

◙ Hxn 1214 – Amanda Arruda Prata.

ө Pn 2090 – Durval Martins Prata, n. 25.04.1975, acadêmico de Direito, solteiro.

ө Pn 2091 – Manuela Martins Prata, n. 22.08.1978, pré-universitária, mãe de:

◙ Hxn 1215 – Caio Alberto Pinheiro Prata.

ө Pn 2092 – Gabriela Martins Prata, n. 02.01.1980, concludente de Administração de Empresas, solteira.

ө Pn 2093 – Isabela Martins Prata, n. 21.10.1981, pré-universitária, mãe de:

◙ Hxn 1216 – Fernando Antonio Martins Prata.

◘ Qn 1469 – Dirval Mota Prata, n. 29.10.1949, Administração de Empresas, cc. Maria Cândida Ramalho Pinheiro Prata, pais de:

ө Pn 2094 – Manoel Pinheiro Prata, n.16.01.1979, acadêmico de Administração de Empresas, cc. Júlia Pessoa Pinheiro, formada em fisioterapia pela UNIFOR, pais de:

◙ Hxn 1217 – Manoel Pinheiro Prata Filho.

ө Pn 2095 – Mariana Pinheiro Prata, n. 09.03.1981, universitária em Turismo, cc. Sinésio, universitário, pais de:

◙ Hxn 1218 – Isabely.

ө Pn 2096 – Dário Mota Prata, n. 13.02.1985.

◘ Qn 1470 – Arlene Mota Prata, n. 06.06.1953, cc. Newton Pereira, f. 10.09.1985, pais de:

ө Pn 2097 – Roberta Mota Prata Pereira, n. 16.01.1986 e f. 18.01.1986.

◘ Qn 1471 – Dárcio Mota Prata, n. 04.11.1955, ex-funcionário do INCRA-CE; Corretor de Imóveis – nível superior, divorciado de Sandra Azeredo Sales, pais:

ө Pn 2098 – Débora Azeredo Sales Prata, n. 11.07.1979, mãe de:

Hxn 1219 – Maria Clara Azeredo Sales Prata.

ө Pn 2099 – Patrícia Azeredo Sales Prata, pré-vestibulanda.

◘ Qn 1472 – Dirceu Mota Prata, n. 26.07.1986, formado em Administração de Empresas, funcionário público municipal de Maracanaú, cc. Maria Araújo Chaves pais de:

ө Pn 2100 – Marília Chaves Prata, pré-vestibulanda em Direito.

ө Pn 2101 – Matheus Chaves Prata, estudante.

■ Tn 577 – MARIA DILCE CAVALCANTI PRATA, n. 25.06.1921, Professora, cc. Humberto Correia Mota, n. 15.08.1918, comerciante e ex-Prefeito Municipal de Maranguape por duas vezes e Vereador, por vários mandatos, pais de:

◘ Qn 1473 – Dilcila Prata Mota, n. 30.06.1942, formadaem Administração Escolar, cc. (divorciada de) Walter Rego Monteiro, n. 30.09.34, Auxiliar de Enfermagem, pais de:

ө Pn 2102 – Suely Mota Rego Monteiro e Mendes, n. 26.09.1962, formada em Enfermagem, cc. Ricardo Mendes da Silva, n. 19.07.1961, transportador rodoviário autônomo, pais de:

◙ Hxn 1220 – Nayara Mota Rego Monteiro e Mendes, n. 16.12.1989, estudante.

◙ Hxn 1221 – Nayrla Mota Rego Monteiro e Mendes, n. 29.06.1992, estudante.

ө Pn 2103 – Eleny Mota Rego Monteiro e Cavalcanti, n. 13.02.1965, formada em Pedagogia, cc. Sebastião Medeiros Cavalcanti Júnior, n. 22.11.1956, formado em Fisioterapia e Enfermagem, ensinando no Colégio Estadual Anchieta em Maranguape, pais de:

◙ Hxn 1222 – Victor Mota Rego Monteiro e Cavalcanti, n. 11.04.1989, estudante.

◙ Hxn 1223 – Lucas Mota Rego Monteiro e Cavalcanti, n. 26.08.1995, estudante.

◙ Hxn 1224 – Igor Mota Rego Monteiro e Cavalcanti, n. 06.01.1997, estudante.

ө Pn 2104 – Ivan Mota Rego Monteiro, n. 14.01.1975, Farmacêutico e Professor, cc. Genecí de Brito Costa Mota, n. 24.01.1975, 2º grau de ensino e prendas domésticas, pais de:

◙ Hxn 1225 – Tamyres Brito Mota Rego Mongeiro, n. 19.03.1997, estudante.

◙ Hxn 1226 – Guilherme Brito Mota Rego Monteiro, n. 25.09.2003.

◘ Qn 1474 – Nilcila Prata Mota e Oliveira (Neneca), n. 30.01.1945, formada em Administração de Empresas e em Pedagogia, cc. Jorgelino José Prado Gondim e Oliveira, n. 25.02.1941, formado em Medicina, com especialização em Obstetrícia e Ginecologia, pais de:

ө Pn 2105 – Humberto Correia Mota Neto, n. 30.09.1976, formado em Administração de Empresas, noivo de:

ө Pn 2106 – Liana Prata Mota e Oliveira, n. 08.04.1978, formada em Fisioterapia, noiva de:

ө Pn 2107 – Ricardo Prata Mota e Oliveira, n. 30.02.1980, bacharel em Direito, Advogado, solteiro.

ө Pn 2108 – George Prata Mota e Oliveira, n. 01.04.1981, formado em Administração de Empresas, solteiro.

◘ Qn 1475 – Dilberto Prata Mota, n. 01.06.1947 e f. 30.03.2003, formado em Medicina, com especialização em Ginecologia e Obstetrícia, cc. Marileide Lira Mota, n. 13.04.1950, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 2109 – Karine Lira Mota, n. 13.03.1973, Fonoaudióloga, cc. George Washington Dias Passos, Capitão do Exército, sem filhos.

ө Pn 2110 – Karla Lira Mota, n. 01.10.1975, formada em Administração de Empresas, cc. Ivan Dantas Sampaio Filho, autônomo, pais de:

◙ Hxn 1227 – Lívia Lira Mota Sampaio, n. 09.09.2003.

ө Pn 2111 – Kátia Lira Mota, n. 13.07.1979, Engenheira Civil, solteira.

■ Tn 578 – MARIA STELA CAVALCANTI PRATA, n. 17.09.1925, cc. Dr. Valdir Bezerra, odontólogo (desquitados), pais de:

◘ Qn 1476 – Frederico.

◘ Qn 1477 – Marco Antônio.

◘ Qn 1478 – Elizabete.

■ Tn 578.1 – Da união de Stela com GERALDO DE SOUSA GIRÃO, n. 13.04.1920, Escrivão do Cartório do Crime e Júri do Estado, filho de Luís Carneiro de Sousa Girão, nasceram:

◘ Qn 1479 – Angeline Cavalcanti Girão, n. 08.08.1955, cc. Augusto Bozollo, n.1949, empresário.

◘ Qn 1480 – Jaqueline Cavalcanti Girão, n. 15.7.1956, funcionária do Poder Judiciário do Estado vinculada ao Fórum Clovis Beviláqua, cc. Roberto Barbosa Calofati, Professor de Educação Física, pais de:

ө Pn 2112 – Geraldo Girão Calofati Barbosa, n. 03.03.1987, acadêmico de Direito.

ө Pn 2113 – André Girão Calofati Barbosa, n. 25.02.1991, Estudante.

■ Tn 579 GERARDO CAVALCANTI PRATA, n. 22.02.1928. Oficial da Aeronáutica – Brigadeiro-do-Ar, cc. Angelina Selma Monteiro Prata, pais de:

◘ Qn 1481 – George Cavalcanti Prata, n. 27.12.1954, Diplomata – ex-Cônsul Adjuntoem Nova York.

◘ Qn 1482 – Angeline Cavalcanti Prata, n. 25.05.1956, Bacharela em Administração de Empresas e Analista de Sistema do Setor de Informática da Secretaria de Agricultura.

◘ Qn 1483 – Marcus Monteiro Cavalcanti Prata, n 01.08.1957, ex-Comandante Aviador da VARIG, cc. Maria Lúcia Studart Prata.

● Bn 208 – JOAQUIM TIBÚRCIO CAVALCANTI, n. 14.03.1893, comerciante em Maranguape, cc. Emília Mota Cavalcanti, n. 19.03.1912, pais de:

■ Tn 580 – JOSÉ CÉLIO CAVALCANTI, n. 17.09.1932, comerciante em Maranguape, cc. Estrela Cordeiro Cavalcanti, n.10.05.1941, formadaem Ciências Contábeis. Pais de:

◘ Qn 1484 – José Célio Cavalcanti Filho, n. 22.05.1966, formado em Administração de Empresas pela UFC; comerciante e Micro-empresário em Maranguape, cc. Cristiane Rozas Freitas, n.17.05.1970 (divorciados), pais de:

ө Pn 2114 – Marianna Rozas Freitas Cavalcanti, n. 26.04.1993, estudante.

◘ Qn 1485 – Madeline Cordeiro Cavalcanti, n. 01.08.1970, formadaem Ciências Contábeis pela UNIFOR, exercendo suas funções como funcionária da Prefeitura Municipal de Maracanaú. Solteira.

Qn 1486 – Caroline Cordeiro Cavalcanti, n. 01.07.1977, cc. (união estável) Arlindo Girão Mota, n. 13.05.1965, ambos comerciantes em Maranguape no ramo de Supermercados e Panificação, pais de:

ө Pn 2115 – Diego Cavalcanti Mota, n. 15.04.2002.

ө Pn 2116 – Davi Cavalcanti Mota, n. 18.08.2005.

■ Tn 581 – MARIA CÉLIA CAVALCANTI, n. 10.03.1934. Professora, formada em Pedagogia pela UFC, com especializaçãoem Orientação Educacional, aposentada da Secretaria de Educação do Estado – CE e Orientadora Educacional do SESI/CE. Solteira.

■ Tn 582 – FRANCISCO CLÉLIO CAVALCANTI, n. 16.11.1939, Capitão da Reserva da Aeronáutica, cc. Marlene Mesquita Mota, n. 25.04.1936, professora diplomada, ex-Diretora do Grupo Escolar 1º grau Manoel Severo em Maranguape, pais de:

◘ Qn 1487 – Emília Maria Cavalcanti Guerra, n. 25.02.1968 bacharela em Administração de Empresas e funcionária da Câmara Legislativa do Distrito Federal, cc. Fernando Célio Paiva Guerra, n. 11.12.1965, formado em Administração, com especializaçãoem Recursos Humanos, funcionário do Banco do Brasil, exercendo funções na Presidência da República, pais de:

ө Pn 2117 – Celina Cavalcanti Guerra, n. 09.06.1989, estudante do Colégio Militar em Brasília – DF.

ө Pn 2118 – Fernando Henrique Cavalcanti Guerra, n. 03.05.1990, estudante do Colégio Militar em Brasília – DF.

◘ Qn 1488 – Adélia Maria Cavalcanti Viana, n.18.09.1971, formada em Direito, exercendo função de Técnica Judiciária do Tribunal Regional Federal – Recife/PE, cc. José Alberto Alves Viana, n. 15.02.1971, formado em Direito, exercendo funções no Tribunal Regional do Trabalho em Recife-PE, pais de:

ө Pn 2119 – Maria Eduarda Cavalcante Viana, n. 15.09.2004.

■ Tn 583 – MARIA CLÉLIA CAVALCANTI, n. 09.06. 1941, formada em Pedagogia e pós-graduada em Metodologia do Ensino pela UFC, professora aposentada da Secretaria de Educação do Estado onde exerce suas atividades na Escola de Ensino Fundamental e Médio Santa Luzia, cc. Antônio Tabosa Torres, n. 20.01.1939 (divorciados), sem filhos.

■ Tn 584 – MARIA DOMITÍLIA CAVALCANTI GUERRA (Neta), n. 21.12.1946, formada em Odontologia pela UFC em 1969, com especializaçãoem Saúde Pública e com titulo do cargo de Sanitarista da Secretaria de Saúde do Estado; FIOCRUZ – RJ e UFC – CE, cc. Antonio Silva Guerra, n. 13.03.1945, Economista e Empresário, estabelecido no ramo de confecções (vestuário masculino), empresa SKYLER Comércio / Indústria Ltda., pais de:

Qn 1489 – Emílio Cavalcanti Guerra, n. 25.05.1973, bacharelado em Direito pela UNIFOR, com pós-graduação em Gestão e Estratégia Empresarial pela UFC; empresário no ramo de confecções: Moda Vestuário Masculino SKYLER. cc. Sofia Miranda de Moraes Guerra, n. 21.08.1977, formada em Psicologia pela UNIFOR, com pós-graduação MBAem Recursos Humanos e Empresariais – Lojas Toli, pais de:

ө Pn 2120 – Beatriz Moraes Guerra, n. 18.03.2004.

◘ Qn 1490 – Anna Lectícia Cavalcanti Guerra de Oliveira, n. 13.10.1975, formada em Odontologia pela UFC, com pós-graduação em Odontopediatria – O.B.O. – CE, exercendo sua profissão em Clínica particular e como Dentista contratada pela Paróquia N. S. de Fátima – Fortaleza; atuando no setor de Vestuário feminino como sócia das Lojas Toli, casada com. Giovanni Freitas de Oliveira, n. 29.06.1966, formado em Medicina pela UFC, com especializaçãoem Anestesiologia MEC/Sociedade Brasileira de Anestesiologia. Pais de:

ө Pn 2121 – Eduardo Guerra Seixas de Oliveira, n. 15.12.2003.

● Bn 209 – LUÍS TIBÚRCIO CAVALCANTI, n.04.09.1894 e f. 15.05.1984, comerciante, agropecuarista e industrial em Maranguape, cc. Elsa Gaspar de Oliveira, n. 29.03.1906 e f. 31.05.1996, estilista e com versátil domínio em piano, pais de:

■ Tn 585 – LUÍS GASPAR CAVALCANTE, n. 11.09.1928, comerciante, cc. Lúcia Carvalho Silva e Cavalcante, n. 07.02.1934, professora do ensino público do Estado, aposentada, pais da filha única:

◘ Qn 1491 – Patrícia Silva e Cavalcante, n. 13.03.1979, formada em Enfermagem, cc. José Mário Oliveira Gomes Jr., n. 29.07.1974, formadoem Química. Sem filhos.

■ Tn 586 – HÉLIO GASPAR CAVALCANTI, n. 08.01.1930, comerciante, cc. Eunice Sucupira Cavalcante, n. 20.04.1948, com curso Normal completo, pais de:

◘ Qn 1492 – Helenice Sucupira Cavalcante, n. 21.02.1977, universitária, cursando Administração de Empresas, solteira.

■ Tn 587 – CELINA GASPAR CAVALCANTI, n. 09.03.1932, formada em Filosofia pela UECE; poetisa e compositora, solteira.

■ Tn 588 – ELANO GASPAR CAVALCANTI, n. 03.05.1935, funcionário público, aposentado pela COELCE e comerciante, cc. Maria Eliene Girão Cavalcanti, n. 17.09.1947, professora e de prendas do lar. Do casal nasceram seis (6) filhos: (Ver Qn 1593 deste Capítulo)

■ Tn 589 – STÊNIO GASPAR CAVALCANTI, n. 02.06.1938, funcionário público e comerciante, cc. Violande Silva Sucupira, n. 11.10.1943, formada em Contabilidade, pais de:

◘ Qn 1493 – Stefânia Sucupira Cavalcanti, n. 25.12.1974, formadaem Ciências Contábeis e funcionária da CEF-CEem Maranguape. Solteira.

◘ Qn 1494 – Stela Sucupira Cavalcanti, n. 06.05.1980, universitária do Curso de Medicina da UFPBem João Pessoa. Solteira.

◘ Qn 1495 – Stênio Gaspar Cavalcanti Filho, n. 31.08.1982, universitário cursando Engenharia de Pesca pela UFC. Solteiro.

■ Tn 590 – ELSA MARIA GASPAR CAVALCANTI, n. 24.09.1946, f. 21.05.1961.

● Bn 210 – ANTÔNIO TIBÚRCIO CAVALCANTI, n. 13.02.1897, cc. Graziela Nogueira, pais da filha única:

■ Tn 591 - ZAÍDA MARIA NOGUEIRA CAVALCANTI, n. 05.03.1931, solteira, falecida.

● Bn 211 – ANA CAVALCANTI (Mimosa), n. 21.05.1899, uma das mulheres mais queridas da família Girão, solteira.

● Bn 212 – RAIMUNDA CAVALCANTI, n. 17.05.1901, falecida inupta.

Cel. José Paulo com Joana (Nenen)

N 46 – JOSÉ PAULO GIRÃO, n. 10.01.1864, cc. Joana Meneses (Nenê), n. 11.03.1883, filha de Brasilino José de Meneses e Joana Batista de Meneses. Sem filhos.

Petronília dos Santos Girão (Petra)

N 47 – PETRONÍLIA DOS SANTOS GIRÃO (Petra). Verdadeira Matriarca, PETRA nasceu em 1º de novembro de 1864 e casou-se em 27.05.1885 com Francisco Correia Machado (Senhor), n. 05.04.1862 e f. 26.02.1909 ele, filho, único de Asteréia Pessoa Machado (Tetéia) e Joaquim Vitor Correia, originando-se dessa união onze filhos, dentre os quais, o de nome José Correia Machado, o venerável “ZUCA DA PETRA”, epíteto pelo qual era conhecido por todos. Retratando esta criatura extraordinária da cidade do Divino Espírito Santo, convém salientar, para satisfazer a curiosidade daqueles que se preocupam com dados sobre as origens do clã dos Girões, no Ceará, que foi nas proximidades do “AÇUDE DA PETRA”, no sítio Patos, que o fundador da nossa família fixou sua residência. E, dos seus descendentes, coube exatamente ao seu bisneto ZUCA, o privilégio de ali habitar e constituir sua família. (Ver N 35 e Bn 169 – Capítulo V). Os onze filhos do casal são:

● Bn 213 – MANUEL CORNÉLIO GIRÃO CORREIA MACHADO, n. 09.04.1891 e f. 21.12.1911, solteiro.

● Bn 214 – JOAQUIM CORREIA MACHADO GIRÃO, f. menor.

● Bn 215 – MARIA GIRÃO CORREIA MACHADO (Maria da Petra), n. 23.08.1889, cc. João Ricardo de Medeiros (Joca), pais de: – (11 filhos)

■ Tn 592 – ZILDA GIRÃO LIMA, n. 17.04.1913 e f. 23.09.1936.

■ Tn 593 – NAZÁRIO GIRÃO MEDEIROS, n. 12.03.1915, cc. Maria de Oliveira, n. 21.09.1911, pais de:

◘ Qn 1496 – Nazaílton de Oliveira Girão, n. 24.07.1947, cc. Fátima Rodrigues Girão, n. 20.09.1952, pais de:

ө Pn 2122 – Marcela Rodrigues Girão, n. 16.05.1980.

ө Pn 2123 – Bruno Rodrigues Girão, n. 14.01.1984.

◘ Qn 1497 – Nildete de Oliveira Girão, n. 30.11.1951, cc. Inácio Parente Neto, n. 10.08.1948, pais de:

ө Pn 2124 – Luana Girão Parente, n. 13.04.1982.

◘ Qn 1498 – Naílce de Oliveira Girão, n. 11.05.1953, alem de cinco falecidos quando criança.

■ Tn 594 – AURÉLIO GIRÃO MEDEIROS, n. 13.09.1923, casado em 24.05.1947, com Arlinda Muniz de Medeiros, n. 20.06.1928, pais de:

◘ Qn 1499 – Maria Arlete de Medeiros, n. 07.04.1949.

◘ Qn 1500 – Francisca Aurelina, n. 21.05.1951.

◘ Qn 1501 – Francisco Aurélio, n. 08.08.1953.

◘ Qn 1502 – José Aurino, n. 10.06.1957.

◘ Qn 1503 – Francisco Aldeci, n. 29.09.1958.

◘ Qn 1504 – Francisco Alderi, n. 14.02.1961.

◘ Qn 1505 – João Ricardo de Medeiros Neto, n. 23.06.1962.

■ Tn 595 – LOURIVAL GIRÃO MEDEIROS.

■ Tn 596 – MARIA GIRÃO MEDEIROS, n. 21.08.1926, cc. Waldemar Bezerra.

■ Tn 597 – FRANCISCO DAS CHAGAS, f. menor.

● Bn 216 – ADELINA CORREIA GIRÃO MACHADO, n. 09.04.1891, f. 17.09.1918.

● Bn 217 – EGÍDIA GIRÃO MACHADO LIMA, n. 01.09.1894, f. 18.08.1920, cc. José Correia Lima, pais de: 5 filhos.

■ Tn 598 – MARIA GIRÃO LIMA, n. 20.02.1914 e f. 27.08.2001, cc. Romeu Conrado Girão (Ver Bn 231 deste Capítulo), sem filhos legítimos, mas adotaram alguns:

■ Tn 599 – JOSÉ CORREIA LIMA NETO (José Girão Lima), n. 24.11.1912 e f. 14.04.1969.

■ Tn 600 – LUÍS GIRÃO LIMA (Loló), agropecuarista e fazendeiroem Morada Nova, n. 26.09.1915, f. 19.11.2004, cc. Maria Vieira Lima, n. 03.09.1924, aposentada, de prendas domésticas, pais de:

◘ Qn 1506 – Luís Vieira Lima, n. 11.07.1941, bacharelado em Direito pela UFC, Advogado militante no Fórum de Fortaleza, solteiro.

◘ Qn 1507 – Maria Lerice, f. menor.

◘ Qn 1508 – Maria Leda Vieira Lima, n. 09.08.1942, formada em Pedagogia pela UFC e Professora do Ensino Médio, cc. Luís Zidalmir de Melo, 05.07.1937, comerciário aposentado, pais de:

ө Pn 2125 – Luís Antonino Lima de Melo, n. 09.02.1973, comerciário. Solteiro.

ө Pn 2126 – Ana Paula Lima de Melo, n. 20.05.1975, bacharelada em Direito pela UNIFOR, com mestrado em Direito Público pela UFC e professora universitária, llecionando disciplinas jurídicas na UNIFOR e na Faculdade Christus de Fortaleza, solteira.

ө Pn 2127 – Clarissa Lima de Melo, n. 23.05.1978, formada em Engenharia de Alimentos e Nutrição pela UECE, exercendo atividade no Grupo SAUDE/RESIDENCEem Fortaleza. Solteira.

◘ Qn 1509 – Inês Vieira Lima do Nascimento, n. 21.01.1945, formada em Pedagogia pela FAFICE, cc. José Pereira do Nascimento, n. 25.12.1942, Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil, pais:

ө Pn 2128 – Daniel Luís Lima Pereira, n. 28.08.1976, formadoem Ciências Contábeis, pós-graduadoem Comércio Exterior, cc. Viviane Fernandes Lima, n. 25.12.1976, formada em Arquitetura pela UFC, com pós-graduação em Arquitetura de Trânsito, pais de:

ө Pn 2129 – Emília Lima Pereira, n. 15.11.1978, formadaem Terapia Ocupacional pela UNIFOR, cc (divorciada), mãe de:

◙ Hxn 1228– Caio Pereira Belchior, n. 14.11.1996, estudante.

- Em segundas núpcias, com Álisson Freire, professor.

◘ Qn 1510 – Egídia Vieira Lima Colares, n. 01.09.1946 e f. 29.03.1984, Professora, cc. Raimundo Nonato Lessa Colares, n. 29.12.1942, funcionário publico municipal, pais de:

ө Pn 2130 – Eduardo Rutra Lima Colares, n.04.10.1981, formado em Odontologia pela UFC, solteiro.

ө Pn 2131 – José Luís Lima Colares, n.19.03.1984, formadoem Educação Física pela FIC, solteiro.

◘ Qn 1511 – José Vieira Lima, n.27.07.1948, Técnico em Telecomunicações e motorista autônomo, cc. Maria Expedita Freire Vieira Lima, n. 19.07.1943, aposentada da TELECEARÁ e Diretora-proprietária da Escola Infantil CRIARTE, pais de:

ө Pn 2132 – Luís César Freire Lima, n. 14.09.1981, Pedagogo, solteiro.

ө Pn 2133 – Júlio César Freire Lima, n. 21.12.1982, cursando Licenciatura em Matemática, solteiro.

ө Pn 2134 – Carolina Freire Lima, n. 19.09.1984, universitária do curso de Química da UECE, solteira.

◘ Qn 1512 – Maria Marisa Vieira Lima, n. 03.09.1950, formadaem Ciências Contábeis, Catadora do SERPRO, cc. Carlos Alberto Lima Carvalho, n. 21.02.1958, falecido, Contador e ex-Auditor do INSS, pais de:

ө Pn 2135 – Érika Vieira Lima Carvalho, n. 21.02.1987, universitário, cursando Estilismo e Moda na UFC, solteira.

◘ Qn 1513 – Francisco de Assis Vieira Lima, n. 03.06.1953, formadoem Educação Física, aposentado da Marinha do Brasil, radicado no Rio de Janeiro, cc. Eliene Maria Costa Vieira ima, n. 24.12.1954, Contadora, pais de:

ө Pn 2136 – Thiago Costa Vieira Lima, n. 21.06.1984, Engenheiro de Informática, funcionário do SERPRO, solteiro.

ө Pn 2137 – Julianna Costa Vieira Lima, n. 03.03.1989, estudante do Colégio Militar, solteira.

◘ Qn 1514 – José Wilson Vieira Lima, n. 22.03.1956, formado em Engenharia de Edificações e em Administração de Empresas, funcionário público estadual, cc. Vera Maria Costa Fernandes Lima, n. 04.06.1950, Economista, ex-funcionária da COHAB, pais de:

ө Pn 2138 – Luiz Girão Lima Neto, n. 10.05.1987, universitário em Geografia na UECE, solteiro.

ө Pn 2139 – José Wilson Vieira Lima Júnior, n. 10.04.1991, estudante.

◘ Qn 1515 – Milena Vieira Lima, n. 20.08.1958, formada em Administração de Empresas, comerciante, solteira.

◘ Qn 1516 – Rejane Vieira Lima, n. 26.04.1963, formada em Pedagogia pela UVA, cc. Nivaldo Magalhães Pinheiro, n. 15.05.1958, comerciante, pais de:

ө Pn 2140 – Mariana Vieira Lima Magalhães, n. 07.03.1993, estudante.

◘ Qn 1517 – Thêmmis Vieira Lima, n. 29.12.1968, formada em Engenharia de Alimentos, cc, Luís Carlos Massard, n. 24.10.1947, formado em Veterinária pela Faculdade Rural do Rio de Janeiro, pais de:

ө Pn 2141 – Bernardo Lima Massard, n. 09.06.1997, estudante, solteiro.

■ Tn 601 – FRANCISCA LIMA ANDRADE (Chicòzinha), n. 15.09.1917, de prendas domésticas, cc. Oswaldo Rabelo Andrade, n. 01.04.1914, Comerciante, pais de:

◘ Qn 1518 – Maria Elsa Lima Andrade, n. 21.02.1938, f. menor.

◘ Qn 1519 – Oswaldo Andrade Filho, n. 26.07.1939, funcionário público federal (INCRA), cc. Maria José Nóbrega Andrade, n. 29.06.1940, já falecida, pais de:

ө Pn 2142 – Carlos Augusto Nóbrega Andrade, n. 14.08.1963, falecido.

ө Pn 2143 – Oswaldo Andrade Neto, n. 00.11.1965, falecido, menor.

ө Pn 2144 – Elizabeth Nóbrega Andrade, n. 28.04.1967 (falecida), cc. Francisco Edílson Araújo, pais de:

◙ Hxn 1229 – Leandro Andrade de Araújo.

◘ Qn 1520 – Maria Vaílce Lima Andrade (Bebê), de prendas domésticas, n. 02.05.1941, cc. José Raulino do Nascimento, n. 17.01.1936 e falecido, pais de:

ө Pn 2145 – Marcos Rogério Andrade do Nascimento, n. 14.01.1964, Escriturário, cc. Raimunda Erivan de Castro Andrade, n.07.04.1962, pais de:

◙ Hxn 1230 – Caio de Castro Andrade, n. 06.08.1990.

◙ Hxn 1231 – Alan de Castro Andrade, n. 24.04.1994.

ө Pn 2146 – Márcio Roberto Andrade do Nascimento, n. 08.11.1965, empresário, cc. Maria Elcivânia Andrade Nântua, n. 06.04.1960, pais de:

◙ Hxn 1232 – Madser Nântua Andrade, n. 12.01.1993.

ө Pn 2147 – Mauro Robério Andrade do Nascimento, n. 17.11.1966, falecido.

ө Pn 2148 – Maurício Roger Andrade do Nascimento, n. 11.03.1972, atleta de Futsal.

ө Pn 2149 – Márcia Rosângela Andrade do Nascimento, n. 21.08.1981, Assistente de Administração, cc. Marcos Fabrício da Silva Aguiar, n. 30.05.1975, pais de:

◙ Hxn 1233 – Brena Andrade de Aguiar, n. 08.06.1985.

◘ Qn 1521 – Elisa Vilene Lima Andrade, n. 20.07.1942, cc. Hilton José Laurindo, n. 29.03.1942, pais de:

ө Pn 2150 – Hillene Andrade Laurindo, n. 13.06.1968.

ө Pn 2151 – Hiloênia Andrade Laurindo, n. 16.08.1969.

ө Pn 2152 – Hiloenize Andrade Laurindo, n. 29.04.1972, cc. José Wlaoyson Lima da Silva, n. 28.02.1971, pais de:

◙ Hxn 1234 – Hanna Laurindo da Silva, n. 23.01.1997.

◙ Hxn 1235 – Clara Laurindo da Silva, n. 05.12.1999.

◙ Hxn 1236 – Júlio Laurindo da Silva, n. 22.11.2004.

ө Pn 2153 – Hilton Laurindo Junior, n. 21.11.1975.

ө Pn 2154 – Hiloeanne Andrade Laurindo, n. 13.09.1977, cc. Marcelo Matoso Prado, n. 30.08.1974, pais de:

◙ Hxn 1237 – Ian Laurindo Prado, n. 05.08.2005.

◘ Qn 1522 – José Vilson Lima Andrade, n. 14.11.1943.

◘ Qn 1523 – Francisca Valriza Lima Andrade, n. 26.10.1945, cc. Antonio Silva Girão, n. 26.04.1945, Engenheiro, pais de: (Ver Tn 638 deste Capítulo)

ө Pn 2155 – Hélcio Andrade Girão, n. 11.10.1972, Engenheiro, cc. Idelzuite Laurindo Girão, n. 09.12.1980.

ө Pn 2156 – Danielle Andrade Girão, n. 08.11.1975, cc. Alexsandro Vieira Correia, n.03.02.1973.

ө Pn 2157 – Daniel Andrade Girão, Engenheiro Civil, n. 02.02.1978, cc. Camila Miranda Vieira, n. 25.10.1981, universitário de Direito.

ө Pn 2158 – Cibele Andade Girão, n. 23.02.1980, formado em Administração de Empresas.

ө Pn 2159 – Henrique Andrade Girão, n. 23.02.1989, universitário.

◘ Qn 1524 – Vera Lúcia Lima Andrade, n. 04.03.1947, funcionária pública.

◘ Qn 1525 – Ana Valinha Lima Andrade, n. 17.03.1948, f. menor.

◘ Qn 1526 – Vanda Maria Girão Andrade, n. 21.03.1949, Coordenadora de Ensino, cc. Francisco Célio Bezerra, n. 14.05.1957, motorista autônomo, pais de:

ө Pn 2160 – Karla Andrade Bezerra, n. 17.11.1982, publicitária.

ө Pn 2161 – Vanessa Andrade Bezerra, n. 11.08.1985, Gestora de Saúde.

ө Pn 2162 Bruno Andrade Bezerra, n. 09.05.1988, estudante.

◘ Qn 1527 – Maria Vânia Girão Andrade, n. 24.09.1950, Bibliotecária, cc. Júlio Carlos de Almeida, n. 09.03.1949, empresário, aposentado, pais de:

ө Pn 2163 – Juliana Andrade de Almeida, n. 21.10.1980, Contabilista.

ө Pn 2164 – Túlio Andrade de Almeida, n. 26.06.1982, universitário.

ө Pn 2165 – Carlos Diego Andrade de Almeida, n. 15.08.1986, universitário.

◘ Qn 1528 – Rita de Cássia Girão Andrade, n. 07.03.1952, Pedagoga, cc. Casimiro Oliveira Gurgel, n. 07.04.1951, Consultor Previdenciário, pais de:

ө Pn 2166 – Renato Andrade Gurgel, n. 03.06.1978, Técnico em Edificações, cc. Janaína Alencar Gurgel, n. 18.11.1979, universitária, mãe de:

◙ Hxn 1238 – Renan Alencar Gurgel, n. 21.02.2003.

ө Pn 2167 – Cyntia Andrade Gurgel, n. 24.04.1981, Auditora Contábil.

ө Pn – Caroline Andrade Gurgel, n. 21.03.1983, universitária.

◘ Qn 1529 – Francisco Vinícius Lima Andrade, n. 02.12.1953, Autônomo, cc. Maria Vilaci Silva Andrade, n. 07.05.1956, Micro Empresária, pais de:

ө Pn 2168 – Thiago Silva Andrade, n. 05.01.1988, estudante.

◘ Qn 1530 – Maria de Jesus Lima Andrade, n. 25.12.1955, Secretária.

◘ Qn 1531 – Maria Valdete Lima Andrade, n. 21.01.1958, Assistente de Bibliotecária, cc. Alexandre Patrício de Almeida, n. 10.08.1957, Gerente de Cobranças, pais de:

ө Pn 2169 – Marcello Patrício Andrade de Almeida, n. 09.01.1985, estudante.

ө Pn 2170 – Rafael Patrício Andrade de Almeida, n. 20.02.1989, falecido.

ө Pn 2171– Luccas Patrício Andrade de Almeida, n. 02.04.1991, estudante.

◘ Qn 1532 – José Vander Lima Andrade, n. 12.12.1960, Professor, Coordenador de Ensino.

◘ Qn 1533 – Maria Elsa Lima Andrade, f. menor.

Qn 1534 – Alinda Lima Andrade, f. menor.

■ Tn 602 – RAIMUNDA GIRÃO LIMA, n. 03.03.1919, cc. Adilson Moreira, sem filhos.

● Bn 218 – ELISA GIRÃO CORREIA MACHADO MONTEIRO, n. 03.06.1898 e f. 28.10.1928, de prendas domésticas, primeira mulher de João Monteiro da Silva (casamento em 24.10.1922), pais de:

■ Tn 603 – ELIÉZER GIRÃO MONTEIRO, n. 05.08.1923, cc. Raimunda Elita Matos de Sousa Girão, pais de:

◘ Qn 1535 – Eliézer Girão Monteiro Filho, Oficial da ativa do Exército, na patente de Coronel de Infantaria, residente em Brasília – DF, cc. Maria das Graças Pontes Monteiro, pais de:

ө Pn 2172 – Mariana Pontes Monteiro

ө Pn 2173 – Paulo Eduardo Pontes Monteiro

◘ Qn 1536 – Elisa de Sousa Girão. Filhos:

ө Pn 2174 – Renata Girão Silva

ө Pn 2175 – Marcelo Girão Silva, pai de:

◙ Hxn 1239 – Paulo Max Silva Girão

ө Pn 2176 – Rachel Girão Silva.

◘ Qn 1537 – Eliane de Sousa Girão. Filhos:

ө Pn 2177 – Aline Étel de Sousa Girão

ө Pn 2178 – Paulo Henrique de Sousa Girão

ө Pn 2179 – Fernanda Kelly de Sousa Girão

■ Tn 604 – EDILBERTO GIRÃO MONTEIRO, n. 18.09.1924, Professora, cc. Guiomar Prado, sergipana, pais de:

Qn 1538 – Carlos.

Qn 1539 – Elisa.

■ Tn 605 – ESDRAS GIRÃO MONTEIRO, n. 28.09.1925, cc. Creusa Dantas Girão Monteiro, n. 01.11.1930, pais de:

◘ Qn 1540 – Francisco, n. 29.07.1950.

◘ Qn 1541 – Elisa, n. 11.07.1951.

◘ Qn 1542 – Edilberto, n. 10.07.1952.

◘ Qn 1543 – Raimunda, n. 08.08.1953.

◘ Qn 1544 – Elisabete, n. 10.08.1954.

◘ Qn 1545 – Maria das Graças, n. 09.09.1955.

◘ Qn 1546 – João Monteiro Neto, n. 30.08.1956.

◘ Qn 1547 – Elisiário, n. 19.08.1957.

◘ Qn 1548 – Maria, n. 08.06.1958.

◘ Qn 1549 – Dulcinéia, n. 18.05.1959.

◘ Qn 1550 – Jacinto, n. 09.07.1960.

◘ Qn 1551 – Stênio, n. 18.07.1962.

◘ Qn 1552 – Francisco de Assis, n.10.03.1965.

◘ Qn 1553 – Francisca, n. 17.05.1966.

■ Tn 606 – ELISEU GIRÃO MONTEIRO.

■ Tn 607 – MARIA ELIETE GIRÃO MONTEIRO, n. 19.12.1926. Irmã de Caridade (Irmã Catarina).

■ Tn 608 – MARIA GIRÃO MONTEIRO, f. menor.

■ Tn 609 – MARITA GIRÃO MONTEIRO, cc. Gilberto

● Bn 219 – JOSÉ CORREIA MACHADO (Zuca da Petra), cc. Luísa Carneiro Girão (Lulu).

Por morar perto do local onde seu histórico bisavô residira, anteriormente, talvez por isso Zuca tenha se tornado uma figura veneráel do nosso clã. Mas, se esse não fosse o verdadeiro motivo, a maneira agradável e solícita com que ele recebia seus primos, em sua casa transformava-a no lugar preferido dos Girões, que vinham passar as férias em Morada Nova. Para esses, costumava dizer, jacosamente, sem nenhuma intenção de ofender: “TIREM A BARRIGA DA MISÉRIA, LÁ (referindo-se à Capial), VOCÊS NÃO COMEM”. Dava gosto ver uma mesa farta, contendo coalhada, leite, cuscus, pamonha, milho verde, carne assada, feijão verde, queijo e outras iguarias verdadeiramente gostosas.

Assim, era o “brincadeiroso” Zuca da Petra. … Para muitos dos que compõem a nossa família, depois do seu falecimento, a própria Morada Nova já não era mais a mesma. É claro que a sua mulher, Luisa Carneiro Girão (Lulu) não ficava atrás do marido em cortesia e acolhimento. O mesmo acontecia com seus filhos. Adamir, José Almir, o fabuloso Zé do Zuca, vaqueiro de vanguarda, herói de vaquejada e aboiador sem concorrente, a amabilidade de Maria Aila, Aldair, Arlene, Teresinha de Jesus, Argemiro e, propositadamente, deixado para o fim, o Francisco Aírton, o nosso querido Aírton (já falecido), sempre entusiasmado, alegre, solícito e amável como o pai, enfim, um outro ZUCA, mercê de Deus. Descendentes: (Ver Tn 475 deste Capítulo). (Ver Tn 475 deste capítulo).

● Bn 220 – PETRONILIA MACHADO GIRÃO (Petrinha), n. 31.05.1901, cc. José Tomás de Lima, n. 06.06.1900, falecido, pais de:

■ Tn 610 – EDMILSON GIRÃO LIMA, n. 13.10.1922, fazendeiro e agropecuarista, cc. Geni da Costa Barros Lima, n. 14.06.1929, de prendas domésticas, pais de:

◘ Qn 1554 – Francisco Edmilson Barros de Lima, n. 21.02.1949, agricultor, cc. Maria Valdênia Girão de Lima, n. 10.03.1952, pais de:

ө Pn 2180 – Luiz Sérgio Girão Lima, n. 26.04.1969, Agrônomo.

ө Pn 2181 – Vládia Girão de Lima, n. 31.10.1970.

ө Pn 2182 – Mário Sérgio Girão de Lima, n. 31.10.1981.

◘ Qn 1555 – Maria Eugênia Girão, n. 21.03.1950, cc. José Eny Girão, n. 26.08.1934, pais de:

ө Pn 2183 – Gina Eugênia Girão, n. 09.07.1966, cc. Francisco Galvão de Oliveira Neto, n. 15.03.1961, pais de:

◙ Hxn 1240 – Francisco José Girão Galvão, n. 29.03.1985.

◙ Hxn 1241 – Vilma Eugênia Girão Galvão, n. 02.08.1986.

ө Pn 2184 – Enio Giuliano Girão, n. 06.04.1970.

ө Pn 2185 – Gime Endrigo Girão, n. 04.01.1973.

ө Pn 2186 – Gemille Eugênia Girão, n. 09.03.1980, autônoma, mãe de:

◙ Hxn 1242 – Luísa Girão Cardial, n. 21.08.1999.

◙ Hxn 1243 – Luís Gustavo Girão Cardial, n. 08.08.2001.

◘ Qn 1556 – Maria Eudênia de Lima Girão, n. 03.06.1951, cc. João de Deus Girão Filho, n. 20.07.1944, agropecuarista, pais de:

ө Pn 2187 – Sandra Mara Lima Girão Chagas, n. 16.02.1969, Esteticista, cc. (divorciado) de José Inaldo Chagas, 10.02.1962, pais de:

◙ Hxn 1244 – Juscelino Girão Chagas, n. 15.01.1990.

ө Pn 2188 – José Wagner de Lima Girão, n. 05.04.1970.

ө Pn 2189 – Sandra Walesk de Lima Girão, n. 28.08.1978.

◘ Qn 1557 – Francisco Eduardo Barros de Lima (Dedé), n. 07.06.1952, cc. Neuza Silva Ferreira Lima, n. 20.06.1950, pais de:

ө Pn 2190 – Francisco Eduardo Barros de Lima Júnior, n. 14.11.1977.

ө Pn 2191 – Samya Semylle Silva de Lima, n. 10.07.1980.

ө Pn 2192 – Ticiano Silva de Lima, n. 26.12.1981.

◘ Qn 1558 – Maria de Lourdes Lima de Castro, n. 17.11.1953, cc. Edgar Andrade Castro Filho, n. 14.05.1947, pais de:

ө Pn 2193 – Edgar Castro de Andrade Neto, n. 24.09.1972.

ө Pn 2194 – Elaine Cristine Lima de Castro, n. 14.04.1974.

ө Pn 2195 – Érika Hellen Lima de Castro, n. 28.07.1982.

◘ Qn 1559 – Francisco Barros de Lima, n. 30.01.1955, ferramenteiro, funcionário da General Motoresem São Paulo, cc. Maria Lúcia Maia Andrade de Lima, n. 08.04.1954, pais de:

ө Pn 2196 – Tatiana Andrade Lima, n. 29.01.1979, jornalista e funcionária da Tribuna de Araraquara – São Paulo.

ө Pn 2197 – Simone Andrade de Lima, n. 17.04.1983, Fisioterapeuta – São Paulo-SP.

ө Pn 2198 – Elis Andrade de Lima, n. 14.01.1986, Odontóloga, residenteem São José dos Campos – SP.

◘ Qn 1560 – Francisco Vicente Barros de Lima, n. 19.07.1956, agricultor, cc. Maura Nogueira Rabelo, n. 30.11.1957, de prendas domésticas.

◘ Qn 1561 – Maria do Socorro de Lima Brilhante, n. 29.09.1957, funcionária pública estadual e professora, cc. Marco Túlio de Lima Brilhante, n. 27.04.1951, formado em Geografia com atividade no comércio, pais de:

ө Pn 2199 – Talinne Lillian de Lima Brilhante, n. 07.02.1983, Fisioterapeuta.

ө Pn 2200 – Marco Túnnes de Lima Brilhante, n. 23.02.1984, universitário do Curso de Farmácia.

◘ Qn 1562 – Francisco José Barros de Lima (Bilé), n. 22.09.1959, agricultor – pecuarista, cc. Francisca Cleuba Saraiva Nunes, de prendas domésticas, n. 02.01.1964, pais de:

ө Pn 2201 – Edmilson Girão Lima Neto, n. 17.04.1982, autônomo, pai de:

◙ Hxn 1245 – Aline Cristine de Almeida Vieira.

◙ Hxn 1246 – Wermesson Vieira Girão, n. 05.06.1999.

◙ Hxn 1247 – Kísia Mara Rabelo Girão.

◙ Hxn 1248 – Luís Gustavo Girão Lima, n. 09.11.2000.

ө Pn 2202 – Clícia Nunes Lima, n. 25.11.1985, universitária do Curso de Fisioterapia.

◘ Qn 1563 – Francisco Eugênio Barros de Lima, n. 18.05.1961, cc Maria Zélia Rodrigues Bezerra, n. 13.01.1965, pais de:

ө Pn 2203 – Francisco Eugênio Barros de Lima Júnior, n. 04.10.1981.

ө Pn 2204 – Édson Eugênio Bezerra de Lima, n. 11.09.1982.

◘ Qn 1564 – Francisco Luciano Barros de Lima, n. 10.03.1963.

◘ Qn 1565 – Francisco Luiz Barros de Lima, n. 28.05.1964, cc. Sílvia Maria Gomes de Lima, n. 18.04.1968.

◘ Qn 1566 – Conceição de Maria Barros de Lima Sousa, n. 17.06.1966, Pedagoga, cc. Evandro Alves de Sousa, n. 29.05.1953, bacharel em Direito, Delegado de Polícia, e ex-Secretário de Segurança do Estado do Ceará, pais de:

ө Pn 2205 – Saul Barros de Lima Souza, n. 05.12.1991, estudante.

ө Pn 2206 – Gina Eugênia Girão, n. 09.07.1966, funcionária publica municipal, formadaem Ciências Contábeis, pais de:

◙ Hxn 1249 – Francisco José Girão Galvão, n. 29.03.1985.

◙ Hxn 1250 – Vilma Eugênia Girão Galvão, n. 02.08.1986.

◙ Hxn 1251 – Dália Eudênia Girão Bandeira, n. 12.02.1995.

◙ Hxn 1252 – Manuela Girão Bandeira, n. 21.04.1998.

■ Tn 611 – EUNICE LIMA GIRÃO DE OLIVEIRA, n. 01.0.1924, cc. Francisco Edson Girão de Oliveira. (Ver Tn 567 deste Capítulo)

Tn 612 – EDILVA GIRÃO LIMA, n. 01.07.1926, cc. Epitácio Pessoa de Andrade, n. 16.01.1923. (Ver Tn 72 – Capítulo II)

● Bn 221 – LUÍS CORREIA MACHADO, n. 06.07.1904, cc. Maria de Lourdes Machado Girão, n. 22.07.1924, sem filhos.

● Bn 222 – FRANCISCO CORREIA MACHADO (Chiquinho), n. 26.05.1907, cc. Argentina Bezerra da Silva, n. 21.01.1912, filha de Manuel Roberto da Silva e Maria Delfina da Silva. Sem filhos.

● Bn 223 – JOAQUIM CORREIA MACHADO, f. menor.

N 48 – ANA SANTOS GIRÃO (Naninha), que faleceu solteira.

N 49 – MARIA PESSOA GIRÃO (Mariazinha), n. 18.05.1872, casada em primeiras núpcias com seu primo Teotônio Conrado Girão, f. 29.05.1898, filho de Conrado Balbino da Silva Girão e Hermínia Cândida Pessoa, do qual teve: 3 filhos (Ver N 49.1 deste Capítulo e N 67 e  N 72 – Capítulo VIII)

● Bn 224 – TEOTÔNIO CONRADO GIRÃO FILHO, n. 04.03.1893 e f. 14.08.1935, cc. Albertina Amora, sem filhos:

● Bn 225 – EDITE CONRADO GIRÃO THEÓFILO, n. 09.11.1894, cc. Porfírio Albuquerque Theófilo, pais de: (4 filhos)

■ Tn 613 – JOSÉ GIRÃO THEÓFILO (Zequinha), n. 19.07.1915, solteiro, falecido.

■ Tn 614 – GILBERTO GIRÃO THEÓFILO, n. 10.02.1917, cc. Dila Ferreira. – (Auxiliadora).

■ Tn 615 – FRANCISCO DAS CHAGAS GIRÃO TEÓFILO, n.06.08.1918, comerciante, cc. Maria Júnior Girão, 26.10.1918 e f. 06.12.1992, Auxiliar de. Enfermagem, pais de:

◘ Qn 1567 – Maria Edite Teófilo Scipião, n. 22.02.1949, Pedagoga, cc. José Luciano de Oliveira Scipião, n. 21.05.1944, Industrial, pais de:

ө Pn 2207 – Ana Marcelina Scipião Moura, n. 04.08.1968, Contabilista, casada com Ozeas Florêncio de Moura Filho, n. 22.05.1965, Fisioterapeuta, pais de:

◙ Hxn 1253 – Felipe Scipião Moura, n. 04.09.1989.

◙ Hxn 1254 – Mateus Scipião Moura, n. 28.10.1994.

ө Pn 2208 – Luciana Teófilo Scipião Freitas, n. 28.10.1971, secundarista, cc. Marcus Vinícius de Lima Freitas, n. 05.06.1967, prestador de Serviços Técnicos, pais de:

◙ Hxn 1255 – Victor Scipião Freitas, n. 30.09.1994, estudante.

◙ Hxn 1256 – Thais Scipião Freitas, n. 25.05.1997, estudante.

ө Pn 2209 – Evelyne Teófilo Scipião, n. 13.09.1973, Turismologa, solteira.

ө Pn 2210 – Tatiana Teófilo Scipião Araújo, n. 18.05.1976, Economista, cc. José Flávio de Araújo Filho, Advogado, recém casados.

◘ Qn 1568 – Francisco Roberto Junior Teófilo, n. 13.05.1946, Químico Industrial, casado, em primeiras núpcias (divorciado) de Rita Ibiapina Teófilo, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 2211 – Renata Maria Ibiapina Teófilo, casada com Cristian, mãe de duas filhas:

◙ Hxn 1257 – Camila Teófilo

◙ Hxn 1258 – Izadora Teófilo

ө Pn 2212 – Roberta Ibiapina Teófilo, cc. Alexandre, sem filhos.

ө Pn 2213 – Regis Ibiapina Teófilo, falecido ainda menor.

◘ Qn 1568.1 – Em segundo matrimonio, Francisco Roberto uniu-se a Liduina Martins Junior, n. 08.09.1955, comerciante, tendo os filhos:

ө Pn 2214 – Mirlene Martins Junior Teófilo, n. 20.04.1983, universitária em Química na UFC, solteira.

ө Pn 2215 – Márcia. Martins Júnior Teófilo, n. 21.02.1986, secundarista, solteira. 86, supletivo 20. grau, solt.au, solt.

■ Tn 616 – MANUEL DE ALBUQUERQUE TEÓFILO, n. 12.07.1921, cc. Maria Cisne Teófilo.

● Bn 226 – CARMÉLIA CONRADO GIRÃO (gêmea com Edite), n. 09.11.1894, solteira.

● Bn 227 – BENVENUTA GIRÃO MACHADO (Neá), n. 24.04.1897, cc. Conrado Teotônio Machado, n. 19.02.1889 pais de: – 8 filhos: (Ver Bn 189 deste Capítulo)

■ Tn 617 – CARMEM GIRÃO, cc. José Amâncio, pais de:

◘ Qn 1569 – Evaldo Girão.

◘ Qn 1570 – Erivalda Girão.

◘ Qn 1571 – Evalda Girão.

◘ Qn 1572 – Vera Girão.

■ Tn 618 – MARIA ZENEIDA GIRÃO, n. 22.04.1915, cc. Antônio Gezildo Bezerra, pais de:

◘ Qn 1573 – José Valdizar Bezerra, casado e pai de 10 filhos.

ө Pn 2216 – Francisco Lêu Bezerra.

ө Pn 2217 – Geide.

■ Tn 619 – JOSÉ MARIA GIRÃO MACHADO, cc. Maria Alderina de Almeida, pais de:

ө Pn 2218 – Maria José Almeida Machado, cc. Francisco Pedro de Lima, pais de:

◙ Hxn 1259 – Francisco Alberto Machado de Lima.

◙ Hxn 1260 – Maria Socorro Machado de Lima.

◙ Hxn 1261 – Vânia Maria Machado de Lima.

◙ Hxn 1262 – Gean Carlos Machado de Lima.

◙ Hxn 1263 – José Maria Girão Machado Neto.

◙ Hxn 1264 – Claudiana Machado de Lima.

ө Pn 2219 – Vicente de Paulo Machado, cc. Maria de Lourdes Silva Machado, pais de:

◙ Hxn 1265 – Francisca Lurdineide Silva Machado.

◙ Hxn 1266 – José Valdiêr Silva Machado.

◙ Hxn 1267 – Maria Lucineide Silva Machado.

ө Pn 2220 – José Ernani de Almeida Machado, cc. Maria Alves Fernandes, pais de:

◙ Hxn 1268 – Francisca Gislene Fernandes Machado.

◙ Hxn 1269 – José Gildemar Fernandes Machado.

ө Pn 2221 – José Milton de Almeida Machado, solteiro.

ө Pn 2222 – Antônia Irene Almeida Machado, cc. José Lins de Lima, pais de:

◙ Hxn 1270 – Marcos Roberto Machado de Lima.

◘ Qn 1574 – Maria Jesineide Bezerra Girão, cc. Joaquim Lúcio Bezerra Filho, pais de:

ө Pn 2223 – Francisco Sandoval Bezerra Girão.

ө Pn 2224 – Seneide Bezerra Girão.

ө Pn 2225 – Raimundo Lúcio Bezerra Girão.

ө Pn 2226 – Antônio Antenor Bezerra Girão.

ө Pn 2227 – Gesildo Neto Bezerra Girão.

ө Pn 2228 – Genira Bezerra Girão.

ө Pn 2229 – Maria Marlene Bezerra, cc. Antônio Machado Bezerra, pais de:

◙ Hxn 1271 – Efigênia Machado Bezerra, cc. Egídio Rodrigues Pinheiro, pais de:

Hpn 140 – Kélvia Mérsia Rodrigues Bezerra.

ө Pn 2230 – Maria Erbênia Bezerra, Professora.

ө Pn 2231 – José Olímpio Bezerra.

ө Pn 2232 – Maria Eliene Bezerra.

ө Pn 2233 – Flávio Machado Bezerra.

ө Pn 2234 – Maria Erbene Machado Bezerra.

■ Tn 620 – LIDUINA MACHADO BEZERRA.

■ Tn 621 – MARIA MARINEIDE BEZERRA, cc. José Edvar Marques, pais de:

◘ Qn 1575 – Edvaneide Bezerra Marques.

◘ Qn 1576 – Gerneide Bezerra Marques.

◘ Qn 1577 – Cléber Bezerra Marques.

◘ Qn 1578 – Edvan Bezerra Marques.

ө Pn 2235 – Francisco Líu Bezerra, casado e pai de uma filha.

■ Tn 622 – LUSAMIRA MACHADO NOGUEIRA, n. 28.06.1917 e f. 28.05.1999, de prendas domésticas, cc. Adelino Nogueira, n. 17.04.1906 e f. 07.03.2001, funcionário público federal, ex-Agente Estatístico do IBGEem Morada Nova, pais de:

◘ Qn 1579 – JOSÉ AVANIR MACHADO NOGUEIRA, n. 30.03.1937 e f. 30.12.1988, cc. Nilza Maria Nogueira, n. 27.12.1938, pais de:

ө Pn 2236 – José Avanir Machado Nogueira Filho, n. 02.12.1962., Oficial Militar da Aeronáutica, cc. Sônia Maria Matos, pais de:

◙ Hxn 1272 – Thiago José, n. 17.01.1986.

◙ Hxn 1273 – Avanir José.

◙ Hxn 1274 – Gabriel José.

ө Pn 2238 – Avanilza Aparecida de Oliveira Nogueira, n. 09.06.1966, cc. Arthur Bernardo de Gusmão Silva, pais de:

◙ Hxn 1275 – Felipe Nogueira Silva, n. 09.04.1987.

◘ Qn 1580 – MARIA LUZAÍRA NOGUEIRA, n. 09.10.1938, Professora, cc. Pedro de Sousa Gomes, n. 02.11.1924, comerciante, pais de:

ө Pn 2239 – Maria Luciara Gomes Sandras, n. 21.06.1966, Professora, cc. José Jarbas Rocha Sandras, n. 30.03.1965, Engenheiro Civil, pais de:

◙ Hxn 1276 – Kalila Gomes Sandras, n. 20.09.1986, Universitária.

◙ Hxn 1277 – Kaline Gomes Sandras, n. 04.11.1988.

◙ Hxn 1278 – Kárin Gomes Sandras, n. 09.07.1999.

ө Pn 2240 – Denis Nogueira Gomes, n. 09.07.1968 e f. 25.07.1995, solteiro.

◘ Qn 1581 – JOSÉ ARANI MACHADO NOGUEIRA, n. 29.04.1941 e f. 22.07.1996, autônomo, cc. Inês da Costa Ferreira, n. 26.06.1938, pais de:

ө Pn 2241 – Inara Costa Nogueira, n. 22.11.1963, Professora e Secretária de Saúde de Morada Nova, especialista em Gestão de Silos; Administração Hospitalar; Metodologia do Ensino Fundamental e Médio, cc. Francisco Welton Barbosa Silva, n. 06.06.1963, pais de:

◙ Hxn 1279 – Lucas Nogueira Guerra Silva, n. 08.07.1995, estudante.

ө Pn 2242 – Adelino Nogueira Neto, n. 16.08.1965 (gêmeo de Adelirio), funcionário publico e comerciante, cc. Adília Maria Bandeira Girão, professora, especialista em Metodologia do Ensino, pais de:

◙ Hxn 1280 – Arani Rildyson Lima Nogueira, n. 26.06.1990.

ө Pn 2243 – Adelirio Costa Nogueira, 16.08.1965 (gêmeo de Adelino Neto), Pastor Evangélico e Professor, com Licenciatura em Ciências, cc. Terezinha dos Santos Nogueira, n. 10.09.1969, Pastora Evangélica, pais de:

◙ Hxn 1281 – Samuel dos Santos Nogueira, n. 28.09.1993.

◙ Hxn 1282 – Sara Vitória dos Santos Nogueira, n. 27.09.1997.

ө Pn 2244 – Dinara Costa Nogueira, 07.10.1966, Professora graduada em História, com especialização em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio, mãe de:

◙ Hxn 1283 – Isaura Nogueira Silva, n. 15.08.2001.

ө Pn 2245 – Arnaldo Costa Nogueira, n.11.12.1967, com Licenciatura Plena em Letras (incompleto) e comerciante, cc. Francisca Glaubênia Freire Maciel, n. 09.07.1975, auxiliar de Enfermagem, pais de:

◙ Hxn 1284 – Lívia Maciel Nogueira, n. 31.10.2001.

◘ Qn 1582 – MARIA LÉLIA NOGUEIRA BARROS, n. 25.02.1943, cc. Erivaldo Vidal Barros, n. 03.05.1939, pais de:

ө Pn 2246 – Célio José Nogueira Barros, n. 15.04.1966, f. menor.

ө Pn 2247 – Erivaldo Vidal Júnior, n. 12.08.1968, cc. Liliana Ribeiro Pimentel, pais de:

◙ Hxn 1285 – João Pedro Pimentel Vidal.

ө Pn 2248 – Adriano Nogueira Barros, n. 05.08.1970, professor de Educação Física, cc. Maria Auxiliadora Ximenes, n. 21.01.1962, micro-empresária, pais de:

◙ Hxn 1286 – Yan Ximenes Barros.

ө Pn 2249 – Dennysson Nogueira Barros, n. 23.05.1974, Agente da Polícia Federal, solteiro.

ө Pn 2250 – Marcos Paulo Nogueira Barros, n. 06.09.1976, Oficial da Polícia Militar, cc. Jacinta Maria de Oliveira Barros, Oficial de Justiça.

◘ Qn 1583 – MARIA LEÍLA NOGUEIRA FERREIRA, n. 21.08.1944, bacharelada em Direito e em Pedagogia e ex-Delegada de Polícia Civil, casada, em primeiras núpcias, com Antônio Neyrismar Feitosa Brito, n. 02.01.1940, Contador (divorciados) e, em segundas núpcias, com João Batista Ferreira, n. 24.06.1952, secundarista e funcionário público.

- São filhos, do primeiro casamento:

 ө Pn 2251 – Paulo Nogueira Brito, n. 25.01.1964, Engenheiro Civil, formado pela UFC, com Mestrado em Engenharia pela UFC, cc. Kátia Maria Feitosa Brito, n. 30.04.1965, Licenciada em Filosofia pela UECE; Especialização em Gerência de Recursos Humanos pela UECE; Especializaçãoem Direito Eleitoral pela UNIFOR e funcionária pública federal – TRE, pais de:

◙ Hxn 1287 – Paulo Nogueira Brito Júnior, n. 18.09.1987, pré-universitário.

◙ Hxn 1288 – Paulo Eduardo Feitosa Brito, n. 22.09.1990, estudante do ensino médio.

ө Pn 2252 – Maria do Carmo Brito Nobre, n. 06.01.1966, cc. José Wilton do Nascimento Nobre, n. 26.11.1961, pais de:

◙ Hxn 1289 – David Wilton Brito Nobre, n. 08.08.1987, pré-vestibulando, cc. Maria Rafaelle de Silva Nobre, n. 24.03.1982, pais de:

♦ Hpn 141 – Laís de Moura Nobre, n. 12.02.2006.

◙ Hxn 1290 – Náyla Naíra Brito Nobre, n. 10.09.1990, aluna do 2º Grau Olímpico do Colégio Farias Brito – Classe de alunos superdotados.

◘ Qn 1584 – MARIA LÍDIMA NOGUEIRA MACHADO, n. 21.01.1946, mãe de:

ө Pn 2253 – Line Tereza Nogueira Machado, n. 03.05.1970, formada em Letras, mãe de:

◙ Hxn 1291 – Alirio Denis Nogueira Saraiva, n. 14.07.1998, estudante.

◘ Qn 1585 – MARIA LENIRA NOGUEIRA BARROS, n. 25.01.1950, funcionária pública aposentada, cc. Francisco Paulo de Castro Barros, n. 25.01.953, pais de:

ө Pn 2254 – Francisco Paulo de Castro Júnior, n. 20.11.1979, cc. Rosalyny da Cruz Mesquita, n. 02.07.1982, funcionária pública (Gestão de Pequenas e Médias Empresas – SEDUC-CE), pais de:

◙ Hxn 1292 – Deric Samuel Viana de Castro, n. 22.10.1995.

◙ Hxn 1293 – Pedro Brandão Monteiro de Castro, n. 24.10.2000.

ө Pn 2255 – Francisco Péryssoni Nogueira Barros, n. 23.04.1982, com Licenciatura Plena em História, cc. Renata Patrícia Teixeira Barros, n. 22.12.1988, licenciada em Turismo.

◘ Qn 1586 – RAIMUNDO NONATO MACHADO NOGUEIRA, n. 10.05.1951, funcionário público, cc. Rosimar Fernandes Nogueira, n. 08.08.1963, pais de:

ө Pn 2256 – Rógisla Nogueira Fernandes, n. 25.04.1985, comerciante, mãe de:

◙ Hxn 1294 – Eridan Raissa Nogueira Carioca, n. 19.05.2004.

ө Pn 2257 – Robson Nogueira Fernandes, n. 22.05.1987, universitário,

ө Pn 2258 – Rógison Nogueira Fernandes, n. 10.03.1989, comerciário.

◘ Qn 1587 – LÚCIA DE FÁTIMA NOGUEIRA MACHADO, n. 27.01.1954 e f. 14.06.1994, Pedagoga, exerceu o Magistério, casada, em segundas núpcias, com Osório Ferreira Barbosa, n. 16.11.1949, motorista autônomo, pais de:

ө Pn 2259 – Osório Ferreira Barbosa Filho, n. 14.11.1987, motorista autônomo.

ө Pn 2260 – Rodrigo Nogueira Barbosa, b. 05.07.1989, gêmeo com o seguinte.

ө Pn 2261 – Luzamira Maria Nogueira Barbosa, n.05.07.1989, gêmea com o anterior.

◘ Qn 1587.1 – Do primeiro casamento de Lúcia de Fátima com Mauro Rodrigues Ramos, funcionário da Fazendo Pública do Estado, não houve filhos.

◘ Qn 1588 – MARIA DO SOCORRO NOGUEIRA RAMOS, n. 10.08.1955, funcionária pública estadual, divorciada de João Carlos Rodrigues Ramos, n. 20.12.1952, funcionário público aposentado, pais de:

ө Pn 2262 – João Carlos Rodrigues Ramos Filho, n. 20.12.1979, universitário.

ө Pn 2263 – Joana Carla Nogueira Ramos, n. 19.12.1983, universitária.

◘ Qn 1589 – JOSÉ ADEMIR MACHADO NOGUEIRA, n. 12.08.1957, graduado em Administração de Empresas e bancário, cc. Maria Gorete Felipe Raulino, n. 13.01.1961, licenciada em Geografia e professora, pais de:

ө Pn 2264 – José Ademir Machado Nogueira Filho, n. 22.10.1991.

ө Pn 2265 – Naiâni Felipe Nogueira, n. 15.11.1995.

◘ Qn 1590 – MARIA LEILÁ NOGUEIRA MACHADO, n. 08.07.1959, Professora, cc. Antônio Alves Feitosa, n. 13.06.1957 (divorciados), pais de:

ө Pn 2266 – Marcos Antônio Nogueira Feitosa, n. 04.07.1979, agente de vendas, cc. Andra Mhorytta Rabelo Nogueira.

■ Tn 623 – EDILBERTO MACHADO GIRÃO, n. 20.02.1919, agricultor e agropecuarista, cc. Maria Neíse Andrade, n. 16.04.1926, de prendas domésticas, pais de:

◘ Qn 1591 – MARIA HELENA SILVA GIRÃO PEIXOTO, n. 11.05.1945, professora, cc. Antonio Pinheiro Peixoto, n. 13.07.1945, Gerente de Vendas (Indústria AGRIPEC), pais de:

ө Pn 2267 – Fernando Antonio Girão Peixoto, n. 29.03.1972, formado em Letras pela UFC, professor de Língua Inglesa, cc. Renata Aline Duarte Peixoto, n. 03.07.1976, universitária de Jornalismo, pais de:

◙ Hxn 1295 – Fernando Antonio Girão Peixoto Filho, n. 20.07.2004.

ө Pn 2268 – Vicente Carlos Pinheiro Neto, n. 17.04.1974, comerciante (falecido), cc. Ana Karina Fernandes Pinheiro, n. 04.09.1974, pais de:

◙ Hxn 1296 – Camilla Fernandes Pinheiro, n. 10.04.1995.

◙ Hxn 1297 – Pedro Fernandes Pinheiro, n. 30.07.1999.

ө Pn 2269 – Fernanda Girão Peixoto, n. 03.10.1978, formada em Administração pela UNIFOR.

ө Pn 2270 – Carlos Eduardo Girão Peixoto, n. 30.11.1980, comerciante, cc. Ana Nídia Cardoso Amora Girão Peixoto, n. 04.06.1978, universitária em Administração, pais de:

◙ Hxn 1298 – Maria Eduarda da Silva Peixoto, n. 05.11.1998.

◘ Qn 1592 – MARIA ELEUDA SILVA GIRÃO ALMEIDA, n. 07.10.1946, costureira, cc. Antonio Edmar de Almeida, n. 02.05.1999, porteiro, aposentado, pais de:

ө Pn 2271 – Elton Girão de Almeida, n. 089.02.1978, universitárioem Ciências Contábeis pela UNIFOR.

ө Pn 2272 – Helder Girão de Almeida, n. 27.08.1981.

ө Pn 2273 – Érica Girão de Almeida, n. 11.08.1984.

Qn 1593 – MARIA ELIENE GIRÃO CAVALCANTI, n. 17.09.1947, professora e prendas domésticas, cc. Elano Gaspar Cavalcanti, n. 03.05.1935, funcionário público, aposentado da COELCE, pais de: (Ver Tn 588 deste Capítulo)

ө Pn 2274 – Elsa Maria Girão Cavalcanti, n. 19.09.1968, de prendas domésticas, cc. (divorciados) José Ronaldo Gurgel, n. 21.08.1966, motorista, pais de:

◙ Hxn 1299 – Felipe Cavalcanti Gurgel, n. 21.08.1989, estudante.

◙ Hxn 1300 – Luana Cavalcanti Gurgel, n. 19.12.1995, estudante.

ө Pn 2275 – Luís Tibúrcio Cavalcanti Neto, n. 19.10.1969, técnico em Turismo, cc. Cícera Evânia de Carvalho, n. 17.03.1970, prendas domésticas, pais de:

◙ Hxn 1301 – Leandro de Carvalho Cavalcanti, n. 28.02.1990, estudante.

◙ Hxn 1302 – Amanda de Carvalho Cavalcanti, n. 07.08.2003.

ө Pn 2276 – Elanie Maria Girão Cavalcanti, n. 08.06.1971, prendas domésticas, cc. José Tarcísio Felix Cidrack, n. 10.07.1952, funcionário dos Correios e Telégrafos, pais de:

◙ Hxn 1303 – Rodrigo Cavalcanti Cidrack, n. 10.06.1995, estudante.

◙ Hxn 1304 – José Tarcísio Felix Cidrack Filho, n. 04.07.1998, estudante.

ө Pn 2277 – Elano Gaspar Cavalcanti Filho, n. 18.07.1972 e f. 01.08.1972.

ө Pn 2278 – Marcos Rodolfo Girão Cavalcanti, n. 19.03.1975, proprietário de transporte alternativo, com atividades na área de Restaurantes, cc. Francisca Betânia Márcia Nobre Girão, n. 30.11.1976, comerciaria, pais de:

◙ Hxn 1305 – Milena Nobre Cavalcanti, n. 01.05.1998, estudante.

ө Pn 2279 – Celina Girão Cavalcanti, n. 26.08.1983, formada em Administração pela Faculdade FANOR na área de Recursos Humanos e funcionária da STERG CENTER, cc. Mizael Holanda Setúbal Neto, n. 15.12.1983.

◘ Qn 1594 – ERILBERTO SILVA GIRÃO, n. 25.02.1949, Agente Prisional, cc. Maria Nilce de Souza Girão, n. 28.07.1948, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 2280 – Nilsauberto de Sousa Girão, n. 01.11.1973, comerciante, cc. Maria das Graças Ferreira Girão, n. 06.07.1963, Odontóloga.

ө Pn 2281 – Elenilce de Sousa Girão, n. 18.06.1978, comerciante, cc. José Ivar Leite Pereira, n. 08.01.1974, Assistente de Administração, pais de:

◙ Hxn 1306 – José Ícaro Girão Pereira, n. 10.07.1996.

◙ Hxn 1307 – José Yuri Girão Pereira, n. 30.03.1998.

◙ Hxn 1308 – Ellen Iasmin Girão Pereira, n. 29.03.2004.

ө Pn 2282 – Elizângela de Sousa Girão, n. 18.06.1978, cc. Marcos Paulo da Justa Silva, n. 08.01.1976, Publicitário, pais de:

◙ Hxn 1309 – Erick Mateus Girão da Justa Silva, n. 27.06.2000.

◙ Hxn 1310 – Lucas Girão da Justa Silva, n. 01.03.2006.

ө Pn 2283 – Nilce Maria Sousa Girão, n. 02.01.1981, de prendas domésticas, cc. Wellington Oliveira da Silva, n. 05.04.1975, porteiro, pais de:

◙ Hxn 1311 – Erilberto Silva Girão Neto, n. 18.03.2002.

◘ Qn 1595 – JOSÉ HÉLIO SILVA GIRÃO, n. 19.11.1951, vendedor autônomo.

◘ Qn 1596 – JOSÉ ERNANDES SILVA GIRÃO, n. 16.11.1952, humorista, cc. Rizalba Ângela Pereira Girão, n. 05.06.1952, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 2284 – Juliana Pereira Girão, n. 10.06.1987.

ө Pn 2285 – Juliano Pereira Girão, n. 07.01.1988.

ө Pn 2286 – José Ernandes Silva Girão Junior, n. 30.10.1990.

◘ Qn 1597 – FRANCISCO EDÍSIO SILVA GIRÃO, n. 20.11.1953, comerciante, cc. Rosa do Nascimento Girão, n. 09.10.1957, pais de:

ө Pn 2287 – Edizianey do Nascimento Girão, n. 04.07.1979, comerciante, pai de:

◙ Hxn 1312 – Eziele Rebeca Girão da Silva.

ө Pn 2288 – Francisco Edísio Silva Girão Junior, n. 05.03.1982.

ө Pn 2289 – Edilane do Nascimento Girão, n. 21.07.1989.

◘ Qn 1598 – FRANCISCO JOSÉ SILVA GIRÃO, n. 01.04.1955, Operador Gráfico, cc. Maria dos Remédios de Freitas Girão, n. 27.10.1953, Agente Administrativo, pais de:

ө Pn 2290 – Rafael de Freitas Girão, n. 16.11.1982, Agente de Vendas dos Laticínios BETÂNIA.

ө Pn 2291 – Leonardo de Freitas Girão, n. 25.12.1983.

ө Pn 2292 – Maryana de Freitas Girão, n. 21.05.1991.

◘ Qn 1599 – INÁCIA MARIA DA SILVA GIRÃO, n. 19.02.1957, funcionária Pública (CAGECE); Administradora Especialista em Gerência de Recursos Humanos da UECE, com Mestrado em Administração de Empresas pela UECE. .

◘ Qn 1600 – INÁCIA ELIANA SILVA GIRÃO, n. 17.05.1959, Professora, formadaem Administração Escolar, cc. Francisco Felix da Silva, n. 25.07.1950, aposentado.

◘ Qn 1601 – INÁCIA DE FÁTIMA SILVA GIRÃO FERREIRA, n. 31.10.1960, funcionária pública – Agente Administrativa, cc. Francisco de Sousa Ferreira, n. 30.05.1965, comerciante, pais de:

ө Pn 2293 – André Girão Ferreira, ln. 24.07.1992.

ө Pn 2294 – Lucas Girão Ferreira, n. 26.10.1953.

◘ Qn – INÁCIO ANTÔNIO SILVA GIRÃO, n. 22.11.1962.

■ Tn 624 – VICENTE GIRÃO MACHADO (Vicente da Neá), n; 1926 e f. 1994 cc. Raimunda Maria de Almeida, de prendas domésticas, pais de:

◘ Qn 1602 – José Vanderli Girão, cc. Marinete, pais de:

ө Pn 2295 – José Vando Girão

◘ Qn 1603 – Maria Vanderlina Girão, casado, com filhos.

◘ Qn 1604 – José Valderi Girão, n. 21.01.1955, comerciante, aposentado, cc. Maria de Lourdes da Silva Girão, n. 22.08.1957, sem filhos.

◘ Qn 1605 – José Valdeni Girão, casado, com filhos.

◘ Qn 1606 – Maria Valderina Girão, cc. Raimundinho, pais de:

ө Pn 2296 – Valdelene Girão Cavalcante.

ө Pn 2297 – Valdenira Girão Cavalcante.

ө Pn 2298 – Ana Girão Cavalcante.

◘ Qn 1607 – José Valdeci Girão, divorciado, pai de uma filha.

◘ Qn 1608 – Maria Valdelice Girão, cc. José Gilson Cândido, pais de:

ө Pn 2299 – Maria Daniela de Almeida Cândido.

ө Pn 2300 – Maria Jucilene de Almeida Cândido.

ө Pn 2301 – Maria Vanessa de Almeida Cândido.

◘ Qn 1609 – Francisco José Girão, casado, com filhos.

◘ Qn 1610 – Ângela Maria Girão, cc. Fábio Sales, pais de:

ө Pn 2302 – Fábio Sales Girão.

■ Tn 625 – EDÍLSON MACHADO GIRÃO, cc. Zefinha, pais de:

◘ Qn 1611 – Dedé

N 49.1 – Em segundas núpcias, MARIA PESSOA GIRÃO (Mariazinha), casou-se com seu cunhado ANTÔNIO CONRADO GIRÃO, n. 13.04.1873, e dele teve: (Ver N 67 e N 72 – Capítulo VIII).

● Bn 228 – ALBERTO GIRÃO, comerciante atacadista, n. 08.06.1900, f. 11.1970, cc. Maria Celeste Teófilo Girão, n. 30.10.1912 e f. 02.01.2004, filha de Luís Damasceno Girão e Isabel Teófilo (Ver Bn 288 do Capítulo VII), pais de: – 5 filhos:

■ Tn 626 – MARIA CENIRA GIRÃO, professora, n. 21.08.1936, solteira.

■ Tn 627 – ALBERTO GIRÃO FILHO, n. 22.04.1938, motorista proprietário autônomo, cc. Maria Lúcia Herbene Gomes Girão, n. __/__/__ e f. __/__/__,de prendas domésticas, pais de:

◘ Qn 1612 – Raimundo Gomes Girão, n. 16.07.1963, comerciante, cc. Andreya Silva Girão, n. 02.03.1966, comerciante, pais de:

ө Pn 2303 – Camila Silva Girão, n. 01.12.1984; universitária.

ө Pn 2304  – Gabriela Silva Girão, n. 21.12.1986; estudante.

ө Pn 2305 – Arthur Silva Girão, n. 15.07.1993; estudante.

◘ Qn 1613 – Alberto Girão Neto, n. 05.09.1964, funcionário público com a função de Agente Administrativo, cc. Francisca Selma de Souza Girão, n. 23.02.1959; Técnica em Enfermagem, pais de:

ө Pn 2306 – Karina Lúcia de Souza Girão, n. 08.10.1984, religiosa.

ө Pn 2307 – Pedro Victor de Souza Girão, n. 04.12.1985, estudante.

◘ Qn 1614 – Luiz Antônio Gomes Girão, n. 25.12.1965, comerciante, Assistente Administrativo da CIONE em Fortaleza, cc. Francisca Jocelma de Almeida Girão, n. 23.11.1968, universitária da UNIFOR, cursando Comunicação Social – área: Publicidade e Propaganda, pais de:

ө Pn 2308 – Leonardo Bruno de Almeida Girão, n. 07.09.1986, pré-vestibulando de Zootecnia, solteiro.

ө Pn 2309 – Luiz Caio de Almeida Girão, n. 07.08.1989, estudante.

ө Pn 2310 – Larissa Herbene de Almeida Girão, n. 03.06.1991, estudante.

◘ Qn 1615 – Marcelo Gomes Girão, n. 08.11.1966, comerciante, cc. Maria Lucimeire Silva Girão, n. 17.09.1969, comerciante, pais de:

ө Pn 2311 – Marcela Silva Girão, n. 23.09.1989, estudante.

ө Pn 2312 – Isabella Silva Girão, n. 24.05.2001, estudante.

◘ Qn 1616 – Maria Tereza Gomes Girão, n. 29.12.1967, comerciante, cc. Mário Beettermiller Nogueira, n. 11.10.1967, comerciante, pais de:

ө Pn 2313 – Márcio Eduardo Girão Nogueira, n. 10.05.1993, estudante, solteiro.

ө Pn 2314 – Lucas Girão Nogueira, n. 12.06.1998, estudante, solteiro.

■ Tn 628 – SÍLVIO ODERP GIRÃO, n. 18.03.1940, Engenheiro Metalúrgico, formado pela Universidade Fluminense de Engenharia – UFE-RJ, ex-funcionário da Companhia Siderúrgica Nacional – CSN, casado em primeiras núpcias com Glória Elizebeth Barcellos, professora, tendo os filhos:

◘ Qn 1617 – Silvia Andréia, Girão, estudante.

◘ Qn 1618 – Luiz Filipe Girão, estudante.

■ Tn 628.1 – Da segunda união de Sílvio Oderp, com Maria Ivanira Maia Sampaio, n. 26.06.1953, formada em Letras pela UFC, tiveram o filho:

◘ Qn 1619 – Pedro Ítalo Sampaio Girão, n. 20.04.1988, universitário cursando Engenharia Civil na UFC, solteiro.

■ Tn 629 – CELESTE MARIA GIRÃO PATRÍCIO, n. 27.03.1942, Diretora de Pessoal de Empresa no Rio de Janeiro, cc. Carlos Guedes Patrício, pais de:

ө Pn 2315 – Carlos Alberto Girão Patrício, n. 16.12.1978.

■ Tn 630 – MARIA LEA GIRÃO, n. 18.10.1944, formada em Pedagogia pela FAFIC cc. Antonio Mauricio de Sampaio Vanderley, pais de:

◘ Qn 1620 – Katarina Girão Wanderley, n. 29.11.1971, vivendo em Barcelona (província de Sant Boi de Liobregat) – Espanha, cc. Miguel Angel Dominguez Rodriguez, n. 20.08.1964 em Sevilla/Espanha, pais de:

ө Pn 2316 – Pn – Maurício Girão Wanderley, n. 12.03.1999 (filho de Marcos Antonio Carvalho Alves, n. 22.04.1957), estudante.

ө Pn 2316.1 – Alberto Dominguez Girão, n. 03.03.2011.

Qn 1621 – Karolina Girão Wanderley, n. 19.01.1973, cursando Comércio Exterior, em Barcelona – Espanha, cc. o espanhol Eduard Fonteoberta e Matas, n. 07.06.1949.

◘ Qn 1622 – Karina Girão Wanderley, n. 27.11.1973, cursando Direito na FA7, cc. Emanuel Mar e Som Santana Pachêco, n. 05.04.1953, bacharel em Direito, pais de:

ө Pn 2317 – Eduardo Girão Wanderley Pachêco, n. 19.06.2000.

◘ Qn 1623 – Kamila Girão Wanderley, n. 07.04.1979, estudante, radicado em Barcelona – Espanha, cc. o espanhol Luis Maria Samaniego, pais de:

ө Pn 2317.1 – Lucía Samaniego Girão, n. 16.09.2011.

Qn 1624 – Atenor Girão Wanderley, n. 01.02.1982, cc. Rafaella de Sousa Oliveira, n. 10.11.1983, universitário, pais de:

ө Pn 2318 – Gabriela de Sousa Girão, n. 13.08.2005.

● Bn 229 – EDUARDO GIRÃO SOBRINHO, n. 23.03.1902, que muito se dedicou aos interesses gerais de Morada Nova, com admirável espírito de iniciativa e zelo pela coisa pública, dirigindo o Município como seu operoso prefeito, e se casou com Clélia Girão Maia, pais adotivos de: (1 filha)

■ Tn 631 – Wilma Girão Maia, n. 31.12.1939. cc. José Maria Cordeiro de Castro (Ver Tn 528 deste Capítulo, Tn 113 Capítulo II e Qn 242 Capítulo II))

● Bn 230 – LEONOR CONRADO GIRÃO, n. 23.01.1904, cc. Ivalpridio  Saraiva Girão, n. 11.11.1902, pais de: (4 filhos) (Ver Bn 297 Capítulo VIII)

■ Tn 632 – RITA CONRADO GIRÃO DE AQUINO, n. 14.08.1934, cc. José Arlindo Girão de Aquino, filho de José Quintino de Aguiar e Amélia Girão, pais de: (Ver Tn 304 – Capítulo IV)

◘ Qn 1625 – José Arlindo Júnior.

◘ Qn 1626 – Carlos Antônio Girão, n. 19.12.1961, agropecuarista, cc. Maria Marlene Silva Girão, n. 14.12. ?, pais de:

ө Pn 2319 – Carlos Antonio Girão Filho, n. 23.08.1983.

ө Pn 2320 – Marcelo Girão, n. 24.09.1986.

ө Pn 2321 – Ana Marília Girão, n. 07.04.1992.

◘ Qn 1627 – Francisco Eduardo Girão, n. 28.03.1963, cc. Francisca Auridene da Silva, pais de:

ө Pn 2322 – Leira Mara da Silva Girão, n. 28.11.1986.

ө Pn 2323 – Francisco Eduardo com Maria José, teve os filhos:

ө Pn 2324 – Talita Bayer Girão, n. 28.02.1993.

ө Pn 2325 – Bruno Henrique Bayer Girão.

◘ Qn 1628 – Ivonildo Girão, n. 10.06.1964, cc. Lucineide Lessa Silva Girão, n. 18.04.1973, pais de:

ө Pn 2326 – Carla Nayanne Lessa Girão, n. 20.09.1993.

ө Pn 2327 – Gustavo Henrique Lessa Girão, n. 18.09.2003.

Qn 1629 – Francisco Luís Girão, n. 03.08.1965, cc. Maria Marineide da Silva Girão, pais de:

ө Pn 2328 – Fernanda Mara Girão, n. 16.05.1992.

ө Pn 2329 – Luís Fernando Girão, n. 06.09.1999.

Qn 1630 – Glauber Alberto Girão, n. 27.06.1967.

■ Tn 633 – ALUÍZIO GIRÃO, n. 08.10.1935, cc. Cleonice Girão Azevedo Silva, pais de:

◘ Qn – Maria Leonice Girão Chagas, cc. José Alvino Chagas, pais de:

ө Pn 2330 – Áviner Girão Chagas.

ө Pn 2331 – Álvaro Girão Chagas

◘ Qn 1631 – Maria de Fátima Girão Silva (Bazinha), n. 27.07.1959, cc. José Alcides Nogueira Silva, n. 27.01.1956, pais de:

ө Pn 2332 – Jairo Girão Silva, n. 20.05.1982  – em Barra dos Bugres – MT.

ө Pn 2333 – Joabe Girão Silva, n. 23.09.1983.

ө Pn 2334 – Jonabe Girão Silva, n. 14.11.1984.

◘ Qn 1632 – Luís Gonzaga Neto.

◘ Qn 1633 – Suzana Maria Girão dos Santos (Cabloca), n. 05.09.1960, mãe de:

ө Pn 2335 – Robércia Girão dos Santos, n. 08.02.1980 em Recife – PE, cc. Cleodo Aldo Dias Ferreira, n. 31.12.1972.

ө Pn 2336 – Rute Girão dos Santos, n. 26.02.1981 em Recife – PE, mãe de:

◙ Hxn 1313 – Pedro Victor Girão Sila, n. 03.10.2002, em Cuiabá – MT.

ө Pn 2337 – Lourinaldo Girão dos Santos, n. 27.08.1982, em Recife – PE, cc. Lizziane Vieira Marinho Oliveira, n. 11.12.1980, pais de:

◙ Hxn 1314 – Ludmilla Vieira Marinho Girão dos Santos, n. 12.03.2003.

◙ Hxn 1315 – Laríssa Vieira Marinho Girão dos Santos, n. 06.06.2005.

ө Pn 2338 – Lorivaldo Girão dos Santos, n. 21.01.1984.

◘ Qn 1634 – Maria do Socorro Silva Girão, residente em Tangará da Serra – MT, mãe de:

ө Pn 2339 – Hellen Girão

ө Pn 2340 – Evillyn Tallya

ө Pn 2341 – Marcos Vinícios

Qn 1635 – Sílvia Helena Girão.

■ Tn 634 – MARIA IÊDA GIRÃO, n. 21.08.1938, cc. Raimundo de Castro (filho de Sebastião de Castro e Alice Viana), pais de:

◘ Qn 1636 – Everton Girão de Castro, n. 17.07.1964, agropecuarista e motorista, cc. Francisca Helena de Oliveira. 07.10.1968, graduada em Psicopedagogia, pais de:

ө Pn 2342 – Eveline Oliveira Girão de Castro, n. 11.11.1987, universitária.

ө Pn 2343 – Eline Oliveira Girão de Castro, n. 02.08.1989, estudante.

ө Pn 2344 – Raimundo de Castro Neto, n. 02.08.1994, estudante.

◘ Qn 1637 – José Marques Girão de Castro, n. 15.12.1966, Economista graduado pela UFC e funcionário da Secretaria da Fazendo, cc. Tereza Cristina Bezerra de Castro, n. 08.08.1966, formada em Letras, pais de:

ө Pn 2345 – Gabriel Bezerra Girão de Castro, n. 24.07.1997

ө Pn 2346 – Isadora Bezerra Girão de Castro, n. 04.10.2000.

Qn 1638 – Márcio Elton Girão de Castro, n. 25.02.1973, comerciante, cc. Cristiane, pais de:

ө Pn 2347 – Eduardo Raulino de Castro.

■ Tn 635 – AROLDO GIRÃO, n. 21.04.194, cc. Helena Girão, filha de Ildefonso Girão e Francisca Saraiva, pais de:

◘ Qn 1639 – Francisco José.

Qn 1640 – Eduardo.

Qn 1641 – Sílvia Helena.

■ Tn 635.1 – AROLDO com Ana Guimarães:

Qn 1642 – Ana Nery.

Qn 1643 – Regiano.

■ Tn 635.2 – AROLDO com Maria Auridéa Cavalcante:

Qn 1644 – Fábio Luís Cavalcante Girão, n. 13.11.1971, com Licenciatura Plena em Ciências pela FAFIDAM; funcionário público municipal, cc. Fabrícia Régia Chagas Rabelo, graduada em Letras pela FAFIDAM, pais de:

ө Pn 2348 – Maria Júlia Rabelo Cavalcante Girão, n. 22.06.2004.

● Bn 231 – ROMEU CONRADO GIRÃO, n. 23.10.1905, cc. Maria Girão Lima – sem filhos, mas adotaram alguns. (Ver Tn 598 deste Capítulo)

Os irmãos: Diva, Santos Girão, Julieta, Chicada, Estelita (esposa do Santos Girão) e Estela.

● Bn 232 – DIVA CONRADO GIRÃO, n. 15.06.1907 e falecida em 1999, cc. Álvaro Evêncio Girão. (Ver Bn 197 deste Capítulo).

● Bn 233 – JULIETA CONRADO GIRÃO, de prendas domésticas, n. 01.12.1908 e f. 07.05.2000, cc. Antônio Girão de Oliveira, n. 13.06.1903 e f. 18.10.1951. – 6 filhos: (Ver Tn 495 deste Capítulo).

Família de Santos Girão e Estelita

● Bn 234 – ANTÔNIO SANTOS CONRADO GIRÃO, n. 01.11.1910, funcionário público federal, aposentado, cc. Estelita de Andrade Silva Girão, n. 05.01.1921, de prendas domésticas, pais de: – 12 filhos:

Dados biográficos:

Antonio dos Santos Girão, funcionário público federal, aposentado, nasceu em 1º de novembro de 1910, filho de Antonio Conrado Girão e Maria Pessoa Girão ”Mariazinha”, já falecidos. Casou-se a 31 de julho de 1941 com Estelita Silva Girão, nascida em 5 de janeiro de 1921, filha de João Amaro da Silva e Ana Bezerra de Andrade. Em 1996 completaram 65 anos de feliz união.

“SANTOS”, como é mais conhecido este notável 224º bisneto do fundador da família, nasceu em Morada Nova, onde passou boa parte de sua infância, com irmãos e primos em folguedos improvisados e alegres, mas coma responsabilidade de estudar com Dona Rosinha, professora com quem também estudava o primo depois delegado Wanderley Grão Maia.

Aos doze anos, veio residir em Maranguape e, no ano de 1928, mudou-se, em caráter definitivo, para Fortaleza, onde trabalhou nas Casas Pernambucanas, na antiga Casa Nova e em outras atividades até ingressar no Serviço Público Federal.

Irmão de Teotônio Filho, da então famosa parteira Edite, Carmélia (gêmea com Edite), do comerciante Alberto Girão, da Neá (Bevenuta), de Eduardo Girão Sobrinho (prefeito de Morada Nova, por mais de nove anos), do Romeu, da Divisa, da Julieta, do Zezito, do Chicada e da Estela, alguns já falecidos, mas todos souberam – e sabem ainda os que vivem – dignificar o clã dos Girões, contribuindo, de alguma forma, para a história ascensional desta imensa família e da coletividade onde viveram ou ainda vivem.

Do casamento, ou melhor, da união perfeita com essa criatura amável que se chama Estelita, Santos teve doze filhos, dos quais apenas um já não pertence ao mundo dos vivos. De Maria Silvia, Anita (Ana), Didier (Antonio), João Amaro, José Luiz Hermínio, Francisco Aureliano, Conrado Martiniano, Eduardo Romildo, Ana Maria, Ana Lúcia e Francisca Lúcia e seus genros e noras, descenderam 35 netos e uma bisneta de nome Stephanye Lopes Girão (filha do neto Welington). Convém salientar ainda que os membros desse ramo familiar do clã dos Girões, todos eles são pessoas notáveis, de bom caráter e trabalhadores, exercendo, inclusive noras e genros, as mais variadas atividades profissionais, desde fundação de colégio, técnicas em educação, engenheiro agrônomo, técnicos em eletrônica, em edificações, comerciantes, representante comercial, bacharel em letras, enfermeira e serviço público.

Ao completar, em 1996, os seus 55 novembros, Santos teve a felicidade de comemorar, também, as Bodas de Prata de Silvia e Getúlio, Anita e Valci e Valriza e Girão.

■ Tn 636 – MARIA SÍLVIA GIRÃO RAMOS, n. 26.04.1942, formada em Pedagogia e Professora, cc. Getúlio de Freitas Ramos, n. 21.03.1938, formado em Letras e Pedagogia, exercendo o Magistério, pais de:

◘ Qn 1645 – Marcus Vinícius Girão Ramos, n. 28.12.1971. Engenheiro Agrônomo – Técnicoem Vigilância Sanitária.

◘ Qn 1646 – Mareia Valéria Girão Ramos, n. 14.11.1974, formada em Psicologia – exercendo a profissão, cc. Jairo Alves Augusto Maia, n. 27.01.1963. Curso Secundário. Representante Comercial, pais de:

ө Pn 2349 – Marla Girão Ramos Maia, n. 22.10.2005.

◘ Qn 1647 – Márcio Vagner Girão Ramos, n. 04.09.1976, bachareladoem Química. Exerce função de Gerente de Qualidade (AMBEV), casado com Sandra Delne Mota de Sousa Ramos, n.19.05.1976, técnica em Química, pais de:

ө Pn 2350 – João Pedro Mota de Sousa Ramos, n. 29.09.2002.

■ Tn 637 – ANA SÍLVIA GIRÃO PINHEIRO, n. 02.04.19044, Professora, cc. José Valci Pinheiro, n. 01.03.1941, comerciário, pais de:

◘ Qn 1648 – Giselle Girão Pinheiro Codenotti, n. 01.03.1977, formadaem Gestão Empresarial, cc. Stefano Barbosa Codenotti, formado em Informática.

◘ Qn 1649 – Michelle Girão Pinheiro, n. 19.07.1980, formada em Letras, exercendo o Magistério, cc. Sérgio Diógenes da Costa Junior, formado em Enfermagem.

◘ Qn 1650 – Izabelle Girão Pinheiro, n. 30.01.1983, formada em Letras, exercendo o Magistério.

■ Tn 638 – ANTÔNIO SILVA GIRÃO, n. 26.04.1945, formado em Engenharia pela UFC e Funcionário Público, cc. Francisca Valriza Andrade Girão, n. 26.1945, formada em Pedagogia, exercendo o Magistério, pais de: (Ver Qn 1523 deste Capítulo)

◘ Qn 1651 – Hélcio Andrade Girão, n. 11.10.1972, Engenheiro Eletricista, cc. Idelzuite Laurindo Girão, n. 09.12.1980, formada em Gestão de Instituições Financeiras.

◘ Qn 1652 – Daniele Andrade Girão, n. 08.11.1975, formada em Ciências da Computação, cc. Alexsandro Vieira Correia, n. 03.02.1973, formado em Informática.

◘ Qn 1653 – Daniel Andrade Girão, n. 02.02.1978, Engenheiro Civil, cc. Camila Miranda Vieira, n. 25.10.1981, universitária de Direito.

Qn 1654 – Cibele Andrade Girão, n. 23.02.1980, formada em Administração de Empresas.

◘ Qn 1655 – Henrique Andrade Girão, n. 23.02.1989, universitário de Direito.

■ Tn 639 – JOÃO AMARO SILVA GIRÃO, n. 26.06.1946, Corretor de Confecções, cc. Maria Leoneide Gondim Girão, n. 10.03.1951, Corretora de Confecções, pais de:

◘ Qn 1656 – Estelita Maria Gondim Girão, n. 28.03.1991, estudante.

◘ Qn 1657 – Francisco José Gondim Girão, n. 25.07.1992, estudante.

■ Tn 640 - JOSÉ DA SILVA GIRÃO, n. 26.10.1947, empresário, cc. (desquitado) de Luzia Aparecida Gonçalves, n. 15.04.954, formada em Contabilidade e empresária, pais de:

◘ Qn 1658 – Wellington Gonçalves Girão, n. 21.07.1976, formadoem Comércio Exterior pela FAU – Florida Atlantic University e em Línguas: Inglês e Espanhol. Estabeleceu-se com Empresa de Exportação nos EUA – Florida desde 2003. Tem um filho:

ө Pn 2351 – Stephany Lopes Girão, n. 21.09.1994, estudante.

◘ Qn 1659 – Andresa Gonçalves Girão, n. 23.07.1979, formadaem Educação Física – Personal Training, cc. Ademar Costa Junior, n. 13.09.1966, formado em Administração de Empresas.

◘ Qn 1660 – Viviane Gonçalves Girão, n. 31.03.1982, formada em Administração de Empresas – Empresária, cc. Carlos Alberto Anselmo, n. 16.06.1972, comerciante.

■ Tn 641 – LUÍS HERMÍNIO DA SILVA GIRÃO, n. 25.04.1949, “in memoriam”.

■ Tn 642 – FRANCISCO AURELIANO SILVA GIRÃO, n. 16.06.1951, comerciante, cc. Maria Goretti Quintela Girão, n. 20.04.1957, Bailarina, pais de:

◘ Qn 1661 – Tiago Quintela Girão, n. 29.01.1982, universitário e comerciante.

◘ Qn 1662 – Davi Quintela Girão, n. 22.06.1983, universitário e Técnico em Telecomunicação.

◘ Qn 1663 – Lucas Quintela Girão, n. 24.09.1985, estudante Universitário.

■ Tn 643 – CONRADO MARTINIANO BALBINO DA SILVA GIRÃO, n. 16.10.1952 – Representante Comercial, cc. Rosemary de Almeida Girão, n. 06.08.1962, autônoma, pais de:

◘ Qn 1664 – Raphael de Almeida Girão, n. 05.03.1984, universitário em Medicina.

◘ Qn 1665 – Rômulo de Almeida Girão, n. 09.02.1985, universitário.

◘ Qn 1666 – Rodrigo de Almeida Girão, n. 25.09.1989, estudante.

◘ Qn 1667 – Raul de Almeida Girão, n. 09.11.1994, estudante.

■ Tn 643.1 – De outra união de Conrado Martiniano, anterior ao casamento civil, nasceu:

◘ Qn 1668 – Heleno Peres Girão, n. 29.01.1978, Engenheiro Mecânico.

■ Tn 644 – EDUARDO ROMILDO SILVA GIRÃO, n. 23.12.1953 – Comerciante, cc. Janinheire Gondim Barroso Girão, n. 07.07.1962, comerciante, pais de:

◘ Qn 1669 – Janayna Gondim Barroso Girão, n. 28.03.1983, universitária em Fisioterapia.

■ Tn 644.1 –  De outra união, anterior ao casamento, nasceu:

◘ Qn 1670 – Pricylla Amorim Girão, n. 22.03.1981. Técnica em Edificações e formada em Arquitetura.

■ Tn 645 – ANA MARIA GIRÃO NÉRI, n. 23.11.1956, formada em Enfermagem, cc. Lauro Edson de Oliveira Néri, n. 12.09.1955, pais de:

◘ Qn 1671 – Ítalo Girão Néri, n. 20.08.1980, universitárioem Ciências Contábeis.

◘ Qn 1672 – Vitor Girão Néri, n. 15.05.1986, universitárioem Ciências Contábeis.

◘ Qn 1673 – Ígor Girão Néri, n. 23.06.1991, estudante.

■ Tn 646 – ANA LÚCIA GIRÃO RIOS, n. 15.06.1958, comerciante, cc. José Mavignier Vasconcelos Rios, n. 18.03.1953, formadoem Controladoria Empresarial e graduadoem Ciências Contábeis, também Industriário, pais de:

◘ Qn 1674 – Luana Maia Girão Rios, n. 01.03.1985, universitáriaem Educação Física.

◘ Qn 1675 – Matheus José Girão Rios, n. 05.12.1986, universitário em Informática – Professor de Apoio em Informática.

◘ Qn 1676 – Luciana Maria Girão Rios, n. 31.08.1988, estudante – Pré Universitária.

■ Tn 647 – FRANCISCA LÚCIA GIRÃO, n. 26.06.1961, n. 26.06.1961. Funcionária Pública, cc. (desquitada) de José Almir de Souza Coelho, n. 26.05.1960. Funcionário Público, pais de:

◘ Qn 1677 – Priscylla Girão Coelho, n. 04.05.1980, comerciaria autônoma.

◘ Qn 1678 – Gabryella Girão Coelho, n. 23.09.1985, universitária e Agente Comercial.

● Bn 235 – JOSÉ ZITO GIRÃO (Zezito), n. 07.01.1913, cc. Osmilde Andrade Girão, n. 10.10.1918, sem filhos.

● Bn 236 – FRANCISCO GIRÃO SOBRINHO (Chicada), n. 21.01.1915, cc. Maria Aíla Carneiro Machado. (Ver Qn 1050 deste Capítulo)

● Bn 237  – MARIA ESTELINA CONRADO GIRÃO (Estela), n. 09.05.1917, cc. Jaime Carneiro Girão. (Ver Bn 243 deste Capítulo)

N 50 – FRANCISCO EDUARDO GIRÃO (Chiquinho), n. 10.02.1874 e f. 25.10.1967, cc. Josefa Regino de Oliveira Girão, n. 30.10.1880 e f. 29.01.1933, sem filhos. (Ver Bn 107 – Capítulo IV)

Posse de “Lulu” Girão como Delegado de Morada Nova, ao lado do Juiz de Direito Wilson Norões Milfont, Wanderley Girão “Delegado Padrão”,  Eduardo Girão (Prefeito) e outros.

N 51 – LUÍS EDUARDO GIRÃO (Lulu), n. 25.10.1875, que deixou marca de homem muito prestativo e de espírito chistoso, tendo exercido de modo singularmente conciliatório o cargo de Delegado de Polícia de Morada Nova durante mais de 30 anos. Casado em primeiras núpcias com sua sobrinha Ludgera Girão Henrique Girão (Ver Bn 182 deste Capítulo) e, em segundas, com Júlia Amélia de Oliveira, sem filhos em ambos os casamentos, mas adotou um, de nome Lauro Ferreira Gomes, carinhosamente tratado como “Laurinho”, ex-funcionário da Prefeitura de Fortaleza que deixou, dentre os descendentes, Fernando Ferreira Gomes (Fernandinho), que exerce assessoria parlamentar em Brasilia – DF.

N 52 – LÚCIA EDUARDO GIRÃO, f. 212.06.1933, cc. Rosendo Rodrigues Silva, grande seringalista do Acre, sem filhos.

Fotografia tirada nas “Bodas de Prata” do casal Antônio Eduardo e Felícia Carneiro. Da esquerda para a direita: Terezinha, Felicinha, Áurea, Regina, Cristina (Tina), Estela, Maria do Carmo e Dona Moça, Luís Girão (ao centro), Carlos, Renato, Antônio Filho (Toinho), João de Deus, Jaime, Nelson, Eduardo Sobrinho e José Girão.

N 53 – ANTÔNIO EDUARDO GIRÃO (Tonho Major), n. 10.09.1877 e f. 29.09.1945. Por duas vezes foi Prefeito Municipal de Morada Nova (1927/1928 e 1928/1930), cargo em que deixou vivos os traços de sua retidão, honestidade e austeridade, tendo sido antes membro da Câmara de Vereadores. Casou-se primeiramente com Felícia Amélia Carneiro e tiveram: (12 filhos). (Ver Bn 101 – Capítulo IV)

Antônio Eduardo Girão, próspero fazendeiro, não teve em letras senão as mais indispensáveis para transmitir no papel o que queria transmitir. O curso da vida e a sua equilibrada inteligência fizeram-no um sensato e um comedido, sem impulsos irrefletidos e nem recuos de timidez.

Adiantou-se nos misteres do seu trabalho de dono de fazenda e adotou, rompendo a casca da rotina, a criação de gados nobres e métodos diferentes de extrair do pastoreio o que uma boa técnica pode proporcionar. Foi ele o incentivador, fundador e primeiro presidente da Associação dos Vaqueiros e Criadores de Morada Nova, congregando-se para que, juntos e bem orientados, se tornassem uma força, capaz de levá-los ao melhores resultados da atividade pastoril.

Cidadão reto, senhor de uma sensibilidade de comunicação não comum, por duas vezes foi solicitado a dirigir, como Prefeito, os negócios político-administrativos do seu município, já antes o tendo feito como membro da Câmara dos Vereadores.

O voto popular foi que o escolheu como Prefeito, pois que até então eram os chefes do executivo municipal de nomeação livre do governo do Estado. Venceu duas vezes, em 1927/28 e 1929/1930, em campanhas ardorosas, nas quais, todavia, nunca perdeu, nem ao menos um instante, o aprumo e elegância cívica dos que sabem nelas compor-se como candidatos.

Como chefe de família – e que família de 19 filhos !, desdobrados em 83 netos e muitos bisnetos – não falhou aos ditames da direção do lar, com a ajuda angelical de suas esposas, pois outra vez convolou as núpcias, ferido  de cheio pela desgraça de ter perdido a sua Felícia, cuja ausência a nova companheira, a Margarida, graças a Deus soube admiravelmente preencher.

José Eduardo Girão

● Bn 238 – JOSÉ EDUARDO GIRÃO (José Girão), n. 27.06.1901 e f. 24.12.1962. Bacharel em Direito, Promotor de Justiça, Juiz de Direito, cc. Gisêlda de Alencar Dória, n. 31.03.1909 e f. 11.10.1995, filha de Durval Augusto Dória e Silva (Baiano) e Benvinda Gomes de Matos, com quem teve 3 filhos:

BIOGRAFIA DE JOSÉ EDUARDO GIRÃO (José Girão)

Nasceu em Morada Nova no dia 27 de junho de 1901 e veio a falecer no dia 24 de dezembro de 1962. Magistrado de invulgar cultura e reconhecidos méritos. Representava uma figura incansável e corajosa, um arrojado, contra todos os obstáculos que o impedissem por em prática a realização de seus ideais. De temperamento empreendedor, muito batalhou pelo progresso de sua terra natal – Morada Nova. Foi um homem de muita convicção de atitudes e destemor físico e moral. Obstinado em cumprir à risca os princípios da honradez e do dever.   Filho de Antônio Eduardo Girão e sua mulher Felícia Carneiro Girão, passou a residir na casa do tio Eduardo Henrique Girão, onde se demorou até diplomar-se, em 11 de maio de 1926, pela Faculdade de Direito do Ceará, turma de que foi Paraninfo o seu aludido tio, Professor Eduardo Henrique (Turma de 1925). Em 1927 foi nomeado Promotor Público da Comarca de Quixadá, onde, em companhia do Juiz de Direito Eugênio de Avelar Cavalcante Rocha e o Dr. José Bonifácio de Sousa, Gerente do banco do Brasil, fundou o “Externato Quixadaense”, de muitos benefícios para os estudantes quixadaenses. No ano seguinte, recebeu a nomeação de Juiz Municipal do Termo de Aquiraz, de onde saiu, por efeito de promoção, para exercer o cargo de Juiz de Direito da Comarca de Assaré. Séria doença obrigou-o a aposentar-se (1935), o que o conduziu às atividades da pecuária no Município de Morada Nova, adotando métodos modernos de criação do gado com a seleção de reprodutores de raça nobre, sem demora aceitos pela maioria dos fazendeiros, inclusive o próprio pai, acostumado à maneira empírica de tratar e aumentar os rebanhos. Em um espírito esclarecido e corajoso, sem temor de reações da parte dos que, por demais conservadores, resistiam às mudanças, terminavam por aceitar as inovações aconselhadas pelo Dr. José Girão. Bom orador, ele é que pronunciou o discurso oficial da solenidade com que os moradores comemoravam a elevação à categoria de cidade da antiga Vila do Espírito Santo. Casou-se em 15.01.1927 com Giselda de Alencar Dória, filha de Durval Augusto Dória (Baiano) e Benvinda Gomes de Matos. Três foram os filhos do casal: Um falecido em tenra idade; o magistrado Fábio Dória Girão e Eneida Dória Girão, casada em segundas núpcias com o médico Dr. José Maria Leiria de Andrade.

■ Tn 648 – FÁBIO, primeiro filho, falecido em tenra idade.

■ Tn 649 – ENEIDA DÓRIA GIRÃO, n. 05.12.1928 e f. 11.04.1997, Funcionária Pública Federal, com exercício nos Correios e Telégrafos; serviu como Secretária do Comando do então CPOR de Fortaleza, cc. José Mendes Rios, n. 21.02.1929, Oficial Militar da Aeronáutica, reformado, nascidoem São Paulo, pais de:

◘ Qn 1679 – Édson Girão Rios, n. 21.07.1950, músico profissional e cantor, cc. (divorciado) de Iara Azevedo Rabello, n. 23.06.1953, pais de:

ө Pn 2352 – Ediara Rabello Girão Rios, n. 18.06.1975, formada em fisioterapia pela UNIFOR, cc. Daniel, funcionário de empresa atacadista de Supermercados.

ө Pn 2353 – Eneida Rabelo Girão Rios, n. 04.08.1978, formada em Administração de Empresas pela Faculdade Christus de Fortaleza, cc. Regis Façanha Dantas, pais de:

◙ Hxn 1316 – Victor Rios Dantas, n. 18.03.2005.

ө Pn 2354 – Edson Girão Rios Filho, n. 15.08.1979, formado em Administração de Empresas pela Faculdade Chistus de Fortaleza, funcionário da Indústria MARISOL Confecções, solteiro.

◘ Qn 1680 – Ricardo Girão Rios, n. 26.02.1952. Oficial Comandante da Marinha Mercantil, cc. Sibere Medina Girão Rios, formação, pais de:

ө Pn 2355 – Daniel Medina Girão, estudante e músico amador, solteiro.

ө Pn 2356 – David Medina Girão, estudante.

ө Pn 2357 – Rachel Medina Girão Rios, estudante.

■ Tn 649.1 – Eneida uniu-se, em segundas núpcias, com o Dr. José Maria de Monteiro e Andrade, conceituado médico oftalmologista e Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da UFC. São suas filhas:

◘ Qn 1681 – Sadova.

◘ Qn 1682 – Narova.

■ Tn 650 – FÁBIO DÓRIA GIRÃO, nasceu. 26.06.1930, em Quixadá e f. 30.08.1981em Fortaleza. Bem dotado intelectualmente, exerceu por algum tempo a função de Taquígrafo da Câmara Municipal de Fortaleza e depois da Assembléia Legislativa do Ceará até 1964. Bacharelou-se em Direito pela UFC, em 1964 e ingressou na Magistratura cearense em 1971. Como bacharel, escrevia bem fundamentadas petições e como Magistrado, prolatava sentenças com verdadeira maestria. Dotado de veia artística, tocava violão de maneira divina; daí o seu espírito meio lírico e admirador de música erudita.  Foi Professor da Universidade do Rio Grande do Norte, poeta, músico e compositor, membro da Ordem dos Músicos do Brasil. Enquanto Magistrado desfrutou de largo conceito e admiração entre seus colegas da Magistratura Cearense. Casado com Maria Madalena Cirino Girão, nascida em 05/08/1924, Professora, filha de Mamede Cirino de Lima, e Madalena Murinelly Cyrino. São seus filhos:

◘ Qn 1683 – Giselda Cirino Girão, n.18.02.1955, bacharelada em Direito pela UFC, servidora pública federal da Receita Federal no Ceará. Do primeiro matrimônio com José Martins de Oliveira, nasceu: cc. Luciano Ferraz, pais de:

ө Pn 2358 – Renata Girão de Oliveira, n. 22.03.1973, acadêmica do Curso de Direito, cc. Disney Andrade Silva, com curso em Informática e funcionário publico estadual, com exercício na Assembléia Legislativa do Estado, pais de:

◙ Hxn 1317 – Beatriz Girão Andrade, n. 20.08.2000, estudante.

ө Pn 2359– Fábio Doria Girão Soares, n. 15.07.1974, universitário do Curso de Turismo, pela FIC, solteiro.

◘ Qn 1684 – Lígia Cirino Girão, n. 29.10.1956, jornalista, funcionária do MEC em Brasília – DF, ex-repórter da BBC de Londres, cc. Silas de Paula, Jornalista, tendo a filha:

ө Pn 2360 – Lia Girão de Paula, n. 18.08.1975, acadêmica em Administração de Empresas, mãe de:

◙ Hxn 1318 – Liz Girão de Paula, menor, estudante.

◘ Qn 1685 – José Eduardo Girão Neto, n. 15.07.1959, bacharelado em Direito pela UNIFOR, turma de 1989, Advogado, escritor e poeta.

SINOPSE BIOGRÁFICA

José Eduardo Girão Neto, ou Eduardo Girão, nasceu em 15 de julho de 1959 na cidade de Fortaleza no Estado do Ceará. É filho do Juiz de Direito Fábio Dória Girão e da Professora Maria Madalena Cirino Girão. Bacharelou-se em Direito pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR – Turma de 1989, sendo nomeado, por concurso, Taquígrafo da Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, e é membro da Associação Profissional dos Escritores Cearenses.

É advogado, escritor e poeta. Iniciou seus trabalhos a partir de 1975 e em 1976 participou do IV Festival Norte e Nordeste da Poesia Falada obtendo o 5º lugar, realizado em Fortaleza com o apoio da Casa de Juvenal Galeno e Casa dos Poetas, sendo agraciado com honra ao mérito. Teve seus trabalhos publicados em vários jornais de circulação local e há pouco tempo deu início ao seu primeiro livro de poesias românticas.

Do primeiro casamento, hoje divorciado de Maria de Lourdes Fernandes Girão, nasceu a filha:

ө Pn 2361 – Stephanne Fernandes Girão, n. 18.10.1982, acadêmica de pedagogia, mãe de:

◙ Hxn 1319 – Yasmim Fernandes Girão, n. 04.02.2003.

◘ Qn 1685.1 –  Do segundo casamento de José Eduardo com Marleide Diógenes Pinheiro, nasceram:

ө Pn 2362 – Eduardo Girão Filho, n. 22.02.1988, universitário.

ө Pn 2363 – Márcia Diógenes Girão, n. 03.07.1990, pré-universitária.

● Bn 239 – RAIMUNDA CARNEIRO GIRÃO (Dona Môça), n. 06.03.1903 e f. 02.01.2004, cc. Benigno Carneiro de Sousa. (Ver Tn 479 deste Capítulo)

Filhos de Antônio Eduardo (Tonho Major): Dona Moça, Eduardo, João de Deus, Jaime, Maria do Carmo, Regina, Toinho, Felícia, Carlos, Renato, Nelson e Teresinha.

● Bn 240 – EDUARDO SOBRINHO GIRÃO, n. 23.05.1905, cc. Mamédia Carneiro de Sousa, n. 17.08.1912, pais de: – 8 filhos: (Ver Tn 248 – Capítulo IV)

■ Tn 651 – ALBA GIRÃO, n.22.09.1935,em Morada Nova, Professora aposentada, cc. Raimundo Barbosa de Abreu, n. 05.03.1904, fazendeiro, falecido, pais de:

◘ Qn 1686 – Fernando Girão de Abreu, n. 18.12.1971, cc. Cleide de Abreu, pais de:

ө Pn 2364 – Fernando Girão de Abreu Filho.

ө Pn 2365 – Francisco Girão de Abreu.

◘ Qn 1687 – Rosana Girão de Abreu, n. 01.08.1973, cc. Vicente de Oliveira, pais de:

ө Pn 2366 – Antonio Eduardo Girão de Abreu, estudante.

ө Pn 2367 – Francisco Antonio Girão de Abreu, estudante.

ө Pn 2368 – Raimundo Barbosa de Abreu Neto, estudante.

ө Pn 2369 – Silvana Girão de Abreu, estudante.

■ Tn 651.1 – Em segundas núpcias de ALBA, com José Santana, não houve filhos.

■ Tn 652 – ALDA GIRÃO DA SILVA, 31.01.1938,em Morada Nova, cc. Francisco Alves Nogueira da Silva, n. 24.05.1926, agropecuarista, pais de:

◘ Qn 1688 – Francisco Girão Nogueira, n. 28.12.1956, cc. Maria Aglais Pereira Girão, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 2370 – Rafaela Pereira Girão, estudante.

◘ Qn 1689 – Francisco Edivaldo Girão Nogueira, n. 15.10.1959, cc. Maria Deuza de Freitas, n. 21.06.1976, de prendas domésticas, pais de:

ө Pn 2371 – Edivaldo Junior Freitas Girão, estudante.

ө Pn 2372 – Edivandro Freitas Girão, estudante.

ө Pn 2373 – Evandro Freitas Girão, estudante.

◘ Qn 1690 – Maria Aldacir Girão Nogueira, n. 27.10.1960, cc. Renaldo Bandeira Nobre, comerciante, pais de:

ө Pn 2374 – Cristina Nogueira Nobre, n. 12.01.1981, Farmacêutica, solteira.

ө Pn 2375 – Amaralina Nogueira Nobre, n. 21.09.1987, estudante.

ө Pn 2376 – José Carneiro Nobre Neto, n. 13.02.1989, estudante.

◘  Qn 1691 – Maria Aldenice Girão Nogueira, n. 23.01.1962, de prendas domésticas, cc. Reginaldo Girão Nobre, comerciante, pais de:

ө Pn 2377 – Fagner Girão Nobre, n. 09.07.1981.

ө Pn 2378 – Fábia Girão Nobre, n. 19.07.1982.

ө Pn 2379 – Fares Girão Nobre, n. 09.02.1984.

ө Pn 2380 – Fausto Girão Nobre.

◘ Qn 1692 – Maria Araci Girão Almeida, n. 28.02.1963, cc. Roberto Girão de Almeida, autônomo, pais de:

ө Pn 2381 – Letícia Girão de Almeida.

Qn 1693 – Maria de Fátima Girão Nogueira, n. 27.01.1965, cc. José Henrique César Santos, comerciante, pais de:

ө Pn 2382 – Guilherme Henrique Girão dos Santos, n. 22.09.1991, estudante, solteiro.

◘ Qn 1694 – Antonio Eduardo Girão Nogueira, n. 30.10.1966, comerciante, solteiro.

Qn 1695 – Luciano Girão Nogueira, 02.03.1968, cc. Maria de Jesus, pais de:

ө Pn 2383 – Gabriel Girão Nogueira, n. 10.04.2005.

ө Pn 2384 – Marcos Girão Nogueira, n. 11.08.1969, comerciante, mantendo união estável com Maria do Livramento Nepomuceno, pais de:

◙ Hxn 1320 – Leonardo Girão Nepomuceno, n. 06.06.2001.

◙ Hxn 1321 – Larissa Girão Nepomuceno, n. 03.10.2003.

◘ Qn 1696 – Mônica Girão de Sousa, n. 22.12.1978, cc. Francisco das Chagas de Sousa, sem filhos.

◘ Qn 1697 – Fabiana Girão Rabelo, n. 17.09.1982, cc. Cleirton Rabelo, motorista autônomo, pais de:

ө Pn 2385 – Eliakim Kelvin Girão Rabelo.

■ Tn 653 – EDUARDO GIRÃO FILHO, n. 09.10.1940, em Maranguape, Contabilista, solteiro.

■ Tn 654 – DALVA GIRÃO, n. 12.07.1943, divorciada de José Ayres Benevides, funcionário público federal, aposentado no DNOCS, sem filhos.

■ Tn 655 – DAURO CARNEIRO GIRÃO, n. 17.08.1945, bacharel em Direito e funcionário público federal, aposentado, solteiro.

■ Tn 656 – DILMA GIRÃO, n. 28.03.1947, Farmacêutica – Bioquímica, solteira.

■ Tn 657 – DARCI GIRÃO, n. 20.05.1948, formada em Turismo pela UNIFOR, solteira.

■ Tn 658 – MARIA ARACI GIRÃO AMARAL, n. 06.01.1950, graduada em História pelo CESMAC de Alagoas, cc. Raimundo Câmara Amaral, comerciante em Maceió-AL, pais de:

◘ Qn 1698 – Natalícia Girão Amaral, n. 25.12.1978, formada em Medicina pela UFAL – Maceió, solteira.

◘ Qn 1699 – George Girão Amaral, n. 26.09.1981, formadoem Ciências Contábeis, solteiro.

◘ Qn 1700 – Mário Girão Amaral, n. 20.05.1960, Sargento da Aeronáutica, cc. Maria Ely Gomes Girão, n. 11.01.1956, pais de:

ө Pn 2386 – Adélia Gomes Girão, n. 15.02.1982, acadêmica de Enfermagem, solteira.

ө Pn 2387 – Mário Girão Filho, n. 28.01.1986, estudante, solteiro.

ө Pn 2388 – Dolores Girão Gomes, n. 10.04.1987.

● Bn 240 – Da uma união extraconjugal de Eduardo Sobrinho, nasceu a filha:

■ Tn 659 – MARTA MARIA DE SOUSA GIRÃO, n. 02.07.1975, cc. Romildo Façanha, pais de:

◘ Qn 1701 – Raissa de Sousa Girão Façanha, n. 27.03.1992, solteira.

◘ Qn 1702 – Nelson de Sousa Girão, n. 24.12.1973, funcionário público, cc. Gislane Santos Girão, n. 11.04.1975, comerciaria, pais:

ө Pn 2389 – Nadine Santos Girão, n. 11.12.1995, estudante.

ө Pn 2390 – Natali Santos Girão, n. 15.09.2003.

ө Pn 2391 – Nelson Guilherme de Sousa Santos Girão, n. 27.04.2006.

Luís Girão e sua Maria Celeste

● Bn 241 – LUÍS GIRÃO, n. 03.09.1906 e f. 07.07.1969, pecuarista e fazendeiro em Maranguape onde conquistou conceito e prestigio. Autêntico Capitão de Indústria e agro-indústria, mercê de sua larga visão no ramo da agro-indústria e do comércio de sua terra. Era casado com Maria Celeste Cavalcante Prata, n. 09.12.1915 e f. 14.07.2001. (Ver Tn 575 deste Capítulo)

Transferindo-se aos 10 anos para Maranguape, casou-se com a sua prima Maria Celeste Cavalcanti. Ajudado pelo primo Tibúrcio Cavalcanti, Luís Girão muito cedo entrou no mundo dos negócios comerciais e industriais. Foi bem a expressão do homem incansável e que sabia construir sem medo nem desfalecimentos e cumprir fielmente a risca os princípios de honradez e do dever.

Luís Girão nunca deixou de se dedicar à pecuária. Era um sertanejo nato, e jamais negou suas origens.

Em 1953, mudou-se Luís com a sua família para Fortaleza, onde empregou as suas atividades na movimentação de uma usina de extração de óleos vegetais.

Espírito empreendedor e inquieto, não sabia ficar inerte e teve a vida assim cheia de realização, até falecer, em Fortaleza, no dia 7 de julho de 1969.

Do casal nasceram oito filhos, entre os quais Sérgio Prata Girão e Luís Prata Girão, empresários de mentalidade moderna, com fábrica de produção de óleo e com uma gigantesca indústria da produção de leite e de seus derivados no município de Quixeramobim, sob a firma Betânia Laticínios S.A.

João de Deus Girão e Ana Nobre Girão

● Bn 242 – JOÃO DE DEUS GIRÃO, n. 08.03.1908, f. 22.01.2004 notável respeitado agropecuarista e próspero fazendeiro, além de representar uma das maiores lideranças políticas de Morada Nova. Exerceu o mandato de Vereador por quatro legislaturas no Município de Morada Nova, cc. Ana Carneiro Nobre Girão, n. 14.05.1914 e f. 18.01.1991, de prendas domésticas e dotada de peculiar habilidade para educar com sabedoria sua numerosa prole. Modelo de esposa amorosa e paciente e legou aos filhos o exemplo de união, amor e trabalho. São seus descendentes: (7 filhos)

BIOGRAFIA DE JOÃO DE DEUS GIRÃO (Por Luís de Sousa Girão)

Se tivesse nascido na antiga Roma, João de Deus seria, com certeza, um centurião romano, um oficial superior, um autêntico guerreiro, preparado para a batalha. Alto, fisicamente bem dotado, com as insígnias e as armas do trabalho e da dignidade, pertencia ao exercito dos soldados que lutam para conquistar as inexpugnáveis fortalezas da inércia, do pessimismo e da falta de iniciativa. Era assim João de Deus.

Nascera para comandar um exército de cidadãos. Sua voz de comando era seguida à risca; suas idéias encontravam receptividade no seio de sua comunidade. Líder autêntico foi bastante feliz para trazer a vitória a todos os seus empreendimentos.

Seu primeiro triunfo ocorreu na aplicação da moderna agricultura, iniciando o cultivo mecânico das terras, com o uso, pela primeira vez, em Morada Nova, do arado trazido de Quixadá, em 1929. Essa nova técnica generalizou-se por todo o município, graças aos 95 bois que João de Deus possuía e os emprestavam a pequenos proprietários, para facilitar-lhes o cultivo de suas terras.

Do pioneirismo da agricultura, este extraordinário moradanovense passou à modernização da pecuária bovina e leiteira, além de incentivar a criação da raça de ovelha “Morada Nova”, hoje considerada a melhor do mundo, conquistando, em 1945, na Exposição da Secretaria de Agricultura do Ceará, o primeiro lugar, com um reprodutor desta raça. Antes, mais precisamente, em meados de 1943, enquanto cuidava da melhoria dos rebanhos, tornou-se sócio-fundador da Associação dos Vaqueiros e Criadores de sua terra, resgatando, assim, o prestígio do vaqueiro campeador. De forma decisiva, colaborou com a tradição da “derrubada” nas vaquejadas de Morada Nova, que tão alto eleva o nome daquele município.

Como vereador, em 1962, lutou para que o pequeno proprietário adquirisse suas terras dentro das condições impostas pela COLON (Carteira de Colonização), apesar da oposição do prefeito, que também se opôs as suas idéias para a modernização e embelezamento da Lagoa da Salina.

Comprando grandes propriedades para sub-dividí-las com pequenos proprietários, João de Deus fixou mais de 100 colonos, praticando uma espécie de reforma agrária antecipada.

O transporte coletivo também teve nesse ilustre representante da família Girão o seu precursor. Todos se lembram do caminhão-misto de três boléias, que, por 16 anos, fazia a linha Morada Nova – Fortaleza, via Russas e Quixadá. Este meio de condução, além de transportar os passageiros e suas bagagens, deixava cada um em sua própria residência.

João de Deus nunca deixou de ser político. Fundador do MDB, hoje PMDB, em Morada Noa, chegou a ser eleito vereador em quatro legislaturas, sempre entre os primeiros mais votados.

Como sói acontecer com todo grande homem, João de Deus sempre contou com sua extraordinária mulher: Ana, sua prima legítima. Disposta a lutar em companhia do futuro marido, em difícil situação financeira, a jovem noiva respondeu ao Juiz que lhe perguntara o que ela esperava herdar dele: – Nem que sejam as suas dívidas! A partir daquela pergunta grosseira com resposta pronta e na hora, Ana foi sempre um exemplo de dedicação e trabalho ao lado de seu esposo. Especializou-se ela no fabrico de queijo, o conhecido e delicioso “Queijo da Ana”, graças ao qual o casal saiu da delicada situação financeira em que se encontrava.

Vencidas as dificuldades econômicas, superando até mesmo as ingratidões de que tinha sido alvo, esse invencível membro da nossa família, com os seus filhos: José Eni, João de Deus Filho e Durval, juntos fundaram a empresa Agropecuária Vale do Banabuiú Ltda. (AGROVAL).

Este incansável comandante nunca deixou de emprestar toda sua força e experiência para aconselhar e incentivar seus semelhantes, para que eles nunca se detenham nas adversidades que a vida eventualmente lhes apresenta, vencidos pelas dificuldades, paralisados pela inércia, batidos pela desesperança e pelo insucesso.

João de Deus Girão, em companhia de sua idolatrada esposa – uma união que durou mais de 60 anos “e muito bem vividos” – tornou-se um homem verdadeiramente realizado.

Com oito filhos, todos saudáveis e bem sucedidos, cuidou com aprumo e desvelo de suas boas fazendas em sua terra natal, gozando de muita saúde e excelente situação financeira, mercê de Deus e de seu profícuo trabalho. Uma única coisa que verdadeiramente lamenta, de maneira profunda – e provavelmente “com lágrimas rolando pelo coração” – foi a morte prematura de sua filha Dilce, ocorrida em 1987 e que foi para o céu, deixando, a fim de compensar esta perda irreparável e dolorosa, a lembrança de sua única filha Lucile, enlevo e benquerença de seus avós.

Eis o homem João de Deus Girão, um soldado que pelejou com as armas da coragem invencível, da iniciativa indômita e da persistência objetiva, levando o progresso para sua terra e melhoria de vida para sua gente.

■ Tn 670 – RAIMUNDA ZUÍLA GIRÃO LOPES, n. 22.02.1933, professora, viúva de Juarez de Oliveira Lopes, funcionário publico do Ministério da Agricultura, lotado em Sobral – CE, pais de:

◘ Qn 1703 – Ana Maria Girão Lopes Andrade, n. 16.09.1954, cc. João Andrade Filho, n. 16.09.1954, pais de:

ө Pn 2392 – Paulo Sérgio.

ө Pn 2393 – Maurílio Girão Andrade, professor de ensino secundário, cc. Ana Hélia, pais de:

◙ Hxn 1322 – Ana Clara

◘ Qn 1704 – Neomésia Girão Lopes, cc. Angelino Antunes, pais de:

ө Pn 2394 – Alexandre Girão Lopes Antunes, n. 21.08.1976..

ө Pn 2395 – Luana Mara Girão L. Antunes, n. 21.11.1985.

ө Pn 2396 – Átila.

◘ Qn 1705 – José Valdevino Cavalcante Neto, n. 16.04.1959, pai de:

ө Pn 2397 – Tibério.

◘ Qn 1706 – Juarez Oliveira Lopes Filho, cc. Simoneide.

◘ Qn 1707 – Ana Lúcia Girão Lopes, n. 21.05.1962, formada em Filosofia, exerceu funções de vice-presidente do Sindicato das Empresas de Processamento de Dados.

◘ Qn 1708 – João de Deus Girão Neto, n. 09.06.1963, pai de:

ө Pn 2398 – Andressa.

◘ Qn 1709 – Marcos Antonio Girão Lopes, n.10.02.1964, cc. Norma Célia Peixoto, pais de:

ө Pn 2399 – Igor.

ө Pn 2400 – Isadora.

◘ Qn 1710 – Paulo Roberto Girão Lopes, n. 18.10.1966, Universitário.

■ Tn 671 – JOSÉ ENY CARNEIRO GIRÃO, n. 26.08.1934, ex-Vereador do Município de Morada Nova por duas legislaturas, é sócio gerente da Agro-Pecuária Vale do Banabuiu (Agroval), cc. Maria Eugênia Girão, n. 21.03.1950, pais de:

◘ Qn 1711 – Gina Eugênia Girão, n. 09.07.1966, cc. Francisco Galvão de Oliveira Neto, pais de:

ө Pn 2401 – Francisco José.

ө Pn 2402 – Vilma Eugênia.

Qn 1712 – Ênio Giuliano Girão, n. 06.04.1968, Engenheiro Agrônomo.

◘ Qn 1713 – Gime Endrigo Girão, n. 04.01.1973, Médico Veterinário pela UFC.

◘ Qn 1714 – Gemille Eugênia Girão, n. 09.03.1980, com atividades autônomas, mãe de:

ө Pn 2403 – Luísa Girão Cardial, n. 21.08.1999.

ө Pn 2404 – Luís Gustavo Girão Cardial, n. 08.08.2001.

■ Tn 672 – HELENA GIRÃO, n. 10.10.1935, solteira, bachareladaem Ciências Contábeis pela UFC, ex-funcionária da Empresa de Correios e Telégrafos e funcionária da Controladoria Geral da União, por onde se aposentou.

■ Tn 673 – DURVAL CARNEIRO GIRÃO, n. 03.04.1938, comerciante e agropecuarista, cc. Maria Jacilda Castro Girão, n. 14.11.1944, pais de:

ө Pn 2405 – Maisa Castro Girão, n. 07.05.1976, funcionária do SERPRO, cc. Cantídio, também funcionário do SERPRO.

■ Tn 674 – DILCE GIRÃO ALCÂNTARA, n. 05.04.1943 e f. 21.02.1988, Licenciadaem Letras Neolatinas, funcion´ria do INANPS, cc. José Maria Vale Alcântara, comerciante, ambos falecidos, pais de:

◘ Qn 1715 – Lucile Girão Alcântara, n. 25.09.1973, Procuradora Pública do Estado de Pernambuco, cc. José Maria Sampaio Menezes Junior, Odontoloco Cirurgião, com Especialização e Mestradoem Bucomacilo Facial n. 08.06.1973.

■ Tn 675 – JOÃO DE DEUS GIRÃO FILHO, n. 20.07.1944, agropecuarista e Presidente da Associação dos Vaqueiros de Morada Nova, cc. Maria Eudênia de Lima Girão, n. 03.06.1951, pais de:

◘ Qn 1716 – Sandra Mara de Lima Girão, n. 16.02.1969, Esteticista, divorciada de José Inaldo Chagas, pais de:

ө Pn 2406 – Juscelino Girão Chagas, n. 13.05.1990, estudante.

◘ Qn 1717 – José Wagner de Lima Girão, n. 05.04.1970, Engenheiro Agrônomo Auditor do INSS, cc. Sônia Maria de Melo Rodrigues Girão, n. 09.07.1972, formada em Administração de Empresas pela UFRN, pais de:

ө Pn 2407 – Bianca Maria Rodrigues Girão, n. 30.04.2002 e f. 08.05.2002.

ө Pn 2408 – Sofia Mari Rodrigues Girão, falecida nos primeiros dias de nascida.

◘ Qn 1718 – Sandra Walêsk Lima Girão, n. 28.08.1978, professora, com Licenciatura Plena em História pela FAFIDAM, solteira.

■ Tn 676 – JOSÉ MÁRIO GIRÃO, n. 18.06.1946. Representante Comercial e comerciante, cc. Salma Vale Girão, n. 18.06.1949, pais de:

◘ Qn 1719 – Marise Vale Girão, n. 21.08.1972, bacharelada em Direito pela UFC e funcionária da Receita Federal, divorciada de Henrique Jorge Martins Bezerra, n. 24/02/1969, bacharel em Direito e em Fonoaudiologia pela UNIFOR e radialista, com quem não teve filhos. Em união com Thomas Boyadjian Neto, teve os filhos:

ө Pn 2408.1 – Vívian Glória Girão Boyadjian, n. 14.12.2001, f. 16.12.2001 (in memoriam) e os gêmeos:

ө Pn 2409 – Aline Girão Boyadjian, n. 14.02.2003.

ө Pn 2410 – Gabriel Girão Boyadjian, n. 14.02.2003.

Em Segundo casamento, com Jesus Nazareno Lopes Martins, n. 31.01.1970, natural de Araraquara-SP, gerente comercial e Graduando e Pós-Graduando em Direito pela Universidade Estácio de Sá, com quem teve a filha:

 ө Pn 2410.1 – Ticiane Francuccii Girão Martins, n. 30.08.2011.

◘ Qn 1720 – Davidson Vale Girão, n. 08.02.1977.

◘ Qn 1721 – Frederico Vale Girão, n. 17.10.1979.

■ Tn 677 – MARIA JOSÉ GIRÃO ARAGÃO, n. 29.03.1950, Farmacêutica, cc. Dário Pereira Aragão, n. 01.12.1945, funcionário público, sem filhos.

● Bn 243 – JAIME CARNEIRO GIRÃO, n. 23.10.1910 e f. 27.03.1990, fazendeiro e agropecuarista de renome em Morada Nova e funcionário público federal do Ministério da Agricultura. Homem de acendrado aprumo moral e reconhecida respeitabilidade em sua terra natal. Exerceu por muitos anos funções de destaque no extinto Ministério da Agricultura, por onde se aposentou. Casou-se (em 16.02.1938) com Maria Stelina Conrado Girão (Stela), n. 09.05.1917, de prendas domésticas, pais de: (8 filhos) (Ver Bn 237 deste Capítulo).

■ Tn 678 – JOSÉ STELME GIRÃO, n. 01.12.1938, e f. 29.06.1974. Técnico em Eletricidade, cc. Rita Nobre Girão, n. 27.03.1945, profissional em costura, pais de:

◘ Qn 1722 – Alessandra Nobre Girão, n. 15.10.1971, estudante de Teologia, casada em 15.02.1994, com. José do Egito Rodrigues de Souza, n. 09.02.1959, pais de:

ө Pn 2411 – Lizandra Girão de Souza, n. 12.12.1995.

ө Pn 2412 – Stelme Girão de Souza, n. 27.02.1997.

■ Tn 679 – JOSÉ SYDNEY CARNEIRO GIRÃO, n. 22.05.1940, formado em Veterinária pela UFC, funcionário público federal, aposentado do Ministério da Agricultura, casado em 14.12.1970, com Jandira Bezerra Girão, n. 05.01.1943, Assistente Social, filha de Davi de Castro e Maria Bezerra de Castro, pais de:

◘ Qn 1723 – Eduardo Sydney Bezerra de Girão, n. 19.12.1974, formado em Administração de Empresas, cc. Alessandra Rose Santos Dore, pais de:

ө Pn 2413 – Anne Beatriz Santos Dore Girão, n. 03.12.1999.

ө Pn 2414 – Maria Alice Santos Dore Girão, n. 15.01.2003.

■ Tn 680 – JOSÉ SÍLVIO CARNEIRO GIRÃO, n. 22.03.1942, microempresário, casada em .1942, microempresário, emCE, pis de:Gir……….,s de:ais de:ra natal. 21.12.1968 com Maria Suely Santos Girão, n. 19.11.1946 e 19.05.1989, pais de:

◘ Qn 1724 – Cristiane Santos de Girão Cerqueira, n. 30.01.1970, formadaem Terapia Ocupacional, em 16.12.1988, cc. Fernando Antônio de Cerqueira, n. 29.05.1965, formadoem Engenharia Civil, pais de:

ө Pn 2415 – Felipe Girão de Cerqueira, n. 22.12.1989.

ө Pn 2416 – Igor Girão de Cerqueira, n. 05.01.1993.

ө Pn 2417 – Enzo Girão de Cerqueira, n. 13.01.2003.

◘ Qn 1725 – Silvana Santos de Girão, n. 16.07.1971, formadaem Educação Física (divorciada), mãe de:

ө Pn 2418 – Tatiana Girão Catunda, n. 15.10.1986.

ө Pn 2419 – Lívia Girão Catunda, n. 17.02.1988.

◘ Qn 1726 – José Sílvio Girão Júnior, n. 19.11.1976, suboficial militar do Corpo de Bombeiros do Ceará.

◘ Qn 1727 – Jaime Girão Neto, n. 16.06.1979, microempresário.

■ Tn 681 – ANTÔNIO EDUARDO GIRÃO NETO, n. 17.11.1944, funcionário público federal, aposentado do IBAMA, cc. Sônia Maria Lima Verde Girão, n. 03.04.1949, professora, pais de:

◘ Qn 1728 – Tânia Limaverde Girão, n. 12.10.1971, universitária do Curso de Administração, mãe de:

ө Pn 2420 – Taiane Lima Verde Girão, n. 29.04.2002.

■ Tn 682 – ELÍZIO CARNEIRO GIRÃO, n. 17.04.1946, formado em Geologia pela UFC e Oficial Militar reformado do Ministério da Aeronáutica, cc. Ana Marlene Cavalcante Girão, Assistente Social, pais de:

◘ Qn 1729 – Andréa Cavalcante Girão, n. 07.10.1979, formadaem Ciências Contábeis pela UNIFOR, solteira.

◘ Qn 1730 – Amanda Cavalcante Girão, n. 08.04.1986, universitária do Curso de Ciências Biológicas da UECE, solteira.

■ Tn 683 – STELINA MARIA GIRÃO DA SILVA, n. 06.03.1949, Pedagoga, pós-graduada em Metodologia do Ensino, em 26.12.1968 cc. Wilson Rodrigues da Silva, n. 21.06.1940, Oficial Militar da Reserva Aeronáutica e Pedagogo, pais de:

◘ Qn 1731 – Antônio Wilson Girão da Silva, n. 23.10.1966, Militar da Aeronáutica, divorciado, pai de:

ө Pn 2421 – Anátila Santos Girão, n. 17.08.1995.

ө Pn 2422 – Anatiele Santos Girão, n. 03.03.1997.

ө Pn 2423 – Vitória Jennifer Pacheco da Silva, n. 29.09.2005.

◘ Qn 1732 – Marcos Henrique Girão da Silva, n. 08.06.1975, formado em Eletrotécnica e em Inglês pelo IBEU, divorciado de Luciana Firmiano da Silva, pais de:

ө Pn 2424 – Letícia Firmiano Silva Girão, n. 09.09.1994.

ө Pn 2425 – Lucas Firmiano Silva Girão, n. 07.11.2000.

◘ Qn 1733 – Paulo George Girão da Silva, n. 10.04.1976, Militar do Corpo de Bombeiros do Ceará e bacharel em História, cc. Mavis Rios Martins Girão, n. 02.11.1975, Policial Militar, pais de:

ө Pn 2426 – Geórgea Rios Martins Girão, n. 16.03.2000.

◘ Qn 1734 – Luciana Girão da Silva, n. 02.07.1977, formadaem Marketing Empresarial.

Tn 684 – MARIA DAS GRAÇAS CARNEIRO GIRÃO, n. 12.11.1950, formada em Administração de Empresas e pós-graduadaem Ciências Contábeis.

■ Tn 685 – JAIME CARNEIRO GIRÃO JUNIOR, 11.02.1955, formado em Eletrotécnica e Licenciado em Matemática pelo ITA, casado em 19.12.1980 com Heliane Thomeny Girão, n. 08.11.1958, pais de:

◘ Qn 1735 – Helainne Thomeny Girão, n. 17.04.1982, universitária do Curso de Física, casada em 14.08.2004 com Karlo David Alves Sabóia, n. 16.11.1978, Mestre em Física pela UFC e professor da UECE, pais de:

ө Pn 2427 – Sara Girão Sabóia, n. 28.09.2002.

◘ Qn 1736 – Priscila Thomeny Girão, n. 02.04.1985, universitária do Curso de Ciências Contábeis.

◘ Qn 1737 – Karen Thomeny Girão, n. 11.04.1986, universitária do Curso de Mecatrônica e de Ciências Biológicas (gêmea de Karine).

Qn 1738 – Karine Thomeny Girão, n. 11.04.1986.

Maria do Carmo e Esmerino Parente

● Bn 244 – MARIA DO CARMO CARNEIRO GIRÃO, n. 23.01.1912, cc. Esmerino Gomes Parente, n. 25.12.1898 e f. 17.08.1978, Engenheiro-Agrônomo do Ministério de Agricultura, por onde se aposentou após ter exercido, como Diretor, as funções dos seguintes Departamentos: Fomento Agrícola no Ceará (DEMA); Serviço de Proteção às Florestas no Rio de Janeiro; Departamento de Expansão Econômica no Ceará; Inspetoria do Serviço Florestal no Nordeste; Delegacia Federal do Serviço Florestal (IBAMA) e a de Professor da Escola de Agronomia do Ceará.  O casal teve os seguintes filhos: – 8 filhos:

Síntese biográfica:

Esmerino Gomes Parente, nascido a 25 de dezembro de 1898, casou-se com Maria do Carmo Carneiro Girão, bisneta nº. 234 do fundador da família Girão no Ceará e filha de Antonio Eduardo Girão (Tonho Major).

Formado em Agronomia, o Dr. Esmerino exerceu os mais elevados cargos e chefia dentro de sua especialidade, elevando-se á condição de Diretor Geral do Ministério da Agricultura.

Ao longo de sua carreira, este notável engenheiro agrônomo fora, ao seu tempo, verdadeira imagem da disciplina e probidade no trato da coisa pública. Se fosse tomado como exemplo, salientou o Prof. Clodomir Girão, o serviço público deste País seria, porventura, o mais eficiente do mundo.

Da união de Esmerino com a Girão Maria do Carmo, nasceram oito filhos, quais sejam: Zenilce, Zilmar, José Aldir, José Emílio, José Ismar, Maia do Carmo e Zenóbia, todos bem-sucedidos na vida e profissão, com exceção de Zilce já falecida.

Muitos são os netos e bisnetos deste casal, cuja esposa é também, uma verdadeira imagem, mas imagem de distinção, da bondade e da pureza. Mãe, digna desse nome. Maria do Carmo Girão Parente criou e educou seus filhos, para a honra, a virtude e a determinação, sob a égide de um amo abençoado. Era para eles, no dizer de Amiel, “a divindade na sua forma mais tangível”.

■ Tn 686 – MARIA ZENILCE GIRÃO PARENTE, n. 04.01.1930, Licenciada em Filosofia pela PUC – Rio de Janeiro – e em Pedagogia pela Universidade Católica do Ceará. Concluiu Curso de Aperfeiçoamento e Especialização em Botânica pelo CNPq, aposentando-se como Técnica do Ministério da Agricultura (IBAMA), cc. Dr. José Carlízio Correia de Queirós, n. 23.02.1929, bacharel em Direito, Advogado aposentado do Banco do Nordeste, pais de:

◘ Qn 1739 – Paulo Sérgio Parente de Queiroz, n. 30.06.1964, Técnico em Contabilidade e comerciante, solteiro.

■ Tn 687 – MARIA ZILMAR GIRÃO PARENTE BORGES, n. 13.09.1931. Farmacêutica aposentada da Universidade Federal do Ceará e Professora Adjunta, aposentada, da UECE, com curso de Especialização e Aperfeiçoamento em Botânica pelo CNPq, cc. Expedito Edílson Mota Borges, n. 09.11.1931, Bacharelem Ciências Econômicas e comerciante em Fortaleza e Vice-Presidente da FECOMERCIO do Ceará, pais de:

◘ Qn 1740 – Ricardo Parente Borges, n. 24.04.1957 e f. 20.02.1968, ainda criança.

◘ Qn 1741 – Paulo Parente Borges, n. 12.12.1958, Economista e Psicólogo, comerciante em Fortaleza, solteiro.

◘ Qn 1742 – Virginia Borges França, n. 07.07.1960, empresária, cc. Luís França Filho, n. 19.11.1951, Engenheiro Civil do DETRAN – CE e empresário, pais de:

ө Pn 2428 – Renata Borges França, n. 23.11.1977, bacharelada em Direito, Advogada, exercendo cargo de Chefia do Hospital Dr. Luiz França, solteira.

ө Pn 2429 – Fernanda Borges França, n. 09.12.1980, Farmacêutica Bioquímica, responsável pela Farmácia do Hospital Infantil Dr. Luiz França, solteira.

ө Pn 2430 – Luís França Neto, n. 15.03.1983, universitário, solteiro.

◘ Qn 1743 – Ana Maria Parente Borges, n. 26.07.1962, diplomada em Pedagogia, Professora da Prefeitura Municipal de Fortaleza, cc. Henrique Franklin de Sousa, n. 16.11.1958, pedagogo, coordenador do Colégio Santa Cecília, pais de:

ө Pn 2431 – Raissa Franklin Borges, n. 22.12.1989, estudante, solteira.

ө Pn 2432 – Igor Parente Borges, n. 03.05.1979, filho de Ana Maria e Arialdo Pinho. Igor é solteiro e promotor de eventos.

◘ Qn 1744 – Vicente Borges Neto, n. 15.07.1969, engenheiro civil e comerciante, divorciado de Maria Carolina Barreira.

■ Tn 688 – MARIA ZILCE GIRÃO PARENTE, n. 09.10.1932 e f. 29.05.1989. Professora diplomada e funcionária aposentada do Ministério da Agricultura, casada em 20.06.1959 com Tarcísio Costa Lima Vieira, n. 05.07.1933, Auditor aposentado do TER, pais de:

◘ Qn 1745 – Alberto Jorge Parente Vieira, n. 29.04.1960, formadoem Ciências Contábeis e em Direito, cc. Eliane Mendes, n. 16.06.1974, Pedagoga, pais de:

ө Pn 2433 – Júlia Mendes Vieira, n. 01.10.2001, estudante.

◘ Qn 1746 – Leonardo Jorge Parente Vieira, n. 06.05.1961, bacharel em Direito, Advogado Trabalhista, cc. Suely Cristina de Albuquerque Vieira, n. 17.03.196e4, formadaem Ciências Contábeis, empresária, pais de:

ө Pn 2434 – Gabriela de Albuquerque Vieira, n. 30.04.1991, estudante.

■ Tn 689 - JOSÉ ALDYR GIRÃO PARENTE, n. 30.10.1935, funcionário público estadual, aposentado e professor formado em História pela UFC. Em 19.03.1958, casou com Teresinha Antunes Meneses, n. 05.05.1934, professora diplomada, funcionária aposentada do Ministério da Guerra, pais de:

◘ Qn 1747 – Henrique de Meneses Parente, n. 30.12.1958, Arquiteto, cc. Aracélia Filgueiras Parente, n. 20.05.1965, Assistente Social com exercício no Fórum Judiciário do Estado, pais de:

ө Pn 2435 – Vitor Filgueiras Parente, n. 23.10.1990, estudante, solteiro.

ө Pn 2436 – Alexandre Filgueiras Parente, n. 31.05.1997, estudante, solteiro.

◘ Qn 1748 – Frederico de Meneses Parente, n. 22.04.1960, graduado em Administração de Empresas e Diretor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Fortaleza, cc. Cláudia Helena Benevides Parente, n. 11.07.1959, Bióloga, pais de:

ө Pn 2437 – Frederico Benevides Parente, n. 29.11.1984, universitário, solteiro.

ө Pn 2438 – Rafael Benevides Parente, n. 27.09.1987, universitário, solteiro.

ө Pn 2439 – Daniel Benevides Parente, n. 22.11.1989, estudante, solteiro.

◘ Qn 1749 – Cláudia de Meneses Parente, n. 11.07.1963, Farmacêutica Bioquímica da rede de farmácias Pague Menos, cc. Jocilê Freitas Ribeiro, n. 15.12.1971, pais de:

ө Pn 2440 – Yuri Parente Ribeiro, n. 24.05.1999, estudante.

ө Pn 2441 – Sara Parent4e Ribeiro, n. 30.04.2002.

■ Tn 690 – JOSÉ EMÍLIO GIRÃO PARENTE, n. 25.10.1937. Bacharelem Ciências Econômicas e Técnico aposentado da COELCE; casado em 08.12.1964 com Maria de Fátima Vasconcelos Rocha Parente, n. 06.08.1943 e f. 15.09.2004, professora diplomada e funcionária da Assembléia Legislativa do Estado, pais de:

◘ Qn 1750 – Silvana Parente Gresse do Vale, n. 09.08.1966, formadaem Ciências Contábeis e funcionária da Prefeitura de Fortaleza, cc. Robério Gresse do Vale, n. 06.08.l1963, formado em Economia, pais de:

ө Pn 2442 – Carolina Parente Gresse do Vale, n. 24.12.1983.

ө Pn 2443 – Tatiana Parente Gresse do Vale, n. 16.09.1988.

◘ Qn 1751 – Felipe Rocha Parente, n. 17.08.1967, formado em Administração de Empresas e em Direito, empresário, cc. Ana Cláudia Cordeiro Parente, n. 29.05.1971, bacharela em Direito, pais de:

ө Pn 2444 – Maria Eduarda Cordeiro Parente, n. 15.09.1999.

ө Pn 2445 – Maria Fernanda Cordeiro Paene, n. 04.10.2002.

◘ Qn 1752 – Laríssa Parente Cordeiro, n. 23.05.1977, cc. Tarcísio Miranda Cordeiro Junior, advogado, n. 26.12.1969, pais de:

ө Pn 2446 – Pedro Parente Cordeiro, n. 06.11.2001.

◘ Qn 1753 – Marcelo Rocha Parente, n. 23.09.1980, universitário, cc. Geane Barroso Parente. Da união de Marcelo com Jane Sousa Laurindo nasceu:

ө Pn 2447 – Isadora Laurindo Parente, n. 20.10.1998.

■ Tn 691 – JOSÉ ISMAR GIRÃO PARENTE, n. 20.01.1940. Engenheiro-agrônomo do Ministério da Agricultura, aposentado da EMBRAPA e Assessor da SECITECE, cc. Ana Lúcia Soares Parente, n. 27.10.1947, formada em Administração de Empresas e Auditora da Receita Federal, pais de:

◘ Qn 1754 – Eduardo Soares Parente, n. 15.07.1971, Engenheiro Civil, Administrador de Empresas e Professor Universitário, solteiro, pai de:

ө Pn 2448 – Rafael Damasceno Parente, n. 16.06.1999, estudante.

◘ Qn 1755 – Marília Soares Parente, n. 16.08.1974, Engenheira Química, cc.  Antonio David Dias, Professor Universitárioem São Paulo.

◘ Qn 1756 – Flávia Soares Parente, n. 28.03.1978, Psicóloga, solteira.

Maria do Carmo Carneiro Parente ladeada de filhos

■ Tn 692 – MARIA DO CARMO GIRÃO PARENTE (Mariô), n. 07.09.1941, formadaem Ciências Contábeis e funcionária aposentada do Ministério da Agricultura (IBAMA). Em 14.09.1963, cc. Guilherme Fernandes Bluhm, n. 11.01.1941, Economista, aposentado da COELCE, pais de:

◘ Qn 1757 – Adriano Parente Bluhm, n. 05.03.1965, formado em Geologia e Diretor do Hospital Raimundo Bezerra no Crato-CE, cc. Paula Isabela Bezerra Bluhm, n. 10.10.1965, formadaem Engenharia Civil, pais de:

ө Pn 2449 – Bruno Bezerra Bluhm, n. 16.06.1992, estudante.

ө Pn 2450 – Breno Bezerra Bluhm, n. 10.03.1998, estudante.

ө Pn 2451 –  Ana Beatriz Bezerra Bluhm, n. 30.10.2000.

◘ Qn 1758 – Jessie Parente Bluhm Vieira, n. 15.01.1967, comerciante, cc. Alexandre de Pontes Vieira, formado em Agronomia e empresário, pais de:

ө Pn 2452 –  Rodolfo Bluhm de Pontes Vieira, n. 21.01.1993, estudante.

ө Pn 2453 – Celine Bluhm de Pontes Vieira, n. 27.02.2000, estudante.

◘ Qn 1759 – Germano Parente Bluhm, n. 25.08.1969, formado em Administração de Empresas (SEBRAE), cc. Hedva Carvalho e Silva, n. 23.05.1977, Psicóloga, pais de:

ө Pn 2454 – Matheus Carvalho Bluhm, n. 27.08.2005.

◘ Qn 1760 – Cristina Parente Bluhm Chagas, n. 05.07.1974, formada em Fonoaudiologia, cc. César Augusto Coelho Chagas, n. 28.08.1965, formadoem Educação Física, pais de:

ө Pn 2455– Arthur Bluhm Chagas, n. 12.01.2004.

■ Tn 693 – MARIA ZENÓBIA GIRÃO PARENTE LEAL, n. 17.08.1943, formada em Administração de Empresas, casada (02.09.1965), em primeiras núpcias, cc. Thyrso Ferreira Idelburque Leal, n. 12.07.1942, empresário, pais de:

 ◘ Qn 1771 – Cláudio Parente Idelburque Leal, n. 17.05.1967, empresário, cc. Sinara Barroso Leal, pais de:

ө Pn 2456 – Letícia Barroso Leal, n. 15.05.2000, estudante.

ө Pn 2457 – Yuri Barroso Leal, n. 18.09.2003.

◘ Qn 1772 – Victor Parente Idelburque Leal, n. 28.04.1971, empresário, cc. Elisa Simas Leal, n. 19.06.1974, Dentista, pais de:

ө Pn 2458 – Marina Simas Leal, n. 15.08.2003.

■ Tn 693.1 – Zenóbia divorciou-se de Thyrso Leal e casou-se, em segundas núpcias, com Gerson Bezerra Lima, n. 24.08.1940, gerente do Banco do Brasil, aposentado, sem descendentes.

● Bn 245 – MARIA STELA CARNEIRO GIRÃO, cc. Wilmar Girão Maia. (Ver Tn 527 dese Capítulo)

● Bn 246 – ÁUREA CARNEIRO GIRÃO, n. 11.03.1915, solteira.

Toinho e Consuelo

● Bn 247 – ANTÔNIO EDUARDO GIRÃO FILHO (Toinho), n. 04.05.1916. Contador e funcionário público estadual. Em 25.03.1944, cc. Consuelo Carneiro de Sousa. (Ver Tn 250 – Capítulo IV), n. 06.11.1918 e f. 26.04.2003. Professora diplomada e funcionária pública federal, com larga folha de trabalho no Departamento de Correios e Telégrafos, por onde se aposentou. Descendem do casal: (4 filhos)

Flávia, Iêda, Tiago, Flávio e Vladimir (Toinho)

■ Tn 694 – FLÁVIO CARNEIRO GIRÃO, n. 14.04.1947, graduado em Agronomia pela UFC e Supervisor da EMATER – MG, cc. Iêda Maria de Araújo Girão, n. 05.05.1955, empresária, pais de:

◘ Qn 1773 – Vladimir Rodrigo Araújo Girão, n. 13.11.1975,em Governador Valadares – MG.

◘ Qn 1774 – Tiago Felipe Araújo Girão, n. 20.03.1981, em Ipatinga – MG.

◘ Qn 1775 Flávia Araújo Girão, n. 12.09.1984,em Gov. Valadares – MG.

■ Tn 695 – MAURO CARNEIRO GIRÃO, n. 24.02.1948, Engenheiro Civil, com atividades na CHESF, cc. Maria das Graças Bezerra Girão, n. 02.11.1948, funcionária do Banco do Brasil, pais de:

◘ Qn 1776 – Amanda Bezerra Girão, n. 15.03.1984.

■ Tn 696 – ZÉLIA CARNEIRO GIRÃO, n. 16.11.1950, Professora diplomada pelo Instituto de Educação do Ceará, graduada em Pedagogia pela UNIFOR, cc. (divorciada de) Tauser Barreto Costa, n. 25.03.1966, formado em Medicina, pais de:

◘ Qn 1777 – Raquel Eugênia Girão Costa, n. 27.02.1972, universitária.

■ Tn 696.1 –  Em segundas núpcias, Zélia uniu-se a Romério José Alves de Carvalho, Técnico em Eletrônica.

■ Tn 697 – NILTON CARNEIRO GIRÃO, n. 10.03.1956, bancário aposentado e agrupecuarista. Da união com Maria Ivone Marques, Assistente Social, nasceu:

Qn 1778 – Ivna Nilton Marques Girão.

● Bn 248 – REGINA CARNEIRO GIRÃO BEZERRA, n. 07.09.1917 e f. 19.04.1985. Contadora, ex-funcionária do Tribunal de Justiça do Ceará. Em 10.02.1943, cc. Raimundo Luís Bezerra, n. 16.04.1917, Oficial reformado do Exército Brasileiro, agropecuarista e fazendeiro, pais de: (5 filhos)

■ Tn 698 – NORMA GIRÃO BEZERRA, n. 07.02.1944. Professora do Colégio Estadual do Ceará e bacharelada em Filosofia e Letras pela UFC, casando em 11.12.1971 com José Eulino de Oliveira, n. 13.06.1937, formado em Medicina pela UFC – Turma de 1966, médico Ginecologista-obstreta e com especialização em medicina do trabalho e empresário da área de saúde, pais de:

◘ Qn 1779 – Angeline Girão Bezerra de Oliveira Montenegro, n. 17.10.1972, Fisioterapeua, formada pela UFC – Turma de 1996.2, cc. Heládio Lima Montenegro, Economista, formado pela UFC – Turma de 2004.

◘ Qn 1780 – José Eulino de Oliveira Filho, n. 30.04.1974, Empresário e Pecuarista.

◘ Qn 1781 – Eveline Girão Bezerra de Oliveira, n. 18.05.1976. Médica, com especialidade em ginecologia-obstetrícia, pela Faculdade de Medicina da UFC – Turma de 2001.

◘ Qn 1782 – José Alexandre Bezerra de Oliveira, n. 20.09.1977, bacharel em Contabilidade pela UFC – Turma de 2003.2, cc. Danielle Christine Diniz Oliveira, Médica com especialização em Dermatologia, formada pela Faculdade de Medicina da UFC.

◘ Qn 1783 – Cristine Girão Bezerra de Oliveira, n. 27.06.1981, bacharel em Direito.

■ Tn 699 – NÚBIA GIRÃO BEZERRA, n. 07.09.1945. Professora, funcionária pública estadual, cc. Otoni Diniz Filho, n. 07.07.1945, bacharel em Direito, Advogado e Empresário da área automotiva, pais de:

◘ Qn 1784 – Otoni Diniz Neto, n. 14.05.1971, empresário daárea automotiva, residenteem São Luís do Maranhão.

◘ Qn 1785 – Adriana Bezerra Diniz, n. 30.04..1974, cc. José Batista Costa, empresário na área de medicamentos, pais de:

ө Pn 2459 – Rafaela Bezerra Costa.

ө Pn 2460 – Rodriogues Bezerra Costa

ө Pn 2461 – Raquel bezerra Costa.

◘ Qn 1786 – João José Bezerra Diniz, n. 05.05.1979, empresário da área automotiva, cc. Joice Teles Bezerra, residentes em Sobral, pais de:

ө Pn 2462 – João Luiz dos Santos Bezerra.

■ Tn 700 - NÍLMA BEZERRA DE MEDEIROS, n. 06.08.1948, bacharelada em Direito pela UFC, Turma de 1976, Advogada, cc. Casimiro Pinto de Medeiros Neto, n. 23.08.1946, formado em Administração de Empresas pela UFC – Turma de 1975, pais de:

◘ Qn 1787 – Juliana Medeiros Leitão, n. 09.09.1977. Fisioterapeuta, formada pela UNIFOR – Turma de 2003.1, cc. Rodolfo Dantas Leitão, universitário.

◘ Qn 1788 – Herbert Bezerra de Medeiros, n. 15.09.1979, universitário do Curso de Arquitetura da UNIFOR.

■ Tn 701 – NEUMA GIRÃO BEZERRA, n. 06.12.1951, solteira.

■ Tn 702 – RAIMUNDO LUIZ BEZERRA JÚNIOR, n. 13.04.1955, formadoem Engenharia Civil pela UNIFOR – Turma de 1985, Empresário na área de Copiadora e Gráfica Rápida (PLOT GRAF), cc. Lúcia de Fátima Vasconcelos Bezerra, n. 31.10.1953, Artesã, pais de:

◘ Qn 1789 – Rayane de Vasconcelos Bezerra, n. 16.02.1982, universitária de Administração Hospitalar – FIC, solteira.

◘ Qn 1790 – Raimundo Luiz Bezerra Neto, n. 09.04.1984, Empresário na área de Copiadora e Gráfica (PLOT GRAF), solteiro.

◘ Qn 1791 – Rayan Vasconcelos Bezerra, n. 19.02.1992, aluno do Colégio Farias Brito, cursando a turma especial do 1º ano do 2º Grau, solteiro.

● Bn 249 – CRISTINA CARNEIRO GIRÃO (Tiná), n. 15.06.1920 e f. 03.08.1980, de prendas domésticas, cc. João Carneiro Nobre (João do Néco), n. 09.02.1910, fazendeiro e agropecuarista pais de: – 4 filhos: (Ver Tn 172 – Capítulo IV)

■ Tn 703 – MARIA LUSANIRA GIRÃO NOBRE TORQUATO, n. 22.09.1948, graduada em Pedagogia e exercendo o magistérioem Morada Nova, cc. Francisco Torquato Filho, n. 05.03.1952, pais de:

◘ Qn 1792 – Ruyter Roger Girão Torquato, n. 13.09.1974.

◘ Qn 1793 – Ronald Robson Girão Torquato, n. 11.12.1977.

◘ Qn 1794 – Rogéria Renneé Girão Torquato, n. 29.07.1980.

◘ Qn 1795 – Sara Cristina Girão Torquato, n. 05.05.1982.

■ Tn 704 – José Leonardo Girão, n. 15.12.1951, pecuarista.

■ Tn 705 – Laíres Girão Nobre, n. 22.01.1953, pecuarista.

■ Tn 706 – Lucilene Girão Nobre, n. 08.09.1957, graduada em Pedagogia pela UECE, exercendo o Magistério na rede estadual de ensino.

● Bn 250 – RAIMUNDO CARNEIRO GIRÃO, f. menor.

N 52 – Do segundo matrimônio de ANTONIO EDUARDO (Tonho Major), realizado em 06.04.1929, com Margarida Rodrigues Machado, n. 23.10.1910, filha de Manuel Martins de Brito e Maria Rodrigues Machado, nasceram outros (5 filhos), todos residentes em Maranguape:

● Bn 251 – FELÍCIA MACHADO GIRÃO (Felicinha), n. 04.04.1930. Professora diplomada, cc. José Maciel da Silva, pais de: – 2 filhos:

■ Tn 707 – SÍLVIA MARIA GIRÃO MACIEL, n. 28.09.1954, Assistente Social, cc. Renato Albuquerque dos Santos, 12.06.1948, f. 08.05.2005, pais de:

◘ Qn 1796 – Rafaela Girão Maciel Albuquerque, n.22.12.1985, universitária em Administração de Empresas, solteira.

◘ Qn 1797 – Sílvia Larice Girão Maciel Albuquerque, n. 09.09.1988, estudante.

■ Tn 708 – SÍLVIO ANTÔNIO GIRÃO MACIEL, n. 14.10.1955 e f. 02.02.1983.

Bn 252 stenteciel, n. 28.09.1954, Ass.– CARLOS ALBERTO GIRÃO, n. 26.01.1932, comerciante e avicultor, cc. Isabel Sucupira Girão, n. 10.10.1937, professora diplomada, pais de: – 2 filhos:

■ Tn 709 - JÚLIO ANTÔNIO SUCUPIRA GIRÃO, n. 01.03.1961, funcionário público, cc. Maria Aparecida Machado Girão, n, 30.12.1964, funcionária pública, pais de:

◘ Qn 1798 – Júlio César Machado Sucupira Girão, n. 29.04.1992, estudante.

◘ Qn 1799 – Karla Maria Machado Sucupira Girão, n. 08.09.1987, estudante.

■ Tn 710 – CARLOS ALBERTO GIRÃO FILHO, n. 17.05.1962, comerciante, divorciado da primeira mulher, Sandra Baz Marinho, com quem teve os filhos:

◘ Qn 1800 – Isabela Musa Baz Marinho Girão, n. 13.12.1987, estudante.

◘ Qn 1801 – Nemésio Wilson Baz Marinho Girão, n. 25.06.1990, estudante.

■ Tn 710.1 – Da segunda união extraconjugal de Carlos Alberto Filho, nasceram:

◘ Qn 1802 – Maria Tereza Girão, estudante.

◘ Qn 1803 – Raíza Carla Girão, estudante.

■ Tn 711 - PAULO ROBERTO SUCUPIRA GIRÃO, n. 22.11.1965, agente de distribuição e vendas da Indústria de Massas Fortaleza, cc. Elenilce Guerreiro Girão, n. 30.11.1965, de prendas domésticas, pais de:

◘ Qn 1804 – Luís Paulo Sucupira Girão, n. 12.03.1989, estudante.

◘ Qn 1805 – Rogério Eduardo Sucupira Girão, n. 29.12.1991, estudante.

● Bn 253 – RAIMUNDO RENATO GIRÃO, n. 04.03.1933, comerciante, cc. Maria Lucimar Silva Girão, n. 10.09.1939, de prendas domésticas, pais de: (6 filhos)

■ Tn 712 – MÔNICA MARIA SILVA GIRÃO, n. 18.01.1959, formada em Administração de Empresas pela UNIFOR, cc Luís Eduardo Câmara do Vale, divorciados, bacharel em Direito, pais de:

◘ Qn 1806 – Eduardo Girão Câmara do Vale, n. 14.05.1980, bacharel em Direito e Advogado dos quadros da Advocacia Geral da União, solteiro.

■ Tn 713 – MÁRCIA MARIA GIRÃO CAMPOS BARROS, n. 01.10.1960, formada em Enfermagem e Farmácia, n. 01.10.1960, cc. José Roberto Campos de Barros, n. 05.10.1953, Médico com especialização em Traumatologia, Ortopedia e Fisioterapia, pais de:

◘ Qn 1807 – Carolina Girão Campos de Barros, n. 13.03.1985, Fisioterapeuta, cc. Roberto Picanço Filho, com nível superior de ensino.

◘ Qn 1808 – Alderico Girão Campos de Barros, n. 17.11,1986, acadêmico de Medicina, solteiro.

◘ Qn 1809 – Gabriella Girão de Campos Barros, n. 03.03.1987 (irmã gêmea de Daniella).

◘ Qn 1810 – Daniella Girão de Campos Barros, n. 03.03.1987 (irmã gêmea), ambas pré-universitárias.

■ Tn 714 – RAIMUNDO RENATO GIRÃO JÚNIOR, n. 23.08.1962, formado em Administração de Empresas, solteiro.

■ Tn 715 – MARDÔNIO DA SILVA GIRÃO, n. 31.01.1964, formado em Administração de Empresas, bacharelado em Direito, com Mestradoem Ciências Jurídicas e professor da Universidade Metodista de São Paulo, cc. Helena Magalhães Girão, n. 24.05.1973, Técnica em Consultoria, residentesem São Paulo, pais de:

◘ Qn 1811 – Beatriz Magalhães Girão, n. 03.07.1989, estudante.

◘ Qn 1812 – Clarissa Magalhães Girão, n. 12.11.2004.

■ Tn 716 – MARCOS ANTÔNIO SILVA GIRÃO, n. 17.04.1965, formado em Medicina pela UFC, com especialização em Traumatologia e Ortopedia, cc. Alexandra Vasconcelos, formadaem Ciências Contábeis, pais de:

◘ Qn 1813 – Marília Maria Vasconcelos Girão, n. 20.04.1992, estudante.

■ Tn 717 – RAIMUNDO MARCELO DA SILVA GIRÃO, n. 12.10.1967, Médico, com especialização em Traumatologia e Ortopedia, cc. Carla Rangel (divorciados), pais de:

◘ Qn 1814 – Amanda Rangel Girão, n. 22.05.1998, estudante.

■ Tn 717.1 – Da segunda união de Raimundo Marcelo com Luciana Fontenele, acadêmica de Fisioterapia, nasceu a filho:

ө Pn 2463 – Marcelo Victor Fontenele Girão, n. 16.05.2003.

● Bn 254 – NÉLSON GIRÃO, n. 24.05.1934, comerciante cc. Maria Núbia Vasconcelos Girão, n. 10.08.1932, funcionária pública estadual, aposentada, pais de: pais de: (4 filhos)

■ Tn 718 – NELSON GIRÃO JÚNIOR, n. 07.11.1952 e f. 09.11.1958.

■ Tn 719 – MARIA DO SOCORRO VASCONCELOS GIRÃO, n. 17.04.1960, funcionária pública federal, aposentada do INSS, solteira.

■ Tn 720 – MATEUS ANTÔNIO DE VASCONCELOS GIRÃO, n. 03.12.1961, comerciante, casado em primeiras núpcias com Maria do Socorro Cavalcante Girão, n. 17.06.1953, Contabilista, tendo as filhas:

◘ Qn 1815 – Marília Tavares Cavalcante Girão, n. 03.02.1982, comerciante, cc. (divorciados) Amilton Tavares, comerciante, pais de:

ө Pn 2464 – Caio Girão Tavares, n. 03.03.1997, estudante.

ө Pn 2465 – Mateus Amônio de Vasconcelos Girão Neto, n.29.12.1999.

ө Pn 2466 – Artur Girão Barros, n. 29.11.2004.

◘ Qn 1816 – Mônica Cavalcante Girão, n. 03.02.1988, estudante.

■ Tn 720.1 – Da segunda união de Mateus Antônio com Cleide da Silva, o filho:

ө Pn 2467 – Lucas da Silva Girão, n. 27.07.1995, estudante.

■ Tn 720.2 – Do terceiro vínculo de Mateus com Valéria Araújo Bessa, o filho:

ө Pn 2468 – Mateus Antonio Girão Filho, n. 17.03.2002.

■ Tn 721 – NATÉRCIA GIRÃO AGUIAR, n. 11.10.1965, n. 11.10.1965., de prendas domésticas, cc. Judeci Cavalcante Aguiar, funcionário público, pais de:

◘ Qn 1817 – Nathalia Girão Aguiar, n. 04.12.1986, pré-universitária, solteira.

◘ Qn 1818 – Nayra Girão Aguiar, n. 28.04.1995, estudante.

◘ Qn 1819 – Judeci Cavalcante Aguiar Júnior, n. 16.05.1997, estudante.

● Bn 254.1  – MARIA DO SOCORRO, f. menor.

● Bn 255 – TERESINHA GIRÃO DA SILVA, 09.01.1938, professora diplomada, cc. Luciano Carvalho da Silva, n 26.02.1932, comerciante, com pais de: (3 filhos)

■ 722 – LUCIANO CARVALHO DA SILVA FILHO, n. 16.07.1963, acadêmico de Direito e Gerente do Bradesco – Boa Viagem – Recife – PE, cc. Eloísa Silva Sucupira, n. 12.3.1956, prendas do lar, pais de:

◘ Qn 1820 – Danilo Sucupira Silva, n. 30.11.1986, acadêmico de Adm. De Empresas – UNIFOR, solteiro.

◘ Qn 1821 – Luciana Sucupira Silva, n. 16.12.1990, estudante pré-universitária, solteira.

◘ Qn 1822 – Eduardo Antonio Carvalho Girão.

■ Tn 723 – MARCIANO GIRÃO DA SILVA, n. 09.08.1964, formado em Jornalismo eem Comunicação Social, cc. Evelina Correia de Magalhães, Psicóloga com Mestrado na Universidade de Paris – França, pais de:

◘ Qn 1823 – Yárina Cardoso Girão Silva, n. 29.04.1991, estudante.

◘ Qn 1824 – Victor Girão Silva, n. 20.01.2003.

■ Tn 724 - CRISTIANO GIRÃO DA SILVA, n. 28.04.1973, estudante, solteiro.

N 54 – FLORENTINA PESSOA GIRÃO (Flôr), n. 14.03.1880, casada, em 30.09.1905, com Luís José Nobre, n. 20.04.1873, filho de Ana Angélica Pessoa e Silva e do professor Manuel Antônio Ferreira Nobre, pais de: – 5 filhos:

Do casal Florentina Pessoa Girão, nascida a 14 de março de 1880, com Luís José Nobre, descenderam cinco filhos: Júlia Girão Nobre, Luís Nobre Filho, o menor Mario, Mário Girão Nobre e Juracy Girão Nobre.

Com exceção de Júlia e o menor Mário, já falecidos, os demais, mercê de Deus, ainda nos dão o agradável prazer de suas convivências.

No alto de seus 88 anos, Luís Nobre sempre prestigiou às Convenções da família Girão, numa das quais fora homenageado. Nascido a 1º de janeiro de 1908, esse segundo filho de Florentina exerceu, por muitos anos, a profissão de comerciante, em Maranguape. Do seu casamento com Ivete Campos, nasceram: Francisca Luisete Nobre, Francisca Lirete, Francisco Nivalber e Francisco Nivardo Nobre, casado com Mary Rebouças Barbosa, procuradora do Ministério Público do Estado do Ceará.

O quarto descendente recebeu, na pia batismal, o nome de Mário Girão Nobre, também comerciante na terra de Capistrano de Abreu. Pessoa afável e muito comunicativa, Tio Mário, como é conhecido na intimidade, contraiu matrimônio na data de 16.09.l953, com Teresinha Bandeira.

Juracy Girão Nobre é a caçula. Casou-se com Luís Sales Regadas e trabalhou como funcionária nos Correios e Telégrafos. Com os seus 83 anos, comemorados em janeiro de 1996, foi também uma das homenageadas em Convenção da família. São filhos de Juracy e Luís: Luciano Girão Sales, Ana Lúcia Girão Sales, Luciran Girão Sales – Vereador e o Deputado Estadual Lucílvio Girão Sales, que é uma das lideranças políticas da família Girão em nossa terra, merecendo, assim, ser reeleito.

● Bn 256 – JÚLIA GIRÃO NOBRE, n. 18.07.1906, solteira.

Luís Nobre Filho e seus descendentes

● Bn 257 – LUÍS NOBRE FILHO, n. 01.01.1908, destacado e próspero comerciante em Maranguape, cc. Ivete Campos Lins Nobre, n. 06.01.1913, pais de: – 6 filhos:

■ Tn 725 - FRANCISCO NIVARDO LINS NOBRE, n. 26.04.1939, Técnico do Tesouro Nacional do Ministério de Economia, residente em Brasília – DF, cc. Marylene Rebouças Barbosa Nobre (Mary), n. 23.05.1943, Procuradora do Ministério Público da Justiça do Estado, funcionando na 12ª Vara de Delitos de Trânsito, pais de:

◘ Qn 1825 – Danilo Barbosa Nobre, n. 01.02.1972, estudante.

■ Tn 726 – FRANCISCA LUIZETE LINS NOBRE, n. 13.11.1940, cc. Daniel Hubert Bloch Boris, n. 08.12.1960, pais de:

◘ Qn 1826 – Daniel Nobre Bloch Boris, n. 01.01.1983.

■ Tn 727 – FRANCISCO NIVALBER GIRÃO NOBRE, n. 20.06.1942, cc. Nilcíla Valentim Cordeiro Nobre, n. 27.06.1952, pais de:

◘ Qn 1827 – Gustavo Cordeiro Lopes, n. 12.06.1980.

◘ Qn 1828 – Arícia Cordeiro Nobre, n. 29.07.1982.

■ Tn 728 – FRANCISCA LIRETE NOBRE, n. 24.12.1944, cc. Jefferson de Paula Viana, n. 13.08.1944, pais de:

◘ Qn 1829 – Melissa Nobre Viana, n.18.04.1978.

◘ Qn 1830 – Mirela Nobre Viana, n. 13.08.1981.

◘ Qn 1831 – Jefferson de Paula Viana Filho, n. 18.08.1983.

■ Tn 729 – FRANCISCO NIRVANDO GIRÃO NOBRE, n. 20.04.1946, cc. Zélia Maria de Oliveira, n. 28.07.1952, pais de:

◘ Qn 1832 – Alexandre de Oliveira Nobre, n. 28.04.1974.

◘ Qn 1833 – Alana de Oliveira Nobre, n. 30.01.1976.

◘ Qn 1834 – Andréa de Oliveira Nobre, n. 23.02.1980.

◘ Qn 1835 – Nícia Cordeiro Nobre, n. 29.07.1982.

◘ Qn 1836 – Ana Carolina de Oliveira Nobre, n. 14.04.1985.

■ Tn 730 – FRANCISCA IVETE GIRÃO NOBRE, n. 07.11.1947, solteira.

● Bn 258 – MÁRIO, f. menor.

Juraci e seu irmão Mário Girão Nobre

● Bn 259 – MÁRIO GIRÃO NOBRE, n. 16.09.1911, conceituado e próspero comerciante na terra de Capistrano de Abreu. Pessoa afável e muito comunicativa. “Tio” Mário, como é conhecido na intimidade, contraiu matrimônio na data de 16.09.1953, com Teresinha Bandeira, mas não houve filhos.

Juraci emoldurada pelos filhos

● Bn 260 – JURACI GIRÃO REGADAS, n. 25.01.1913. Bisneta do fundador da família Girão, filha de Florentina Pessoa Girão e Luís José Nobre, nasceu em 21.01.1913. Na comemoração de seus 83 anos, foi uma das homenageadas na II Convenção da Família Girão. Foi funcionária dos Correios e Telégrafos desta Capital, admitida por concurso em 06.02.1940. Mãe de Lucílvio Girão (Deputado Estadual), Luciano Girão Sales, Analúcia Sales Farias (Licenciados, respectivamente, em História e Letras) e do Vereador Luciran Girão Sales (eleito para a legislatura 2004/2008; formado em Administração de Empresas, Ciências Jurídicas e Sociais e exerce a Advocacia). Juraci é neta de Eduardo Henrique Girão, o 6º filho de Antônio José Girão, Patriarca de nosso clã. É casada com Luís Carlos Regadas, conceituado comerciante e destacado líder político em Maranguape – CE. São quatro (4) os filhos do casal:

Juraci, ao lado da mãe, cercada pelos filhos, genros, noras e netos

■ Tn 731 – LUCIANO GIRÃO SALES, n. 23.03.1944, Professor, cc. Nilce Maria Fontenele Sales, graduada em Pedagogia, pais de:

◘ Qn 1837 – LUCIANE FONTENELE SALES MARTINS, Contabilista, cc. Luís Carlos Rodrigues Martins, pais de:

◘ Qn 1838 – JOÃO LUÍS FONTENELE SALES, bacharelado em Direito e Advogado, cc. Claudejane Freitas Sales, pais de:

ө Pn 2469 – João Muniz Freitas, estudante.

◘ Qn 1839 – LUCIANO GIRÃO SALES FILHO, acadêmico de Direito, solteiro.

◘ Qn 1840 – TICIANE FONTENELE SALES, Contabilista, cc. Stephe Lucas.

◘ Qn 1841 – JOÃO DAMASCENO FONTENELE NETO, estudante.

■ Tn 732 – ANALÚCIA SALES FARIAS, n. 22.06.1947, Professora, cc. Francisco José Farias (Franze), n. 10.03.1942, funcionário público estadual, aposentado, pais de:

◘ Qn 1842 – HERMITON SALES FARIAS, Médico Anestesista, n. 04.04.1972, cc. Cristiane de Farias Mendes, n. 16.02.1977, Odontóloga.

◘ Qn 1843 – HERITON SALES FARIAS, acadêmico de Direito, n. 16.03.1977, cc. Glaudete Raulino Girão Sales, n. 22.06.1975, Secretária Executiva, pais de:

ө Pn 2470 – Marina Girão Sales Farias, n. 08.01.2003, estudante.

■ Tn 733 – LUCIRAM GIRÃO SALES, n. 25.05.1950, bacharelado em Direito, Advogado e funcionário público estadual. É Vereador de Fortaleza, eleito para a legislatura 2005/2008, cc. Teresa Cristina Silva Araújo Sales, Pedagoga, n. 07.09.1953, pais de:

◘ Qn 1844 – DAVID LOUIS ARAÚJO SALES, n.12.10.1989, estudante.

Deputado Lucílvio Girão

■ Tn 734 – LUCÍLVIO GIRÃO SALES, n. 16.05.1953, graduado em Medicina pela UFC; Médico Cirurgião Geral; foi Vereador de Fortaleza por várias legislaturas (1995-1996 – Suplente); em 1999 reeleito -segunda legislatura (1997-2000); reeleito novamente – terceira legislatura (2001 – 2004). Em 2002 foi eleito Deputado Estadual (2003 – 2006) e reeleito – segunda legislatura para Deputado Estadual (2007 – 2010). É casado com Regina Marta de Vasconcelos Lopes, Assistente Social, n. 01.03.1958, pais de:

◘ Qn 1845 – LUANNA LOPES GIRÃO SALES, estudante, n. 29.12.1991.

LUCÍLVIO GIRÃO SALES (Sinopse Biográfica)

Sem abandonar o campo da Medicina, onde desenvolve sua luta contra a dor e a morte, exercendo por longo período a Direção do Hospital do Conjunto Engº José Walter. O Dr. Lucílvio Girão foi Vereador por duas legislaturas. É Deputado Estadual, com assento na Assembléia Legislativa do Ceará – para a qual se reelegeu nas eleições de outubro de 2006.

Natural de Maranguape, onde nasceu a 16.06.1953, o Deputado Lucílvio Girão é filho de Luiz Sales Regadas, de tradicional família de Acaraú, e de Juraci Girão Nobre, de estirpe dos Girões/Nobres de Morada Nova.

Concluiu os cursos de 1º e 2º Graus, respectivamente, nos Colégios Filgueiras Lima e Brasil, ingressando na Faculdade de Medicina da UFC, pela qual colou grau no ano de 1983.

Trineto de Antônio José Girão, Lucílvio tem um brilhante currículo, com especial destaque para a sua especialidade médica, a Cirurgia Geral, com inúmeros cursos e estágios nos mais importantes centros da Medicina nacional.

Ocupou diversos cargos públicos, na sua condição de médico, revelando sempre grande dedicação aos clientes, particularmente aos mais humildes, razão porque se fez merecedor de invulgar estima, o que lhe valeu o ingresso na vida política, por diversas vezes reconduzido a cargos eletivos.

Sem abandonar o mundo da medicina, aonde vem se empenhando na luta para derrotar a doença e a dor.

De currículo deveras brilhante, participou dos mais diversos cursos e encontros científicos, seminários e congressos médicos, incluindo-se, dentre estes, o XXI Congresso Brasileiro de Cirurgia; o XI Congresso Latino-Americano de Cirurgia e o Congresso Brasileiro de Cirurgia Laparoscópica, realizadosem São Paulo. Partícipedo Programa Nacional de Integração Pediátrica e da Jornada de Atualizaçãoem Cirurgia Geral, Lucílvio foi médico-residente no curso de Cirurgia no Hospital Geral de Fortaleza. Ali, e como bolsista do Instituto Dr. José Frota, nos serviços de Cirurgia de Urgência, clínica médica e pediatria, do Hospital da Policia Militar; do Ambulatório da Assembléia Legislativa do Ceará; da Maternidade Argentina Castelo branco e do Hospital Batista, o jovem médico demonstrou invulgar dedicação aos que dele precisavam dos seus serviços. Além de Diretor-Médico do Hospital Maternidade Moura Ferreira, em Acaraú – Ceará (1987). Dirigiu ele, também, o Departamento Médico da Câmara Municipal de Fortaleza (de1988 a1990) e finalmente o Hospital Distrital Gonzaga Mota do Prefeito José Walter, de 01.01.1993 a 01.12.1994, bairro onde se fez merecedor de respeito e admiração, dado ao seu modo cavalheiresco de tratar as pessoas, especialmente os humildes.

Professor Eduardo Girão e sua esposa Maria de Jesus

N 55 – EDUARDO HENRIQUE GIRÃO, bacharel em Direito professor da Faculdade de Direito do Ceará, advogado de renome, jurisconsulto, pensador e polígrafo, com várias obras publicadas (quatro volumes de Máximas, Pensamentos e Frases). Nasceu em 12.04.1882 e f. 24.12.1961. Exerceu mandatos de Presidente do Estado e de Deputado Federal pelo Ceará. Era casado com Maria de Jesus da Rocha (Dona Jesus), filha de Frederico Dias da Rocha e Maria Umbelina Pontes. Sem filhos.

EDUARDO HENRIQUE GIRÃO – POÇO DE SABEDORIA

Em página antológica de uma das edições do “Informativo OS GIRÕES”, o escritor e jornalista Blanchard Girão” faz uma síntese da vida e da personalidade desse ilustre parente:

“Desde cedo me acostumei a ter na figura do Dr. Eduardo Girão o paradigma do homem plenamente virtuoso. Um simples olhar para o casarão respeitável da Praça da Lagoinha, onde viveu sua longa existência, me provocava uma profunda convicção do respeito, embutido neste conceito infantil um vasto punhado de qualidades integrantes da personalidade do meu ilustre parente.

Essa imagem surgida na infância cristalizou-se em mim com o passar dos anos e um melhor conhecimento do caráter e da grandeza de Eduardo Girão como homem e como intelectual.

Eduardo Girão, hoje nome de bela Avenida da Capital cearense, foi sem favor nenhum, um espírito de escol, não somente capaz de enaltecer a família a que pertencia, mas como a toda a espécie humana. Era um sábio, por certo, porém antes disso era um simples, despojado de vaidades; superior pela cultura, no entanto, nivelado aos mais humildes. Professor emérito, mestre consagrado do Direito, gozava entre os alunos da tradicional Faculdade de Direito do Ceará de arraigada amizade, uma quase íntima identificação de camaradagem, sem prejuízo do absoluto acatamento e reverência à sua condição de mestre culto e bom.

Na advocacia, na política, nas letras, Eduardo Girão sobressaiu-se sempre com brilhantismo. Mas havia nele, mais que o brilho, a marca da sensatez, o toque sereno do equilibrado, a essência absoluta da sabedoria. A ele costumavam recorrer quantos se achavam em dificuldades; era na sua imensa capacidade de vasculhar as emoções humanas, que se abeberavam aqueles que se deixavam envolver nos emaranhados das relações existenciais.

Girão, na juventude, recebeu de Farias Brito, além da orientação para o exercício da advocacia, no qual buscaria a sua manutenção pessoal, a base filosófica que o capacitou a analisar o homem diante da realidade do mundo, suas contradições, seus interesses, suas desigualdades e seu destino final. Foi na genialidade de Farias Brito que Eduardo Girão aprimorou as inatas propriedades de caráter, avultando dentre elas, sem dúvida alguma, a força do seu pensamento, tal como no seu insigne mestre.

Saindo da escola filosófica de Farias Brito, Girão agregou-se a outro nome invulgar pelo talento, marcado, todavia, pela extrema emotividade de suas posições: – o jornalista João Brígido, panfletário de língua solta, de pena sem freios, famoso pela ironia e pela mordacidade. Personalidade, pelo visto, rigorosamente oposta à de Girão, o que não impediu uma sólida e constante amizade entre ambos por toda a vida.

Casa-se com Dona Maria de Jesus Rocha Girão, em 1902, e recebe inclusive a ajuda financeira de João Brígido, no valor de 200 mil réis, para as despesas preliminares, conforme ressalta Raimundo Girão, um dos mais profundos conhecedores da vida, da pessoa e da obra do tio eminente.

Celebrizando-se pelo equilíbrio, pela honestidade e pela competência, o rábula que se tornou advogado formado pela Faculdade do Recife em 1912, firma-se naqueles primórdios do século como um dos profissionais de maior e mais selecionada clientela nas lides forenses do Estado.

Para os padrões da época Girão fez-se rico profissionalmente, valendo destacar um episódio que lhe deu ainda mais nomeada como advogado e proporcionou-lhe uma elevada renda de honorários. Desse episódio já me referi certa feita num escrito para um livro de Clodomir Teófilo Girão sobre o professor Eduardo Girão”.

Foi na revolução rabelista, em 1912, quando o povaréu ateou fogo a numerosas propriedades da família Accioly. Havia um ódio incontrolável que chegava ao ponto de ameaçar de morte o advogado que aceitasse a defesa da oligarquia destronada. Procurado pelos Accioly, Girão, com aquela prudência emblemática, aconselhou-os a esperar. “Passem-me a procuração e aguardem. Estes que ora lhes atiram pedras e tocam fogo aos seus bens, em pouco estarão saudosos de vocês e querendo derrubar os novos senhores do Poder!”. Tudo se passou conforme previra Girão. Quando a euforia dos rabelistas se transformou em decepção, o astuto advogado entrou com uma ação indenizatória contra o Estado em favor dos Accioly. E venceu de maneira esmagadora. Era a sua consagração profissional. E mais do que isso: era a projeção de seu nome como uma das mais lúcidas inteligências e maior força de moderação no trato das situações delicadas. Dentro desse enfoque, chegaria Eduardo Girão ao Governo do Estado, na crise da revolução de 30. Foram buscá-lo para, mais uma vez, devolver a harmonia e o bom senso em meio à onda de emoções desenfreadas.

Diante da beligerância daqueles dias revolucionários, recomendaram-lhe a escolha de um Chefe de Polícia (Secretário de Segurança) de indiscutível valentia, homem para enfrentar a luta na base do bacamarte. Para surpresa de todos, o Governador Girão nomeou o advogado Estevão Mosca, padrão de comedimento e paz, manso como poucos e que, em razão disso, aquietou os espíritos conturbados pelas paixões políticas.

São apenas alguns traços rápidos da personalidade desse meu parente ilustre, autêntico poço de sabedoria, que já é nome de avenida importante, mas que ainda está por merecer um estudo mais aprofundado de sua extraordinária personalidade”.

From → Sem categoria

Comments are closed.